.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

"E é um sonho louco este nosso mundo ..."



“Não desças os degraus do sonho
Para não despertar os monstros.
Não subas aos sótãos – onde
Os deuses, por trás das suas máscaras,
Ocultam o próprio enigma.
Não desças, não subas, fica.
O mistério está é na tua vida!
E é um sonho louco este nosso mundo…”
Mario Quintana, Os Degraus

Ah como tenho sonhado estes dias!  É notório que quando relaxamos a mente e o corpo, dormimos bem e os sonhos chegam mais bonitos até, e aí entramos no verdadeiro nirvana dos sonhos. Já sonhou que estava voando? Eu já, poucas vezes, mas é inesquecível, é delicioso!

Na noite passada, apesar do vento que sacudiu algumas árvores e deitou por terra tantas florezinhas da minha camélia rosa, nada abalou meu sono tranquilo e sonhei, muito, com mistura de situações e locais.
Um deles ficou na minha memória pela manhã enquanto tomava meu café e tentava ler uma revista. As cenas apareciam em minha mente e não queriam ir embora, nem deixaram-me concentrar na leitura e eu acabei deixando que elas se estabelecessem e eu visualizasse de novo o sonho.

Lembrei que era numa praia com areia clara e espuma do mar branquinha batendo em meus pés e, de repente, uma garrafa veio a mim, jogada pela última onda.  Imediatamente peguei-a, antes que ela fosse embora com a próxima onda em retirada.  Nela havia um papel dentro e era um bilhete, de alguém que eu não sabia quem era e que me pedia para ajudá-lo, estava numa ilha e sei lá onde era, mas no sonho eu conhecia e resolvi entrar num barco e seguir na direção da mesma.  Tudo era tão fácil, tão acessível, como se eu não tivesse o mínimo medo de mar, que entendesse muito de embarcação e direção, coisa que pra mim é fato perdido, sou ultra medrosa em relação ao mar e nos mistérios que há nele.
Mas, fui, sozinha no barquinho e nem sei como eu o conduzi, só sei que cheguei na tal ilha onde estava a pessoa que me pedia socorro.
A pessoa eu também não sei quem é até agora, pois não era alguém conhecido da vida real e o que aconteceu depois, misturou-se a uma sucessão de outros acontecimentos fora da tal ilha, fora do mar, numa outra parte do sonho que não tinha nada a ver com o sonho inicial do que conto por aqui e que me causou aquela vontade de tentar me lembrar de tudo pela manhã. O resto dos sonhos que tive, um emaranhado deles, não me lembro mais. Na verdade, eu só quis me lembrar daquela parte bonita do sonho, talvez pelo meu lado romântico sobre as coisas.

Que seres estranhos e incríveis somos nós!  Quantos mistérios e universos há dentro da gente quando dormimos, quanta coisa acontece, ficamos horas parados, inertes, foge-nos a consciência e somente o mundo louco dos sonhos é que impera sobre nós!  Eu fico curiosa sobre estas coisas, e a Ciência explica
que "há uma experiência de imaginação do inconsciente durante nosso período de sono". Algumas religiões dizem que pode ser uma expansão de nossa consciência e eu até acredito nisso, pois através de sonhos, mesmo os mais inverossímeis, abrimos nossas mentes para atitudes positivas e pró ativas em nossas vidas.

Você pensa sobre este assunto às vezes?






12 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo te ler,Beth! E temos sonhos lindos, outros maravilhosos, outros tri estranhos. Mas faz bem e no, mínimo, nos faz pensar!

beijos, já em casa e claro, sonhando em idealizar as próximas férias,rs chica

Pitanga Doce disse...

Mesmo que eu mande, em garrafas, mensagens por todo o mar
meu coração tropical partirá esse gelo e irá
como as garrafas de náufrago e as rosas partindo o ar
nova Granada de Espanha e as rosas partindo o ar. (João Bosco)

Ritinha disse...

Pois é... os sonhos, e neles as vezes matamos a saudade de alguém que já partiu e me pergunto, como conseguimos? Como trazemos a vida quem já partiu e até conseguimos falar com essas pessoas?
Como?
É como vc citou, está dentro de nós esse desejo, essa vontade.
Adorei sua postagem.
bjs
Excelente final de semana
Ritinha

pensandoemfamilia disse...

Nossos sonhos, segundo a psicanálise, são um pouco dos resíduos diurnos mais outros conteúdos do inconscientes que se disfarçam querendo chegar a consciência.
Eu sonho, às vezes lembro com alguns detalhes. Ao acordarmos, temos que anotar para não esquecermos.

ML disse...

Sobre sonhos, o que eu já ouvi, Beth é que se a gente não sonhasse ficava louca!
Eu acho que os sonhos são uma mistura "lisérgica" do que marcou nosso dia de alguma forma e a gente nem percebeu misturado a fatos que marcaram nossa vida.
"Tudo junto e mixturado".

Muito legal o seu ter ficado na memória, eu, geralmente, mal me lembro dos meus sonhos.

bjnhs, Querida, e ótimo final de semana!

Lúcia Soares disse...

Não ando sonhando muito, ou não me lembrando deles, ao acordar. Sonhos são apenas isso, pedaços dos nossos dias, de acontecimentos diversos, de conversas, de leituras. Ou de mensagens do inconsciente. Não sei se acredito em sonhos como premonição, mas acontece com muitas pessoas.
Sonhar é bom. Dormindo ou acordados. rs
Beijo, Beth.
Bom fim de semana.

Maria Célia disse...

Lindo Beth, um verdadeiro encanto seu texto, seu sonho, que afinal nos deixou curiosas com o desfecho; como se nos sonhos houvesse isto.
Eu penso muito neles, pra mim é um mistério, às vezes me surpreendo pensando em determinados sonhos várias vezes ao dia.
Beijo

Teresinha disse...

Olá amiga Beth,
Menina, eu não estou tendo nem tempo para sonhar.kkkkk...
Até que tenho sonhos bem interessantes.
Seu texto é um verdadeiro sonho.
Beijos mil

Priscila Ferreira disse...

Adorei o seu texto, confesso que muitas vezes sonho, mas quando acordo esqueço,rs
beijos :)

Beatriz disse...

Ei Beth, que lindo!
Sonho o tempo todo (ops!), quero dizer, todos os dias! Claro que são todos malucos, e nem tento dar uma de "Freud" porque simplesmente eles não têm explicação. Geralmente me lembro de cada detalhe quando acordo, mas se não os anoto, no final do dia já esqueci tudo!
Acho que aí está a beleza de ser humano!!!

Beijinhos cariocas aqui de Minas

PS: aproveite bastante a serra linda de Petrópolis!!!!!

Bia

Lu Souza Brito disse...

Que sonho bom!!!
Eu penso sim sobre isso, mas nem sempre encaro como sonho. Há coisas que lembro, outras nao. Mas assim que acordo, se lembro de algo, fico repetindo para nao perder ao longo do dia.
Por vezes, tenho impressao que tive uma experiencia extra-corporea enquanto meu corpo repousava. E assim como alguns sonhos me deixam tranquila, feliz, em outros, que pode ser chamado de pesadelo, acordo cansada, irritada.
É mesmo um mistério.

Em Casa disse...

Tudo muito lindo!!!!
beijo