.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Faça seu pedido sem medo de ser feliz

(Imagem Pinterest-Caras)

Quando sentei-me à mesa do quiosque de café no shopping, observei, na mesa ao lado, uma jovem família.
A pequena ainda mamava no peito da mãe e o irmãozinho de uns 3 anos, serelepe e falante, pedia aos pais que comprassem um cupcake para ele dar ao Papai Noel que estava a poucos metros dali, sentado num trono vermelho, forte, lindão, com fartas barbas e luvas brancas.  Um Papai Noel bem apresentável e convincente, diferente de muitos que já vi por aí, meio esquálidos e pálidos. Estava pronto a esperar as criancinhas para começar sua lida na tarde.
O menino implorava à mãe o bolinho. Olhei para ela rindo e piscamos o olho uma pra outra, percebemos claramente que o menino queria, através deste gesto amigável, conquistar a simpatia do bom velhinho e, quem sabe, ali mesmo, ganhar o seu presente natalino. A mãe respondeu-lhe que o papai noel estava fazendo dieta, mas ele insistiu tanto que o pai acabou cedendo às suas viradas de olhinhos pidões, segurando seu queixo carinhosamente, não resistiu e comprou-lhe o cupcake.
Ele gritou "yes" de alegria e saiu correndo em direção ao Papai Noel, sentou-se em seu colo, ofereceu o bolinho a ele e ficou por lá num bate-papo muito íntimo e cativante para quem olhava a cena. O que eles conversaram eu não sei, mas certamente, a mágica do momento voou longe pelos céus do imaginário daquele menininho. Ele vai pra cama esta noite, pensando o que o bom velhinho lhe trará no seu imenso saco de presentes, sonhará com o reino encantado dos duendes, um imenso trenó com renas e a grande fábrica de brinquedos do pólo norte e tudo o mais que a fértil imaginação infantil encerra.

E nós, pobres adultos sem grandes imaginações ou sonhos?  Seremos já uma causa perdida? Eu penso que não, só temos que voltar a acreditar na magia desta data.

Imagine-se lá, no lugar do garotinho, não precisa sentar no colo do incontinente ancião, mas ficar ao seu lado e falar baixinho para que ninguém mais o ouça, só ele. O que gostaria de ganhar de presente neste natal, que ousadia material adoraria ver debaixo do seu pinheirinho enfeitado?  Não me venha com o papo cabeça de que gostaria de ver a paz no mundo, os corruptos todos mortos ou que a copa do mundo fosse linda e maravilhosa neste país bananeira, porque tudo isso é impossível pro velhinho de barbas brancas, pelo menos para o meu.
Tem que ser um pedido material mesmo, pode ser simplesinho se você não é perdulário, pode ser estratosférico se você é megalômano, pode ser até indecoroso se você é doidão, mas tem que ser material para vir dentro do saco do Papai Noel. Vamos fazer de conta que somos crianças outra vez e no lugar do boneco do Batman ou da Cozinha da Barbie, vamos pedir uma coisa que queremos muito, pois quem sabe nossos pedidos sejam realizados, afinal, a noite de natal é mágica e tudo pode acontecer se você crer e pedir ao universo.









25 comentários:

Beth/Lilás disse...

Ahhh sim, eu vou pedir ao grande velhinho duas passagens de ida e volta para o Japão nas semanas em que a Copa do Mundo aportar por aqui. Não quero nem pensar no que vai acontecer.
Alô Papai Noel, me leva pro Japão!

==================================



✿ chica disse...

Adorei,Beth! O menino que queria dar um bolinho ao papai noel, teve um papinho amigo com ele e de lá saiu sonhando!

Quan ao teu pedido, muito legal e OPORTUNO!!rs

E como tem que ser um pedido MATERIAL, pediria um vasinho que fiquei doida lá no blog da Nina (do blog Tu organiza)

É um vaso de auto rega em forma de nuvem qua dela molha a plantinha> Um amor! Foi a única coisa que lembrei agora,sr...

Pior! Só Papai Noel, pois aqui não tem!rs

Mas, se ele não me der, tudo bem, fico sonhando um dia encontrar.Tenho teeeeeeeeeeeeeeeeeeempo ainda!rs
beijos,chica

pensandoemfamilia disse...

Ah! Beth eu vou pedir sim, muita saúde e paz para enfrentar com tolerância tantas coisas que nos dão indignação.
bjs

Silvana Haddad disse...

Beth:
Meu presente de natal, veio antecipado, rsrsrssr.
Quer dizer pra esse ano de 2013, porque já faz pelo menos uns 18 anos que azucrino meu marido para voltarmos a Trancoso (BA).
E finalmente meu personal Papai Noel (rsrsrsrs) atendeu meu pedido e vamos passar a virada do ano por lá.
Mas se tiver a chance de um 2º desejo, gostaria de passar no concurso que vou prestar no próximo domingo.
Só que aí, depende de mim e não do bom velhinho, né.
Bjs.:
Sil

Ivone disse...

Que linda postagem, ainda não formulei meu pedido, mas creia não peço nada que seja para mudar o mundo, coisas assim, não é de competência de papai Noel, pois esse bom velhinho é mesmo para ficar eternizado nas cabecinhas lindas das crianças, elas sonham, pedem acreditam, minhas netas ainda pequenas estão a pedir, cada dia pedem algo diferente, aí minha amiga, fico com pena do velhinho,rsrs!
Abraços, amei ,ler aqui, seu conto ficou maravilhoso!
Que será que o garotinho pediu?!

Marli Soares Borges disse...

Ai Beth, que lindo... Natal é isso, inspirações. Adorei teu post. "E nós, pobres adultos sem grandes imaginações ou sonhos? Seremos já uma causa perdida?" Penso que não. Alguns, sim, infelizmente. Mas não! A gente tem sonhos sim! Eu por exemplo, já estou com minha carta escrita, prontinha para entregar ao Papai Noel. Mas meus pedidos são moodestos: (hummm, nem tanto assim...) saúde, paz e vida longa, rsrsrsrs ... adoro viver! Bjs querida. Também fiz um post de Natal lá na Rosélia. A festa está bem linda, dá uma passadinha por lá! Bjs. Marli

Anne Lieri disse...

Beth,que história mais comovente desse garoto!Bom demais ser criança e sonhar dessa maneira! Eu achei lindo seu texto! bjs e boa semana,

Em Casa disse...

Lindo texto! Na minha opinião, a melhor fase é quando eramos crianças, sem se preocupar com nada, apenas viver sonhando.
Beijos.
http://www.emcasa-rs.com.br/

Bia Jubiart disse...

Beth, me emocionei e voei com o menino...
Adoro a sua sensibilidade p/ observação, e saber "ouvir" nas entrelinhas... E transformar em palavras, é quase mágico, deveria escrever um livro, posso pedir isto p/ o Papai Noel?
Presente material? Gosto muito de decoração, difícil ter desejos de objetos pessoais, mas está semana fiquei tentada a comprar uma joia da artesã Cleide Rodrigues, um brinco prata com pedras de zircônios verdes, lindo! Vou colocar na extensa lista do Papai Noel rsrsrsrs.
Dê um abraço em sua mãe e irmã queridas!

Bjão e ternuras linda!!!

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Ah...que legal isso Beth, lindo!
Acho que eu queria ver dentro do saco do papai noel meu Blog transformado em livro. Um sonho que tenho de ter um livro com as fotos do Blog. Vou sonhando, quem sabe um natal magico me tras de presente!
Beijos

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Beth
Eu fu ido tempo que colocava manjar com ameixa pro Papai Noel e achava o caroço no dia seguinte... rs...
Acreditava piamente...
Para surpresa minha, meus netinhos pequenos acreditam também piamente e eu fico feliz da vida em poder dar vazão aos sonhos deles... só lhes digo que o Papi não dispõe de tanto dim assim pra satisfazer a todos os meninos... kkk...
Mas, ao menos o deste ano, já tá garantido... por ora, dentro da possibilidade da vó Noel... rs...
BEM, BETH, PARA ATENDER O SEU PEDIDO, AMIGA, VOU PEDIR UM LIVRO QUE VI NOUTRO DIA DE CULINÁRIA... acho que ganharei...
tá dentro do meu orçamento também...
Hoje o filhão já me presentou, ele gosta de dar antes... mas não sei ainda o que comprar com o dim...
Acho que seguirei viajando... rs... pra variar... faz tão bem um descanso pro corpo e mente!!!
Seja feliz e abençoada!!!
Bjm de paz e bem

Samsara SP disse...

Boa tarde querida, que cena linda, realmente essa inocência das crianças nos cativa, afinal já acreditamos em muitas coisas, muitas pessoas, e com o passar dos anos o que nos resta é a realidade!
Basta a nós continuarmos nisso, ou mudarmos nossas vidas fazendo algo ao próximo, que possa nos engrandecer como seres humanos!
Tenha uma linda semana, que Deus derrame uma chuva de bençãos na sua vida, beijinhos!

Márcia Cobar disse...

Betinha,
Do tanto que gosto de viajar, eu pediria ao Noel 2 passagens para algum lugar do mundo, não necessariamente na época da Copa... Essa eu quero presenciar por aqui ;)
Linda a cena que você descreveu... Que menininho esperto, tão pequeno e já cheio de estratégias para conseguir o que quer...
Beijo!
Márcia

Maria Célia disse...

Oi Beth
Que delícia de texto, como é gostoso ler Beth Lilás.
E a magia do Natal para as crianças, como é gostoso ver e sentir isto.
Olha, vou te falar, eu pediria ao Papai Noel uma viagem a Paris, não agora, por causa do inverno, mas em maio, na primavera.
Beijo.

Toninho disse...

Muito lindo este papinho com o Bom velhinho de vermelho e barbas brancas que enfeitaram nossas noite de natal numa infancia feliz.
Não querendo deixa-lo em situação complicada vou pedir ao bom velhinho um livro do Rubem Alves em forma de coletanea.
Mas bem que ele poderia dar um jeitinho nestas coisas vergonhosas que temos assistidos por aqui.
Uma bela semana amiga
Meu terno abraço mineiro.
Bjo de paz e luz amiga.

Luciana disse...

Beth, eu nem estou adepta aos presentes de Natal nesse Natal,então combinei mais uma vez com marido que vamos pular essa e nos presentearmos mais pra frente, então vamos ganhar uns cartões-presentes da familia dele, troca de dinheiro na verdade.
Mas essa semana eu andei paquerando com coisas que papai Noel poderia me presentear: Dexter, serie completa. Desperate Housewives, serie completa. Um final de semana em um spa, me refugiando longe do barulho. Caixa de DVD de E o Vento Levou ( vi essa semana na net). LEGOs Arquitetura. Alguns quebra-cabecas. Um E-Reader, estou me adaptando a ler e-books.
Ih, ate que estou com uma listinha bem grande.

To voltando pro mundo dos blogs...

Beijo

Calu B. disse...

Sabe bem como cativar esse sapequinha, em meio ao sabor de gostosuras e um bom papo, não há quem não se derreta,rsrsrs

Fiquei matutando aqui, Betinha, o que eu poderia pedir por meu Papai Noel...hum, já sei: dois bilhetes de passagem aérea com destinos ao meu gosto:)**¨¨¨** Será pra lá de bom!!

Realizarmos desejos possíveis é anseio de criança que levamos pela vida afora, né amiga?

Adorei a brincadeira, viu?
Bjos,
Calu

Bia Hain disse...

Oi, Beth!
Aceitei o seu convite e aqui estou eu...
Sonhar não custa nada, hahahaha... Li que aqui estamos falando de coisas materiais mesmo, então vamos lá. Nada se sentimentos ou pessoas.
Eu gostaria de ganhar mais um desenho do meu amor que me deixa babando por esse seu talento.
Indo um pouco mais além... um aparelho de som onde eu pudesse colocar meu pen drive e cantar junto! hahaha
Um pouquinho mais... um carro para que eu pudesse passear e viajar. Um dia ainda chego lá!
E sonhando alto, bem alto, um pacote para Fernando de Noronha com o meu acompanhante amado na bagagem.
Vixi, vou precisar pedir uma caixa de humildade depois dessa, hahaha.
Adorei a brincadeira... um abraço!

ONG ALERTA disse...

Que lição pedir...sonhar....desejar....
Beijo Lisette.

Heloísa disse...

Beth,
Linda a história do cupcake.
E que o Papai Noel atenda seu pedido.
Bom manter esses hábitos da infância, não?
Beijo.

Pitanga Doce disse...

Pois é Betinha! Adoro meninos com olhinhos pidões. Vai ver que é porque já dois passaram pela minha vida. Olha, vou pedir ao Papai Noel um Clio "qui nem qui nem" o meu cerejinha, tão distante. Nem precisa vir com laçarote em cima. Pedir a gente pede, né? Ganhar, é outra história.

beijos e finalmente um raiozinho de sol!

Lúcia Soares disse...

Beth, se perdermos a magia do Natal, o que pode restar?
Não gosto da data, por N motivos, mas adoro as lindas histórias que a época inspira.
Em mim não morreu nunca a ilusão do dia, a mágica de se abrir os presentes, tudo em nome da inocência das crianças.
Não penso em ganhar nada, materialmente falando.
Beijo!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite,Beth...
... escrevi tantas coisas, apaguei várias frases que havia feito. Porém, agora o que eu começar a escrever vai ficar.
Tudo bem, eu confesso, ainda durmo esperando o Bom Velhinho e sempre confiro se meu presente já chegou.
Desde há muito tempo, espero que meus familiares, afastados por oceanos e estradas, à trabalho, consigam se reunir novamente em um clima fraternal e delicioso, como era. Sabíamos que a celebração importante era o nascimento de Jesus, e isso sempre mereceu uma ceia farta, reflexões e muitas conversas...além das impagáveis brincadeiras de amigo oculto....esse é o pedido que sempre faço...parece que esse ano , ainda não...mas quando levei um cupcake para ele , Noel me disse que era para esperar mais um pouco, que ano que vem, 2014, meu sonho vai se realizar....
pelo carinho da visita, pelas palavras carinhosas em meu blog, muito obrigado,belos dias, paz e luz, beijos!

VERINHA TIBURSKI disse...

Olá Beth
Que lindo relato, crianças sempre nos emociona. Esta época é sempre saudosista para mim e adoro este clima de natal, mesmo que ultimamente o natal esta ficando mais comercial, mas cada casa se comemora de uma forma, aqui em casa geralmente não damos presentes um para o outro,nosso natal a cada ano é diferente.
Falando de desejos materiais seria poder cair na estrada e viajar sem destino planejado, seria o melhor presente, mas por enquanto vamos sonhando.
Deixando meu carinho e o desejo de um feliz e abençoado natal. Beijinhos.

ML disse...

Por hora, assim de "supetão", um pedido "simples": um trânsito melhor...

Pode ser, Sr. Noel?

: > )))

bjnhsssssssssssssss