.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Verde - um negócio da China


-Muralha da China-Google-

Se há um país que me divide, pendendo quase sempre para o lado negativo, com sua política social e financeira é a China. Embora fique impressionada com a beleza de algumas imagens como a da Grande Muralha ou de lugares desta terra longínqua e saber também que este povo desenvolveu muitos conhecimentos para a humanidade e descobertas incríveis.  Mas quantas vezes já lemos sobre o trabalho desumano a que são submetidos os operários nestes últimos 20 anos em suas fábricas e construções galopantes, assim como a maldade que alguns líderes deitaram sobre aquele povo milenar, principalmente as mulheres.  Um bom livro para se conhecer a respeito desses dramas pessoais é "As boas mulheres da China" da jornalista Xinran, muitos relatos que relembram a época do regime socialista de Mao Tsé Tung e sua Revolução Cultural.  Já li há tempos e recomendo.

Um ato que nunca mais esquecerei e que ficou marcado em meu cérebro foi já mais próximo, nos anos 80, daquele valente homem chinês, desafiando tanques de guerra na Praça Celestial.  O ato entrou para a história como um símbolo de luta pela paz. Quem não se lembra?

A China também me assusta com suas comidas estranhas e de embrulhar o estômago só de ver imagens, como cérebro de porco, espetinho de cachorro, sopa de ninho de pássaro, licor de pênis de veado e outras loucuras gastronômicas que vocês podem conferir aqui neste site.  Mas, essa cultura a gente já sabe que deve ser entendida, afinal quem tem mais de 1 bilhão de habitantes não pode se dar ao luxo de desperdiçar nada.

-Google-

Não me esqueço também das imagens que foram enviadas para o mundo na época das Olimpíadas, onde o céu de Pequim apresentava-se cinzento, carregado de nuvens e poluentes.  Era preocupação para os atletas e seus organizadores.  Um amigo de meu marido que esteve por lá mais de 20 dias, disse-lhe que não viu uma só estrela nos céus daquela grande capital.
  
 -Pequim-

Os níveis de poluição lá e em outras cidades industriais da China eram considerados extremamente elevados e inseguros para a saúde pela avaliação da OMS. Mas, sabe-se que eles trabalharam duro para minimizar isto naquela época e o que é mais bacana, estão hoje conseguindo surpreender o mundo, levando a  sério o investimento na economia verde e limpa. (fonte aqui)
Lançaram metas numéricas para as províncias que variam de 10 a 18% para redução de cada um dos poluentes principais. Então eles têm agora metas, redução do índice de intensidade de poluentes e quotas a alcançar .  Isso está mudando toda a face do crescimento quantitativo do PIB chinês e passando a qualitativo. Isso quer dizer que não adianta mais mostrarem crescimento quantitativo como era a alguns anos, mas tem que caminhar junto com qualidade.  E como tudo por lá acontece rapidamente, da noite pro dia, veremos em breve uma China com qualidade de vida muito boa.

Eco-sistema e bio-diversidade sendo pensados e trabalhados com carinho pelos chineses, campeões invictos de poluição, é um ótimo exemplo e esperança para o resto do mundo e a Mãe Gaia ficará mais feliz e verde daqui alguns anos.

-Google-

E se a China pode e faz, porquê não o Brasil?





23 comentários:

Maria Luiza disse...

Mãe Gaia, enquanto eu lia eu já me atinava em colocar algumas questões, mas logo abaixo já vinha vc com ela. Você colocou tudo, tão minuciosamente que nada mais se dá para falar; é só refletir. Fez uma senhora varredura e o seu anunciador dos ventos que toca ao menor sinal de brisa, lembra das superstições que eles tanto consideram e levam tão a sério como a uma religião! O que eu amo é aquela região de altíssimas montanhas cortadas por um rio lindo. E tem mais belezas sim. Parabéns! Que vc tenha um lindo final de semana!

Bia Jubiart disse...

Boa noite Beth!

Tenho também um bocado de restrições... Evito comprar o Made In China, por conta do trabalho escravo, mas atualmente é quase impossível, eles invadiram o mundo!

Acho que a resposta está na nossa ingenuidade e nos políticos corruptos!

Sonhe com os anjos...

Beijossss

Celina Dutra disse...

Conheço pouco da China. Recentemente li sobre a educação naquele País. Com planejamento e investimento conseguiram reverter o quadro para uma educação de qualidade, com envolvimento da população. Foi o que li, se é verdade não sei. Faço a mesma pergunta sua: se a China pode e faz, por que não o Brasil. Lá houve vontade política, seriedade e planejamento.
O Universo agradecerá pela melhor qualidade de vida na China, e nós também.
Girassóis e beijos.

Márcia Cobar disse...

Oi Beth, podemos fazer muito sim! Temos a maior floresta tropical do mundo, temos uma populacao cooperativa, temos meios de comunicacao que chegam aos milhoes de lares e que podem repassar mensagens de preservacao... Podemos fazer muito pela natureza, pelo meio ambiente, pela nossa humanidade! Vamos la!
Bjim
Márcia

✿ chica disse...

Que todos tenhamos a consciência necessária pra faze nossa parte... Um beijo,desejando linda primavera!chica

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Estou super ausente por aqui. Correira louca.
Coisas da China...Fico impressionada quando vejo as etiquetas de algumas marcas famosas de roupas e lá tem escrito: made in China. Apesar de tantos absurdos que vemos por lá, a China é uma potência.
Pois é, o Brasil tem potencial para tantos coisas, mas...
Tudo de bom.
Bjs mil

pensandoemfamilia disse...

OLá Beth
Eu também tenho esta ambivalência pela China, mas não podemos deixar de considerar que ´s um povo de garra.
bjs,

Heloísa disse...

Beth,
É impressionante o que a China está conseguindo, em busca da qualidade de vida dada pelo verde.
Que a qualidade de vida também alcance os setores do trabalho, humanizando as fábricas e serviços diversos.
Beijo.

Palavras Vagabundas disse...

Beth, tenho um especial interesse na China, não só porque tenho amigos chineses e amigos que moram lá, mas por que me fascina sua cultura milenar e estranha. A China muda porque é milenar e porque - gostemos ou não - é uma ditadura, então o governo manda e o povo faz! É assim a milênios - o imperador mandava o povo fazia. Fazia e faz porque só assim garantem o mínimo de comida. Poderiam gritar ou espernear? Podiam, mas já aprenderam a mil gerações que é melhor aceitar, o pragmatismo chinês e verdadeiramente proverbial! Nós só temos 500 anos, praticamente uns bebês, vamos chegar lá. Torço, luto e tento fazer minha parte!
bjs e bom fim de semana
Jussara

Lulú disse...

Olá Beth.
Passei para uma visitinha e me deparei com essa postagem maravilhosa.
A "Mãe Gaia" agradece pelos trabalhos que possamos fazer em seu favor.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Sandra Puff disse...

Boa Primavera, Beth!
O seu texto está ótimo, é disso que precisamos...de conscientização...não pode-se construir castelos, torres de marfim em cima de trabalho escravo, na força bruta, na ilegalidade. Endendo que não é minha cultura, mas não se pode comer cães, animais de estimação, engaiolá-los em cubículos até quebrarem seus ossos e irem vendedo de restaurante em restaurante. Isso é ganância, não pode ser outra coisa, o uso indiscriminado da desculpa de "guerra" ou "superpopulação" não cola mais...deve-se pensar em prevenção, mas para quê, não é?, os bebês, crianças, adolescentes, mulheres de hoje, são os escravos da ilegalidade futurística!
Abraços e flores,

Sapatinhos da Dorothy

Camille disse...

Nossa, voce é corajosa de falar assim tao abertamente. E tem toda a razão. O tempo da China ser a grande potencia do mundo passou nao é? Deixaram fugir a oportunidade do Oriente.
Tabem acho essas comidas bizarras, parece castigo de "NO lIMITE". Mas muito mais bizarra é sua politica e a vida de tantos miseraveis que ha naquele país. Parece que é preciso rever tudo.
Beijos e bom findi!

Celia disse...

Ando sumida, é verdade, mas nao esqueci vc nao.
A viagem a Praga, foi maravilhosa. Ficamos encantados com a beleza da cidade. Muito a se visitar e coisas lindas. Quem sabe um dia, eu volte lá.
Bj

Carolina Pombo disse...

Oi! Muito bom texto!
Só fico pensando se todo esse investimento no "mercado de carbono" que a China tem investido é eficiente para uma Economia Verde. Porque o que fiquei sabendo é que esse novo mercado vende quotas de carbono. Ou seja, continua-se a produzir muito carbono, com a diferença que paga-se pra isso. Vou pesquisar mais sobre isso lá na China e depois escrever algo no blog. Esse é um assunto super importante!

Beijos

Beatriz disse...

Oi Beth, também estou aqui na torcida para a China se redimir de todos os pecados! É realmente um país de extremos, e que cresce assustadoramente com sua economia. Me lembro de um livro que li sobre a história verdadeira de duas monjas tibetanas que tiveram que fugir de seu país para conseguir a liberdade. Antes, porém, passaram por atrocidades cometidas por militantes chineses. Enfim, nunca é tarde!!!
Beijinhos dessa carioca perdida nas montanhas!
Bia

Maria Célia disse...

Olá Beth
Muito boa sua postagem; uma verdadeira aula de história sobre um país até há pouco tempo bem desconhecido para nós.
É muito bom saber que eles estão preocupados com a preservação ambiental, com a boa qualidade de vida da sua imensa população.
Bjo

Menina no Sotão disse...

Acho que se houver empenho tudo se consegue. Eu nunca estive na China, mas uma colega de profissão que lá esteve disse que era impossível respirar e ela voltou de lá doente, precisou fazer um tratamente sério.
Enfim, eu torço para que eles mudem muitas coisas por lá...
Agora, esses pratos peculiares aí não me causam outra coisa que não seja repulsa. Não dá. rs

bacio

Dani dutch disse...

Olá web-mãe,
Tudo bem?
Quando ouço falarem da Chica o que me vem logo a cabeça são as comidas exóticas, tenho uma amiga que o marido trabalha lá e ele disse que no começo foi dificil acostumar e que até hoje não é tudo que ele come.
bjuss

Nielson Alves disse...

Aprendo com você,
quanta delicadeza.

aplausos comtalento

Beth/Lilás disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beth/Lilás disse...

"Pessoal, veja só:
"Ciente da gravidade que a poluição representa para seu futuro, a China tem mostrado disposição em investir na energia limpa. Stern menciona que a cidade de Dongtan, uma ilha na vizinhança de Xangai, trabalha arduamente para se tornar a comunidade mais ecoeficiente do planeta até 2020, produzindo energia solar e eólica e fazendo investimentos pesados em transporte público e em ciclovias. "
Segundo dados do jornal inglês Financial Times, a China deve investir mais de 220 bilhões de dólares – 40% dos recursos de seu pacote de estímulo econômico – em tecnologia ambiental nos próximos anos. "

Agora pasmem: O Brasil ao invés de ir pelo mesmo caminho, principalmente agora que os investimentos para a Copa do Mundo se aproxima, acharam uma saída bem prática e barata, ou seja, alguém estabeleceu que durante os jogos da Copa, será feriado. Então, já que eles não conseguem fazer as obras de infra estrutura de tráfego a tempo, eles fazem feriado porque acham que as pessoas ficarão em casa e não precisarão circular tanto, somente aqueles que irão para os estádios.
Uma forma suja e nojenta de empurrar a sujeira para debaixo do tapete.
E fazer o quê diante de um país que busca soluções como esta?
"Segundo dados do jornal inglês Financial Times, a China deve investir mais de 220 bilhões de dólares – 40% dos recursos de seu pacote de estímulo econômico – em tecnologia ambiental nos próximos anos. "

======================================================================

Georgia disse...

Beth, que post informativo e muito bem escrito. Só podia vir da mae Gaia. Parabéns amiga pelas informacoes. Me preocupo com o carbono que será num númeromuito elevado. Que o Brasil poderia aprender muitas coisas nesse caminho, isso lá poderia. A pergunta é: querem?

E que virus é esse? O que ele fez no teu blog? A Favia tb o recebeu.

Um grande beijo e obrigada por tuas palavras lá na Saia. Estamos sim, todos bem.

Obrigada

Um bjao

Bel Rech disse...

Cada povo com sua cultura, mas eu desconfio muito da China, está muito dentro do Brasil.Querendo penetrar de qualquer forma, preços muito baixos, isso quer dizer muita mão de obra barata, como citou no seu texto muito informativo...
Não vejo com bons olhos a China, por mais que digam que é evoluído etc etc
Paz e bem