.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Miaaaaau, socorro!


Sempre tive como animal de estimação cães e só da raça Akita que é uma raça derivada do Japão e muito bem desenvolvida na América. É um cão de qualidades excepcionais, equilibrado e além da guarda que faz na casa é também um cão de companhia. Agora, só nos resta a fêmea e que já está velhinha, mas sempre muito bem cuidada e quando venho para minha casa aqui na serra ela me faz companhia direto, como agora que estou aqui há três dias nas arrumações e pra onde eu vou ela vai atrás. Ela é uma cadela tranquila e mais parece um gato grande, silenciosa e limpa.

Mas, mudando de cão pra gato, fiquei sabendo pela minha amiga Fafá que adora animais e tem um monte deles em casa, inclusive gatos e filhotes que ela afirma serem muito especiais, pois tem observado que os bichanos são muito sensitivos, capazes de sentir algo estranho na casa. São mesmo muito misteriosos esses animais e não é de hoje que são adorados até mesmo nas culturas mais antigas, como a Egípcia, por exemplo.

Aí que conversa vai conversa vem sobre os felinos e seu amor por eles, a Fafá me contou sobre um tal gato chamado Oscar lá dos States, mais precisamente em Providence, no Estado de Rhode Island nos Estados Unidos. Eu nunca ouvi falar dele, mas pedi que ela não me contasse tudo e fiquei logo interessada em ver na rede para saber mais sobre o Oscar e vejam o que descobri:
(O gato Oscar no Centro de Reabilitação e Casa de Repouso Steere House)

- Oscar mora numa clínica de tratamento de idosos, foi adotado ainda filhote e cresceu ali junto aos velhinhos, mas com o tempo foram observando que Oscar tinha uma peculiariedade, fazia sua ronda pelo local, reconhecendo os cheiros das pessoas que ali moram, mas quando ele se senta ao lado de alguém e fica, significa que a pessoa tem menos de quatro horas de vida apenas.
Mas, essa história não é nova, desde 2007 a notícia já vem sendo divulgada a respeito dos estranhos poderes do Oscar e até mesmo a New England Journal of Medicine conceituada no meio científico já o citou em um de seus artigos. Depois de terem testemunhado tantas vezes as premonições do felino, os funcionários da clínica agora avisam os familiares dos moradores quando Oscar se senta perto de algum dos moradores.
Segundo médicos ele já previu mais de 25 mortes e é também conhecido como "O anjo da morte".

"Gatos geralmente podem sentir quando seus donos estão doentes ou quando outro animal está doente", disse Thomas Graves, especialista em felinos da Universidade do Illinois, à BBC.

"Eles podem sentir quando o clima vai mudar, são famosos por serem sensíveis a premonições de terremotos", acrescentou.


Curiosamente, estive lendo ainda há pouco um post do Blog Depois do Divã que fala justamente sobre o tal "Anjo" e nos faz refletir intensamente sobre o assunto, aí conversei com a Fafá e ela me fala desse gato que, talvez seja o mesmo "Anjo", sob a pele de um felino.


Ah, quer saber duma coisa, não quero ver nenhum gatinho pintado por aqui tão cedo e ainda por cima estou sozinha aqui na serra. Brrrrrrrr, que meda! Eu acho que vi um gatinho!

Olha aí o Oscar, bonitinho e enigmático, mas quero distância dele!



Leia mais sobre o Oscar aqui: BBC Brasil, CBS News e Daily Mail. Wikipedia

17 comentários:

Mila Viegas disse...

Amo gatos... Sou definitivamente apaixonada! E sobre essa sensibilidade toda é verdade sim.
Não me importaria do Oscar sentar ao meu lado... rs. Acho que é a missão dele, sabe? Não é a toa que mora nessa clínica. E eu não só o deixaria sentar como o colocaria no meu colo e daria muito beijinhos... rs. Ele é fofo!!! Ohhhh

Anônimo disse...

menina, gato tem um coisa sim. o meu, tem, comigo. qdo to triste, mal, ou qq coisa... ele vem,s e achega... as vezes ninguem percebe, mas o bicho sabe... amo mto!

lu olhosdemar

Fátima disse...

Ahhhhhhh minha queridinha, não se preocupe, gatos nos protegem do mal, o Oscar apenas faz companhia para as pessoas que já estão com viagem marcada.
No Japão existe uma lenda de que os gatos se tornam grandes espíritos quando morrem. No Budismo, o corpo de um gato é o local temporário de descanso da alma de pessoas espiritualmente elevadas ,algumas pessoas acreditam que os gatos possam fazer viagens astrais. Também acreditam que se um gato adotar você, ele ficará ao seu lado mesmo após a morte. Todos os gatos tem o poder de remover energias negativas do nosso corpo, tb nos protegem para que nenhum espírito indesejável entre em nossa casa.
Bem, eu não ligava para gatos até adotar a Luna, totalmente misteriosa e auspiciosa, agora nem dá pra explicar minha paixão por gatos, ela é infinita, tanto que estou com 7.
A frase preferida para entender um pouquinho do meu fascínio por esses seres, é uma do Artur da Távola: "A veneração dos egípcios pelos gatos não era nem tola e nem infantil.O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo. É uma chance de meditação permanente ao nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério. O gato é um monge portátil à disposição de quem o saiba perceber."
Amei o post...mil beijocas!

Beth/Lilás disse...

Mila, Lu e Fafá,

Amigas gatólogas, sei que vocês adoram os bichanos e eu mesma fico tentada às vezes em pegar um para morar comigo lá no apartamento em Niterói, mas encontro resistência do meu marido-gato, rsss, por isso ainda não carreguei nenhum lá pra dentro, mas vou começar a observar direitinho esta faceta dos felinos e quem sabe daqui há um tempo, arranjo um. Só não coloco o nome de Oscar para não atrair alguma coisa. hahahaha

E Fafá, muito obrigada pelo conteúdo importante de seu comentário, ajudará outras pessoas a se entusiasmarem por eles.
Bichinhos fazem muito bem às pessoas, principalmente as idosas e solitárias.
beijos em todas

----------------------------------------------------

Renata disse...

Eu jah ouvi falar mesmo desse gato... Acho que passou numa reportagem, ou entao li alguma coisa na internet sobre isso...
beijinhos

Ana disse...

Gatos são cheios de personalidade e charme!

Lúcia Soares disse...

Em casa dos meus pais sempre tivemos gatos, um atrás do outro.Às vezes uma família completa, pai, mãe e um filhote. Todos os irmãos menores já sabiam quando a gata "da vez" ia ter gatinhos. Uma delas procurava pelo guarda-roupas dos meus irmãos, arranhava a porta e a gente colocava uma caixa de papelão lá dentro, toda forrada, e ela paria feliz da vida. Engraçado que todas faziam isso e não eram da mesma época; mas agora que foi falado da capacidade dos gatos, pensei nisso.
Os nomes escolhidos eram sempre dos personagens de novelas.
Só uma, justamente a que viveu mais, tinha um nome que nem parecia de gato, mas ela deixou saudades: Momoca (parece nome e vaca! Rsrsrsr).
Agora, do Oscar quero distância, também!

Lara disse...

Que gato fofo!
Tem selo pra vc lá no blog.
beijo

Lucia Cintra disse...

Nao acho que seja premonicao, acho que eh o faro do animal. Ja vi uma pesquisa/documentario que fizeram com caes no qual eles conseguem cheirar ou detectar rastros peculiares ate de uma doenca (nao lembro qual foi a doenca que estavam fazendo o teste/pesquisa, mas o cachorro conseguiu localizar exatamente onde estava no corpo da pessoa - acho que era cancer).

Nao sei se gatos tem o faro tao agucado quanto os cachorros, mas acredito que deve ser algo assim que ele "sente".

Amo todos os animais, mas ainda prefiro os caes! bjos

Déia disse...

kkkkkkkkkkkkk sou fã de cães, gatos são muito independentes pra mim kkkkk
Mas o seu é muuuito fofo e fotogênico kkk bj

Laura disse...

hahahahah
isso parece um epsodio de Dr. House. A historia é exatamente a mesma, mas nos fim eles encontram um explicaçao logica pra coisa!!

Beijosss

Georgia disse...

Eu sempre ouvi isso dos antigos, Beth.

Que quando um dono do gato está para morrer, ele até foge de casa. Se é crendice ou nao, eu tb quero esses bichanos bem longe de mim, pois Christian é alérgico apesar de amr gatos. Até queria um;)

Bjus

Heloísa disse...

Beth,
Que história mais curiosa! Como você, eu nunca tive gatos. Só cachorros.
Mas esse Oscar é incrível. De qualquer forma, "distância" dele. Nada de Oscar por perto.
Beijos.

Ciça Donner disse...

Mana eu estou lendo Xama, do Noah Gordon. O personagem principal é medico e tem esse "Dom". Super interessante, mas que ele e Oscar saiam de perto de mim, ok?

Dani dutch disse...

OI Beth, o Oscar é uma gracinha, mas também não queria por perto de mim..
E muito interessante seu post
Bjusss

ML disse...

Pois eu acho que o Oscar é um anjo da vida.
No último suspiro a criaturinha está lá, ao lado de quem provavelmente não tem ninguém.

Sorte de quem mora neste asilo.

bjnhs

Cristiane A. Fetter disse...

Não é a toa que os bichanos tem 7 vidas, rs.
bjks