.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Para mim Sim e para você?



O texto que reproduzo abaixo, deixou-me pensativa, relembrando fatos, épocas, dias felizes outros nem tanto, e,  aí indaguei a mim mesma se Valeu tudo isso até aqui.
Digo que Sim, pois tudo o que vivi e fui até então, foram atos permeados pela vontade de que as coisas dessem certo, sempre perseguindo meus ideais com boas intenções e  sentimento amoroso, portanto Valeu e agradeço à vida todas estas oportunidades que me serviram de crescimento.

     

Valeu!

Qual de nós não acordou no meio da noite com a seguinte pergunta escancarando nossos olhos feito farolete em noite escura: Valeu?

E quantas de nós será que podem dizer sim, a vida valeu até aqui?E aquelas que dizem sim, para onde olham, qual pedaço do vivido as fazem sorrir e reafirmar que sim?
Talvez olhem lá para trás, e se revejam crianças. Ainda meninas, rodeadas por bonecas, balas, chicletes. As tardes quentes das férias de verão, pés no chão, olho na bola, sujas e despreocupadas. Caras borradas de batons roubados, cheias de pintas feitas a lápis, andar solto sobre saltos altos. Mas também as broncas, os beliscões, os nãos.
A tudo isto dizem sim, valeu.  Talvez olhem para trás e se vejam ainda jovens, recém-saídas da infância. Cheias de medos e desejos de conhecerem mais de mundo, dos outros e de si próprias. Se relembrem daqueles corpos em transformação, pernas longas, vozes mudando de tom. Seios se arredondando, a primeira menstruação.
O primeiro beijo de boca fechada e olhos abertos. E os beijos seguintes já de boca aberta e olhos fechados. As primeiras carícias, aprendizado do prazer.
Mas também o medo, os impedimentos.
A tudo isto dizem sim, valeu.
Talvez lembrem-se de todos os planos traçados e todos os desvios dos planos traçados. Das escolhas profissionais precipitadas e das escolhas profissionais amadurecidas e realizadoras. 
Outras sentirão que valeu por todos os amores vividos. Mas também por toda a dor vinda dos amores findados.
Por todos os momentos de horror e desespero, porque junto com eles sempre vem a certeza de se estar maior, mais gente, mais humana.
Por todas as mortes, porque a cada uma delas aprofundou-se o saber de que a vida é curta e única e que nada é eterno.
Outras dirão que sim, valeu, olhando para seus companheiros de vida, porque ali verão alguém que as ama por inteiro e a quem amam por inteiro. Não metade. Por saberem que disseram sim a mulher e ao homem que são e não a mulher e ao homem que um dia sonharam.
Outras ainda dirão que sim, valeu, pelos filhos gestados e paridos, ou pelos filhos escolhidos. Pela emoção de vê-los na vida, caçadores de sonhos e realizadores de muitos.
Muitas olharão para amigos queridos e a alegria em estar com eles, por tudo deles recebido. E principalmente por reconhecerem que da matéria, resíduo destes encontros, é que são o que hoje são. Dirão ainda sim, valeu, diante da memória de seus pés nus na terra úmida, de seus olhos pousados em tantos horizontes alaranjados, de seus corpos mergulhados nas águas dos rios, cachoeiras, mares azuis. Diante da imagem de cavalos soltos e livres, correndo por descampados com seus corpos fortes, brilhantes de suor.
Pelas noites estreladas, por todas as luas cheias, pelo mistério das luas novas. Por todas as garrafas de vinho, por todos os brindes. Por todas as conversas à toa, pelo gosto das frutas frescas.
Saberão que valeu por terem vivido do direito e do avesso, na mão e na contramão.
E saberão que valeu principalmente por terem apaziguado a menina que sonhou uma vida para si, e por poderem congratular-se com a mulher que aceitou a vida como ela é. Por tudo isto é que podem dizer sim, valeu!

   



18 comentários:

ML disse...

Eh he, Ms. Beth, que texto excepcional!

Amei a foto mais todas as palavras-sentimento que correspondem à minha realidade.

Exceto o 1º beijo: precocemente, foi de olhos fechados e boca aberta - e foi muito bom, nota 10, até hoje - e o garoto, espertíssimo, e precoce tb, tinha 1 ano a menos do que eu (11 e 10).
Minha mãe não tem Internet, logo não vai ler, nem saber - espero... : > )

Aprendendo a aceitar a vida como ela é - que eu consiga. Tô tentando.

bjíssimos.

Renata disse...

Bom dia minha amiga!!!

Ufa!!! Que texto mais lindo, mais profundo, uma retrospectiva assim logo cedo...é bom, faz a energia crescer dentro de nós pra começar bem um novo dia!

Eu? Pra mim valeu tudo!!! cada segundo, todos que nasceram, os que puderam participar, aqueles com quem pude dividir, valeram também aqueles que já se foram, porque também fizeram parte, valeram todos os momentos, tristes, alegres, de paz, de luta, afinal somente através deles pude me tornar aquela que sou hoje!

Um grande abraço,
Obrigada por me fazer pensar!

Barbie Girl disse...

E como valeu a pena!
Sabe Beth, até dos momentos "ruins", tenho como aprendizado, amadurecimento... então considero que tudo que já vivi, me tornou o ser humano que sou hoje e tudo que tenho vivido e aprendido dia após dia, me deixa com mais vontade de ser uma pessoa melhor a cada minuto que passa!

beijos no coração!!

Fátima disse...

Bom dia minha queridinhaaaa!!!
Outro dia voltando de carro com meus pais das compras, minha mãe disse que se pudesse voltar no tempo faria muita coisa diferente. Fiquei pensando, pensando e já chegando em casa, comentei que eu não faria nada diferente não. Ou melhor, não mexeria nas grandes decisões. Por ter casado muito jovem e logo a seguir ter me tornado mãe e juntando a isso, marido fazendo faculdade e a construção da nossa casa, talvez eu pudesse ter tido menos acessos de TPM, ou ter sido menos exigente com as crianças e até comigo. Por outro lado, se assim não fosse, talvez todos nós fôssemos diferentes hj e eu gosto um bocado de quem somos hj.
Entonces: VALEUUUUUUU e continua valendo muito e muito!!!
Mil beijinhos!!!

Mari disse...

Pra mim também valeu! Até todos os momentos de dor, obstáculos difíceis a serem enfrentados.Não sou de perder as esperanças logo,graças a educação e exemplo que minha mãe me deu, cuidando de mim e 3 irmãos praticamente sozinha. Sou forte pq tive um exemplo de verdadeira lutadora ao meu lado. Claro que me entristeço e chateio mt com os problemas, q não são poucos. Mas sempre, sempre ao final encontro a bondade e compaixão daquela mão que cuida de tudo no universo.Valeu e continua valendo!

Manuela Freitas disse...

Olá Beth,
Texto excelente e muito bem escrito!
Eu considero tb que valeu, obviamente que sou uma sonhadora e que sonhos ficaram pelo caminho! Ser sonhadora é necessário, mas tb saber que a vida tem uma grande dose de impresibilidade e isso equivale a dizer, que há sonhos que se realizam e outros que não. Para lá do sonho a componente racional, é uma defesa essencial.
Deste modo, a forma como termina o texto é de facto sábia:
«E saberão que valeu principalmente por terem apaziguado a menina que sonhou uma vida para si, e por poderem congratular-se com a mulher que aceitou a vida como ela é. Por tudo isto é que podem dizer sim, valeu!
Desejo que esteja bem, por cá está um calor danado, até impede o raciocínio!...
Beijinhos,
Manú

Vanessa disse...

Beth, belo texto. Enquanto acharmos que valeu, tá valendo e isso é o que serve.

Beijos!

manuel marques disse...

As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

Fernando Pessoa


Bonito texto.

Beijo.

Georgia disse...

Beth, tá linda sua foto!!!

Mas é claro que valeu! Prá mim, valeu tudo o que a vida me ofereceu.
Nas ruins: amadureci, nas boas aproveitei e fui feliz!

Bjao e parabéns pelo texto.

Luma Rosa disse...

Ótima reflexão, Beth!! Mas tá valendo né? A vida sempre vale a pena quando nos sentimos amados ou que alguém precisa de nós! A inutilidade, falta de metas, o desamor, a mágoa... entre outros sentimentos negativos, podem nos fazer andar para trás e minar a construção do nosso palácio interno! Existem dias e dias! Dias que achamos valeram a pena e dias que queremos que algo nos faça mais vivos!
Quando olho para trás, vejo tudo como um filme! Algumas coisas já me esqueci e até me confundo, como o primeiro beijo. Acho que criei o meu primeiro beijo e ele aconteceu muito precocemente com um menino que eu gostava muito. Então, não sei se aconteceu realmente, pois tinha apenas 6 anos. E depois, foram tantos beijus testados, que acho não valeram. Testei tanto a vida e continuo testando, indo e esquecendo e fazendo valer somente este momento. Aqui, agora, acho que valeu! Sou saudável, tenho filhos também saudáveis, um lar aconchegante com pessoas de sorriso largo, mesa e conversa farta. Outra coisa que se perdeu no tempo foi a paixão, agora só amo mornamente! (rs*) Boa semana! Beijus,

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Se valeu???? Com certeza.
Viver cada momento.
Curtir cada sorriso.
Olhar o passado e perceber o quanto acertamos e o quanto crescemos com algumas falhas e desentendimento.
Perceber o quanto crescemos e o quanto a vida tem sido gratificante!!
Temos que olhar o passado, mergulhar de cabeça no presente e tornar um futuro brilhante.
Fique bem minha AMIGA.
Bjs mil

Macá disse...

Beth
Acho que vou parar de ler blogs hoje. Só me emociono. O que é? Todo mundo combinou de fazer textos bonitos, verdadeiros, emocionantes? Olha, lindo, lindo, tá?
E eu vou dizer que tudo valeu e está valendo a pena. Tive uma família numerosa, muitos amigos, namorei, casei e me separei, e nem disso eu reclamo. Acho que foi um momento difícil - quem passa por uma separação sabe como é - mas da qual tirei ensinamentos. Me casei novamente, do quase impossível que tinham me dito, gerei um filho maravilhoso que me dá muitas alegrias, tenho um marido super presente em tudo. Então, valeu muito e eu agradeço sempre.
um beijo

Lu Olhosde Mar disse...

muito bom se auto-avaliar volta e meia, Bethinha... eu empre faço isso. um beijo pra vc.

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

aminhapele disse...

A caminho dos 70,confesso:
Gosto de estar aqui!
Por vezes,alguém da minha idade costuma dizer:
Se soubesse o que sei hoje seria tudo diferente.
Não concordo!
Se pudesse recuar 60 anos apenas desejaria recuperar o vigor físico.
Mas gostaria da aprendizagem,dos bons e dos maus momentos.De tudo o que nos deixa rugas por todo o corpo e algumas cicatrizes profundas.São as marcas de um tempo que mereceu ser vivido.
No bom e no mau há sempre amor.
E fica por aqui a minha filosofia de vida:cada dia a viver,ou sobreviver,com o amor que nos é possível.

Yoyo Pizy disse...

Está linda na foto em sépia amiga!
Quanto ao texto, simplesmente maravilhoso e pertinente.
Faço parte do grupo que pode dizer que valeu sim, apesar dos desvios de rota, dos momentos difíceis, de todas as angústias, tudo valeu a pena.
Bjo no core

Glorinha L de Lion disse...

Como disse a Luma, tá valendo amiga! Valeu tudo, até o ruim, com ele aprendemos a sermos melhores, pena que custa a passar. Beijão

Mila Viegas disse...

Perfeito! Eu digo que valeu e vale cada dia! Com todas as minhas burradas; meus erros e acertos; com todas as decisões precipitadas, escolhas mal feitas. Porque é óbvio! Dizer que *valeu* e apontar as coisas boas é fácil... Mas tem que valer tudo, sem arrependimentos.

beijocas!
Valeu!