.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Uma Imagem / 140 Caracteres - 2a. Edição


O poder da indução deve ser usado com 
parcimônia, permitindo que
no futuro haja
o livre arbítrio.




Blogagem Coletiva feita pelo Blog Escritos Lisérgicos de Christian V.Louis.






28 comentários:

Ana Paula disse...

Beth, gostei demais da tua participação.
Realmente, será que estamos dando espaço para escolhas?
Talvez por pensarmos em algo tão moderno, alternativo, esquecemos da liberdade de escolha.
Uma excelente reflexão você nos trouxe com esta mensagem.
Boa noite. Beijo

Beth/Lilás disse...

Obrigada Ana Paula, pelo seu comentário.
Tentei mostrar por um outro ângulo o que esta imagem pode também traduzir, pois o que é um estilo de vida para os pais, poderá não ser para o filho num futuro.
Acredito nisso em todos os aspectos da vida social, hobbies, religiões, profissões, posição política, etc...

===================================


✿ chica disse...

Lindo,Beth!Ficou muito legal e com importante mensagem!beijos,quase saindo do paraíso,chica

pensandoemfamilia disse...

Oi Beth

As influências paternas, exemplos, são norteadores dos filhos, apesar do livre arbítrio.
Otima a sua reflexão, vamos somando nos olhares.
Estou participando desta segunda edição

Bia Jubiart disse...

Oi Beth!

Muito sábio... Indução, só do coração, e as vezes com parcimônia também p/ não machucar...

Bella, tenha um maravilhoso fim de semana!

Bjãoooooooooo

Lúcia Soares disse...

Nem sempre somos o que parecemos.
O melhor meio de "aliciar" alguém é dando o exemplo, e que seja sempre o melhor.
Bom fim de semana!

Inaie disse...

Eles estavam vestidos prá uma festa a fantasia... na vida real, o adulto é bancário e tem o cabelinho cortado curtinho!

Isa E. disse...

Oi, Beth!
Nossa, que interessante o seu texto.
Quanto do que somos é influência de nossos pais? Acho que muito e isso é praticamente inevitável...
Mas apesar disso, o mais importante é exatamente o que você disse em seu texto. Que no futuro, o poder de escolha não seja eliminado e possa ser exercido plenamente.
Excelente a sua participação! Parabéns!

Beijos

manuel marques Arroz disse...

Excelente imagem,texto fantástico.

Beijo.

Irene Moreira disse...

Olá Beth
Amiga bem reflexivo a sua frase. O livre arbítrio tem que haver e ainda mais nos dias atuais.
Quando se é criança tudo é alegria, mas chegando na fase adulta cada um cria asua personalidade!
Belíssima participação!" Parabéns

Grande beijo

Cris Henriques disse...

Olá Beth!

O livre arbítrio é sempre uma escolha, podemos ser influenciados pelos pais, mas o último passo e a última palavra é nossa.
Muito boa a tua participação.

Beijos,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Calu disse...

Excelente perspectiva, minha amiga.Exemplos são conduções, mas não devem ser imposições, permitindo que as escolhas futuras sejam próprias.
Adorei a participação, Betinha.

Fiquei sem conexão hoje desde as 12h até agora a pouco.Argh!
Lindo domingo aí.
Bjos,
Calu

Cristina disse...

Olá, Beth!
Adorei sua abordagem pedagógica... Estou torcendo por você no sorteio!
Abraço caipira.

5n3v35 disse...

Palavras sábias. Um importante aprendizado para os pais.


http://5n3v35.blogspot.com.br/2013/02/uma-imagem-140-caracteres-2-edicao-de.html

Priscila Ferreira disse...

Gostei da foto, é assim mesmo né, os pais são pura influência!
E por falar de pais e filhos, já sabe que serei titia de novo?;)
beijos dinda!

Priscila Ferreira disse...

Gostei da foto, é assim mesmo né, os pais são pura influência!
E por falar de pais e filhos, já sabe que serei titia de novo?;)
beijos dinda!

Barbie Californiana disse...

E desde cedo ele ensina o filho como conquistar respeito... muito lindo! Adorei sua participação. =]

Regina Rozenbaum disse...

Bacana demais! Quanto tempo não via/lia essa palavra: par-ci-mô-ni-a ...tudo está girando em torno dos excessos e todos pagam caro por eles.
Beijuuss moça_maaada

Gracita disse...

Perfeitas palavras. Sábia interpretação. parabéns! Linda tua participação! Um bom domingo. Beijos!

Marina disse...

Ótima participação, com sábias palavras nos levando a refletir.
Parabéns!

Léia Silva disse...

Querida Beth
E' exatamente assim que eu penso!
Sou vegetariana, mas jamais irei impor isso aos meus filhos (futuros)!
Acredito que isso é respeito.
Um grande abraço e tenha uma linda semana.
Léia

Teresinha disse...

Olá Beth,
Lindo texto! As influências são inevitáveis mesmo. O importante que essas influências sejam sempre positivas, nada mais.
Beijos mil

Cozinha de Mulher disse...

Menina que linda tua visão da imagem..
Falar do livre arbítrio pra mim é muito poético.. porque vejo isso como um lindo presente que ganhamos de Deus..

Adorei sua participação..

Beijokas e uma semana mais que linda viu?

Christian V. Louis disse...

Olá Beth. Acredito que pais servem de exemplo para os filhos em muitos aspectos, até mesmo no alimento dos preconceitos, de padronizar tudo, no entanto, todos tem livre arbítrio para decidir o que é melhor para si futuramente.
Abraço.

=> CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

Rosa Branca disse...

Olá Beth, parabéns pela belíssima participação, somos pais e não donos dos destinos deles, cabe educar e instruir e respeitar o seu livre arbitrio.

Otima semana pra ti, já estou seguindo seu blog tão lindo !

Paty Alves
www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
www.patyiva.blogspot.com
www.tentardecoracao.blogspot.com

Yasmine Lemos disse...

Influenciar sem comandar...dificil.
Beth..voltando das férias
meu beijo pra vc

Anne Lieri disse...

Beth,genial sua participação!Educar para saber escolher é uma excelente maneira de ensinar!bjs e boa semana!

Toninho disse...

Uma bela mensagem amiga.
Que seja sempre assim.
Uma linda semana a voce com ares da serra,quandoa folia baixar na terra.
Um abraço com carinho e admiração.
Beijo.