.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012



Esta baixinha gaúcha deixou saudade no Brasil inteiro, porque não se pode negar que foi a melhor cantora brasileira de todos os tempos, e neste aniversário de 30 anos de sua morte, uma pequena homenagem a uma grande mulher.


O bêbado e a equilibrista

Caía a tarde feito um viaduto

E um bêbado trajando luto
Me lembrou Carlitos
A lua, tal qual a dona do bordel,
Pedia a cada estrela fria
Um brilho de aluguel.



E nuvens, lá no mata-borrão do céu,

Chupavam manchas torturadas, que sufoco!

Louco, o bêbado com chapéu-coco

Fazia irreverências mil pra noite do Brasil.


Meu brasil

Que sonha com a volta do irmão do Henfil.

Com tanta gente que partiu num rabo de foguete.

Chora a nossa pátria mãe gentil,

Choram Marias e Clarices no solo do Brasil.

Mas sei que uma dor assim pungente

Não há de ser inutilmente, a esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se machucar
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
Tem que continuar...



João Bosco e Aldir blanc




Foi a única cantora por quem derramei lágrimas na vida.















20 comentários:

aminhapele disse...

Elis,sempre.

Inaie disse...

Feliz aniversario Elis!!! Um acidente de aviao e o Brasil perde sua maior cantora...

Bia Jubiart disse...

Oi Beth!

Falei hoje sobre esta música num blog de amiga... Elis faz falta no cenário da música popular brasileira, chorei também... Já 30 anos?

Um lindo dia p/ vc!

Beijos e boas energias tocantinenses!

Cucchiaio pieno disse...

Realmente ela foi grande! Na verdade ainda é, pois suas canções durarão para sempre!
Bela homenagem.
Bjim
Léia

lolipop disse...

Querida Beth

Mesmo para os Portugueses Elis Regina é uma figura incontornável e uma voz muito lembrada...uma grande senhora.
Até me emocionei quando abri o blogue e ouvi o som...lindo!

MIL BEIJINHOS E TERNURASSSSS

Regina Rozenbaum disse...

Tive que mudar a url do divã. Conto com a compreensão e o carinho de todos vocês além da tal paciência, para que eu possa fazer todas as atualizações e lincá-los novamente.Não me abandonem e por favor atualizem meu novo endereço e me ajudem a avisar os amigos! Agora o endereço é: www.divadaregina.blogspot.com
Amo vocês de viverrr!!!

Ricardo Miñana disse...

Es grato placer pasar a leerte.
buen fin de semana.
un abrazo.

Kinha disse...

Adoro essa música. "como nossos pais" também é única na interpretação da Elis.

✿ chica disse...

Linda homenagem a Elis, pequena grande cantora...beijos praianos,chica

michele andrade disse...

Também adoro Elis, deixou muitas saudades....
Bjs e bom fds.

www.atelierartedecor.blogspot.com

She disse...

Essa é eternamente grande e os grandes não deveriam partir jamais! ;)
Beijo, beijo minha Linda!
She

pensandoemfamilia disse...

Oi amiga querida

De volta, aos poucos vou saudando a todos que tão carinhosamente demonstraram saudades.
Grata pelas notícias da nossa amiga e aplausos por esta bela homenagem aa esta fabulosa cantora "que partiu como um raio de foguete".
bjs

Calu disse...

Eterna Elis.A voz de nossa geração, a voz que emocionou o Brasil e ainda o faz até hoje!Tbém chorei neste dia Betinha, e custei a creditar no acontecido.
Enfim, faz um bom tempo que o céu se privilegia com a voz sua imortal.
Merecida lembrança.Doce recordação, amiga.
Bjkas e bom fim de semana.
Calu

rocosta disse...

Adoro a música Cais do Milton Nascimento... um luxo!
Beijocas

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Elis para sempre!!
Estou aqui me recuperando da cirurgia. Correu tudo bem. Graças a Deus..
Bjs mil

Luma Rosa disse...

Poxa, levei maior susto com a música :) 02:30 e a casa dorme, silencio total! Isso não se faz, Betinha! É pegadinha?

hehehehe fotinha no canto do blogue? Tem sim! E acho que você não me conheceu no Sindrome de Estocolmo. Apesar de conhecer a Denise de longa data, não sou de frequentar o seu blogue, no sentido de deixar comentários e interagir. Olhando sua lista de blogues, pode ter sido no blogue da Georgia ou da Grace, as blogueiras mais antigas que conheço dali. Vai saber? Mas me lembro do seu primeiro comentário o "Luz" como se fosse hoje.

Sou suspeita para falar de Elis que era presença cativa em minha infância e sua voz cantarolava sem parar. Um tempo atrás escrevi sobre ela em um site francês.

Bom fim de semana!
Beijus,

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu era criança mas me lembro qdo falaram q ela morreu. a tristeza de tanta gente, minha mãe toda consntrangida pra explicar que ela tinha morrido de overdose. parece que essa época da boa música foi embora com estes grandes nomes né mãe Gaia...

bjs boa semana!

Beatriz disse...

Oi Beth, realmente ainda me emociono ao ouvir Elis até hoje! Sua voz não tem igual no mundo!
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Misturação - Ana Karla disse...

Nossa Beth, quanta emoção senti nesse post. Suas palavras transmite exatamente isso.
Elis, um grande ícone.
Xeros

Wilqui Dias disse...

Sabe que eu só vim ouvir mais Elis aqui, acredita?
Muitos Norugueses me perguntam sobre musicas do Brasil, eu cabecinha de ovo, nunca me liguei muito, tudo tao ao alcance da mao...que hoje aqui estou aprendo mais do meu próprio país pra poder dizer pra pessoas como é, Elis ta no meio das coisas que ando apreciando mais. rss bjs