.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

A beleza e transformação do corpo feminino revelados pelas imagens.



No mundo moderno a arte se expandiu tanto que ultrapassou limites fora o tradicional, ela tem sido expressa através de história, emoções, valores estéticos, de beleza, feiúra, harmonia, desarmonia, equilíbrio e até mesmo desequilíbrio.
O ser humano foi e ainda é o foco da grande arte, desde a beleza irretocável de um David de Michelângelo ao corpo feminino e a complexa essência que ele encerra.

Muitas mulheres fotógrafas hoje em dia estão trabalhando neste sentido, ou seja, de ir além das técnicas e estéticas das imagens, desconstruindo paradigmas, fazendo as pessoas descobrirem além do que já tem sido mostrado e reduzido a puro artefato de consumo. Enfim, mostram através da fotografia, a fascinante e inspiradora beleza do feminino.

Foi assim que descobri as imagens da talentosa fotógrafa abaixo e trouxe para dividir com vocês  a sua bela e sensível arte, que serve para lembrar-nos de que o corpo da mulher é portador de história, cultura e singularidade, um símbolo de transitoriedade e que faz de nós, maravilhosas e eternas artes vivas.

A finalidade da arte é lavar a poeira da vida cotidiana de nossas almas.
Pablo Picasso 

Jardim Florido é uma série da premiada artista/fotógrafa Alexandra Sophie, que representa as diferentes idades de uma mulher.
A artista quis através delas, demonstrar a harmonia do nosso corpo e sua natureza majestosa.
Alexandra não quis generalizar a feminilidade, dizendo que somos criadas para seguir uma linha específica e acabar fazendo bebês. Não, pois nem sempre temos que passar por todas estas etapas, obviamente, lembrando que algumas optam por não serem mães e outras não podem por razões físicas, mas não se pode negar a falar sobre isso. A grande maioria de nós, felizmente, tem este poder incrível de hospedar a vida em nosso ventre, no entanto, sejam quais forem as escolhas de vida e histórias pessoais, todas, nós, somos seres fantásticos!


A primeira foto é chamada de solo virgem; 

A segunda, chamada Mûres, tanto significa "amoras" ou "maduro", representa a puberdade e os primeiros períodos; 

A terceira é chamada de ovos quebrados. Os ovos partidos representam a perda da virgindade. 

A quarta foto é chamada de flor no jardim e representa uma mãe com seu jardim interior e fértil.







Imagens Tumblr.




Visite a página da artista, AQUI.

Visitem também a página da amiga Lola, fotógrafa brasileira que vem inovando com suas fotos cheias de magia - AQUI.

Tem também a Rosane Castilhos com sua visão sobre a vida familiar, crianças, comidas e animais.
Verifiquem AQUI.

E neste outro, a beleza das fotos de casamentos feitas pela amiga Lúcia Cintra - AQUI












14 comentários:

✿ chica disse...

Beth que bela partilha fizeste. Desde a imagem inicial com suas cores às demais, adorei ver. Aplausos merecidos para essa artista nessa arte! Muito bom! bjs, tudo de bom,chica

Maria Célia disse...

Ei Bety
Muito bacana a visão da fotógrafa sobre as diversas fases da vida de uma mulher.
Bastante interessante e criativa.
Um beijo.

Luciene Brito disse...

Você sempre nos trazendo coisas belas, né Dona Beth! Adorei. E a foto que abre a postagem é de uma beleza encantadora!
Um beijo

Lúcia Soares disse...

Lindas imagens, mesmo, Beth.
A beleza do corpo humano está sempre nas lentes dos fotógrafos pelo mundo afora.
Gostei de conhecer a fotógrafa.
Beijo.

Rosane Castilhos disse...

Oi minha amiga!!! Vim só te agradecer a visita carinhosa e o comentário lindo!!! Depois eu volto pois não li seu post, estou correndo, mas quis vim te deixar um beijoooooo! Obrigada!

Calu B. disse...

Betinha,
um painel evolutivo da mais alta sensibilidade.A fotógrafa captou com lirismo e verdade as nossas multicoloridas fases.Esplêndida exposição.Bravo!\o/

Bjkas floridas,
Calu

Bia Hain disse...

Olá, Beth! Gosto dessas pitadas de criatividade que vejo pela blogosfera. Das expressões artísticas usadas pela artista, a segunda, da amora, me pareceu a mais representativa. Bem interessante. Um abraço!

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Ultrapassar limites... Essa é a intenção e a essência dos artistas...
Lindo trabalho! Muito bacana o significado de cada imagem.
Beijos mil

Regina Rozenbaum disse...

Você sempre nos brindando com suas descobertas maravilhosas. É mesmo uma arte as transformações que o corpo feminino vai adquirindo ao longo dos anos e das fases. Um privilégio só nosso!rsrs
Beijuuss Bethita

Rosane Castilhos disse...

Primeiramente obrigada por me citar nesse post. Lindo demais o trabalho desta artista, evidenciando nosso lado mais feminino, fértil e evolutivo, adorei!! Estava com saudade de vir aqui, com tempo e com o olhar atento. Beijo

Cristina Pavani disse...

De um censo estético extraordinário, nos leva a divagar...
A mágica da fotografia é tão profunda e cheia de possibilidades!

Bjs procê, Alfazema!

Camille disse...

O ser humano tem um interesse numero 1: gente. Me incluo nessa. Não estou conseguindo ver as imagens de nenhum blog, nem as que posto, algum defeito do computador. Bjos e boa semana!!!
Cam

Beatriz disse...

Que trabalho interessante Beth! Essa artista conseguiu captar a alma feminina de uma forma bem bacana, fantástico!!!
E você, como sempre, descobrindo coisas maravilhosas para preencher esse seu espaço tão especial...

Beijocas mil

Bia

MARILENE disse...

Gosto muito de fotografia e aplaudo a criatividade da artista. Certamente, visitarei os espaços que indicou. Bjs.