.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Diga Sim à Energia Eólica em nosso país e Não a Belo Monte

(Imagem Google)

Nesses tempos de mudanças e instabilidade financeira no mundo atual, se não tomarmos medidas para reagirmos conjuntamente à crise, podemos ver a economia e pior ainda, a vida do planeta completamente comprometida até o final deste século. Por esta razão gastar mais de 30 bilhões para construção de hidrelétricas em nosso país, penso e muitas outras pessoas também, que não é o certo, já que temos outras opções de gerar energia e bem mais em conta do que estes monstros que querem instalar nas nossas florestas e extinguir de vez a população indígena e a biodiversidade ainda lá existentes.


No meu passeio até o sul da Espanha, pude observar nos vastos campos de Oliveiras, antigos e alguns com mais de 600 anos, já que a Espanha e  Itália são os maiores produtores de azeite e azeitona de mesa do mundo, possuindo destacados avanços tecnológicos em pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de olivicultura (poda, adubação, tratamentos fitossanitários, colheita mecanizada, avaliação da qualidade física, química e sonsorial de azeites e azeitonas de mesa, entre outros.
Mas, junto a estes imensos campos de terras tão antigas, no cume de seus pequenos morros, víamos brilhando e altaneiros os gigantes cata-ventos, modernos e que levam energia para todo o território nacional - os chamados Aerogeradores - um equipamento que tem se popularizado rapidamente por ser uma fonte de energia renovável e não poluente e, segundo esta informação daqui, "A Espanha é o país com maior participação da energia eólica na matriz energética, com uma produção de 20.676 megawatts (o equivalente a 206 milhões de lâmpadas de 100 watts acesas) . A maior produtora de energia eólica no mundo é a China, com 42.287 megawatts por ano. Em segundo lugar estão os Estados Unidos, com 40.180 megawatts. Nestes dois países, entretanto, a participação da energia eólica é pequena em relação às outras fontes. Nos EUA, que produzem praticamente o dobro de energia eólica que a Espanha, essa quantidade representa apenas 2% do total."








Agora, imaginemos um país enorme, cheio de contrastes, terras a perder de vista, vento e mar em profusão.
Este país é o gigante Brasil que ainda reluta em tomar medidas modernas e de baixo impacto para nossa biodiversidade e nossa própria gente, preferindo encher pequenos lugares remotos, como uma cidadezinha no Acre, onde o filho de uma amiga foi fazer um estudo para seu curso universitário e voltou alarmado com o que viu diante de seus olhos.  Uma realidade medonha e cruel, sem o devido cuidado com o impacto sobre a população e a biodiversidade daquele lugar, onde viviam mais ou menos 200 mil habitantes e se veem de repente invadidos por mais de 160 mil homens para trabalharem numa nova hidrelétrica que o governo está lá instalando e deixando destruir tudo à sua volta. Violência crescente, parcos recursos de habitação e higiene, pesca prejudicada e diminuida, doenças disseminadas nas populações locais, um faroeste tupiniquim nos dias em que se propaga ao mundo que o Brasil é um dos países que mais cresce no panorama mundial.


Isto não é crescimento. É destruição em massa, é falta de carinho com o que temos de mais sagrado, é falta de um olhar maior em todos os sentidos.


Por isso hoje, depois de assistir pelo blog da minha querida amiga Ro ao vídeo abaixo, volto a falar deste assunto que incomoda e que pode ser ajustado de uma outra forma, seguindo os passos de países desenvolvidos e preocupados com o bem estar de sua gente.  Atualmente, o Brasil ocupa a 20ª posição em implantação de energia eólica no mundo e tem muito terreno para mais, portanto volto então a lhes pedir que ajudem a paralisar esta obra absurda de Belo Monte.  Ainda há tempo e temos tantos ou mais recursos e espaços que estes pequenos países. 
Vejam os depoimentos incríveis e emocionantes abaixo, parem e pensem se é isso que desejamos para o futuro de nossos filhos, netos, povo e mundo.



Assine você também ... AQUI.




Fontes de pesquisa - (Site Embrapa) e (Veja Abril).

30 comentários:

Ma Ferreira disse...

Olá!!!

Bem oportuno o seu post.
O planeta carece de medidas que garantam a sua sustentabilidade.
A energia a eaólica é uma das opçoes que poderiam ser colocadas em pratica!!!

Um bj..

Bombom disse...

Fico revoltada quando vejo agressões destas à Natureza e aos seus frágeis habitantes. Quando aqueles a quem damos o voto para que nos governem bem, se viram contra nós só para protegerem amigos, interesses obscuros, negociatas...
Aqui em Portugal também temos já um número significativo de "eólicas", mas tem sido uma guerra com a EDP que só permite uma certa percentagem de energia a entrar nos circuitos da rede nacional. Mesmo sendo ela própria uma das sócias da EDP Renováveis!...
Esta é uma campanha muito justa. Parabéns pela iniciativa. Bjs. Bombom

Cacá - José Cláudio disse...

Oi, Beth. Dizem que quem nunca comeu mel, quando come se lambuza. Pois o Brasil está esgotando todo o seu potencial hídrico primeiramente e predatoriamente para só depois de esgotado e destruido tudo é que vai começar a trabalhar com outras fontes. Veja bem: até descobrirem o petróleo do pre-sal, por exemplo, só se falava em biocombustíveis. Acharam um tesouro e não se fala mais nisso. A CEMIG, companhia daqui de MG disse certa vez que possui experimentos muito bons de energia eólica no Ceará mas ainda não vai implantar em larga escala por ser inviável economicamente (leia-se menos lucros). Então, só mesmo se a população tomar consciência dessa tragédia pré anunciada é que teremos condição de barrar essa destruição que chamam pelo eufemismo de progresso.

Abraços. Paz e bem.

Beth/Lilás disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calu disse...

Querida Mãe-Gaia,
teu olhar detalhado ressaltou muito bem todas as questões que ainda vigoram nesse nosso gigante de pés-de-barro. Pés estes amplamente renovados pelas política públicas de todas as esferas da nacionalidade corrompida e corruptora.
As capitanias hereditárias seguem seu avanço destruidor abocanhando as reservas, o meio-ambiente, as populações, o porvir...e com total anuência da quadrilha vendilhona que abriga os templos do poder.
Aplaudo tua permanente vigília contra a ilógica usina de Belo-Monte.Sou mais uma,que de mãos dadas contigo, abomino os crimes ambientais, como este que se desenha.
O teu foco joga mais luz(limpa) na questão.
Bjos,
Calu

Mãe Terra, Estamos Aqui... disse...

Linda postagem amigas, mas o assunto da Usina de Belo Monte é uma vergonha nacional, e já dei o meu apoio ao movimento Gota D'água...
Abraços Fraternos...

Maria Célia disse...

Olá Beth
Muito tem se falado sobre a construção desta hidrelétrica de Belo Monte; muitos contra, o governo alardeando as benesses.
Sinceramente, não sei, se nós temos a capacidade de impedir esta obra gigantesca, que já chegou atropelando uma cidadezinha e seus moradores.
Francamente... não sei não.
Parabéns pela coragem em denunciar publicamente.
Bjo

Georgia disse...

Qdo fomos à Berlim em 2009, haviam muitos eólicos. O maior problema e é o que encarece esse sistema é como fazer a distribuicao de toda energia que ele armazena. Isso ainda nao está bem claro. Mas sem sombras de dúvida será algo revolucionador.

Bjao

Mari Hart disse...

Oi minha linda! Já assinei há alguns dias, divulguei no FB, e bato palmas para o vídeo e a campanha! Muito bom vc compartilhar por aqui tb! Qto mais pessoas assitirem, e assinarem melhor! A vida, o futuro agradece! =)) Mega beijooos!

Celina Dutra disse...

Beth querida,

Artigo excepcional. Com tanta destruição só pessoas irresponsáveis, que não têm compromisso com o bem estar dos brasileiros (incluindo índios entre os brasileiros!!!), e da humanidade pode levar adiante solução criminosa como Belo Monte.

Com sua licença vou fazer um link com seu post e postar esse vídeo no Colheitas. Até agora não há ainda 1 milhão de assinaturas. A petição precisa de divulgação.
Girassóis nos seus dias. Beijos.

PS Muitos cata-ventos juntos formam imagem linda!

Beth/Lilás disse...

Oi, Celina!
Que bom que você levará o vídeo para o seu pedaço, precisamos de muitas assinaturas ainda e se todos quiserem fazer o mesmo, pode ser também pelo Facebook que tem um grande alcance de massas.
Fiquem então à vontade para levar o vídeo.
Valeu!
Beijos cariocas

======================================================================

Sandra Puff disse...

Oi, Beth...
Você foi feliz na sua viagem em ver esse tipo de energia.
Eu fui ao Japão e New York e fico me perguntando, precisa daquela luz toda?, daquela poluição visual que causa apagões em vários lugares?, que faz com que governos ainda façam usinas nucleares?
E em Las Vegas?, mesmo que seja a Meca da diversão, precisa desse gasto de energia toda?, fico profundamente entristecida quando penso que esse esbanjo todo, pode, em algum lugar, parar completamente hospitais, vindo a ter muitos óbitos.
Minhas preocupações...
Luzes em exagero X Poluição Visual X Usinas Nucleares X Apagões X Óbitos? ou? X Energias Renováveis X Bom Senso X Cuidado com o Meio Ambiente X Consciência Tranquila X Sem Medo de Acidente Nuclear e etc.
Pensemos Nisso.
Bjs,

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Também já postei sobre isso num dia da Teia Ambiental (todo dia 7) e precisamos reforçar a ideia e conscientizarmo-nos...
Bjm de paz e ótimo fim de semana

Beth/Lilás disse...

Isso mesmo Orvalhinho, precisamos reforçar a ideia, por isso voltei à carga e espero que muitos outros blogueiros façam o mesmo. Ainda faltam muitas assinaturas para chegar a 1 milhão.
Votem por favor!
beijos cariocas

==========================================================================

Meri Pellens disse...

Acho que já assinei, mas vou lá ver se dá para assinar de novo.
Gostei demais do seu post.
Beijinho e muita paz!

Inaie disse...

morei em Palmerston North, onde existem muitas turbinas de vento. Elas sao lindas, tao romanticas...
mas alguns malucos por la, eram contra a sua instalacao, chegaram ate a insinuar que olhar para as turbinas girando poderia causar problemas cardiacos.
Cada doido com a sua mania!

SIM A ENERGIA AEOLICA!!

Bixudipé disse...

Olá Beth,
Adorei conhecer o Mãe Gaia!
Seu texto acerca de nosso devaneio - me refiro ao Brasil, ou aos seus líderes - é sensato e coerente!

Adorei tudo por aqui!

Abração,

Rodrigo Davel

Lia Noronha disse...

Divino..é cuidar da natureza...abraços carinhosos a você.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ah querida mãe Gaia, escolheram justamente um lugar "afastado" para poder fazer o que querem, achando que ninguém vê.

Infelizmente dá mto mais ibope fazer uma mega usina do que um enorme parque eólico.
Fica mto mais vistoso no horário político botar a construção de Belo Monte do que esses "cataventos" (na cabeça do povão é catavento né).

triste tudo isso... infelizmente essa é a mentalidade desse governo, fazer tudo o que "aparece', custe o que custar.

lindas as fotos da Espanha! deve ter sido uma viagem maravilhosa

boa semana, querida mae Gaia

Cucchiaio pieno disse...

Querida Beth
Muito obrigada pelo carinho, por dar-me noticias da nossa amiga!
Falei com ela na 6a feira.
Ela está em minhas preces e estou vibrando muita luz sempre!
Um abraço apertado
Léia

Adriana Vargas disse...

Gostaríamos de contar com o seu apoio para realizarmos a primeira feira dos novos autores, para tanto, precisamos chegar nos 2000 seguidores, exigidos pelo patrocinador que realizará este evento. É muito fácil! Basta seguir http://clubnovosautores.blogspot.com e nos deixar um comentário - " EU APOIO OS NOVOS AUTORES!"
Aqui, estou te seguindo e contando com o seu apoio!
Abraços!

Aleska disse...

Vou compartilhar no facebook!

Pitanga Doce disse...

Faz bem e é bonito. Esses "moinhos" são muito mais lindos de ser do que as próprias barragens. Sem contar o estrago que elas fazem, açoreando rios e vidas.

Bom domingo Beth.

Moran, andarilho disse...

Beth,
tudo devidamente apoiado e assinado. E seguindo a dica da Celina vou levar o video para meu facebook. Muito pertinente sua intervenção nesta estória da usina Belo Monte. Obrigado, Bjs.

ML disse...

O Brasil não reluta, Beth! Ele dá (a gente paga) pra galera procriar por conta de uma bolsa que reelege os mesmos ou suas crias.
Tem jeito não...
Viaja, curta e volte pro "lar" sem esperança de que, um dia, isso aqui vai "acontecer" : > )
Soy... "desesperançada" ; > )

bjnhs e ótima semana, querida!

Anne Lieri disse...

Beth,que texto mais importante para nos alertar!Eu já assinei essa petição,não sei se podemos assinar várias vezes!O Brasil é mesmo um pais com tantos recursos e temos um governo que não aproveita os recursos que temos!A energia eólica é mesmo uma solução perfeita!Adorei seu texto!Bjs e boa semana!

ONG ALERTA disse...

Excelente postagem...precisamos de um pais sutentável...beijo Lisette.

Beth/Lilás disse...

ATENÇÃO PESSOAL!

"O Brasil investe muito em geração de energia e muito pouco em gestão energética. Há estudos que mostram que medidas de eficiência energética economizariam o equivalmente a uma barragem do porte de Belo Monte ou Itaipu. Por que não repotenciar as usinas mais antigas, construídas há 20 ou 30 anos, ou reativar usinas antigas? Precisamos diversificar a nossa matriz energética. Somos um país tropical, temos biomassa, sol e ventos. Precisamos investir na inteligência e diversificar a matriz para não deixá-la à mercê de um único recurso."

Palavras de Andréa Zhouri, coordenadora do Gesta, núcleo de pesquisa do Departamento de Sociologia especializado em licenciamento ambiental e que está prestes a lançar site com um mapeamento dos conflitos ambientais em Minas Gerais. Em entrevista ao Portal da UFMG, Zhouri resgata a história do projeto de Belo Monte, barrado no final dos anos 80 por conta da pressão dos movimentos ambientalitas e pró-indígenas, e critica a sua retomada no século 21, marcada, segundo ela, por falhas no processo de licenciamento.

Não deixem de ver a entrevista na íntegra no excelente Blog da ROCosta - http://rocosta.wordpress.com/

======================================================================

LILIANE disse...

oi Beth
nossa, que saudade de você.
eu fiz um trabalho na faculdade sobre esta questão da sustentabilidade e infelizmente causa tristeza este descaso com o nosso planeta.
Atitudes como esta de Belo Monte só me fazem acreditar que alguns poucos vão ganhar muiiiiiiiiiito com este investimento.
Fazer o quê?
O Brasil é um país fantástico mas com uma mentalidade muito pequena.
Só pensam no lucro.
Posts como o seu são fantásticos para orientar e nos chamar a atenção.
Parabéns Mãe Gaia por fazer a sua parte para proteger nosso Planeta.
beijos com saudade.

RUTE disse...

Oi Beth,
grata por sua visita e por me ter chamado para conferir esta polémica aqui no supremamaegaia.

A energia é o ouro do povo moderno!
Ninguém vive sem energia e por mais ambientalistas que queiramos ser, dificilmente conseguimos diminuir nosso consumo energético.

Basta ver aqui na blogosfera, quantos computadores ligados todo dia? O meu, incluido, claro.

Concordo com você que as barragens são um crime contra a natureza. Mas os cata-ventos também são. Milhares de pássaros são sugados pelos cata-ventos, despedaçados nas grandes hélices produtoras de energia. Os ambientalistas portugueses andam loucos da vida com a energia eólica porque provoca a despovoação de certas areas em termos de aves.

É muito dificil escolher. Mas concerteza, o impacto será menor do que o da usina hidro-electrica.

Em Portugal, a novidade é a energia gerada pelas ondas do mar. Sendo Portugal rodeado por costa atlantica, estamos investindo nessa exploração de energia em alto mar. Assim como na energia solar e energia da biomassa.

Fico muito triste de pensar em todos os animais que sofrem por causa do ser humano.
Beijinhos verdes para você.
Rute