.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 4 de março de 2013

BC - Meu Lugar Inesquecível


Nos últimos quatro anos eu e o marido viajamos bastante, antes era somente pelo Brasil e conhecemos dezenas de lugares lindos pela nossa terra, agora é a vez das terras estrangeiras. Numa dessas viagens, um lugar marcou minha lembrança pro resto dos meus dias, pois ficou inserida uma forte lembrança olfativa e visual. Falo das laranjeiras e suas pequenas flores branquinhas, as frutas grandes e amarelas, e o cheiro, quando volta e meia o sinto,  me transporto pra lá juntamente com a aura de romantismo que nos tomou de surpresa e encantamento por aquele lugar.
-via Pinterest-
Sevilha - situada a sudoeste da Península Ibérica na Província da Andaluzia, Espanha.
Uma cidade com cheiro de laranja.

Saimos de Madri, no centro da Espanha e num voo rápido chegamos à Sevilha. Começava a anoitecer na cidade e um tom dourado caia sobre o horizonte e seus prédios centenários. O motorista jovem no táxi BMW, último modelo, um bólido supersônico, contrastava com a parte antiga da cidade em que nós iríamos ficar, entrava pelas ruelas medievais com uma destreza impressionante e rápido, mas a tempo de eu deitar a cabeça sobre o banco e observar os prédios iluminados e as laranjas suculentas entre a folhagem verde escuro das árvores que se espraiam por toda a cidade.
Não há uma rua que não tenha laranjeiras, grandes, amarelas, de dar água na boca e vontade de colhê-las sem cerimônia e sugar seu sumo ali mesmo, na rua.  Dias depois, soube por um morador (brasileiro) que as mesmas, tinham sua casca utilizada pela Nasa para obtenção de um combustível alternativo para foguetes.
Até hoje não sei se é verdade, mas o que eu sei é que a lembrança de tais frutos pendurados dia e noite nas árvores, marcaram minha lembrança para sempre daquele lugar.
-via Pinterest-

O centro antigo de Sevilha é uma verdadeira obra de arte, até mesmo nos simples bancos de mosaicos de azulejos coloridos à moda árabe que há nas diversas praças públicas, assim como na aura romântica de carruagens puxadas por cavalos andaluzes fazendo o mesmo percurso do silencioso trem de superfície que lagarteia pela cidade e seus pontos turísticos.
Suas estreitas ruas medievais, com forte influência moura, guardam bares e restaurantes de tapas, sobrados com janelas floridas, balcões decorados, casas brancas, escadarias, sons de música flamenga nas tardes e na virada da noite, estátuas humanas, cantores de ópera, cheiro de paella no ar e vontade de nunca voltar pro hotel, ficar nas ruas o tempo todo.
Numa dessas vielas, andando a pé e espreitando os lugares, vimos um restaurante de portas azuis abertas, totalmente decorado com porcelanas brancas com motivos do mar e eu fiquei olhando aquilo encantada, parada na porta com a luz do dia iluminando as toalhas igualmente brancas. Falei alto qualquer coisa para meu marido e antes mesmo dele responder, uma voz respondeu em português, com um confuso sotaque espanhol e veio ao nosso encontro um rapaz que ali trabalha há uns 10 anos como cozinheiro, disse-me estar feliz da vida em ouvir alguém falando a língua dele e a saudade que isso lhe dava dos pequis de sua terra natal, Goiânia.
Ficamos ali com ele conversando e sabendo das coisas sobre aquela linda cidade, prometemos voltar à noite, mas neste dia choveu demais e resolvemos comer no próprio hotel.

Percorremos a cidade a pé durante quatro dias, inclusive com chuva fina, mas era também linda com chuva, evidenciando a enorme Catedral gótica, a maior da Europa e a terceira maior igreja do mundo, fundada em 1401 e que tem dentro dela 80 capelas e o túmulo do honorável descobridor das Américas, Cristóvão Colombo. O Minarete ao seu lado, em estilo mouro, chamado Giralda, propicia uma visão espetacular da cidade e brilha nas noites douradas de Sevilha. Não me lembro quanto tempo fiquei sentada numa confeitaria bem em frente a esta beleza toda, admirando sua arquitetura e vendo as pessoas, moradores locais, dirigindo-se para alguma missa daquela noite.

A mesma beleza vimos no complexo de edifícios e jardins do Real Alcazar, palácio onde até hoje a família real espanhola faz uso quando está na cidade. Seus jardins com inspirações mouras, lagos, chafarizes, azulejos decorados, traduzem em leveza e frescor o lugar, principalmente no forte verão sevilhano.
-via Pinterest-

Um passeio pela Plaza de Espana ou Parque Maria Luiza é vivenciar uma experiência de volta ao tempo, aquele dos gentis homens e delicadas senhoritas com suas saias rodadas e sombrinhas bordadas. Um lugar neo-renascentista da arquitetura espanhola. Coisa mais linda!

O moderno em Sevilha está expresso no incrível projeto Metropol Parasol, uma gigantesca estrutura em madeira que com a sua aparência incomum, contrasta com o ambiente medieval.

Sevilha evoca os prazeres da boa mesa e o romantismo, desde seus palácios, minaretes, igrejas, janelas floridas, o sonoro canto de pássaros nas árvores ao entardecer e, surpreendentemente, também quando atravessamos as ruas ouvimos o canto de pássaros até chegar ao outro lado, um dispositivo aciona e você sabe que pode atravessar sem correria ou stress.
A bela ponte Triana sobre o rio Guadalquivir, como em Paris, cheia de cadeados presos e declarações de amor, absorve nosso tempo e faz-nos relaxar observando lá de cima os patinhos nadando no claro rio. 
Cerâmicas coloridas nas diversas lojinhas, leques e mantilhas enfeitando e dando vida às muitas vitrines que fecham até hoje, mesmo com a crise, para a tal siesta.
E para saborear; cervezas e sangrias, tapas, churros de chocolate, montaditos, jamón, gaspachos, frutos do mar, e voltar com mania de comer no café da manhã, pão com azeite.
Meu marido só come assim até hoje, nunca mais quis saber de manteiga no pão.

Sevilha para mim foi mágica, amor à primeira vista.  Não sei se a forte influência árabe a cada esquina e que mexeu com minha memória ancestral por parte de mãe ou se pela leveza do modo tranquilo e elegante de se viver, em meio às lembranças de um passado glorioso e o presente na alegria de um povo que muito se parece com os brasileiros.

Este vídeo abaixo que achei na Internet, com um fundo musical maravilhoso, dá uma visão concreta desta cidade que lhes conto. Verão que não estou inventando e como é linda Sevilha, a minha cidade inesquecível.
(Não deixem de ver é incrível o vídeo)














Source: youtube.com via Beth on Pinterest

25 comentários:

✿ chica disse...

Puxa,Beth! Que riqueza em detalhes trouxeste e deu pra imaginar o perfume das laranjas bem laranjinhas mesmo por lá! E os azulejos me encantam muito. E o pão com azeite? Coisa muito boa e faz um bem!!!

Tantas coisinhas lindas por lá! Não conheço ,mas passeei contigo por aqui! beijos,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Beth
Conheço a Espanha, mas não conheço Sevilha. Vendo suas fotos , fiquei morrendo de vontade de conhecer. Deve ser realmente um lugar inesquecível..
Bjux

Nina disse...

Eu sabia que tu irias gostar da Espanha, senao Madri, senao Barcelona, mas alguma coisa... sei la, eu sabia que a Espanha iria te pegar Beth. Num vilarejo, numa ruela, enfim, assim como vc mencionou. É um país lindo, adorável, gostoso de se passear, de se ouvir o idiomar, de sentir os aromas, e ver as cores. Eu amo a Espanha, é linda demais e por isso te compreendo com perfeicao.

Ahh fala pro maridao que tbm adoro pao com azeite ;-)
e que as fotos, estao lindas!

amanha posto meu cantinho inesquecivel ta?

JAN disse...

Beth!!!! Senti-me em Sevilha... o novíssimo com trechos de histórico, envolvido por cheirinho e cor de laranja.

Abração
Jan

Misturação - Ana Karla disse...

Beth que lugar lindo!
Acabei de conhecer esse seu lugar inesquecível e quem sabe um dia chego por lá pra sentir o perfume das laranjeiras.

Olha, fiquei muito feliz com seu convite e já aceitei. Vou lá no blog fazer a postagem.

Obrigada
Xeros

Calu disse...

Betinha,
me senti lá, pelas vielas da Impressionante Sevilha com seus aromas, suas cores, seus rebuscados adornos, sua herança mourisca, sua sedução andaluza...ah, viajei em tuas completas descrições deste lugar inesquecível que vive em tua melhor memória, amiga.
Que lindeza de post este que nos leva pras terras da Espanha, mágica e sedutora.
Lindoooooo!
Muitos bjinhos entusiasmados.
Calu

Ana Paula disse...

Adorei conhecer o teu cantinho especial! As fotos estão esplêndidas.
Bj

Teresinha disse...

Olá Beth,
Eu também tive o privilégio de conhecer o encanto de Sevilha.Espetacular!!! Tirei fotos dos pés de laranja pelas ruas afora...Achei o máximo elas estarem ali intactas. Além dos monumentos, coisas que me marcaram por lá... A dança flamenca, um show magnífico e um restaurante super descolado com sua sobremesa servida em latinhas parecidas com latas de sardinha.
Amei as fotos e o seu lugar inesquecível...
Beijos mil...Já estou colocando seu link lá.

Bombom disse...

Oi, Beth, que viagem fantástica por Sevilha, tu nos proporcionaste! Quem ainda não conhece, imaginou através do teu relato tão pormenorizado. E quem conhece, como é o meu caso, revisitou de novo, reviu paisagens, monumentos, sentiu os aromas fortes das laranjeiras e dos restaurantes, e embriagou-se com as cores, a luz dos dias em cada hora e os reflexos no rio...Quando lá estive, de passagem por algumas horas e já lá vão uns bons anos, ainda não tinha máquina fotográfica, mas guardo na memória as imagens inesquecíveis que agora aqui nos mostraste. E foi muito bom recordar porque foram momentos muito agradáveis. Por isso, obrigada, por teres partilhado connosco essas memórias tão belas. Bjs. Bombom

Márcia Cobar disse...

Oi Betinha querida!
Mas que tour maravilhoso foi esse que você nos convidou a fazer por Sevilha!
Eu não tinha noção do quanto a cidade é bonita, cheia de cor, pisos, laranjeiras, influência moura, pórticos e arquitetura brilhante!
Sem contar com a "vibe" que foto nenhuma consegue captar né amiga... Só estando no lugar para se sentir tocada.
Adorei conhecer seu cantinho especial. Que belíssima escolha!
Lindíssimas as imagens que você selecionou para compartilhar aqui!
É impressão minha ou você já usou alguma vez aqui no seu blog a fotinha da varanda com vasinhos azuis?
Lembro-me desta foto... Achei uma doçura!
Minha próxima postagem será sobre meu lugar inesquecível ;)
Beijos Betinha!
Márcia

Nina disse...

Bom, ja postei amore! foi um prazer fazer parte dessa BC lindinha, agora vou visitar as outras pessoas. Basta clicar no meu perfil (queria saber colocar link direto no comment mas nao acerto:-(

Bjs

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida amiga Beth
As pessoas "viajadas" como Vc se tornam mais abertas ao novo e a novos horizontes... tenho visto!!!
Lindo post, como sempre!!!
Mencionei Vc aqui:

http://espiritual-amizade.blogspot.com.br/2013/03/minhas-rosas-e-o-dia-internacional-da.html

Bjm de paz e bem

Thaís disse...

Lindas fotos!
Vou incluir a Espanha no meu roteiro!
bjoo

Heloísa disse...

Beth,
Seu post sobre Sevilha está maravilhoso, e permite que a gente sinta o aroma das laranjeiras, e se encante com toda a beleza do lugar.
Eu estive lá, há alguns anos, embora com uma passagem bem rápida. Mas também me encantei.
Beijos.

Nessa semana estou cheia de afazeres extras. Mas vou tentar aderir à blogagem coletiva.

Luciana disse...

oi Beth

td bem?

lindas as fotos

li sobre o post coletivo no Rascunhos de Itala e vim lhe visitar também

seguindo o blog

bjs

estilorosa.blogspot.com

She disse...

Mas que delííííííííííííííííciaaaaaaaaaaaa! Amei tudo isso!
Beijo, beijooooo queridona! ;)
She

Celia disse...

Que viagem maravilhosa eu fiz agora, junto com vc no seu post. que lugares lindos. Posso imaginar que vc se apaixonou mesmo pela cidade. Tudo pareceu lindo. É gostoso viajar e conhecer novas culturas. Bj

Luma Rosa disse...

As laranjas de Sevilha são dadas de presente no natal. Não conheço Sevilha e me lembrei dessa informação por causa da postagem da Renata Boechat quando teve a blogagem coletiva das cores.
Fiquei imaginando os lugares, as belezas, os cheiros e a culinária. Outro dia estava lendo sobre a estória do licor Curaçao e que ele é resultado do aproveitamento das cascas de laranjas oriundas de Valencia, também na Espanha. Quando forma plantadas no solo de Curaçao, o resultado foi uma fruta de gosto ruim e por isso o aproveitamento. O bom de viajar é que aprendemos muitas histórias e nos sentimos mais ricos!
Agora fiquei com vontade de conhecer Sevilha e principalmente a igreja e o túmulo de Cristovão Colombo.
Postei agorinha http://luzdeluma.blogspot.com.br/2013/03/meu-lugar-inesquecivel.html
Como faz para clicar ou copiar o link... não estou conseguindo. Aparece uma janelinha dizendo que não pode :P
Beijus,

Lúcia Soares disse...

Beth, vi o vídeo incansavelmente. Lugares belíssimos e a música inspiradora.
Suas fotos tb estão ótimas, ilustram bem o seu texto. E você, num dos bancos de mosaico, está lindona!
Feliz de quem vence seus medos, enfrenta um voo e pode se deparar com essa beleza toda! (ai, ai, será que um dia consigo?! rs)
Gostei de conhecer um pedacinho do país de meus ancestrais. Sevilha vai pra minha lista. rs
Beijo!

Regina Rozenbaum disse...

Aiiii Bethita,que dilícia viajar com você! Também já tive a oportunidade de dar umas voltinhas pela Espanha e me encantei. Mas não saberia descrever (Barcelona a minha eleita) com tanta riqueza. Cheguei a sentir o aroma daqui. Você daria uma romancista de PRIMEIRA,ouviu?! O vídeo que encontrou bacanérrimo.
Beijuuss

ML disse...

Você acaba de se tornar embaixadora cultural da Sevilha!
Fostos lindas, Beth e o seu post está uma delícia!

bjnhsssssssssss

Priscila Ferreira disse...

Dinda, como sabe ainda não conheci Sevilha, mas já ouvi muito de vc e mamãe falando sobre lá! Lugar lindo né? Adorei todas as fotos!
Ia adorar assistir um Flamenco <3
E as laranjas, incrível!!!

beijos e saudades

ps. mamãe fez o arroz (ficou bom, mas nem tanto!) rs rs

Patricia Galis disse...

Viajei com vc tamanha perfeição dos detalhes a Espanha é um dos países que gostaria de conhecer nessa região perto de Andaluzia existe uma cidade chamada Sierra Nevada é meu sonho de consumo digamos assim ir até lá....claro agora com esse roteiro que descreveu fiquei mais animada ainda.

Anne Lieri disse...

Beth,que maravilhosa essa viagem!Não é á toa que não esqueceu!Uma cidade alaranjada e com cheiro de laranja,eu adorei!Lindas as fotos,as histórias e fiquei com vontade de participar tb.Vou ver as regras.bjs e parabens pela linda postagem!

Tina disse...

Oi Beth!

Doce passeio por Sevilha e Espanha neste post tão bem elaborado. As minhas memórias de Espanha por enquanto se restringem à Barcelona e Madrid (ou Madri?) e me encantam.

Obrigada por dividir sua experiência de maneira tão linda e por colocar mais uma cidade na minha lista...rs

Agradeço seu comentário lá na minha Blue Moon e espero você mais vezes, Vale ? (como se diz em Madrid ou seria Madri?) rs

beijo grande e boa semana.