.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 7 de março de 2013

BC-2a. Ciranda Interativa - Carta à uma Mulher


À Senhora Yoani Sánchez,


Escrevo a você, querida e destemida Yoani Sánchez, blogueira e mulher forte como muitas de nós, pois me envergonhei sendo brasileira, do tratamento que lhe deram aqui nos dias em que nos visitou. Você foi vítima da falta de respeito, da falta de educação e da grosseria, e que tão bem o jornalista Mainardi disse por nós: “O que esses moleques merecem é um pontapé nos seus fundilhos. O que fizeram é grosseria, desrespeito,…”
Mas, quero que saiba que não somos assim em nossa totalidade, embora algumas autoridades recebam aqui com glórias e benesses, certos tipos que em seus países são considerados e comprovadamente tido como  ladrões ou assassinos, confira aqui. São os mesmos do partido que vaiaram sua presença em cada aeroporto que chegou, são adultos ou jovens desinformados do que aconteceu ontem e hoje em seu país e que fazem parte do que podemos intitular como "fanáticos politicamente".

Quero que saiba que a admiro muito e, inclusive, escrevi dois posts tempos atrás, apresentando-a  no meu humilde bloguinho, a primeira vez aqui e depois quando tentaram calar sua voz em 2009-aqui e lhe machucaram muito. Portanto, já lhe conheço há tempos e admiro-a muito.

Mas, você seguiu em frente, não desanimou e nem temeu este governo dos irmãos Castro que não deixa até hoje seu povo votar porque, no fundo, não confia em sua própria população, sabem que serão rejeitados por todos, pois este mesmo povo não aguenta mais tanta imposição e falta de liberdade para se expressarem nas urnas, nas ruas ou na própria mídia. A população de seu país, diferentemente de você, teme perseguições, calúnias, humilhações, arbitrariedades e intimidações. Você orgulha às mulheres cubanas e à nós todas, como mulher forte e corajosa que é, uma loba que corre com outras atrás de liberdade acima de tudo, por isso quero juntar-me a ti nesta jornada.

De que adianta formar-se em Filologia Hispânica e morar num lugar onde encontra tão grande obstáculo para a superação da realidade arcaica em que está mergulhado seu país por tanto tempo? 
Por isso eu entendo esta sua disposição em procurar meios e formas para enviar aos amigos fora de Havana  e ao mundo, toda a verdade que corrói a sociedade cubana. Eu sei que seu intuito não é derrubar o governo que aí está, mas sim restituir ao seu povo a liberdade individual de uma forma pacífica. E sei que um dia vai conseguir, torço por isto.

Pretendo comprar seu livro "De Cuba, com carinho" e falar dele para as pessoas por aqui que se interessarem saber sobre injustiças, sobre um povo inteligente e amordaçado, sobre uma ilha que está separada do mundo sob o jugo de um ditador que nunca morre e ainda inspira pessoas que ainda não sabem que o Muro de Berlim e o comunismo acabaram faz tempo, e sobre uma mulher que nos honra e engrandece nossa espécie, pois mesmo sendo de fala mansa, aparência frágil e olhar direto, esconde um ser humano de personalidade extraordinária e uma força incrível para enfrentar seus ideais com comovente estoicismo e luta.

Parodiando seu livro, quero finalmente dizer-lhe:  "do Brasil, com carinho" a você, querida Yoani Sánchez, continue firme!

Um grande abraço de uma admiradora brasileira.

Beth Lilás


-Imagens Google-




Esta foi minha participação na Ciranda promovida pela querida amiga Calu em seu Blog Fractais de Calu, em homenagem ao dia 8 de março - Dia Internacional da Mulher -








22 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Beth
Foi realmente vergonhoso o que um grupinho de moleques petistas fizeram com Yoani. Paus mandados de políticos inescrupulosos encheram as pessoas de bem de vergonha. Não entendo como pessoas que lutaram contra a ditadura no Brasil, podem apoiar a ditadura na casa dos outros.
Bjux

Beth/Lilás disse...

Perfeito Wanderley! Você complementou meu post com suas palavras.
adorei!
beijos
=====================================



JAN disse...

Olá Beth!
Bela postagem... informativa, atual e emocionante.
Parabéns!

Abraço
Jan

Maria Célia disse...

Olá Bety
Confesso minha ignorância a respeito da Yoani, até assistir pela televisão as represálias e critícas dirigidas à mesma aqui no nosso país.
Aí fui me informar a respeito dela, e passei a admirá-la.
Olha, tenho horror a Cuba e aquele tipo de governo que eles têm.
Há uns três anos vi uma reportagem no Jornal da Band, muito bem feita, com imparcialidade, apresentada em capítulos sobre a vida dos moradores, o dia a dia da população, fiquei estarrecida e com muita pena do povo.
Você falou muito bem, nos deu uma dimensão exata do valor da Yoani.
Beijo.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Beth
Não esperava menos de VC pois também é uma mulher super antenada...
Bem legal a sua homenageada!!!
Corajosa que só!!!
Ambas engrandecem a blogosfera...
Bjm de paz e bem

✿ chica disse...

Linda carta, carinho, retratação em nome do povo brasileiro e participação! ADOREI! beijos,chica

Teresinha disse...

Olá Beth,
Realmente, foi lastimável e vergonhoso o ocorrido.
Guerreira e lutadora essa mulher bate no peito e diz o que pensa.
Beijos mil

Misturação - Ana Karla disse...

Beth, você é uma mulher admirável, informada e focada nos disparates do cotidiano brasileiro.
Como Célia, também sou um pouco ignorante de Yoani. Acompanhei parte.
Mas agressão, seja ela como for, é sempre absurda.
Xeros

Ana Paula disse...

Beth, belíssima a tua escolha!
Homenagear essa mulher lutadora, falar a ela que não somos todos assim...
Adorei! Beijo

Calu disse...

ARRASOU, Betinha,
em foco,razão e deferência;cada destaque dado por vc nesta tocante carta à esta aguerrida militante da liberdade, não poderia ser mais esclarecedor.Inspirando a todos e todas de seu país e do mundo a não se calarem frente às injustiças sociais, Yoani Sanchez é exemplo luminoso da força da mulher no mundo: de ontem e de hoje.

Faço minhas tuas palavras de retratação a esta bem-vinda guerreira moderna.
Adorei tua participação, minha amiga.
Mil bjkas daqui,
Calu

Beth/Lilás disse...

Obrigada queridas amigas!

Eu queria justamente isto, um espaço para falar desta injustiça social cometida agora, aqui dentro, contra Yoani, como se não bastassem todos estes anos que ela vem sendo perseguida pelo governo cubano.

Liberdade de expressão é uma conquista que obtivemos com muita luta e não pode ser por conta de alguns ignorantes que vamos podar quem tem voz e educação para se colocar aqui e no mundo.

O sucesso do blog dela "Generación Y" foi tão grande que a revista Time incluiu-a entre as 100 pessoas mais influentes do mundo.

Minha homenagem a ela é também uma bandeira pela nossa própria liberdade de expressão que está sendo ameaçada dia após dia neste país. Fiquemos atentos!

===================================




Sylvia Regina Marin disse...

Minha querida amiga, não é à toa que me orgulho tanto da nossa amizade - porque não é só amor que sinto por você - é, acima de tudo, admiração. Pela linda pessoa que você é por fora e por dentro, pela lucidez de seu pensamento, pelo olhar amoroso e guerreiro, sempre atento às injustiças desse mundo em que vivemos. Me ajoelho a seus pés. Com amor,

Regina Rozenbaum disse...

Conheci a moça e seu blog através do blog de uma outra amada, e assim tive oportunidade de acompanhar a luta e as denúncias.Quando estive em Cuba na virada de 2009 tentei encontrá-la pessoalmente mas estava "temporariamente sumida"! Belíssima homenagem Beth nesse dia que ainda precisamos celebrar e dar voz a tantas injustiças que ocorrem conosco nesse mundão de homens ignorantes.
Beijuuss e feliz dia(s)

Lulú disse...


Olá Beth
Gostei de sua carta, como muitas colegas aqui disseram, eu também sou ignorante sobre Yoani.
Gostei quando você disse que nem todos os brasileiros são hostis.
Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Camille disse...

Que linda carta, tão bem escrita, refletida e argumentada. Acho que li aqui tudo que precisava sobre a presença dessa moça. Antes tinha visto fotos, e legendas e me envergonhado o suficiente para virar a pagina, ilusão negativa...para aguentar esse país vergonhoso mesmo.
Tenho certeza que ela ha de ler sua carta e se comover com ela. Que a carta chegue a ela, e ha de chegar:blogueira como nós. E diferente no aspecto- encarou hoje, uma ditadura, um governo totalitario como tantos outros que tivemos ao longo da história e sao descritos por intelectuais como governos assassinos impiedosos. Ela foi muito elegante ao falar de Cuba. Todo mundo ama suas origens... Um beijo e parabens pelo post. Esqueci de participar. Ando mesmo voada. Mas adorei ler o seu post.
Cam

Sileni Machado disse...

Olá Beth, que linda carta, mt bem escrita em homenagem a esta mulher que, de fato, é uma grande guerreira! Exemplo de mulher que lutou e luta em busca de liberdade, de não calar a voz e dizer aquilo que pensa com seriedade. Não poderia ser mais oportuno lembrar dela neste dia da mulher! Parabéns pela carta! Mt obrigada pelas suas palavras no meu blog, a cada palavra recebida me conforta e me fortalece cada dia mais!
O prazer é td meu de poder estar aqui e participar do seu blog!
Feliz Dia da Mulher pra vc e pra tds nós!
Bjsss
viveraprendendo.com

R. R. Barcellos disse...

És mulher! És todo um mundo!
És a árvore da vida
Enraizada em chão fecundo
Tua fronde florescida
Já buscando o céu profundo
Já de um poeta vagabundo
Em versos enaltecida!


Hoje é na base da tesoura e cola.
E parabéns pelo "post"!

Luma Rosa disse...

Conheci a blogueira cubana Yoani Sánchez por causa do "The Weblog Awards" e confesso que dentre os participantes, ela era a menos simpática. Todos nós trocamos vários emails, mas ela era bem obtusa.
Quando a que fizeram com ela não achei legal, assim como acharia com qualquer pessoa que chegasse em nosso país para conhecer, não sendo alguém comprometido com a justiça, como o citado Battisti.
Politicamente falando, eu não colocaria a mão no fogo por ela.
Feliz dia!! Beijus,

Cristina disse...

Oi Beth!
Como você foi feliz escolhendo justamente a grande guerreira cubana para homenagear. Meus parabéns!
Beijos interioranos.

Lúcia Soares disse...

Beth, certamente ninguém deve ser hostilizado em um país, quando vem como convidado.
Não cabe a nós, cidadãos, protesto junto ao convidado, devemos, antes, protestar junto ao governo, no sentido de proibir a entrada de alguém que não seja do nosso agrado. Não acompanho o blog dessa moça, já tentei, mas não vi nada de interessante nele. Não sei, de verdade, qual é o papel dela "contra" o governo de Cuba. Também acho estranho ela ter sido autorizada a fazer essa viagem, mas não entro no mérito da questão, justamente por desconhecer o que seja a vida dela lá em Cuba.
De todo jeito, foi muito triste o que lhe fizeram, foi humilhante, até agora não consegui entender as razões de hostilizarem-na. Dá uma vergonha imensa, porque ela não é nenhuma ameaça para nós. Sinto muito por ela ter passado por esse constrangimento.
Muito linda sua carta, tomara que ela possa lê-la.Beijo!

ML disse...

Muito bom, Beth, parabéns!

Outro dia, vi uma entrevista da blogueira cubana - a mulher é aplaudível!

bjnhs

Celia disse...

Oi Beth, aqui de longe, nao é sempre que sei das coisas mas, pelo q vc escreveu a coisa foi feia e com certeza Yoani vai ficar feliz em ler esse post. Bj