.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Deficientes???????????

(Imagem-Google)

Volta e meia tem alguém postando em seu blog algo assim como; da indignação, da falta de respeito, do famoso jeitinho brasileiro que é abominável, do uso ao pé da letra da Lei de Gérson ou atitudes que envergonham mais a quem presencia do que o sujeito que pratica a ação.

Há dias, quando tentamos colocar o carro numa vaga lá em Itaipava, percebemos que a única que existia em frente ao local que queríamos ir, era justamente uma vaga para deficiente físico, mas, mesmo não tendo guarda no local, já era noite, nossa mente que já está habituada ao certo, a não transgredir leis nem cogitou tal idéia, passamos pela vaga e demos outra volta no quarteirão à procura de outra vaga, acabamos achando uma até. Qual não foi a nossa surpresa e indignação ao ver um sujeito metido num carro bacana, estacionar bem naquele local proibido, desligar o carro e sair calmamente, como quem não viu placa nenhuma, nem marcação no chão. Desligou seu lindo carro e deixou-o lá, na vaga de alguém que poderia precisar porque poderia ser realmente um deficiente físico.

Absurdo, né! Mas, vemos isso a toda hora acontecendo por aí e só me resta pensar que tais pessoas têm mesmo uma deficiência, talvez a pior de todas, - deficiência moral.

Para ilustrar um sujeito com esse tipo de deficiência, vejam o vídeo engraçadinho abaixo:




12 comentários:

Mila Viegas disse...

Falta de respeito! Aliás, respeito anda bem escasso ultimamente. Você citou as vagas e eu cito o trânsito de forma geral. Por exemplo, dar a seta para entrar deixou de ser intenção e virou "vou entrar tendo espaço ou não"... Isso quando ligam a seta!
É preciso muita atenção.

Uma coisa muito corriqueira que acontece quase todos os dias quando vou levar meu filho na escola é:
Perto daqui de casa tem uma rua que é mão dupla, mas os carros estacionam dos dois lados e fica praticamente impossível passar dois carros ao mesmo tempo. A gente sempre dá um jeitinho de se afastar ou esperar quando um carro está passando na outra mão. Mas, como se não bastasse isso, canso de ver carros parados no meio da rua com madame falando no celular, ou conversando com alguém que está do lado de fora, ou para desembarcar e/ou embarcar alguém. Nessas vezes, não é falta de vaga para estacionar uns minutinhos não. A pessoa para no meio da rua mesmo por comodidade e atrapalha quem está querendo passar.

Eu me irritava muito no trânsito, mas há um bom tempo que espero pacientemente a pessoa se tocar na M.. que tá fazendo e consertar a cagada. Procuro ser correta e, se todo mundo agisse assim, seria uma benção.

Aproveito para acrescentar também a falta de EDUCAÇÃO!

beijos

Sonia H. disse...

Que absurdo, Beth,
Eu fico tão indignada quando vejo coisas assim. Algo que me deixa indignada também é no metrô. De manhã, ele fica lotado, nos vagões há sempre algumas cadeiras para idosos, deficientes, mulheres grávidas ou segurando crianças. Menina, é incrível, sempre tem um esperto ou esperta que fecha os olhos e ao lado dela, um velhinho em pé, por exemplo.
Não é incrível? Será que um dia conseguiremos acabar com essa lei de Gérson?
Beijos,

Lucia Cintra disse...

Ja vi gente fazendo a mesma coisa por aqui, apesar de nao ser frequente.

Eu fico indignada, e tento nao jogar praga pra um dia essa pessoa precisar realmente ter que parar nessas vagas. Mudo meu pensamento pra ficar feliz de ter minhas pernas e saude e poder andar, nem que seja uma boa distancia, de onde quero ir. Bjos

Fernanda disse...

A foto que vc escolheu eh perfeita. Estou sem som nesse pc, entao mais tarde vou assistir o video.
Beijinhos!

Luciana Håland disse...

Nossa, Beth, com certeza, deficiência de caráter. Morro de vergonha por gente assim.
Beijo

Camila Castro disse...

Acabei de ler o post do Movimento Natureza de hoje e não pude deixar de fazer a associação... Não adianta nada querer salvar o mundo se oshaitantes dele não conseguem viver em harmonia... As pessoas estão esquecendo do básico da cidadania e da civilidade...

Será que os engraçadinhos como o que você presenciou algum dia aprendem a lição?

abs

Cristiane A. Fetter disse...

Voce foi muito feliz em escolher esta expressão "deficiência de caráter" e claro vergonha na cara.
Mas como a Lucia disse, isso não é prerrogativa de brasileiro não. Já ví pessoas de várias nacionalidades fazendo isso.
bjks

Flávia Fayet disse...

Estamos rodeados de gente cara d pau e o pior, cinicas... Fazem de contas q não é com elas! Odeio isso! Teu blog cada vez mais delicios... Beijos

Georgia disse...

Absurdo mesmo Beth.

Gostei do video, rs.

Heloísa disse...

Beth,
Também considero esse tipo de atitude a maior falta de respeito e de educação. Muitas vezes, quando vejo isso acontecer, fico tentada a "chamar a atenção" do infrator. Acabo desisitindo com medo da possível reação, pois quem não obedece regras elementares é capaz de tudo.
Beijos

Dani dutch disse...

Beth com certeza a deficiência moral é muito dificil de se lidar.
Já trabalhei com pessoas com esse tipo de deficiência, sempre querendo passar a pernas em alguém.
Sempre olhando para o proprio umbigo, e os outros não se importam.
Mas penso que as vezes as pessoas não param pra pensar, que vão colher o que plantam, que um dia as pernas e os braços não vão ter a mesma força que tem agora, que um dia de repente precisão realmente de uma vaga dessas.
Só espero que um dia eles abram os olhos e o coração.
Bjusss

ML disse...

No Brasil sobram caras de pau!

Adorei o texto.

bjnhs