.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 14 de junho de 2009

Domingo e volta das minhas peripécias

Aí chegou o domingo, dia da partida. Dor no peito em deixar um pedaço de mim tão longe, mas a educação recebida nos tranquiliza e a obrigação do dever que tem em relação aos seus estudos, o obrigará a ficar ainda algum tempo mais ainda em Maringá, mas é a vida e está aí pra ser vivida e não lamentada, temos que tocá-la e saber que esta é a nossa missão, o nosso destino. Não preciso dizer-lhes que chorei na despedida ontem e acordei meio lesa, mas sou daquelas que enfrento a parada e toco o bonde, então hoje cedo, eu e maridex pegamos o vôo de 8 da manhã de Londrina para São Paulo. Lindo e claro vôo! Quase esqueço o medo do charuto voador, mas a aterrisagem ainda é arrepiante e me deixa mole que nem manteiga derretida.

Meu marido teve uma idéia 'supimpa' (cruzes, nem sei como descolei essa palavra tão antiga!), ou seja, deixarmos as malas num guarda volumes do Aeroporto de Congonhas e aproveitarmos o lindo e ensolarado dia fazendo umas horinhas por Sampa e foi assim que fizemos, depois de deixar as bagagens trancadinhas, pegamos um táxi e fomos pra Liberdade, inaugurando a feirinha local e aproveitando para fazer umas fotinhos legais e inusitadas de vendedores octogenários como este vendedor de algo pra lá de estranho como limpadores de língua ou cotonetes de bambu. Uma figura bizarra, mas muito legal e interessante, falando numa mistura estranha de português e japonês carregado. Me perdi no meio de tantas curiosidades e cores, gostei dos cheiros das comidas típicas, mas fomos comer num restaurante bem típico oriental com cada iguaria de encher a boca, mesmo sendo cedo para comer, eram apenas 11:30hs, mas não resistimos a tantas gostosuras fresquinhas e bem feitas.









Depois, pegamos outro táxi e fomos para um lugar que há muito queria conhecer e nunca arranjava tempo para ir. Trata-se do Mercado Municipal Paulistano. Genteeeeeeeeee, o que é aquilo?! Sinceramente, diante daquela imensidão de área e das variedades gastronômicas ali contidas, esqueci até aquela estação incrível de Washington que me balançou.
O Mercadão, como é popularmente conhecido, simplesmente é um prédio enorme, construído em 1933, com toda a fartura que nosso Brasil tem e todos os aromas e sabores, desde os grãos, queijos, salames, embutidos, peixes diversos, pernis, bacalhaus e sanduiches como o de mortadela abaixo que fiz uma foto e que simplesmente já saiu em diversas revistas ou em programas de televisão. É o famoso Bar do Hocca. Também não é prá menos, tem simplesmente uns 300 gramas de mortadela naquele pão e uma procura sem pudores ou medo de colesterol. Eu, que não sou corajosa, fui de pastel que também é muito conceituado e conhecido - o famoso pastel de camarão ou bacalhau do Hocca - uma delícia!

Vejam os belíssimos painéis em vitrais, as antigas colunas, o mezanino cheio de gente, 1600 funcionários, 350 toneladas por dia de alimentos e uma média diária de 14 mil visitantes. É mole, ou quer mais!? Fui lá, comi pastel, cliquei tudo que vi à minha volta e comprei umas gostosuras pra trazer na bagagem de mão. Aconselho a todo mundo fazer este passeio sensacional e tipicamente paulistano. São Paulo dignifica a nossa terra e nos enche de orgulho com sua riqueza e pujança!





(Eu e Adoniran Barbosa e o super sanduiche de mortadela)



















De volta ao aeroporto, descansamos um pouco e fizemos a mais linda viagem de todo este percurso. Um céu azul claro, nuvens abaixo como almofadas brancas, um vôo tranquilo sem turbulências e ainda por cima o piloto fez uma rota diferente, veio pelo lado da Rio-Santos, mas a anta aqui, deixou a máquina numa mala e não pôde registrar a beleza que via pela janelinha e que seria impossível descrever, pois a beleza do relevo do Rio de Janeiro, com suas montanhas, praias, ilhas, areias brancas, depois os prédios do Recreio dos Bandeirantes, os condomínios brancos da Barra da Tijuca, os inúmeros aglomerados de casas, mansões, barracos nas favelas que de cima até são lindos, Cristo Redentor, Marina da Glória, ponte Rio Niterói, Botafogo, tudo de emocionar qualquer um. E, aí, chegar mansamente e aterrisar no aeroporto Santos Dumont dando fim a este passeio longo de felizes dias na companhia maravilhosa de tantas pessoas amadas e inesquecíveis.
Voltei!


(foto Google)



Quem quiser conhecer mais sobre o bairro da Liberdade em São Paulo, visite o Blog da Vovó da amiga Heloísa e conhecerão mais novidades sobre este pitoresco bairro.




25 comentários:

Luciana Håland disse...

Beth,adorei seu passeio, e aja gostosuras...
Que bom que sua viagem foi ótima e você já está de volta ao lar.
Beijo

Bergilde Croce disse...

...Que viagem, que lindas imagens!Vi seu comentario la no mov.natureza,vim conhecer seu blog e ja estou seguindo.Abraços!

Georgia disse...

Beeeeeeeeeeeeeeeeth! Fiquei morrendo de fome agora.

menina quanta coisa deliciosa, vc nao voltou com excesso de peso na mala, nao? rs.

Cotonete de bambu? Limpador de lingua, hahahahahhaha! Sei de muita gente que tá precisando disso, akakakakakak!!!

Que passeio delicioso esse o de vcs. Que ótima idéia de rodar a cidade e fotografar essas delícias.

Uma linda semana pra você.

beijos e já estava morrendo de saudades de você.

Ciça Donner disse...

Beth só as imagens falam por si. E com vcs conseguiram fazer esse passeio todo em tao pouco tempo? isso sim é peripercia!!!

Laura disse...

Nossa Beth, que delicia a volta heim!!! O tempo contribuindo mais ainda pra melhorar o passeio!!!
Quero muito fazer essa visita a SP com o marido, mas o dia que passariamos o dia no aeroporto estava chovendo, ai nem animei!!!
FIco feliz que tudo deu certo, as fotos estao lindas!!
Beijossss

Mila Viegas disse...

Bem-vinda de voltaaaaaaaaaaa!!! Acredita que ainda não tive oportunidade de ir ao Mercadão. Já estacionei o carro em frente, mas entrar que é bom nada!!! São Paulo é uma loucura e parece que lá o relógio anda mais rápido... rsrs. Semana que vem vou para lá e passarei longe do Mercadão (dessa vez).. ou não!!! A gente nunca sabe né??? rs
Beijos amada!

rocosta disse...

Beth sei bem o que voce sentiu. Sábado fui ao aeroporto levar minha pequena, mas se a gente pudesse não deixava os filhos crescerem não é? ;-)
Quando voltar a Sampa me avise moro a 1 hora e meia quem sabe poderemos finalmente nos disvirtualizar hehe
Ah! O mercado é demais mesmo.
Beijos muitos.

Lu Olhosde Mar disse...

deliiiicia de passeio!

Lúcia Soares disse...

ue bom, Beth. "Viajei" com você. Não conheço Sampa, a não ser por fotos. Acho o teto do Mercado maravilhoso. Aqui em BH o Mercado Central é famoso, ponto obrigatório de quem vem de fora. Mas não é bonito. Tem um pouquinho de Minas dentro, mas sem nenhum glamour. Adorei seu post!

Lucia Cintra disse...

Simplesmente amei a ideia de vcs de passear por SP. A maioria da minha familia eh de la, mas se fosse eu, teria ficado perdidinha, nao sei mesmo andar por essa cidade, rs.

Olha, eu vou mandar as fotos que tirei dessa viagem de SP ao RJ proce. Passei a viajem inteira (sem mentira) com a camera grudada na janela tirando fofos do caminho todo, nessa ultima vez que fui prai e tenho uma parecida com essa da google que colocou aqui.

Bjinhos!

Heloisa disse...

ah q saudades de SP... em outubro estarei la!!!

Beth/Lilás disse...

Luciana,
Gostou então do passeio? Pena que vc esteja tão longe, senão iria desvirtualizá-la qualquer dia, mas quem sabe ... a vida dá tandas voltas, né mesmo!
beijinhos
-----------------------------------------

Bergilde,
Nossa, que honra têla por aqui amiga!
Volte sempre, aqui é lugar de gente boa e bacana, podes crer!
beijos cariocas
--------------------------------------------------

Georgia,
Sei que o post é covardia com minhas amigas como você que moram distante da terrinha, mas era impossível não fotografar tantas cores e sabores e até que não trouxe muita coisa, não. Só uns pacotinhos de frutas secas que adoro e de lá são sempre maiores e saborosas.
Quanto ao vendedor desses produtos bizarros só podia ser oriental, né mesmo!
beijões
-----------------------------------------

Ciça,
É assim você chega em SP e tem que fazer uma conexão para algum outro lugar do Brasil ou do mundo, então para não ficar mofando no aeroporto e ouvindo a vozinha chata e pentelha da mocinha que fica no microfone anunciando os vôos, você pega suas bagagens e vai num local, onde paga 16 reais apenas, e deixa tudo lá trancado e leva as chaves.
Depois pega táxi que, no final de semana sempre é mais tranquilo para se fazer tais coisas.
Quando vier da próxima vez, experimente isso, é ótimo!
beijocas
-------------------------------------------

Laura,
Então, quando vier da próxima vez faça assim como disse acima pra Ciça, pois teu marido vai ficar de queixo caído quando ver a grandeza e riqueza de nossa terra tão bem representada por S.Paulo que eu simplesmente adooooooooro!
beijocas
-----------------------------------------

Milinha,
Poxa vida, tente fazer isso, você vai gostar mesmo e se for com o maridex não deixem de comer o tal pastel do Hocca maravilhoso.
beijos
-----------------------------------------------

Ro,
Ah, você captou bem o sentimento, pois também tem filha única, né!
A vida segue seu curso e temos que seguir também.
Pode deixar que você é outra da minha lista de desvirtualizações.
beijinhos

--------------------------------------------------

Lu,
Menina, você tinha que ver tudo aquilo, realmente delícia!
bjks
-----------------------------------------

Lucia Soares,
Ah, conheço também o Mercado de BH e é totalmente gostoso com aqueles quitutes mineiros de dar água na boca, mas se tem um mini-mercado que amo de paixão em Minas é o Salvaterra, logo na entrada de Juiz de Fora, simplesmente o ó do borogodó!
Mas, o Mercadão de Sampa não tem prá ninguém, é um estouro!
bjks

----------------------------------------------

Lucinha,
Tá vendo, um passeio simples e que a gente sai feliz, com os olhos cheios de maravilhas e gasta-se pouco.
Quanto às fotos que poderia ter feito nesta belíssima tarde da volta de SP pro Rio, fiquei muito chateada or ter tido este lapso de esquecimento, mas depois de tanta coisa naquele dia, nem lembrei mais onde tinha enfiado a máquina.
Você conhece bem este roteiro e sabe que a visão é magnânima, quase surreal, vendo os tapetes verdes e montanhas com os prédios brancos do Rio, tão linda cidade e jogada aos porcos políticos que me deixam desoldada!
beijocas
---------------------------------------------------

Beth/Lilás disse...

Heloísa,
Sua cidade é simplesmente fantástica, grandiosa, rica, onde mesmo com tanta gente, tanta efervecência, violência urbana e outras até, ainda tem o freio político, uma visão e pulso ainda sobre aquilo tudo.
Uma coisa que me deixou muito bem impressionada de Sampa dessa vez, foi o programa criado pelo goerno da tal Nota Fiscal Paulista, onde você se cadastra com seu CPF e a cada compra que faz no comércio de todo S.Paulo, eles te perguntam se quer a NF Paulista e com isso arrecadam melhor e o contribuinte ganha no final de tudo.
Sinto que em S.Paulo, não só as pessoas trabalham, mas o governo também.
beijos
-------------------------------------------------

blogdoronaldo disse...

Viajar... Não há nada melhor!

BarbieGirl disse...

Bem vinda de voltaaa...
Quantas delícias e que passeio gostoso!!

Meu dia dos namorados foi mais que especial, começamos a curtir no feriado de 5º, num passeio maravilhoso ao Cristo... as fotos estão no celular...

Vou postar sobre isso tudo...

Hoje coloquei um post do niver de 4 anos do Gui, vejá lá!

Ah! Vc me pediu uma foto... para onde mando?? bjks

aminhapele disse...

Continuo a adorar as suas reportagens,minha amiga.
Dá-nos a vista,o sabor e os cheiros de cada sítio.
Acima de tudo,nunca esquece as pessoas.
Notável!
Parabens.
Um abraço.

Beth/Lilás disse...

Ronaldo,
Adoro essas bandas daí onde você mora!
abração
----------------------------------------

BarbieGirl,
Imagino como você namoraram neste final de semana e a visão do Cristo é o máximo, né mesmo!

A foto é para ser colocada neste Slide à direita, abaixo do nomes dos blogs que visito. Falta a tua fotinho lá.
obrigada! bjs
------------------------------------------

Rui, amigão!
Eu sabia que irias gostar de conhecer mais este pedacinho bonito do meu Brasil e ver como é diversificado e rico também esta terra que, um dia já foi filha do seu país, e hoje virou irmã.
abraço
----------------------------------------------------

Dani dutch disse...

OI Beth, tudo bem ?
Nossa que ideia maravilhosa que seu marido teve heim ..
Beth realmente, nosso país eé uma fartura, de riquezas de tudo o que é jeito e a culinária então, não tem pra ninguém, sou fã de carteirinha de mortadela,e um dia ainda vou nesse mercadão... ai me deu até água na boca...
E sabe quando eu vim pra cá, cortei meu coração também ao meio por causa da minha mãe, nós sempre fomos muito apegadas uma a outra, e assim que entrei no avião, pedi muito a DEus que confortasse o coração dela e o meu, e todos os dias eu ligo pra ela .. e ela me conta como foi o dia dela, é como se eu tivesse lá pessoalmente, e ela aqui pessoalmente.. e tanto que nesse 1 ano de distância parece que foi ontem que vim pra cá.
Bjusss

Beth/Lilás disse...

Oi, Dani!
Você viu como é bacana Sampa? Eu adoro aquilo lá!

Quanto ao seu caso e sua mãezinha, fico imaginando o coraçãozinho dela, mas por outro lado, ela sabe que a filhota está fazendo isso para seu engrandecimento cultural e muito necessário neste momento. E a vida é assim mesmo, não adianta querermos torcer o curso do rio!
beijos grandes
--------------------------------------------------

gabriela disse...

Amiga Beth.
Que fotos lindas e tanta coisa boa cerejas eu adoro minha nossa quanta coisa boa.
E o passeio deve ter sido lindo sabe Beth o Brasil é um dos meus destinos de férias adorava conhecer, a minha filha já foi aí 2 vezes, e diz que quer voltar.
Amiga fica combinado quando vier a Portugal marcamos um encontro eu ia adorar gostava muito de a conhecer quem sabe um dia .
Beijinhos e seja muito feliz

ML disse...

Beth: antes que eu me esqueça, querida, nunca mais despacha máquina porque um amigo teve a sua "perdida" de dentro da mala!

Seu passeio por Sampa foi coisa de morador ou guia turístico - bacanésimo.

re. filhão, a saudade sei que é enorme, mas se é o que ele quer... faz parte da vida, né?
Boa sorte pra ele.

bjnhs pra você.

Heloísa disse...

Beth,
Que post lindo! E como vocês souberam aproveitar o dia.
já fui algumas vezes ao Mercado, mas em nenhuma estava com a máquina. Adorei suas fotos e, na próxima vez vou fazer algumas.
Você esteve na parte superior, onde ficam os restaurantes?
São Paulo tem mesmo muitas coisas incríveis.
Beijos.

Wilma disse...

Beth, adorei as fotos dos passeios, e em especial a do Mercadão de Sampa, não resistiria a este pão francês quentinho com mortadela fria e café com leite quente, vixe é muitobão!!! Preciso conhecer este lugar ao vivo. Adoniram...ótima e saudosa lembrança.

Mariana disse...

Puxa, você nos deu idéias! Estaremos uns dias em Sampa em agosto... bjs

Sonia H. disse...

Nossa, que lindo post!
Primeiro, imagino que deva ter sido muito difícil deixar o filho - mas como você bem disse, faz parte da vida e a educação nos ensina que tem de ser assim. Queremos a felicidade deles.
Agora, falando dos momentos em SP. O Bairro da Liberdade é muito interessante. Estive lá uma vez e gostei muito.
Agora aquele mercado, eu não conheço! Meu Deus, que pão com mortadela era aquele!
Eu ia até comer.... mas depois ia bater uma culpa...:-) ( adoro pão com mortadela)
Só lamento você ter esquecido a máquina na mala pois certamente íamos poder desfrutar das belezas do Rio vistas do alto, num dia de céu azul.
Beijos,