.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Um dia seremos Estrelas

-Imagens - © Ignacio Torres, "Stellar" -

Existe em nosso universo uma enorme gama de crenças, filosóficas, científicas ou religiosas para se acreditar de onde viemos e para onde vamos.  Basta escolhermos uma delas e viver feliz.

Sempre quando eu olho pro céu estrelado, daqueles coalhado de estrelas que impressionam os olhos e fazem a alma levitar, fico pensando que uma ou outra  daquelas estrelas pode ser um ente querido ou amigo que se foi um dia. É minha forma tranquila de enfrentar a morte e o desaparecimento de quem amei.

Sinceramente, adoro este pensamento e ele me passa uma profunda paz.

Eis que lendo sobre este jovem fotógrafo do Texas, Ignacio Torres, descubro nele algo parecido com minhas crenças, pois ele tem uma curiosa teoria sobre como nós, humanos, 
surgimos e voltamos a ser, ou seja, somos feitos de matéria cósmica, resultado da morte de várias estrelas.

Ignacio criou então o projeto "Stellar", com imagens representativas deste acontecimento cósmico. Ele explica que utilizou pó reflexivo e confetes para simbolizar as galáxias já desintegradas e a sua posterior transformação em corpos humanos. 

"Ao inserir modelos reais nas suas imagens e adicionar-lhes movimento através de gifs animados tridimensionais, o fotógrafo queria “congelá-los no tempo entre as partículas que iniciam esta criação celestial”. Este seu pensamento, quase uma metáfora visual, pretende focar a ligação espacial existente entre nós e as estrelas, assim como o tempo que as separa a elas próprias."
-Imagens - © Ignacio Torres, "Stellar" -

Já que Somos Estrelas...


A ciência, com muita poesia, descobriu que somos feitos com a mesma matéria
das estrelas, e até nossos pensamentos brilham, estelarmente.
Por isso, convém andar com delicadeza e cuidados:  nossos gestos e palavras,
já que também somos estrelas, podem mudar o universo.

(Roseana Murray)






16 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Temos mesmo que ter muito cuidado com todo o nosso ver, agir, julgar e sentir...
O nosso brilho interior não pode se extinguir... jamais!!!
Bjm de paz

Maria Luiza disse...

Trabalhei Roseanna Murreay ao longo dos meuss anos de professora e não vi isso tão lindinho. Também gosto de pensar assim que cada ente que amei está lá brilhando para mim.Também prefiro pensar que sou uma centelha divina. Bjbjbj!

Márcia Cobar disse...

Oi Bethinha,
A abordagem deste fotógrafo é fantástica, achei as fotos de uma criatividade genuína e as poses muito soltas e leves.
Que linda sua maneira de encarar as estrelas no céu! Seus queridos que já foram vão, desta forma, sempre iluminar o seu céu! Quando vejo estrejas penso no quanto sou pequena diante da grandeza do unversso.
Bjim e um céu estrelado pra ti esta noite!

Márcia

Elisa T. Campos disse...

Quando a ciência e a religião se derem as mão com certeza tudo irá
brilhar e poderemos mudar o universo.

Lindo texto

bjs

✿ chica disse...

Que maravilha de post,Beth! Chega a emocionar.Ando uma manteiga derretida, nem imaginas!!! beijos,chica

Toninhobira disse...

Por isso brilha e assim faz esta maquina rodar com suavidade.Lembro que Caetano um dia disse que gente é pra brilhar.Que saibamos sempre entender este brilho neste plano.
Um abração saudoso amiga carioca.
Bju de luz nos seus dias.

Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Sou de conversar com a lua e as estrelas desde bem pequena. Me lembro que lá no interior, onde nasci, na varanda havia uma cadeira de balanço, aquelas antigas, cadeira do vovô...eu puxava ela pra fora, sentava, ficava balançando, e começava a contar todo os meus segredos para elas, que me ouviam atentamente, sem interromper e em silêncio...

Quem sabe, inconscientemente eu já não soubesse disso...eu era parte delas e elas de mim...(risos)...
Adorei a leveza do post...

Beijos com carinho
Liz

Paulo Rideaki disse...

Mamãe Gaia, você tem razão, somos parte deste imensurável universo(macrocosmo) e nós (microcosmo), uma extensão do macro para o micro cosmos (e vice versa)!
Tudo que existe neste universo existe em pequenas proporções em nós!
Tem uma passagem no budismo que diz que quando morremos, físicamente, a nossa essência sobe até o pico das aguias, onde ficamos latentes até o tempo, de um novo despertar. A ciência sabe que no espaço negro, aparentemente vazio existe uma massa que é pesada,mas que a nossa atual ciência não consegui dizer do que se trata, pois simplesmente não conseguimos enchergar. Eles acreditam ser uma energia muito poderosa, concentrada, mas só são conjecturas.
Acredito que o pico da aguia seja o cosmo(metáforas), e quando deixamos este plano fisico voltamos ao universo permanecendo latentes até que a nossa hora de manifestar chegue novamente!
Isso também mamãe Gaia ,reforça a minha teoria de que deus é um só corpo com vários pensamentos, emoções e sensações. Estamos aqui "individualizados" cada um com seus sonhos e desejos, mas quando deixamos este corpo fisico, voltamos as nossas verdadeira essência que é a consciência da inteligente universal, que todos chamamos de deus.
Quando ví a foto do homem, cheio de purpurina, pensei, nossa não é que ele virou purpurina mesmo?!??! heheheheheh Beijos e abraços do amigo!

Celina Dutra disse...

Beth, carioca, querida,

Belo post e desde sempre acredito que nossos pensamentos interferem no universo. Por isso o cuidado em pensar o bom, o bem e o belo.
Girassóis nos seus dias. beijos.

Nina disse...

Mas isso é mt bonito, Beth!! Olha que fotos ótimas. Fiquei aqui babando...

Elisa Zambenedetti disse...

Olá, querida!
Adorei sua amável e carinhosa visita a meu blog.
Tens uma forma poética e acolhedora de ver as coias, eu pessoalmente, me inclino mais para a cosmogênese e suas teorias quânticas, porém, no final das contas o que importa é sermos felizes com nossas crenças!
Lindo blog!
Beijos.

Mãe Terra, Estamos Aqui... disse...

Olá amiga, adorei o seu Blog, percebo que você tem muita sensibilidade, parabéns pelo post, ver as estrelas desse modo é sentir o universo, parabéns...
A nossa amiga Lizete indicou o seu Blog, pois ela sabia que eu ia adorar...
Beijos amiga...

gabriela disse...

Oi querida amiga Beth, tenho andado um pouco afastada do mundo virtual, voltei á escola e sobra-me pouco tempo, hoje cheguei aqui e me deparo com este lindo texto, como sempre és uma mulher com uma cultura geral fantástica parabéns, adoro a maneira como escreves, recebe um abraço desta amiga que nunca te esqueçe, bjs muitos

Valéria disse...

Oiiii Beth!
Que saudade menina!
Que forma mágica de ver a vida! Adorei! Minha estrela não está com muito brilho, mas vou ver se por aqui ela consegue ficar mais viva.
Beijinhos!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

mas se somos todos emissores e receptores de energia, cientificamente provado, é claro que nosso pensamento e agir interferem no mundo, assim penso eu.

que beleza, essa idéia maravilhosa desse fotógrafo! mostrar que na verdade tudo é a gente, tudo é todos, todos somos um único ser. e assim temos nossa influencia no meio que vivemos, com nossas atitudes e pensamentos.

belíssimo!

Georgia disse...

Beth querida, adorei isso.

Vc como sempre descobre cada coisa fantástica!

Bjao