.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A arte de ser feliz


-Imagem By.love233-


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.


Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.


Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Maribondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. Ás vezes, um galo canta. Às vezes, um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.





-Cecília Meireles-









21 comentários:

Camille disse...

COm toda certeza que é preciso saber olha-las. E voce parece ser uma dessas pessoas que sabe. Eu tb venho tentando estar desperta para esses pequenos momentos, grandes momentos de felicidade pura, como sentir o cheiro de um jasmineiro. Que coisa boa!
Beijos

Cacá - José Cláudio disse...

Se o nosso mundo é do tamanho do nosso olhar para ele, a felicidade também ganhará a mesma dimensão que dirigirmos para onde olhamos. Que belo este texto, Beth! Abração. Paz e bem.

pensandoemfamilia disse...

Bom dia Beth
Como é preciso aprender para entender "que tudo está certo cumprindo o seu destino" e assi pserber a felicidade.

Nessa busca para ver o belo vc encontra sempre preciosidades como estas da Cecília oferecendo aos seus leitores gotyas diárias de bons fluídos.
bjs,
Adorei a imagem.

Heloísa disse...

Beth,
Eu acho que o importante, mesmo, é saber, ou aprender a olhar.
Com certeza, aparecerão coisas lindas diante das nossas janelas.
Beijo.

Wilma disse...

Ah esse texto, bem poderia ser escrito por mim, por você...Cecília Meireles, como sou agradecida a minha professora de Português que me apresentou a essa escritora que expandiu minha alma!! Nossa muito lindo!! E essa janela que você ilustrou é um sonho!! Amei.

Lu Souza Brito disse...

Bom dia Beth,

Meus olhos mostram tudo cinza poucas vezes no mes. Saber olhar os detalhes traz cor e vida a nossa paisagem.
Por aqui, tudo colorido, com borboletas, flores e uma chuva fininha.

beijos e bom fim de semana.

Celina Dutra disse...

Tudo lindo. Delicada e gostosa sua janela. E Cecília Meireles! sem adjetivos. "...é preciso aprender a olhar..."!
Obrigada!

Girassóis nos seus dias!
Beijos

Pitanga Doce disse...

Ah querida Cecília, escolho a última opção.

beijos Beth.

Misturação - Ana Karla disse...

A felicidade está sempre em nossos olhos, a forma de enxergar como queremos viver.
Bom final de semana Beth!
Xeros

Dulce disse...

De pleno acordo com os que dizem que é preciso aprender a olhar... A beleza costuma pairar nos olhos e no coração de quem a vê...

Texto lindíssimo da nossa querida Cecília.
Beijos e um bom final de semana

Glorinha L de Lion disse...

Não ando olhando muito pelas janelas pq a visão que me dão não é das mais belas ultimamente....Talvez meu jardim ande mesmo precisando de adubo, daquele que não vende em lojas....beijos,

@Tay_Guedes disse...

Eu sou apaixonada por esse texto.
Porque na simplicidade da Cecília, com suas palavras perfeitas e bem colocadas neste lindo contexto,que notamos que as pessoas não vêem mais o mundo em que vivem.
Não o percebem, não o valorizam.
São estes pequenos momentos que fazem uma vida valer a pena.
Ótima escolha de texto.

http://profissaoblogueira.blogspot.com/
http://taynalu.blogspot.com/

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Oi minha querida!

Vim desejar um Feliz Aniversário!!

beijos

Calu disse...

Fico com a última opção dada pela poetisa:...é preciso saber olhá-las para vê-las assim!Doce Cecília!
E, feliz de quem o sabe.Em cada espetáculo da natureza viva somos convidados a assisti-lo e darmo-nos conta que somos participantes dessa beleza;resta-nos escolher como.
Imagem e poema que fazem sonhar, Betinha.
Bjkas,
Calu

Teresinha Ferreira disse...

Nem sempre a paisagem vista através da janela nos fascina.
Seria bom se pudéssemos abrir a janela e ver um pomar de coisas belas e somente felicidades.
Bjs mil

Valéria disse...

Oi Beth!
Felizes os que vêem a felicidade em pequenas coisas! Nem todos conseguem vera beleza das coisas simples. É por isso que são tão descrentes.

Beijos e um belo fds!

Dani dutch disse...

Web-mae querida, sumi, mas voltei!
lindo poema!
E precisamos limpar nossa janela interior pra podermos enxergar com clareza o que é realmente importante e o que nos faz felizes.
bjuss

Lúcia Soares disse...

Beth, claro que só precisamos aprender a olhar...
Beijo!

ML disse...

Que coisa mais linda, Beth, e a imagem então... ADOREI!

bjnhs e ótimo final de semana!

Orvalho do Céu disse...

Olá, minha flor
Com a casa cheia pelas férias do meio do ano... sem tempo algum... venho dar um alô e me deparo com um texto lindo e que parece que leu o meu coração...
Estou com as janelas escancaradas... O meu olhar(coração) vai mostrar a felicidade ou não... Não posso jamais esperar que ela venha de fora para dentro...
Bjs de paz e espero que tenha tido um Dia do Amigo muito feliz.

Úrsula Avner disse...

Oi Beth,

a propósito, seu projeto é muito interessante e agradeço e aceito o convite para partcipar dele. Bj,

Úrsula