.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Como uma Pipa no ar

-Pinterest-

A Pipa

O menino solta a pipa
que salta, dança
no vento e lambe, voa
a pipa
o tempo.

O menino imagina
ele, a pipa
que voa, e voa, e voa
pra longe
onde só o menino
e a pipa
sabem chegar
Ele, a pipa
no ar.

-Márcia Lima-


E ainda é assim que os meninos brincam nas periferias ou comunidades deste nosso país. 
O brilho nos olhos, a esperança de junto com a pipa, subir às alturas, pegar melhores oportunidades no vento contrário, alegres e coloridos como papéis de seda na imensidão do azul.


Eu já soltei pipa, quer dizer, a pipa do meu irmão, quando ele deixou em algum momento que descansava o braço. E você, alguma vez empinou uma pipa?




18 comentários:

✿ chica disse...

Beth, que linda imagem, poesia idem e essa oficina, tudo na simplicidade .tão lindo!

Adorei ver e nunca empinei pipas,rs... Mas tive que rir pois pensei noutra coisa,rs...
Lindo post!
beijos,chica

Teresinha disse...

Olá Beth,
Uma brincadeira muito divertida. Meus irmãos empinavam muita pipa e viviam com seus papéis e bambus para criar as suas.
Nunca me atrevi...rsrs...
Beijos mil

Michelle Siqueira disse...

Uma vez só. Também quando meu irmão soltou. Porque o normal era ele dar um "chega pra lá" na caçula. E aí eu ia andar de patins que era mais divertido pra mim. O mais curioso da experiência da pipa é que parece muito fácil, mas tem de ter as mãos e braços firmes e ser preciso nos movimentos.
Pipa era muito comum na minha infância, um tio morava numa favela e lá, quando íamos visitá-lo, aconteciam as competições mais arriscadas. Correr atrás de pipa caindo, então? Era a melhor parte! rs

Bjs,

Michelle

Inaie disse...

SIM!!! Empinei - mas nunca consegui fazer a pipa subir. Eu só a pegava quando ela ja estava no ar!

Depois começaram com aquela onda de "cortante" para roubar a pipa alheia...e eu tinha medo de cortar a mão. kkkk

Pitanga Doce disse...

Não empinei pipa não, Beth. Talvez por não ter uma presença masculina na família. Éramos tres irmãs. Só rolava bonecas e panelinhas.

Beijos e lá se foi o frio!

Malu Machado disse...

EU já. Mas colocaram lá em cima para mim. Fiz isso com meu marido e meu filho. A sensação é de ficar absorta por horas, se deixarem. Mais ou menos como ficar olhando o fogo de uma fogueira. Só que com a pipa você tem o papel importante de não deixar ela cair !

A propósito, estamos na temporada de pipas. Bora empinar?

JAN disse...

Olá Beth!
O pai dos "meus meninos" ensinou-os a soltar pipa, na casa da praia... foi bonito ver e ouvir que se deve usar "linha limpa".
Pena que hoje a brincadeira não seja mais tão inocente... como na vida, sempre tem alguém querendo "cortar" nosso voo.

Abração
Jan

Priscila Ferreira disse...

Acho que nunca soltei pipa! mas fiquei imaginando que deve ser bem legal :)
beijos

Lúcia Soares disse...

Não empinei, nunca tive paciência, mas adorava ver os meninos fabricarem suas pipas. Meus irmãos faziam muitas, era uma festa na rua.
Agosto é o mês de bons ventos para soltar as pipas. Esqueci-me de falar delas, no post de hoje. rs
Linda a imagem, Beth.
Fiz uma musiquinha, para meu neto mais velho, Estevão, em Londrina, ele com 1 ano e pouco de idade e nós dois olhando a dança de uma linda pipa pelo ar:
"O menino soltou a pia, a pipa vai voar...A pipa precisa do vento, para levantar..." rs
Beijo!

Maria Célia disse...

Oi Beth
Por incrível que pareça nunca soltei pipa, nunca fui destas brincadeiras, ditas de meninos, preferia as casinhas e os livros.
Beijo

ManDrag disse...

Eu tinha um grande (papagaio, estrela ou pipa) de plástico transparente com um avião (um caça turbo-hélice, (como dos livros de quadrinhos com histórias de heróis aviadores da segunda-guerra mundial; Capitão Alvega) estampado, coisa de menino-rico... Adorava brincar com ele (sozinho como sempre brincava), fazendo loops, quedas livres controladas, voos rasantes ao solo, ...
Saudades...

Calu disse...

Vc é uma poetisa de fatos/fotos&versos, amiga.A pipa leva aos céus os desejos dos meninos em forma, em cor, em habilidade...fazer do vento aliado e da linha possibilidade.
Eu nunca soltei pipa, mas botava a maior pilha nos filhos e alunos.A história deste(hoje)brinquedo é antiqüíssima e muito interessante.
Ficou bem linda a tua postagem, Betinha.
Bjkas,
Calu

Gracita Fraga disse...

Olá Beth
Linda poesia! A imagem que a dorna é tão bela que me transportou para os momentos dos grandes festivais de pipa que realizávamos e ainda realizamos na escola. Empinar uma pipa é muito emocionante.
Lindo espaço minha linda. Adorei conhecer. Hoje vim te convidar para conhecer meu novo espaço virtual. Será um prazer te receber para um brinde. Para acessar minha nova casa click aqui ”Casinha da Poesia”
Beijos com meu especial carinho
Gracita

Regina Rozenbaum disse...

Que imagem!!! Soltei qdo o filhote era pequeno rsrs. Como moro bem pertinho de uma "comunidade"(favela)vejo as crianças soltarem nesse céu azul lindo de viverrr...e disputarem voos distantes. E o céu se colore com elas!
Beijuuss Bethita

ML disse...

Nunca, Beth!

Tenho medo de pipa (quero dizer, do cerol que alguns insistem em passar na linha).

ADOREI a imagem!

bjnhssssssss

Toninho disse...

E por aqui o uso é de arraia Beth e muitas vezes com o maldito cerol, que tem feito motoqueiros vitimas.
Eu tive uma infancia carregada de pipas, ou melhor papagaio,pois em Minas se fala papagaio e tinha cada um mais bonito que a gente mesmo fazia com papel de seda e taquara que buscava na mata proxima.
Belas lembranças para se sentir no ar,como elas.
Saudade daqui então vou fazendo uma viagem.Para ver se voce foi de taxi.
Um abração.

Márcia Cobar disse...

Que foto fantástica!!!
Genial!
Fiquei maravilhada!
Eu soltava pipa quando era criança! Meu tio "confeccionava" elas pra gente... era um barato, Betinha!
Beijos
Márcia

Dani dutch disse...

Que foto linda !!!!

Eu não lembro direito, mas acho que não empinei pipa não.
bjuss