.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 1 de junho de 2010

Um vício quase mundial - Futebol













Há quase 10 dias para a Copa do Mundo na África do Sul, pude observar a euforia que já predomina pela cidade, até mesmo as menores, no interior.  Fácil de perceber os carros em geral, com  bandeirinhas e até bandeironas do Brasil coladas no caput na frente do veículo.  Algumas ruas com enfeites pendurados e muros de casas pintadas na cor verde e amarelo de um Brasil varonil e com alma de chuteiras.  

Eu nunca me animo tanto assim antes de uma Copa do Mundo, pra dizer a verdade só mesmo aquela copa de 1970, onde os maravilhosos jogadores escolhidos para representar nosso país e ostentar a famosa camisa canarinho, só mesmo eles me fizeram vibrar, cantar, enfeitar, gritar, quase explodir de emoção, comendo todas as pipocas que já imaginei na vida.  Aquilo sim era uma Seleção Brasileira que podia representar cada um de nós, cidadãos dessa imensa nação! Não eram estrelas tão distantes, eram homens simples e com garra, vontade de ganhar aquela taça do mundo tão almejada por todos os outros países.

Naquela época éramos 90 milhões em ação, cantando a musiquinha e empurrando a seleção que voltou tri-campeã do México.

(Seleção Brasileira de 1970)

E eu cantei muito, "prá frente, Brasil, salve a Seleção!" Junto com os 89999999 torcedores restantes, estava em êxtase, mergulhada no tema futebol e não queria saber de mais nada na minha vida.  E eu lá queria saber da situação do país, se a ditadura comandava ainda por trás, incentivando todos a cantar e pensar que a tal 'corrente' não poderia ser quebrada, por conta da ameaça da perda do poder dos militares!

Beatles e a Seleção era só o que mais me interessava na vida, portanto a tal 'pátria de chuteiras' de Nelson Rodrigues, estava inserida em mim. Eu fazia parte daquilo e a política do "pão e circo" que o novo General da época implementou, fez um efeito total em meu coração e mente. Completamente alienada e feliz cantava e vibrava com a minha seleção.

Só posso me eximir dizendo-lhes que naquela época não tinha tanta informação, a Globo imperava sozinha massacrando com imagens e música, talvez em acordo com a política do momento e tampouco tinha esta maravilha que é a Internet, onde nada passa sem esclarecimentos.  Salve São Google!

Mas, e hoje,em plena democracia, ainda é assim?  Como vocês enxergam esse movimento perto de vocês?
Assisti pela manhã a uma reportagem do canal ESPN em que voluntários ingleses levavam à crianças e jovens de escolas ou comunidades sofridas da África, bolas de futebol, maravilhosas, para serem distribuídas.
Numa dessas escolas, muito pobre, crianças na maioria sem pais e que viram os horrores de guerras malditas que ainda assolam aquele continente, todos sentadinhos e com olhos piscando de alegria, esperavam a hora de receber o tão maravilhoso presente em mãos.
Dali saiam tocando a bola com os pés, rindo, delirando de emoção pela alegria de estarem juntos, comungando o prazer que o futebol  irradia.

Hoje eu sei, e muitos de vocês também, que o futebol é uma grande indústria onde rola muitos milhões de dólares, euros e reais e os protagonistas em campo não são mais humildes e tão franzinos, precisam de força e muita capacidade física para correr o tanto exigido, fazendo do jogo um movimento em que a velocidade supera as jogadas artísticas, feitas com magia e graça.

Mas é inegável ainda, do ponto de vista cultural, que o futebol é um fator maravilhoso de união entre os seres humanos e é visto como um símbolo agregador de massas, de expectativas, de sonho, de esperança, principalmente dos meninos pobres e carentes das periferias deste e outros países.

Independente se é ou não um objeto de alienação ou manipulação, futebol será o que veremos e falaremos daqui há mais alguns dias, por isso acho importante que fiquemos de olhos bem abertos para o que estará ocorrendo também para muito além daqueles campos da África do Sul, mas sempre, com o coração verde e amarelo de um torcedor apaixonado por este futebol arte, futebol técnica, futebol invejado e nunca igualado de nossa terra - Brasil, il, il il!
Torcida


(A  música da copa do mundo 2010 é Wavin’ Flag,  foi composta por K ‘naan, somaliano que também canta a mesma. Tem o mesmo ritmo do Jingle da coca cola, muito empolgante, um estilo afro, mas com mistura de diversos estilos musicais como Rap, Reggae e soul)



Abaixo, algumas frases antológicas de Nelson Rodrigues (dramaturgo, escritor e jornalista esportivo)  sobre futebol:



Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos.
Um jogador rigorosamente brasileiro, brasileiro da cabeça aos sapatos. Tinha a fantasia, a improvisação, a molecagem, a sensualidade do nosso craque típico.
O futebol é passional porque é jogado pelo pobre ser humano.
Eu digo: não há no Brasil, não há no mundo ninguém tão terno, ninguém tão passarinho como o Mané.
Um time que tem Pelé é tricampeão nato e hereditário.

E para terminar, um vídeo que mostra a 'Dancinha da Copa', coisa de brasileiro mesmo:



16 comentários:

Lucia Cintra disse...

Nossa, eu me lembro de cantar essa musiquinha tb.

Ja fui mais vidrada e adorava quando fechavam a nossa rua (na epoca do Laranjito, lembra?) e desenhavam um monte de coisas legais relacionadas ao futebol com giz ali na rua. Me lembro de picar papel com meus pais e sempre que o Brasil marcava um gol, tinha uma chuva de papeis das janelas de quase todos os predios e apartamentos, era tao bonito!

Hoje em dia nao faco questao de assistir, mesmo sendo a copa.

Quando digo que tenho coisas melhores e mais importantes a fazer, quase sou apedrejada, mas eh verdade. SE alguem se reunir pra ver um dos jogos eu posso ate ir, mas se nao for o caso, a televisao vai continuar desligada aqui em casa. Pra falar a verdade, nem sei quando eh o jogo.

bjos

Georgia disse...

Beth, a febre só comeca quando a WM comecar. Aqui é bem diferente, rs.

Lindo os videos.

Bjao

Mari disse...

É, qd estamos na época de Copa a gente sabe que o Brasil entra em êxtase. Mas mesmo sabendo da política pão e circo, eu me deixo levar; a coisa tomou uma proporção tão grande, que já faz parte da nossa cultura. Brasileiro que se preze, pode até não ter time pra torcer, mas tem que torcer na copa do mundo e vestir verde amarelo.
Brasil é um pais cristão, país do samba, da miscigenação e além disso o país identificado por 2 esportes: futebol e capoeira.

Cris França disse...

oh Beth que animação heim...rs

eu to colecionando as figurinhas com a minha pequena, ela tá toda animada pra copa, a escolinha fez uma baita propaganda...rs

vim aqui te deixar um beijo e agradecer pelo seu carinho e amizade

muito obrigada

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Um barato essa dancinha da copa! E tb estamos na torcida!! vamos que vamos Brasil!!!

Astrid Annabelle disse...

Olá Beth!
Fiz tudinho como você relata neste lindo post!
Participei, cantei, vibrei... estava em ação junto aos milhões de brasileiros torcendo feito louca.
Política???? nem queria saber!!!
Linda lembrança!
E, como sempre, estamos em sintonia pois iniciei o mês de junho com um post que fala sobre a África e do sentimento brasileiro em tempo de Copa do Mundo!
Um beijo brasileiro!!!
Astrid Annabelle

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Glorinha L de Lion disse...

Web Mana, na copa de 70 eu tinha 13 anos...me lembro como meu pai vibrava com os jogos e depois fomos pro Aterro do Flamengo,receber a seleção canarinho... alguém lá em casa costurou bandeiras verde amarelas enormes e lá fomos nós...ditadura? nem se falava disso lá em casa...desconfio que meus pais eram de direita, mas não sei ao certo...e a mesma alienação já está tomando a forma gigantesca que os políticos querem...quanto mais se aproxima a hora do Brasil jogar, menos o povo quer saber...querem é feriado pra ver o jogo e encher a cara de birita...Trabalho? Crescimento? Justiça Social? isso que espere a copa acabar...afinal, vivemos num país riquíssimo...vc sabe...Beijos amiga, ótimo post!

Lúcia Soares disse...

Beth, sou uma torcedora quieta, só quero saber do resultado, pois não tenho "cabeça" pra assistir aos jogos. Fico nervosa demais!
A seleção de 70 foi o máximo mesmo, assistia por causa do Tostão e do Piazza, mineirins dos bãos! (também era mais nova e menos estressada!)
Seu post está demais, como sempre!
Bj

Bordados e Retalhos disse...

Como assim? Na copa de 70 vc era uma criança e já estava lá torcendo? Rsrsrs. Futebol sempre nos envolve, acho que está no sangue. Bjs

Heloísa disse...

Beth,
A copa do mundo é mesmo uma grande festa, que traz união e muita vibração. Para muitos, é ocasião de muita alegria, principalmente quando há vitórias para comemorar.
Estou conhecendo a música da copa por você.
E que surpresa!
Você reparou que a "Dancinha da copa" foi filmada em Santos?
Na frente do prédio da Prefeitura Municipal, na Praça Mauá.
Aparecem, depois, alguns trechos da praia e de um estádio. E aparece, também, um dos "meninos de ouro" do Santos Futebol Clube, o Neymar.
Gostei.

Turma que passar por aqui. Hoje tem a Beth falando no meu blog.
http://blogdavovohelo.blogspot.com

Beijo, Beth.

novavidanovelhomundo disse...

Olha Beth, durante a Copa de 70 os meus pais ainda não tinham se conhecido... rsrs 'Perdí' a época da ditadura, mas a Copa continua sendo usada pra meios políticos até hoje. Tem muita coisa por traz de uma copa mundial, mas admito que fico arrepiada só de pensar no Brasil entrando em campo!
Adoro futebol, assisto o campeonato brasileiro enquanto estou por aí e aqui acompanho os resultados. Então pra mim ter um time nacional é uma delícia!! Estando fora do Brasil então, a selecão acaba servindo de ponte. Adoro futebol, acho um esporte súper democrático (estou falando da base dele, agora) e acessível, e espero que favoreca ainda mais a integracão na África!
Beijos e ótima semana!

Bia Mendonça disse...

Pois eu estou louca para chegar no Brasil e ver o pais parar quando tem jogo e ouvir os gritos ecoando pela cidade quando o Brasil fizer um gol (espero)! hahaha

bjos

ML disse...

Os torcedores e os brasileiros que me desculpem, mas eu acho uma canseira este "drama" verde e amerelo por causa de copa do mundo.
O país para e eu nunca entendi porque. imagina se tênis, surf, volei, basquete, etc fossem tao populares assim - melhor seria ninguém ousar infartar nos dias dos jogos. Aulas então, pra que?
Pra mim enquanto a tal da copa acontece a vida deveria continuar.

bjnhs

Dani dutch disse...

Como os holandeses tem costume de enfeitar as casas tanto na parte de dentro e na parte de fora,( em momentos especiais) agora com a copa está mais lindo do que nunca....outro dia vi uma rua inteira enfeitada... vou tirar fotinhas e postar no blog...
E ouvi no jornal alemão que o Brasil e favorito... bjusss

Wilma disse...

Ainda nem sei quando exatamente começa a Copa, li s/post galopando, rsrsrs. Não consigo gostar de futebol, na adolescência ainda assistia, vibrava e torcia para a bola entrar em qualquer lado, queria ver Gol, nunca entendia muito essa dimensão que é o futebol. Porém hoje até reconheço e respeito àqueles fervorosos torcedores, acho que é agregador, tem lá seu valor, já fui ao Maracanã assisti Flamengo x seilá, mas não consigo me envolver e nem me interessar e a cada dia menos.
Antigamente na Copa queria saber dos países, jogadores...agora nem precisa, tá tudo aqui num click.