.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 25 de março de 2014

O que é bom para uns e a outros incomoda ...

-Tumblr.-
...
Chove.
A chuva chove molhada,
No teto dos guarda-chuvas.
Chove.
A chuva chove ligeira,
Nos nossos olhos e molha.
O vento venta ventado,
Nos vidros que se embalançam,
Nas plantas que se desdobram.
Chove nas praias desertas,
Chove no mar que está cinza,
Chove no asfalto negro,
Chove nos corações.
Chove em cada alma,
Em cada refúgio chove;
E quando me olhaste em mim,
Com os olhos que me seguiam,
Enquanto a chuva caía
No meu coração chovia
A chuva do teu olhar.

Ana Cristina Cesar

(1952-1983)



E é assim a vida, a chuva pode incomodar a uns e fazer acontecer o melhor a outros, como nesta poesia e no curta metragem O Guarda-Chuva azul, que conta a história de um guarda-chuva azul que se apaixona por um guarda-chuva vermelho. Na trama, é apenas mais uma noite de volta para casa quando a chuva começa a cair e a cidade ganha vida ao som das gotas que pingam nos canos, nos assobios dos toldos e no borbulhar dos bueiros. Em meio a tudo isso, dois guarda-chuvas— um azul, outro vermelho, se olham, se encontram — e se apaixonam para sempre. Ahhh o amor!


E porque hoje estou mais romântica que nunca.


19 comentários:

Yasmine Lemos disse...

Até nas noites de chuva há uma claridade que só o amor traz. E tudo se acomoda.Lindo!
beijos Beth!

✿ chica disse...

Que lindo,Beth!

E, realmente tudo na vida é assim. Uns gostam daquilo que para os outros até atrapalha.

Adorei o romantismo, que sempre faz bem, a poesia e os olhares apaixonados dos guarda-chuvas.

Muito legal! beijos,tudo de bom!chica

Beatriz disse...

Oi Beth!
Só você mesmo para achar algo tão fofo assim! Eu, particularmente, ADOOOOOORO chuva (de preferência quando estou toda paramentada, com capa ou guarda chuva)!
Pena que não podemos direcionar tanta chuva aos locais que precisam mais, evitando assim as enchentes em outros....Parece que a desigualdade hídrica do país segue a social.

Beijinhos mil!

Bia

Calu B. disse...

Quanta doçura romântica, Betinha.Vc atrai meiguices assim e sabe conjugá-las como ninguém.
Gosto de chuva miúda, gosto do ar fresco, do som dos pingos...só não gosto do duelos dos guardas-chuva, mas vc me mostrou que até nisso pode haver poesia.

Bjos,
Calu

Maria Célia disse...

Oi Beth
Mais que coisinha mais fofa estes guarda-chuvas apaixonados.
Adorei.
Beijo.

Marli Soares Borges disse...

Oi Beth!
Tudo muito fofo e romântico por aqui! Que beleza! Bjs Marli

Taia Assunção disse...

Eu amo chuva, aqui, ela está quase acabando...e daí, tudo fica amarelo, pra baixo...até o meu humor. Beijinhos!

Anete disse...

O amor deve ser sempre cativado com romantismo e criatividade...
Lindo post da chuva e dos guarda-chuvas apaixonados!

Obrigada pela visita...
Abçs

ONG ALERTA disse...

A vida funciona assim, adorei os guarda chuvas....
Beijo Lisette.

Priscila Ferreira disse...

FELIZ ANIVERSÁRIO DINDA :)

Priscila Ferreira disse...

FELIZ ANIVERSÁRIO DINDA :)

Toninho disse...

Haverá sempre esta situação Beth.
Uma postagem bela cheia de reflexões e alegria de viver, que é tudo que importa.
Assim: Com licença, eu hoje estou feliz é tudo que importa e nada pode me tirar do prumo.

Feliz aniversário minha amiga e que Deus a ilumine em cada dia,pela paz e pela felicidade com toda harmonia na familia.

Um abração e belos presentes.
Beijo de paz.

DMulheres disse...

Beth[

Linda postagem e bem romântica. Adorei o amor dos guarda-chuvas, queria conhecer um vermelho também.
Beijos e uma feliz quinta!

Sheyla.

Lúcia Soares disse...

O romantismo foi por causa da véspera do aniversário. rs
Lindo, Beth.
O amor nunca pode deixar de nos sensibilizar, porque é a mola do mundo.
E que as chuvas sempre venham para molhar a terra, renovar a vida dos vegetais, purificar o ar, encher nossos rios.
E que os guarda-chuvas coloridos sempre se enamorem uns pelos outros, como deve ser conosco.
Sejamos leves, coloridos, amantes e amados, sempre.
Beijo.

ML disse...

Mucho romântica, Beth!
Adorei o encontro dos guarda chuvinhas... ou guarda temporais?
Que importa quando sse está in love?
"What if it rain, she didn´t care, she said that someday soon the sun is gonna shine, and she is right... my Valentine" (Paul McCartney. Letra que veio na minha cabeça, deve estar "mais ou menos" certa, ou errada
: > ))))
bjsssssssssssssssss

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite, Beth
que linda postagem, ah...o amor!
Adorei o "love" entre o guarda - chuva azul e o vermelho. Ah sim, belo poema da Ana C.Cesar. Somos bilhões de pessoas circulando. Cada uma com seu ritmo, seu passo, indo e vindo. E, nesse vaivém, nos esbarramos, nos encontramos e compartilhamos .Aos poucos, vemos que o q é bom para uns a outros incomoda... o segredo é saber conviver com quem é diferente de nós...
Obrigado pelo carinho, bela noite, belos dias,beijos!

Pandora disse...

Chove agora ternura em mim!!! Me pego rindo sozinha com aquela sensação que só bons versos em uma boa poesia sabem causar!!!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Beth
Também gosto do friozinho e chuva fininha, apesar de incomodar um pouco, dá uma sensação de quentinho boa!!!
Bjm fraterno e quaresmal

Filha de José disse...

Que lindo esse romantismo...
Concordo que muitas coisas beneficiam uns e prejudicam outros.

Abraço.
Ana Virgínia
filhadejose.blogspot.com
aquitemflor.blogspot.com