.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 13 de março de 2014

Abrindo as portas pela vida.


-Pinterest-Valloria-Itália-

Achei, ao buscar a imagem para este post, uma variação colorida e animada de portas velhas e esquecidas que transformaram  numa galeria a céu aberto o centro histórico da cidade de Funchal na Ilha da Madeira. Trata-se de um projeto chamado Arte Portas Abertas e que levou vida, alegria, cores, texturas e lindas obras de arte à fachadas de residências, estabelecimentos comerciais abandonados e construções decadentes daquele lugar.

Na verdade eu queria falar, no sentido figurado sobre 'portas' em nossas vidas, e como ela, a vida, enriquece quem se arrisca a abrir novas portas. 
Digo mesmo que uma das vantagens de se envelhecer é, por experiências próprias e já vividas, poder ajudar aos mais jovens,  fazê-los ver que não devemos deixar de conhecer, de se interessar e de abrir as variadas 'portas' que a vida nos oferece. Muitas vezes passamos por elas despercebidos, cabisbaixos, pensando que nada nos acontece, sequer abrimos uma brecha em nossas mentes para se interessar pelo que pode haver do outro lado destas portas.

O que eu quero dizer é mais ou menos isso que diz esta estória:

O chefe chamou o jovem rapaz e lhe propôs um salário e cargo melhores, mas para isso ele teria que ir para Macaé, cidadezinha do litoral do estado. 
O rapaz gostou a princípio da oferta, mas disse em seguida: - Poxa, que pena, logo Macaé! 
E o chefe lhe disse:
- Mas Macaé é logo ali!  Você poderá vir até nos finais de semana. De onde você é afinal?
O rapaz respondeu: - Sou carioca, poxa!  De Realengo. (zona Oeste)

Por quantas portas já passamos e sequer deitamos um simples olhar?
Quem sabe o que ela teria para nos oferecer de bom do outro lado?! A vida é generosa e nos abre portas atrás de portas, mas temos que estar abertos e, tentar pelo menos espiar o que há lá dentro. 
Tem gente que fica tão machucado com a vida que se paralisa e não ultrapassa a soleira de sua porta, tem medo e terá para sempre aquela mesma porta - "...é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores, é a estagnação da vida... 
Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens!" (*)

E aqui vão as portas do Funchal para inspirar a quem sonha em ultrapassar portas e descobrir coisas novas no mundo.



Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto
Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto
Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto
Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto
Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto
Quando portas transformam se em galerias de arte a céu aberto

(*)Içami Tiba





Fachadas na ilha da Madeira, em Portugal20 fotos

20 / 20

19 comentários:

Lúcia Soares disse...

Portas, para mim, são entradas. Nunca penso nelas como saídas, agora percebo isso. Ou vejo-as pelo lado de dentro, fechadas para nos dar segurança.
A última porta foi a que mais me encantou. (das fotos).
Beijo, Beth.

Silvana Haddad disse...

Beth:
Quando fiz a facul de Psicologia, estudei o tal cisco no olho.
É semelhante a essência do seu post.
Assim como a história do óbvio. Ele está tão debaixo do nosso nariz, que talvez justamente por isso não o enxergamos.
E isso tudo vale para as portas.
Sem interesse, ninguém vai abrir portas e encontrar diferentes passagens...
Aliás adorei a frase com asterisco e a porta com a kombi.
Esse post vai parar direto na minha sinopse semanal.
Bjs.:
Sil

✿ chica disse...

Beth, gosto muito de portas e procuro estar sempre atenta às "portas" que a vida coloca no meu caminho...

Tento sempre ter o equilíbrio certo pra poder abrir ou não, conforme minha intuição...

Mostraste lindas portas pra inspiração, só não gosto da Frida, tenho medo daquela fisionomia furiosa dela, Lembro que a Glorinha ficou braba comigo quando falei que não gostava dela.Mas é verdade! Continuo assim...beijos,tuuuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

Misturação - Ana Karla disse...

Tinha medo de ultrapassar uma porta, sem falar que eu tinha que sair pela mesma, mas isso é passado.
Hoje passo por qualquer porta, qualquer oportunidade e se for dessas imagens maravilhosas que você postou, Beth, aí é que passo mesmo.
Xerosssssssssssssss

Nina disse...

Po, mas logo Macaé? rsrs
Gente, que projeto lindo esse! eu amei todas as portas, mas a primeirissima, e a com a kombi ficaram demais! a da kombi parece uma foto. Incrivel a arte desse povo ne?

Beth, vc é como vinho minha flor! cada dia fica mais linda, passa alegria pra gente, assim como na Biblia o vinho é simbolizado ;-) e tem mt sabedoria. Amooooooo ocê!

Calu B. disse...

Betinha,
tenho fascínio pelas portas, reais e metafóricas, acho-as instigantes objetos que transcendem ao imaginário e provocam ousadias...pra quem se atreve a abri-las.

Sensacional iniciativa esta dos moradores de Funchal.A cidade alegrou-se lindamente.

Dias límpidos pra ti, amiga.
Bjos,
Calu

Marli Soares Borges disse...

Bacana o post e bacana esse projeto Beth! Lindas as portas, cada uma mais que a outra! Também entendo a vida assim, recheada de portas metafóricas que a gente vai abrindo e fechando. Mas a vida também se encarrega de abrir e fechar algumas portas para nós. E tem vezes que temos de arrombar as portas com nossas próprias mãos. Já aconteceu comigo. Bjs Marli

Beatriz disse...

Ei Beth, que ideia feliz essa!!!
Ainda não conheço a Ilha da Madeira, mas....quem sabe um dia eu vá lá e dê de cara com essa portas lindas (a do Pequeno Príncipe é muito fofa!)
Enquanto isso, eu por aqui continuo abrindo portas e atravessando para o outro lado, até porque sou curiosa ao extremo!
Saudades da tua terrinha Niterói!!!
Bjks

Bia

Maria Célia disse...

Ei Beth
Bacana demais seu post, que belezura estas portas na Ilha da Madeira, fiquei encantada.
Portas passam uma sensação boa de proteção e aconchego, contudo, é necessário que possamos abri-las sempre, para que o novo, entre em nossas vidas.
Beijo.

Cristina Pavani disse...

Bom dia, Alfazema! Tudo bem contigo?
Olha, esta primeira porta impressiona pela alma exposta da menina.
Até auto retrato da Frida, com suas sobrancelhas cerradas marcando uma personalidade ácida.
Todo início de ano, muitas portas (cursos) me são expostas, e não posso explorar todas para não me sobrecarregar, todavia fico com sensação de perda...
Pessoas acomodadas no mesmismo têm medo de se desequilibrar, sem atentar para o fato de que este desequilíbrio nos leva em espiral a um patamar superior.

Abreijos procê.

Ailime disse...

Olá Beth, extraordinário "post"! Muitíssimo bem ilustrado com as portas da Ilha da Madeira! Sabe que aqui tão perto ainda não conheço a Pérola do Atlântico como é chamada!? Por pavor de avião. Baseada nesta sua reflexão será que não estará na hora de deixar sair meus medos e entrar noutras portas? Beijinhos e bom fim de semana. Ailime

Edite disse...

Lindo, inspiradora palavras. realmente as portas para a vida nunca devem nos impedir de entrar ou sair por elas. Bjs.

Anne Lieri disse...

Beth,uma porta mais linda que a outra e tem um significado místico,todo especial tb! Excelente seu texto! bjs,

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Beth
Frida... admiro-a desde alguns anos... extraordinária e gostei de vê-la citada aqui... num contexto digno dela...
Bjm fraterno e quaresmal

Bia Hain disse...

Beth, tudo tão lindo aqui, texto, mensagem, portas... Lembrou-me uma vez que a chica escreveu sobre ver o que havia do outro lado da porta, e eu escrevi que eu queria muito passar mas não estava conseguindo... a resposta dela em meu blog foi: "abra a porta".
Isso alimentou ainda mais minha coragem e hoje sei que foi uma atitudes difícil, mas acertada. Mais difícil ainda é viver convivendo com o "e se" e numa situação conhecida, mas que não nos faz feliz. Adorei, um abraço!

Toninho disse...

Ótima postagem Beth com todas as analises perfeitas de comportamentos do ser. Na vida temos que estar atentos para as oportunidades que se apresentam e por isso minhas portas estão sempre abertas.
Belas ilustrações nesta partilha.
Uma linda semana amiga.
Meu terno abraço.
Beijo de paz.

Felisberto Junior disse...

Olá, Bom dia,Beth
Que lindas "portas" de Funchal.Adorei a penúltima , de cima para baixo (com o número 22).
é verdade, por vezes, tal como o rapaz da "estória", deixamos de "atravessar" portas, porque tem-se a sensação do surpreendente, do risco e da obscuridade, o mêdo do novo...somente que , e ao mesmo tempo, a certeza de que há horizontes infinitos que nos esperam, luzes que vão se acendendo e surpresas que nem imaginamos....
Obrigado pelo carinho, bela semana,beijos!

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Como é importante abrir as portas e perceber as grandes oportunidades e belezas que a vida nos proporciona.
Adorei essas portas pintadas.Assim como as pessoas, isso quer dizer que com uma boa produção podemos ficar de bem com a vida.
Fui em um hotel em Sevilha e fiquei encantada com as portas dos quartos. Todas com pinturas de artistas renomeados. Show!
Vamos abrir a mente e as portas. Sair para nos encantar. Beth, estou achando que devemos abrir nossas portas e passar uns dias em um lugar maravilhoso. Que tal? (rsrs). Saudades
Beijos mil

Mara Lucia Bechara disse...

Beth estou numa fase bem assim as portas se abrindo e eu com medo de entrar,mas tenho que erguer a cabeça respirar fundo e entrar sem receio,enfrentar o que está me sendo oferecido sem temor!!
Adorei a crônica e como artesã as portas lindas...
Foi um prazer conhecer seu blog...
bjs
Mara Lúcia