.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Confetes para uma eterna Diva


Uma mulher só precisa de quatro animais na vida: uma raposa no armário, um tigre na cama, um Jaguar na garagem e um burro para pagar por tudo isso.”

O beijo de um homem é a sua assinatura.”

A única profundidade que os homens admiram numa mulher é o seu decote.”

Ao ser perguntada por um amante se ele podia confiar nela: “Claro. Centenas já confiaram.”

Respondendo à chapeleira, que exclamou – “Meu Deus, que diamantes lindos!”: “Deus não teve nada com isso, querida.”


Já tive tantos homens na vida que, às vezes, acho que o FBI devia me procurar quando quisesse comparar suas impressões digitais.”


Ao dizer que, antigamente, se envergonhava da vida que levava e ao ser perguntada se tinha mudado de vida: “Não. Apenas deixei de me envergonhar.”
-Mae West-
1893/1980

"Atriz e argumentista norte-americana, nascida em Brooklin, começou aos cinco anos no teatro em "The Baby Vamp". Fez teatro de revista, a partir de 1911 na Broadway. Divertida e sensual marcou o cinema quando interpretou com desenvoltura a peça de sua autoria "Sexo", que lhe valeu oito dias de prisão. Mae sempre gostou de escandalizar. A Paramount contratou-a a partir de 1928. Os seus mais conhecidos filmes foram "Uma Noiva para Três", 1933; "Não sou um Anjo", 1933; "Annie, Missionária no Klondyke", 1934; "Riquezas da Avó", 1940; e "Myra Breckenridge", 1970. Também actuou em espectáculos em Las Vegas. É uma das mais célebres actrizes de cinema de sempre, pela sua irreverência e sensualidade. Escreveu a autobiografia em 1954. Esteve ausente dos ecrãs mais de trinta anos tendo reaparecido em 1970. Foi a típica "vamp", dos anos 40 e 50. Imortalizada pelo pintor Dali na tela com o título "Face de Mae West", como se fosse a decoração de um apartamento."


A atriz era bem resolvida e a frase que eu mais gosto e que se encaixa direitinho no que sou é a célebre:

Quando sou boa, sou muito, muito boa. Quando sou má, sou melhor.






17 comentários:

Lúcia Soares disse...

Gosto demais da ironia dela. Uma mulher à frente do seu tempo, mesmo que seja em ações pouco recomendáveis...rsrsrs Nunca vi um filme dela, mas agora pretendo ver.
Essa última frase é boa demais e se encaixa pra mim também! rsrs
Beijo!

Mery disse...

Adorei ler sobre essa deusa, antigamente qualquer coisa que uma atriz dissesse ficava marcada na história. Bons tempos!
Hoje, as mulheres famosas só falam m.
Caso Sandy, pobre coitada, envergonhou seus pais i virou motivo de chacota .
Beijos, desculpe o comentário sem graça.

Menina no Sotão disse...

Por isso que eu digo que "existem mulheres e mulheres" e claro que as más são as melhores. rs

Agora, vou discordar do que disse a Mery sobre a Sandy, não vi nada de vergonha no que ela disse, acho que as pessoas são hipócritas e envergonhou os pais por que? Por responder uma pergunta sobre sexo anal?

Acho que deve ser o que deve ter pensado muitas senhoras ao ouvir a Mae West dizer "Já tive tantos homens na vida que, às vezes, acho que o FBI devia me procurar quando quisesse comparar suas impressões digitais".

O problema da Sandy é a imagem de moça certinha que ela vendeu que ajuda a dar fundamento para aqueles dizeres "existem mulheres para casar e mulheres para sair". A Sandy seria a mulher para casar e moças assim não fazem certas coisas, essas certas coisas só fazem as outras.

Enfim, admiro as mulheres que vivem suas vidas e fazem delas o que bem entender sem se preoucupar com a hipocrisia alheia...


bacio

Cacá - José Cláudio disse...

Tomei conhecimento dela na época em que a Rita Lee lançou a deliciosa e irreverente música Flagra. Aí vi uns filmes com a Mae e gostei muito do seu talento, beleza e independência (que è epoca era uma choque na sociedade puritana). Abraços, Beth. paz e bem.

✿ chica disse...

Muito lindos esses "confetes"... Marcantes! beijos,tudo de bom,chica

Taia Assunção disse...

A última frase é realmente ótima, mas procuro ser uma boa menina...rsrsrsrs. Beijocas!

Celina Dutra disse...

Beth,

Gostoso seu post. Nada conhecia dessa atriz. E sua frase também me reflete! rsrs

Girassóis nos seus dias.
Beijos

Pitanga Doce disse...

Uma atriz do tempo em que as mulheres tinham cintura marcada e curvas arredondadas.

A segunda frase deveria estar em outdoor na Ponte. hehe

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Beth,

Vc sempre com efeitos lindos no seu blog!!

Amei o confete!!!

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Valéria disse...

Oi Beth!
Bem irreverente!
Certamente um escândalo em sua época, pois hoje ainda suas frases soam fortes. A última e mais célebre é bem o íntimo de muitas, acho que de vez em quando, inclusive eu.rsss

Beijo carinhoso!

Paulo Rideaki disse...

Existem pessoas que tem uma habilidade excepcional com as palavras. As suas frases causam todo tipo de emoção e impacto nas outras pessoas.
Uma capacidade que invejo muito, pois em tempos modernos, conhecido como a era da informação, elas fazem toda a diferença, em seu meio.
Algumas pessoas acham que é um dom natural, algumas outras acham que através de continuo treinamento podemos chegar a esse nível.
Particularmente, acho que esta moça, Mae West , Shakespeare e entre outras personalidades mundiais e famosos, não treinaram, já nasceram prontos.
Não dizem que o que é bom já nasce pronto?
Tendo a consciência de que não nasci com este dom e habilidade, caberá a mim treinar e através da leitura absorver tal habilidade.
Mamãe Gaia , muito bom conhecer grandes personalidades e suas frase neste teu espaço acolhedor!
NAMASTÊ!

Glorinha L de Lion disse...

Já li muito sobre a Mae...Eu tinha um tio que dizia que eu era a cara dela...rsrs e acho que o meu jeito tb...pois ser bem mazinha às vezes...beijos,

Misturação - Ana Karla disse...

Depois dessas frases maravilhosas só mesmo muitos confetes Beth.
Mulher "prafrentex".
Xeros

Paloma disse...

BETH, ela se fez notar pelo jeito avançado de ser.
Amiga, adorei os confetes. Bela imagem.

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Mãe West...Sou fã de carteirinha.
Bjs mil

ML disse...

Depoimentos anti ecos à parte, Beth, ela foi coerente ao seu tempo. Corajosa e inteligente.
Tem frase melhor do que "quando sou boa... mas quando sou má sou melhor ainda" ? ADORO! : > )

bjnhs

Lizete Delmonte Ferraz disse...

É um mito, mas não gosto muito dela. Acho que a peça que fez "SEX" fala tudo sobre ela. Seus filmes, também...

Beijos