.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 7 de maio de 2013

O que é mesmo importante?

-Anos 50-Pinterest-

__ Mãe, tô ligando pra saber de uma coisinha que aconteceu quando eu era menina, criança pequena, tipo aquela lá de Barbacena!

Minha mãe que não lembra muito bem do que aconteceu hoje pela manhã, por incrível que pareça, para o passado ela está sempre afinadinha, vive contando histórias do seu próprio e de nós, os filhos.
Eu posso até imaginar o sorrisinho no canto dos lábios dela a se preparar para me dar a resposta.

__ Sabe o que é mãe, preciso saber se tive coqueluche quando era criança? Lembra? Tive ou não tive?

__ Hummmm, você sempre começava com alguma daquelas doencinhas e seus dois irmãos iam juntos, pegavam também e me davam um trabalhão para cuidar dos três, ora com caxumba, sarampo, catapora . . .
mas, coqueluche, é quando tosse muito né? Não tô lembrada, não!

__ Cacilda, que azar, não consegue se lembrar então se tive ou não a bendita da coqueluche?!

__ Ah, Elizabeth, eu acho que teve também, naquele tempo vocês tinham de tudo, não era como hoje com tanta vacina pra se prevenir!  Mas, pra quê você quer tanto saber disso agora, minha filha?

__ Por que o médico me perguntou e eu não lembro de nada quando era criancinha, oras! Daí, achei que a senhora, que lembra de tanta coisa do passado, poderia me dar esta ajudinha. Mas, tudo bem, não esquenta!

__ O que me lembro mesmo era daquela propaganda que tinha nos bondes do Rio ou nos lotações (para quem não sabe o que eram lotações, eram pequenos ônibus que circulavam na cidade), você se lembra das pílulas do Dr. Ross? Eram boas pra tosse, né mesmo? E Vick-Vaporub? E Óleo de Fígado de Bacalhau?

__ Ah, claro que lembro mãe! 
E rimos juntas das lembranças desses antigos remédios que nós quando crianças, aprendíamos soletrando através dos 'reclames' nos bondes cariocas.
O que ficou pra sempre na minha memória foi:

Veja ilustre passageiro,
O belo tipo faceiro 
que o senhor tem a seu lado.
E, no entanto, acredite,
Quase morreu de bronquite,
Salvou-o Rhum Creosotado."

-Google Imagens-reclames nos bondes-

E para recordar estas gostosas memórias de infância, fui procurar no banco de imagens do Google alguns dos 'reclames' daquela época. É impressionante como aqueles anúncios, escritos ou cantados em jingles, permanecem ainda vivos em nós! Vejam se lembram de algum desses, ou tem algum para incluir aqui?

DURALEX SEDILEX NO CABELO SÓ GUMEX




Melhoral Melhoral
é melhor
e não faz mal!





“Phymatosan, quando você tossir,
Phymatosan se a tosse resistir,
Acaba com a bronquite,
Despertando o apetite,
Phymatosan, igual não tem,
É o amigo que lhe faz bem!”

"Tá na hora de dormir
não espere mamãe mandar
um bom sono  pra você
e um alegre despertar."



E no final das contas fiquei sem saber se tive ou não coqueluche nesta vida, mas foram tão boas as recordações que tivemos juntas que já até me esqueci da tal coqueluche! Afinal, o que é mesmo importante?!



****************




Site de pesquisa: http://www.locutor.info/audiojingles.html







19 comentários:

Pitanga Doce disse...

Heheheeh! Muito demais, Beth! Esses reclames e gingles e tal...e o bonde? Ah o bonde era demais com aquele "tlim tlim". E fazia as criancinhas enjoarem. Pena que eu ainda não era nascida. hehehe

Afinal, "tu teve ou não teve" a tal da coqueluche? Eu só tive catapora.

Bom dia Betinha.

Pitanga Doce disse...

Ah, deixei resposta lá no blog sobre o cantinho na Atlântica.

Léia Silva disse...

Querida Beth
Realmente é difícil lembrar-se das doenças que tivemos na infância, pois, ao menos no meu caso, eram tantas - hehehe!
Ainda hoje uso Vick-Vaporub, mas o Óleo de Fígado de Bacalhau nunca consumi, mas diziam que era terrível!
Bjo grande
Léia

✿ chica disse...

Que lindo e doce post,Beth! Lindo papo com tua mãe e essas propagandas maravilhosas! Quem não lembra? Adorei rever! Eu ia de bonde para o colégio aí no Rio, durante um tempo e lia tudo,adorava. Passava o tempo!


beijos,tudo de bom e um pra tua mãe também! chica

Wanderley Elian Lima disse...

OI Beth
Que post lindo. Me lembro de todos esses remédio e das propagandas, não que seja idoso , é que minha mãe me contava kkkkkkkkkkkkkkkk
Obs: tive coqueluche
Bjux

Regina Rozenbaum disse...

Afff que estamos bem vividas né amiga? Lembrei-me de quase todos...alguns com um certo trauma rsrs essa emulsão Scott...misericórdia! Até hoje arrepio de lembrar o cheiro...argh e mamãe enfiando uma colherada goela abaixo "pra crescer forte e saudável"...e cresci rsrsrs. Das doenças infantis não tive nem sarampo nem coqueluche...catapora e caxumba sim! E me lembro direitinho de cada uma...menos mal.
Beijuuss Bethita

Ana Paula disse...

Ai! Até senti o gosto do Biotônico!
Lembranças que são pura expressão de amor e cumplicidade de mãe e filha!
Beijo

Palavras Vagabundas disse...

Beth, adoro a musiinha dos Cobertores Parahyba, cantei para as minhas filhas e para minha neta.
Se você tivesse tido coqueluche não esqueceria, tivemos em quatro em casa e todo mundo tossia sem parar, meus pais nos levaram para uma temporada no litoral (moravamos em SP) por que os médicos disseram que ajudava e ficamos, só com minha mãe, por dois meses - tossindo. Inesquecível!
bjs
Jussara

Márcia Cobar disse...

Oi Betinha querida!!!
Recordar é viver! Me lembrei de alguns desses anúncios sim, que barato a coletânea que você fez!
Lembrei-me inclusive que eu mentia pra minha mãe que estava com dor de cabeça só pra "comer" melhoral" Eu adorava o gostinho adocicado/azedo do comprimido kkk!
Momentos de recordação nos trazem bem perto das pessoas que são especiais na nossa trajetória!
Um beijo "procê" e pra sua mãezinha!
Márcia

Priscila Ferreira disse...

Essa conversa deve ter sido divertida,
dentre os que você citou eu lembro do Biotônico fontoura kkk
beijos dinda, saudades!

Calu disse...

Kkkkkk, adorei, Betinha,
cantei à beça do lado de cá.Só não me lembrei das pílulas do Dr.Ross, mas do restante eu soube tudinho.
Ô lembrancinha boa!
Bjkas, amiga.
Calu

Maria Célia disse...

Oi Beth
Estes doenças coqueluche, sarampo, catapora lá em casa todos tivemos, afinal não tinha vacina e se tivesse não tínhamos conhecimento.
Algumas deste produtos, musiquinhas, jingles eu me lembro bem, outros não.
Beijo.

Georgia Aegerter disse...

Hey bethinha, recordar é viver.

Nao me lembro das pílulas do Dr. Ross, mas de todas as outras, rs.

O tal do Emusao Scott foi uma tortura.

E eu quando crianca, nao conseguia falar Vick-Vaporub. Falava Vick Vapopub. Agora sei de quem a Viviane tem esse problema na fala, ahahhahahaha.

Adorei a tua expressao: "Até ele sair do casulo..."

Bjos minha querida

Anônimo disse...

There is certainly a lot to find out about this subject.
I love all of the points you've made.

Review my page - click here

Teresinha disse...

Ai ai Beth,
Lembrar de tantas coisas...Menos da sua coqueluche. Acho que tínhamos tudo mesmo, né?
Boas lembranças...Só não do óleo de fígado de bacalhau. Que coisa horrível!!!
Beijos mil

Anne Lieri disse...

Ai Beth,vc me fez viajar agora!Essa dos cobertores Parayba é inesquecível!...rss...adorei o papo com sua mãe!Boas lembranças!bjs,

Lúcia Soares disse...

Beth, desse passado remoto (que horror dizer isso...rsrs) lembro-me de tudo e principalmente do Óleo de Figado de Bacalhau (Emulsão de Scott, que era uma verdadeira tortura de tomar!
Provavelmente você teve coqueluche sim, embora não se lembre e nem sua mãe. Antes da chegada das vacinas, as crianças tinham todas as doenças chamadas infantis. Ou não, né? Recentemente uma grande pintora mineira, de 80 anos, foi para a cama, com sarampo...(Yara Tupinambá).
Tomara que já tenha tido, pois, parece, a doença está voltando com força, o que não é bom, claro!
Lindo post, como sempre.
Beijo!

ML disse...

MUito engraçado ; > )))

Adorei!!!

bjnhsssssssssssssss

Toninho disse...

Eita perguntas que charteiam ne Beth?
Nesta altura me perguntar estas coisas, é covardia.[Mas adorei estas lembranças de um tempo de feliz idade. Vida boa, mas tomar oleo de figado de bacalhau era doloroso.
Boa postagem amiga.
Um abração.
Vou ver se vc foi de taxi por aqui.