.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Dos dias de hoje



"Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada."


EDUARDO ALVES DA COSTA
Niterói, RJ, 1936
fonte do texto daqui 

21 comentários:

Carla Farinazzi disse...

Querida Beth

A foto somada ao texto dizem tudo. Foi assim que tudo começou. Ninguém tomando providência. Deixando prá lá, sempre. E o que era ruim, foi ficando pior, até sair do controle... Lindo post

Beijos

Carla

Beth/Lilás disse...

Oi, Carla!
Pois é, menina, quando 'eles' através da música funk avisaram "Tá dominado, tá tudo dominado", as autoridades e nós mesmos deveríamos ter ficado alertas ao grande perigo que se anunciava, mas o paternalismo do Estado deixou crescer este Monstro que hoje, sufoca, amedronta e mata os cariocas de bem.
E amanhã será mais um dia em que personagens do grande escalão se maquiarão bonitos para aparecerem no noticiário nacional para nossa indignação e vergonha mundial.
beijos cariocas

----------------------------------------------------------------------

Camille disse...

Omissao nao é coisa boa. E a gente se omite diante da situaçao do pais e de nossa cidade faz muito tempo. Todas as omissoes somadas, dao a realidade de hoje, sem continencia. Enfim, tentei inter´pretar ao meu modo , o que voce escreveu. No sentido do que representa para mim.
Bjos moça. Que a Mae Gaia coloque serenidade na cidade do Rio de Janeiro.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Beth. Eu tava ouvindo um comentarista na tv japonesa e penso igual a ele: se a situação chegou nesse ponto, as coisas estão acontecendo, é sinal de que atitudes terão que ser tomadas!

será que não é então uma chance das coisas melhorarem? porque agora os "homi" se tocaram que não podem mais empurrar com a barriga o que tem que ser feito, deixar o Rio à própria sorte e dominado pelo tráfico.

é igual qdo a gente limpa a casa. no começo parece que suja mais, levanta mais pó.

as coisas vão melhorar, eu acredito nisso. vamos ter paciência e tome cuidado viu?

o Rio merece paz e tranquilidade!

(aqui o stress é o medo da Coréia . nós aqui tb estamos preocupados)

Chica disse...

Sem palavras,beth! Que pena!beijos,chica

Celia Rodrigues disse...

Olá! Chequei aqui através da Lucia, do blog "De amor e de...". Gostei muito. Sobre o post, o terror sutilmente escancarado. Até nós que vivemos fora do Rio estamos assustados.
Abraço!

Lu Souza Brito disse...

Bom dia Beth,

Triste constatação, mas foi isso mesmo que aconteceu. E não só no Rio. Como diz meu amigo carioca Guto Leite, do Rio aparece mais pq os bandidos daí tem pinta pra artista - adoram aparecer.
Mas no geral, está tudo igual.

Bjooos

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Ontem comentava sobre isto aqui em casa. A situação tomou um rumo e foi sendo deixada. Hoje, é necessário medidas drásticas, sem recuos.
Todos nos preocupamos e nos assustamos, pois há tb muito sensacionalismo da midia.
bjs,

Beth/Lilás disse...

Oi, Norma!
Com certeza. A mídia adora isto, pois dá ibope e as pessoas ficam pregadas diante da tv assistindo a este horror. Até eu que nunca ligo a tv, fiquei em casa ontem, com medo de ir à rua e assisti a toda aquela operação acompanhada pela Globo. Mas até nisso, a televisão presta um desserviço, pois naquela fuga de uma favela para outra, se a polícia tivesse atirado e matado meia dúzia de bandidos armados, ainda seria tachada de 'polícia matadora', afinal estavam sendo filmados pelo tal helicóptero da tv.
Isso acaba atrapalhando de um certo modo a operação policial.

Outra coisa gente: Ouvi pelo rádio, o relato de uma moça que estava num ônibus pela manhã na Av.Brasil contando que quando os bandidos chegaram, todos em motos, conduzindo mais de 3 na mesma, armados e completamente drogados, o que causou maior impacto e medo foi ver que todos eram Crianças, meninos e meninas, entre 12 a 15 anos, magros, pequenos, mas alterados e loucos para matar. Entraram no ônibus e maltrataram as pessoas, retirando-as de lá com violência, loucos para apertar o gatilho de armas mais poderosas do que eles podiam aguentar carregar.

Então, o que temos aí, é um Exército de Adolescentes que se expõem para bandidos velhos escondidos em seus bunkers.

Aqui só terá um jeito se fizerem como na Colômbia - tudo completamente vigiado, desde a entrada e saída da cidade. Cães farejadores, motociclistas, mesmo com uma moto cara terá que usar uma placa bem visível nas costas com um número de identidade, exército e polícia na rua por todo o tempo.

Isto que estão fazendo, continua sendo paliativo até os policiais fincados nas tais UPPs, juntarem-se aos poucos bandidos que restarão nos morros cariocas e recomeçar tudo de novo.

Gostaria de ver aqui as opiniões de mais amigos, portanto podem falar o que acham de tudo isso, ok.

beijos e obrigada

----------------------------------------------------------------------

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Menina é isso mesmo!

Hoje li uma passagem na bíblia que muito confortou o meu coração e até postei no blog.

Pedimos luz, paz e proteção. Parece mentira essa guerra no rio e busca desmedida de informações pelos jornalismos a fora.

Precisamos separar o boato da verdade e os nossos governantes já mostram as caras.

beijos

Lúcia Soares disse...

Beth, penso como a maioria, isso foi amplamente anunciado, estava para acontecer a qualquer momento.
Falo algumas vezes que a polícia mineira é mais eficiente, mas não conheço todas.
Ontem já ouvi que Minas já está policiando seus limites com o RJ, para que não entrem aqui (os bandidos).
Se adolescentes estão envolvidos, é porque não tiveram (não têm)escola em período integral, não há nas comuniddes um projeto de profissionalização; meninas adolescentes aprendendo a serem babás, manicures, cabelereiras, bordadeiras, costureiras...Enquanto o dia passa, ficam zanzando pelas ruas, fumando, vestidas minimamente, como expostas aos abutres...
Meninos vão ser aviõezinhios aos 6,7 anos, porque os pais são quase adolescentes ainda, mães e pais com 20, 21 anos, que tiveram filhos aos 13, 14 anos...Muita, muita coisa errada, desde muito tempo.
O menino de 14 anos não pode ser office-boy (como meu irmão foi), mas pode virar bandido...
Muita cosia errada, Beth, infelizmente.
Beijo!

Cucchiaio pieno disse...

Esse texto me arrepiou!
Quanto horror esta' acontecendo, tudo muito triste.
Um grande abraço
Léia

Luma Rosa disse...

A conivência do poder num passado próximo deixa dúvidas sobre as verdadeiras intenções dos governantes e agora após eleição, tendo o Rio que "organizar a casa" para os eventos que sediará, penso na manipulação que fazem das massas. Cobras e Lagartos, já leu? Beijus,

manuel marques disse...

Lamento e espero que tudo se resolva.

Beijo e bom fim de semana.

angela disse...

é lamentavel, triste demais! bjs

Cacá disse...

Atualíssimo esse belo poema, Beth. Meu abraço. paz e bem.

ManDrag disse...

Pois... foram muitos e muitos anos sem dizer nada.
Os maus hábitos são fáceis de instalar. Mais difícil que a educação é a reeducação. E esta é muito necessária a todos os níveis da sociedade brasileira.

Abraços solidários

lynce disse...

É só para te desejar um excelente fim de semana e agradecer os teus reconfortantes comentários. Assim que encontrar o meu equilibrio emocional e me reencontrar, prometo ser visita regular.
Beijinhos

Fátima disse...

Oi minha queridinhaaaaaaaaaa!!!
Qto tempo não venho na pracinha...saudades daqui.
Inacreditável chegarmos nesse ponto, não é mesmo?
O Carlos vai para o front amanhã, sim pq o clima é de guerra.
Só não foi hj, pq fazia parte da segurança de uma comitiva de militares uruguaios que estavam no RJ.
Para a missão no RJ, vão apenas militares com experiência, principalmente os que estiveram no Haiti, que é o caso do meu genro.
Brincamos aqui em casa, que qdo fazemos boas ações, ganhamos tijolinhos para nossa morada na eternidade. Qdo o Carlos chegou agorinha a noite, me olhou e disse: "Lá vou eu perder um monte de tijolinhos"...tadinho, tão jovem e tendo de encarar de perto tanta violência.
Que os anjos benditos guardem a todos e que a paz do Cristo Redentor, possa voltar a ser sentida em todos os corações.
Beijinhos mil!!!
Fafi.

Beth/Lilás disse...

E é assim que vive hoje o carioca:

Segundo a psicoterapeuta Celia Lima, bom senso e uma boa dose de realismo são elementos fundamentais para impedir que o sentimento de impotência e a insegurança prevaleçam.

"Do ponto de vista social, o clima tenso pode gerar uma paranoia coletiva. Claro que todos precisam estar antenados a respeito das regiões mais perigosas ao andar pelas ruas e se proteger, mas às vezes isso toma uma proporção maior que a realidade. Ter prudência não significa que você não deve sair de casa. A violência não pode impedir ninguém de viver", alerta a especialista.

----------------------------------------------------------------------

Beth/Lilás disse...

Fafá, querida amiga!
Então, o Carlos estará no front amanhã, vamos torcer e rezar para que ele execute bem seu trabalho e volte são e salvo para sua casa.
Neste momento, toda a população dá apoio aos militares e policiais e acho que isso é o melhor de toda essa história, pois pela primeira vez, estamos assistindo aos próprios moradores desses lugares que sempre foram usados por estes bandidos, reagirem e mostrarem sua indignação, ficando ao lado da lei.
Força pra vocês e sua família que moram no Rio!
beijinhos cariocas do outro lado da ponte.