.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 19 de julho de 2011

A Vida



A vida é tão bela que chega a dar medo.
Não o medo que paralisa e gela,
estátua súbita,
mas
esse medo fascinante e fremente de curiosidade que faz
o jovem felino seguir para frente farejando o vento
ao sair, a primeira vez, da gruta.
Medo que ofusca: luz!
Cumplicemente,
as folhas contam-te um segredo
velho como o mundo:
Adolescente, olha! A vida é nova…
A vida é nova e anda nua
– vestida apenas com o teu desejo!

-Mário Quintana-




20 comentários:

Luciana disse...

Beth, depois de muito eu tentar eu consegui clicar nos comentários pra poder escrever, mas ler eu não consigo. Menina, há dias que tento ler seu blog e não consigo, não desce a tela ou quando desce é rápido demais e não dá pra ler. Outra hora abre uma segunda tela com um comercial, não sei se você colocou ou se chegou aqui de surpresa,mas essa parte já faz tempo.
Bom, só pra te avisar das dificuldades dessa leitora aqui.

Vou continuar tentando.

Beijo

Élys disse...

Textos sempre muito bons de Mário Quintana. As pessoas sempre tem medo do desconhecido, do que será o amanhã...
Beijos.

Valéria disse...

Oi Beth!
Lindo poema!
A vida as vezes se faz tão surpreendentemente boa e bela que nos assusta por sua efemeridade. No entanto que bom viver tudo isso!

Beijão!

Valéria disse...

Oi Beth!
Lindo poema!
A vida as vezes se faz tão surpreendentemente boa e bela que nos assusta por sua efemeridade. No entanto que bom viver tudo isso!

Beijão!

ManDrag disse...

É maravilhoso observar a juventude quando os jovens sabem se manter felinos.

E a propósito de juventude e adolescência, assim como dom flagelo que tenho vindo a verificar entre a juventude brasileira (a gravidez precoce de muitas meninas - e meninos por cumplicidade - brasileiras), gostaria de te convidar a visitar a minha publicação no Confessium de Domingo: http://confessium-mandrag.blogspot.com/2011/07/utilidade-do-som.html

Um juvenil abraço

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida
Hoje e a ultima vez que vim aqui, quando começo a ler teu post a pagina volta sozinha para o inicio. Nao sei se esta' acontecendo o mesmo com outras pessoas que te visitam!
Bjos
Léia

Eduardo disse...

Eu tambem tenho dificuldades em abrir o post. Demora muito para completar e a imagem fica oscilando. Acho que eh por que tem muita imagem para abrir ao mesmo tempo e acumula a memoria do computador.
Quanto a vida achei muito bonito, alias a vida eh tudo o que temos e se nao vivermos bem teremos desperdicado tudo.
Um abraco
Shrek

Toninhobira disse...

Oh, Beth, que beleza de garimpagem no Quintana. Como é linda esta vida nua mas vestida de desejos, que embalam o prosseguir.
Lindo demais.
Abraço mineiro de flor.
Bju de luz nos seus dias sempre.

pensandoemfamilia disse...

Realmente, Quintana descreve de forma bela essa assustadora beleza da vida.
bjs

Beth/Lilás disse...

Hello, amigos!

Vocês estão usando qual tipo de navegador?
Coloquei até aí ao lado no Blog que este site abre melhor e mais rápido, se visualizado pelo Google Chrome ou Mozilla. Talvez seja por isso que algumas pessoas encontrem dificuldades ao abrir com o Internet Explorer. Atenção nisso, please!
beijos a todos

======================================================================

Celina Dutra disse...

OBRIGADA pela beleza! Saio daqui com paz gostosa!

Girassóis nos seus dias.

Beijos

Márcia Cobar disse...

Lindo Beth! Lindo mesmo! Ah, lembrei de você esta tarde, fui ao cinema e assisti -=Meia noite em Paris=-. Você comentou sobre o filme no seu blog e eu fiquei bem curiosa :) Afinal de contas, acho aquela cidade fantástica! A fotografia do filme estava fantástica, o jeitão do turista americano estampado na família da noiva, o charme da iltelectualidade mundial se misturando na capital francesa... tudo muito legal. Pena que havia um casal que ficava comentando assim:
- Bem se lembra que a gente passou nesta rua?
- Nossa, a gente tirou uma foto la.
Aff... sem comentários. De certo eles se achavam os ultimos terráquios a visitarem Paris.Abs
Márcia

Bia disse...

A vida é bela mesmo!! :)))

bjoo

Lizete Delmonte Ferraz disse...

Nossa, que homenagem à vida ele fez através deste poema, não? ma ra vi lho so!!!

Beteh, olha a hora...! estou acordada até agora para dar continha do blog...tô trabalhando muito...correndo...tô cansadinha...

Mas vim aqui te desejar um feliz dia da amizade, dia do amigo...voce é uma das pessoas mais especiais que encontrei nestes 3 meses de blog e fico feliz de podermos comemorar juntas este dia tão bonito...o dia do amigo...!
Voce está aqui, guardadinha no meu coração...
Um feliz dia da amizade, rodeada de amigos!
Beijos sonolentos...(como diz a Maria Neuza)...

Misturação - Ana Karla disse...

E viva a vida cheia de saúde a alegrias!
Feliz dia do amigo Beth!
Xeros

Maria Luiza disse...

Feliz Dia Do Amigo com meu abraço carregadinho de carinho. Bjbjbjbj!!!

Georgia disse...

Lindo Beth, e bem lembrado.

Bjao

Calu disse...

O feiticeiro Quintana, sabia dos belos ocultismos na teia da vida.Uma receita de bruxaria é não esquecermo-nos da cumplicidade que a adolescência tem com os mistérios e belezas do viver.
Betinha,receba meu abraço carinhoso, hoje, amanhã e sempre, pois dia do Amigo é todo dia.
Bjkas,
Calu

Cucchiaio pieno disse...

Beth, a minha internet é a google chrome.Bjos

rocosta disse...

Adoro poetas sem delongas... Mário tem essa magia que amo num poeta: fala pouco e diz muito!
Beijocas!