.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Juntando Ferrez e Machado de Assis.


É verdade, eu gosto muito de História.  Uma das revistas que estou sempre a folhear é "História da Biblioteca Nacional" que reaviva o passado e traça um paralelo com os dias atuais. 
E já que nosso país tem memória curta, não valoriza o passado para poder entender o presente, publicações como esta são de grande valor social e muitos outros.
E foi na revista de História que li sobre a sorte que o Brasil teve de ter suas paisagens e sua gente eternizadas pelo olhar do fantástico fotógrafo, Marc Ferrez, filho de franceses, mas nascido na cidade do Rio de Janeiro. Estudou na adolescência em Paris e quando retornou, arranjou emprego num estabelecimento fotográfico e acabou adquirindo intimidade com as novas técnicas. Enveredou pela profissão e, com os contatos que mantinha na França, carregava sempre equipamentos modernos a tiracolo.
O Imperador gostava imensamente de seus trabalhos e assim, virou o queridinho da  Corte, fazendo não só retratos dos integrantes da família imperial e de grandes escritores e poetas de seu tempo, como as principais imagens da reforma urbana feita no Rio de Janeiro, na chegada do século XX.

As imagens abaixo são de Marc Ferrez, as citações poéticas de um contemporâneo seu, o grande Machado de Assis, e passatempo de Beth Lilás,  em noites de insônia, a brincar no PicMonkey.

Ao nosso espírito ardente,
na avidez do bem sonhado,
nunca o passado é presente,
nunca o presente é passado.

Machado de Assis 

Não tinha janela; se tivesse,
é possível que fosse pedir uma ideia à noite.
E quem sabe os vaga-lumes, luzindo cá embaixo,
não seriam para mim como rimas das estrelas,
e esta viva metáfora não me daria os versos esquivos,
com os seus consoantes e sentidos próprios? 

Machado de Assis


E enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal. Tudo chorando seria monótono, tudo rindo, cansativo; mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas, acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida.
Machado de Assis






12 comentários:

✿ chica disse...

Beth, adorei essa reunião dos dois, aprender mais um pouco de História contigo e de ver teus trabalhos e artes. Como é bom brincar por lá,né? beijos,tudo de bom,chica

Calu B. disse...

Que lindeza de painel.Uma memorável conjugação de imagens e poesias engalanadas nos olhares de ontem que nos trazem o hoje.

Amei,Dna Beth Lilás, arteira e criativa amiga.
Bjkas,
Calu

Maria Célia disse...

Lindo, Beth, um verdadeiro encanto, você é danada de talentosa.
Gostei de tudo que li e vi.
Um beijo e obrigada pelo carinho de sempre.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite
Beth
é verdade, memória curta!
...que lindo, estou encantado com seu "passatempo insone", uma mais linda que a outra.
Abraçados as citações de Machado e as imagens de Ferrez, (queridinho da corte) E uma encantadora forma de inscrever na esfera do eterno a glória pontual da História. Parabéns!
Agradeço pelo carinho
Belos dias
Beijos

Georgia Aegerter disse...

Bethinha, que mistura pra lá de boa e inteligente.

Adorei as imagens. Vc sempre nos surpreende.

Um grande beijo querida

Malu Machado disse...

Beth, recentemente eu criei uma fan page do Absinto no facebook. A ideia lá é não só divulgar o que eu escrevo no meu blog, mas destacar blogs que eu gostou ou notícias interessantes. Então hoje venho aqui para pedir para replicar com link este seu post. A sua delicadeza ao unir tão belas imagens com a poesia de Machado de Assis ficou simplesmente maravilhoso. Bjs

Crista disse...

Lindo demais...
Parabéns por mais uma postagem que só nos acrescenta!
Beijão...

JAN disse...

Olá Beth!
QUE LINDEZA DE POST!
Estou encantada.

Abração
Jan

Pandora disse...

Eu viajei!!!! Isso é brincadeira, o resto é bobagem!!! Amei mesmo Beth!!!

ML disse...

Que fotos LINDAS, Beth!

Recadinho: mudei de lap e ainda não sei como "colar" os e-mails dos contatos que estão no lap antigo.
Por favor, me manda um e-mailzinho, pls.

Re. exposições pela cidade, vai ter uma da Yayoi Kusama - acho muito legal! bjnhssssssssssssssssss

Beatriz disse...

Que lindas imagens do Rio antigo, Beth!
E como eu queria ser daquele tempo........Na minha doce ilusão de que o antes era belo e plácido, fico aqui sonhando......


Beijinhos recheados de paz!

Bia

Toninho disse...

Com Machado fica sempre um arte amiga e gostei de suas insônias, ficaram legais.
Outro dia estive brincando com este programa.
Legal poesia e arte da imagem.
Meu abraço terno amiga.
Bjo