.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Eu ouço seus sotaques (parte II)



(Este post foi escrito em fevereiro de 2009 e reedito agora com novos personagens)


Uma das coisas que admiro no Brasil é a capacidade, desde a época do Império, inclusive mérito de D.Pedro II, de mantermos uma só língua falada neste imenso território continental. É a nossa Língua Portuguesa.
Sabemos que tem países aí fora pequeninos e com uma variedade de línguas ou dialetos impressionantes, como é o caso da Espanha, onde fala-se pelo menos 4 línguas: o castelhano, gallego, euskara e catalão.
A Índia, então nem se fala, ou melhor, falam mais de 400 idiomas e dialetos. Uma loucura!


No Brasil, apesar de todo este gigantismo, a gente consegue falar a mesma língua e isso é maravilhoso, mostra o quanto somos irmanados e um povo não-bélico. Provavelmente pela nossa pouca idade, apenas 500 anos.

Mas, os sotaques às vezes soam como dialetos de tão distintos que são.

Aqui pelo blog passam diversos sotaques, só que não são ouvidos, apenas lidos nos comentários deixados todos os dias. Mas, fico imaginando como seria ouvir aquilo que por exemplo, a Renata Lopes Costa, linda gauchinha, escreve nos seus posts carregados de um palavreado a que ela chama de 'bagual', próprio lá debaixo, do sul do país. Confiram neste post super criativo e simpático que ela escreveu. Vejam a diferença da linguagem e tentem imaginá-la com seu sotaque gaúcho pomposo e bonito. 
Incluo também aAna em Lavras, Flávia em São Gabriel e o amigo James em Santa Catarina. 
 Sem contar a querida e inquieta Chica que é outra gauchona carregada dos sotaques.  Bahh, mas lá é tri legaaal neehmm!
 
Posso imaginar também as outras amigas, como a Lucianaque mora na Noruega, mas é do Rio Grande do Norte e tem o sotaque aberto e alegre dos nordestinos. A Renatinha em Boston, mas que é de Goiás e fala nos diminutivos como os 'mineirins'. Lembrando também da Lúcia Soares que é mineira de 'Belrizonte' e o Cacá que é 'bom dimais sô"!  E Ana Karla e sua mãe Lulú que devem ter um lindo sotaque de Olinda, terra do frevo e maracatu, com vogais abertas bem pér-nambucano. Adoooro!

Sem esquecer da Laura na França, resmungando do 'frio danado sô que tá fazeno', mineirinha não gosta disso não, uai!  E a Nilce em Piên no Paraná, será que fala que nem aquela de Pato Branco da televisão?!

Tem também a Barbrinha que é paulistinha e arrasta nos éres e é muito linda falando ao telefone.  A Somnia que morou na Suécia, mas que continua com os rrrs paulistanos de interiorrrrr deve dar um toque bem russo ao sueco que esteve aprendendo. Paulistinhas também são as bonitas Luciana e Heloísa santista da gema e Silvia Masc.  Já conferi pessoalmente os sotaques das três e não esquecerei jamais suas vozes. 


Até mesmo uma carioca como eu, que fala meio cantando e carrega nos chiados, mas que mora há anos nos Estados Unidos e insiste em dizer que não tem português com sotaque, como é o caso da Lucinha. Duvido!  Deve 'enrolar' a língua de vez em quando! haha
A Geórgia, carioquíssima, mesmo morando na Alemanha há anos guarda seu sotaque intacto, pude comprovar isso ao telefone noutro dia.


E o amigo brasileiro que mora no Japão, visita a tantos todos os dias, desconfio até que tenha um clone, mas é paulistano, será que já fala com sotaque de japa? Queria tanto ouvir o querido Alexandre, saber, como dizia o Pequeno Príncipe, qual será a cor de sua voz?


Fazer comidas gostosas com pitadas brasileiras na Itália deve deixar um charme o sotaque da linda amiga Léia que casou-se com um italiano e o fez amar também nossa terra.

Existe até uma indiazinha, misturada com alemão e que escreve que é uma beleza, mas não consigo imaginar como será morar na Alemanha e ter filhos e marido alemães com uma alma repleta de memórias amazonenses - ahhhhh Nina, queria muito saber como é o seu sotaque nestes anos todos aí tão longe!

As meninas capixabas Giovana e Terezinha que já conheço pessoalmente e têm um sotaque bonito com ssss bem colocados, embora Terezinha seja carioca, mas de tanto morar longe, foi pegando um bocadinho de sotaque daqui e dali.

Não poderia deixar de falar dos meus queridos amigos lusitanos. Alguns que já conheço pessoalmente como o Rui em Coimbra, a Manuela no elegante Porto, fico a imaginar como será sua voz com o lindo sotaque português.  Tem também o poeta Manuel que mora em Antuérpia, mas pelo que leio todos os dias, não perdeu nada de sua luso descendência e vive a sonhar com a vida do outro lado do mar.  E Bombom a querida Fátima que me deixa comentários lindos e escreve tão bem a nossa língua mãe.  Adoro todos estes amigos portugas, são verdadeiramente encantadores e saibam que quando os leio, minha cabeça passa para o 'modo lusitano' e leio com sotaque de português, faço questão, acho muito bonito.

E aqueles que nasceram em África, como o moçambicano ManDrag e já deve ter uma mistura de pernambucano com português, como será seu sotaque?!  E a amiga Lolipop que mistura português angolano com japonês e mora em Portugal, uma bela salada de sotaques. rssssssss

Bem, o fato é que a Renata, gauchinha, motivou-me a escrever esse post e dizer a todos vocês que quando eu os leio em seus blogs ou nos comentários que aqui deixam, tento ler com o sotaque de vocês, assim me sinto como se estivesse ouvindo-os pessoalmente, num bate papo com os mais variados sotaques deste nosso querido idioma.

Então, para todos vocês, deixo aqui uma mensagem com sotaque bem carioca: "Xentiiii, eu amo vocêiiiissss!
















39 comentários:

Crica Viegas disse...

Nossa, suuuper criativo seu post!!! Não fui nos links todos, mas ameiii!!!
bjs de Niterói rsrssr

Glorinha L de Lion disse...

Beth, que post lindo...inspirado mesmo! Que bela homenagem a todos os sotaques, jeitos, accents como se diz em inglês...Isso é muito bacana mesmo...essa integração...os blogs destroem fronteiras, igualam todos nós, como deveria ser na vida...todos, descendentes de uma só raça, de um só povo: a humanidade! Lindo, amei, nossos amigos e mais os que não conheço vão amar tb! Beijos, com meu sotaque carioquíssimo...

Bordados e Retalhos disse...

Eu adorei esse post. Uma graça!Tão delicado e carinhoso com todos nós que passamos por aqui. Sabe que depois que vc falou eu também acho que vou tentar ler com os sotaques das amigas que me visitam. Estou adorando o livro do Zuenir Ventura, devorando cada página. Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

eu achei maravilhoso, um barato esse post. pois é, eu acho q falo com sotaque macarrônico, não tem jeito rs. não sei se falo tb com sotaque de japa, tanto tempo vivendo aqui...

bom demais que a tv não igualou os sotaques... perde-se muita riqueza cultural, não é? a fala é retrato de um povo.

aqui no Japão tenho amigos brasileiros de todo o lugar. do norte a sul. e a mistura de sotaques é engraçada: tem horas que, para entender o que o outro falou, traduz-se para o japonês para facilitar a compreensão hahaha

adorei esse post, inspiradíssimo

(ando cortando um dobrado, como dizia minha avó, pra dar conta de visitar os amigos. mas adoro esse povo da blogosfera)

bjs

Cacá - José Cláudio disse...

Uai, Beth, esse trem ficou bão demais da conta, sô! hahahah! Adorei a sua verdadeira coletânea de tão ricos sotaques e quase dialetos de nossa não menos rica a adoráavel lingua! Pra você ter mais uma idéia, o estado de MG por ser muito grande, a gente vai ao norte, é uma mistura de mineiro com nordestino, ao sul de MG, já puxam para o paulistano. A sensação para quem é mineiro é que quando vamos a estes lugares estamos em outro estado. Para quem é de fora, acho que se sente no estrangeiro. hahahha! muito bom, Beth! Meu abraço. Paz e bem.

Chica disse...

Demaisssssssssssssss,garota,rsrsr..( adoro o sotaque carioca e quando morei e estudei aí(no século passado,srrs) me deliciava...

Adorei e que trabalheira compor um texto com todo carinho dedicado aos sotaques de cada um de nós.Obrigado e tudo de bom pra ti!beijo,chica

Somnia disse...

entao eu amei essse post naquela epoca e continuo adorando a ideia! voce por exemplo quando fez aquela gravacao da janela da vovo... meu! que demais ouvir aquele carioquesss metido a melhor do mundo! haha...

ao menas pra mim sotaque carioca sempre parece de gente metida a besta por mais gente boa que a pessoa seja... e como se voces na conversa sempre dissessem> entendo o que vc ta dizendo , massss eu ainda estou com a razao! rs

meu sutaque e de interiorrr mesmo. Falo vou abrirrr a porrrta pra voce... engracado foi verrr como isso ficou no angelo. De vez em quando ele engata um rrrr de interior que nem eu, ou entao fala um a com som de o aberto do sueco... hoje ele falou assim:

mamae o sôl ta atras daquele predio...

o o dele bem fechado quase como u, porque sol em sueco e solen, pronuncia se sôlen, mas quase com biquinho...

seu post me lembrou de um que faz tempo que queria fazer, vou ver se da tempo, beijo

Renata disse...

Rsss...que legal isso! nesse nosso continente país tem sotaque de todo jeito, são várias linguas portuguesas numa só. Estando no Brasil ainda entendo todo mundo muito bem de norte a sul, mas quando vou a Portugal confesso que muitas vezes fico perdidinha...CARARAAAAAAAAAAA...como dizem os cariocas da gema!

Abraço procê viu? "como dizemos nós por aqui"

Amica Philosophiae disse...

Oi Beth,
Só hoje tive tempo de parar para responder todos os recadinhos no meu blog!
Muito obrigado pelo carinho comigo e com meu pai. E muito obrigado pela força, pela ajuda!
Como está seu marido? Que ele se recupere logo! Conte com minhas orações!!
Um bjo
Cynthia

PS: Dos 18 dias em Cuiabá, voltei escorregando um ciuabanês..rsrsrs escorregando nos "erres" e com os ditos locais tb! Isso era bem divertido porque eu encarnava neles e eles no meu sotaque carioca! É bonito demais ver toda essa regionalidade e diferenças em um mesmo país. E com os mais idosos de lá eu aprendi um pouco do porque de tantos sotaques diferentes na mesma Cuiabá!
Muito legal!!

Pitanga Doce disse...

Que máximo este teu post! Agora tenta adivinhar o meu sotaque, que nasci no Rio, vive sempre no meio de portugueses, morei dois anos em Portugal, quando o filho fez a Universidade de Coimbra e vou todos os anos lá porque tenho familia. É uma mistura legal, até na escrita. hehehe

Ah, não conheço o sotaque da Nina mas a voz deve ser bem doce.

beijos pitangueiros

Lu Souza Brito disse...

AHhhhh Beth, que demais seu post. Sabe que eu também me pego imaginando como é o sotaque dessa ou daquela pessoa? A sua voz, da Glorinha e da She já pude ouvir pelas gravações colocadas aqui no Blog. Posso confessar? Acho liindooooo carioca falando. Meu chefe é de Niterói e volta e meio me pego falando como ele (é bonitinho ouvir falar esperto, biscoito. O R bem acentuado também é legal!)
Beijos de uma mineira meio paulistana,com uma pitadinha de tempero baiano!

Nina disse...

Aahh que bonitinho!!! a gente tbm te ama Beth, tu é mt fofa e querida... que legal reunir todo mundo aqui, através dos sotaques de cada um, qd tiver tempo vou passar em alguns pra ver se consigo ouvi-los :-)

ahh, ó, nao moro aqui mt tempo nao, bichinha, sao só 4 anos, mas nao acho que tenho sotaque nao, pelo menos o povo que me escuta diz que nao falo como amazonense, é que o marido da minha mae (carioca metido a beeeeeesta) chegou nas nossas vidas qd a gente era mt pequeno e ficava toda hora nos xingando dizendo que a gente falava errado, eu, pra querer falar bonito, tratei de consertar meus regionalismos... mas de qq forma, se tu quer saber como eu falo, imagina uma metralhadora ambulante, disparando palavras aos 4 ventos, essa sou eu, falo rápido demais, heranca do meu papi.

Mas tu tem a voz linda e gostosa do carioca gente boa!!!

Misturação - Ana Karla disse...

Por incrível que possa parecer, em um único País, tantos sotaques diferentes, né Beth?
Mas eu costumo dizer que tudo muda a cada metro quadrado.
Moro em Olinda há 5 anos, antes morava em Recife. Mesmo sendo duas cidades coladinhas, são diferentes na forma de ser,,, no sotaque não.
Olha, amei esse teu post tão criativo e tão cheio de sotaques.
Sem falar nas homenagens.
Xeros

Manuela Freitas disse...

Beleza querida Beth!
Tenho que te confessar que eu já estou meia abruzucada, pela forma como vou lendo, mesmo a escrever já troco os artigos que vcs poêm antes e nós depois! rssssssssss
É muito giro contactarmos com tantas pessoas que falando a mesma língua lhes dão um colorido próprio.
Também por aqui há diferenças, há o falar à Porto, à lisboeta, a alentejano, a algarvio....é giro é a língua viva!...
Parabéns pelo post, tenho andado um bocado ocupada, sem grande tempo, mas de modo nenhum esquecida!
Então viva a nossa pátria que é a língua portuguesa, como dizia Pessoa!
Beijinhos querida amiga,
Manu

Luciana disse...

Beth, que fofo. Tinha passado aqui logo cedo hoje, mas näo tinha conseguido correr com o blog, ficou parado no título do post, fico brava com o computador quando isso acontece e tem acontecido muito, mas enfim, voltei pra ler.
Menina, um Brasil com muitos brasis e brasucas, sotaques, linguagem diferentes, várias gírias e expressões de norte a sul, riqueza demais tudo isso.
Meu sotaque nordestino ficou mais acentuado depois que vim morar aqui na Noruega, o que achei bem estranho.

Depois volto pra ir visitando todos esses blogs que você mencionou os blogueiros.

Beijo

Socorro Melo disse...

Beth, bom dia!

Bem criativo, o seu post. Gostei muuuuuuuuuito, viu?

Também me pego, às vezes, lendo os comentários, e tentando imitar os diversos sotaques, kkk

Muito bom.

Beijos
Socorro Melo

Nilce disse...

Oi Beth

Sensacional este post com tanta mistura de sotaques. Amei!

Pois eu vou te dizer que eu falo "leite quente", meus "erres" e "esses" não são carregados, (eu acho, hehe), e apesar da minha descendência, não carrego o sotaque italiano aqui da região que "vai de caroça e cai no burraco do tereno, tomar um mate na Sera Alrta".
E os sotaques alemães, holandeses, japoneses, libaneses, índios e muitos mais, estão por todo o Estado.
E falamos, mesmo que muitos não admitam, um "daí" no final de todas as frases sim, daí.

Mas o Paraná é tão rico de sotaques, que de norte a sul, leste a oeste, eles são de muitos sons e balanços, daí.

Bjs no coração!

Nilce

Bombom disse...

Oi Beth,
Que bom que a "nossa Pátria é a Língua Portuguesa" (parafraseando a Manú que nos recordou Fernando Pessoa)! Que bom termos um Coração grande onde cabe o Mundo inteiro! Portugal, Brasil, mas também Angola (terra natal da minha Mãe), Moçambique, Cabo Verde, Guiné,São Tomé e Príncipe, Macau (China), Goa (Índia)...
Que bom é podermos entender-nos todos numa só Língua, mesmo que os sotaques por vezes nos embaracem um pouco!
Obrigada pelas referências que me tocam, he, he! Espero que vos saibam a "doces"! Bjs. Bombom

ManDrag disse...

Amiga, espero que o marido esteja melhorando e passando bem no pós-operatório.

Lindo post! Uma bela homenagem à língua portuguesa!
O português é uma língua riquíssima, prova disso é a diversidade de falares e dizeres que ele apresenta. Só uma língua completa é capaz de tal. Por isso acho a abominável a ideia da uniformização imposta por este infame acordo ortográfico.
A língua é o testemunho cultural dum povo. Uniformizar a língua é nivelar as diferenças e castrar a expressão individual e local.

Abraços moçambicano-portuga-pernambucanos

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Você sempre nos surpreendendo com lindos posts e homenagens divinas!!
Realmente, como temos sotaques por esse Brasil afora.
Como você mesma disse, eu que já morei em diversos Estados, pego um pouco de cada um e hoje nem sei mais qual sotaque tenho.
É bacana imaginarmos o som da voz de cada um que passa por aqui e perceber diferentes maneiras de dizer a mesma coisa.
Obrigada mais uma vez...
Tudo de bom.
Bjs mil

Isabel disse...

Beth, adorei o seu post! Adoro sotaques, são expressões maravilhosas da nossa cultura. Aqui também temos vários sotaques, lisboeta, alentejano, beirão, etc e é um país pequenininho, imagina aí nesse mundão que é o Brasil.
Gosto muito de ouvir aquele sotaque brasileiro que enrola os rrr, qual é, é mineiro?
Bjs

Dulce disse...

A Pitanga, uma amiga muito especial, recomendou-me a leitura desta sua postagem, recomendação que foi aceita com prazer percebido logo ao chegar.
Usos e costumes diferenciam cada uma das regiões do Brasil e os sotaques evidenciam essa diferença, mas é exatamente isso que faz do nosso um país único, acolhedor, abençoado. E isso tudo transparece em cada linha do seu texto, alegre, carinhoso, amigo, complementado pelos comentários aqui deixados..
Muito bom estar aqui, neste seu espaço.
Um abraço

manuel marques disse...

Herança minha querida,fui homem do MAR muitos anos.Serei tuga toda a vida.
Amei este seupost,imaginativo ,cheio de amor e carinho,é por estas e por outras que eu admiro muito o povo brasileiro

Beijinhos meus.

Lucia Cintra disse...

Pois eh, eu ja desisti de dizer que nao tenho sotaque, pois meus amigos insistem que eu tenho. Sotaque de que tb eu nem sei, rs.

bjos

Carla Farinazzi disse...

Oi Beth!

Que legal esse texto, lembrando-nos da enormidade desse país. Reproduzido nessa enormidade que é a blogosfera, gostei da ponte que você fez!
Aliás, eu adoro sotaques, rsrsrs.
Acho um barato!

Beijos

Carla

lolipop disse...

Querida Beth!
Só vc para fazer um post tão giro!
Agora, eu nem tinha ideia dessa minha mistura...(risos)
Sabe Beth, eu nasci em Angola, mas acho que, não sei bem porquê, tenho um certo gosto em falar esse Português do Brasil, que eu acho que tem uma sonoridade linda! Os meus amigos Japoneses, ás vezes pedem para eu falar em Brasileiro para ouvirem o som...
Bem haja por mais essa lembrança carinhosa!

Mata ashita!
(Até amanhã!)

Ternurassssssssssssssssss

Malu Machado disse...

Ei Beth, que coisa gostosa os sotaques! E realmente, parece bobo, mas nunca pensei nas dificuldades de se manter uma mesma l´ngua em um país como o nosso.

Eu sou do tipo que carrega sotaque em qualquer lugar. Basta puxar um s ou r ou soltar um mineiríssimo é messsmo do meu lado que eu já estou imitando rss.

Lindo texto,

bjs

Kelly disse...

Que post legal, os sotaques dentro do nosso país são muito diferentes e as vezes nem precisa ir tão longe né? Legal mesmo, beijos paulistas

Heloísa disse...

Querida Beth,
Que post interessante e simpático.
Você mostrou toda sua criatividade e amizade ao ter tanto trabalho para montar esse post.
Realmente é incrível esse país tão imenso ter só uma língua, embora todos os regionalismos e sotaques diversos. Mas isso não impede a compreensão entre todos os brasileiros.
Not 10. Parabéns e obrigada pelo carinho.
Bjs.

pensandoemfamilia disse...

Muito boa idéia e como sempre criativo este post que nos mostra a diversidade brasileira pelos nossos sotaques.
Eu não sei porque sendo carioca, eu puxo no ssss.
Bjs.
HJá foi ver o filme? Depois me conta o que achou, ok?

Renata Lopes Costa disse...

Mas báhh...ficou tri legal, néah?
Sabe que lembro bem do teu sotaque quando, pela primeira vez, te ouvi pelo telefone? Muito bom todos esses sotaques espalhados pelo Brasil a fora. Adorei!

Um beijo guria!

Georgia disse...

Bethinha que inspiracao maravilhosa minha amiga!

Nossa adorei o post e vc falando das tuas amigas. Pude perceber o quanto vc conhece a cada um que te visita.

Gosto demais dessa letra que vc escreveu no post. Já tentei inserí-la na Saia Justa, mas nao consegui, poderia me dizer como vc faz? Pode me passar por email?

Um bjao

Eduardo disse...

Acho um gracinha o portugues do nordeste; soa como uma musiquinha.
Um abraco
Eduardo

orvalho do ceu disse...

OLá, minha querida Beth
Que gentil e delicada maneira de prestigiar os amigos queridos de terras "distantes"!!!
É cheio de carinho o seu coração... Lindo!!!
Procurei a parte I e não consegui achar, me passe, por e-mail, por gentileza... gostaria de apreciar os demais amigos virtuais (alguns não mais virtuais)...
Bjm de muita paz e continuo restabelecendo-me e cheia de inspiração lendo post do gênero do seu... só pode resultar em vontade de perseverar na Arte doce de blogar...

Beth/Lilás disse...

Oi, PESSOAL QUERIDO!

Gosto mesmo de interagir com todos vocês e sempre penso em cada um especialmente, pois são de diversos lugares e sotaques, assim tenham certeza de que cada vez que os leio, parece que ouço suas vozes e as diferentes maneiras de se expressarem.
Obrigada por terem partipado de mais este post e, se perceberem direitinho, poderão até ouvir as vozes de cada um que aqui esteve.
um abraço pra todos vocês.

======================================================================

Lúcia Soares disse...

Beth, peraí, falta eu falar!! rsrsr
Amiga, aqui na correria, só hoje vim ler.
Então... um post adorável, como já foi dito e realmente eu imagino esses tantos sotaques que temos.
Meus netos estão aprendendo o sotaque do sul, com aquele "erre" embolado, parecendo um "ele" com a língua lá no fundo do céu da boca.
Muito lindos eles falando.
Lembro-me do post anterior, mas como fiquei curiosa, põe o link dele pra gente recordar! rsr
Beijos!

Beth/Lilás disse...

Oi, Lúcia!

O link do anterior é este abaixo:

http://supremamaegaia.blogspot.com/2009_02_08_archive.html#5373535070601614506

beijinhos
==========================================================================

maesmulheresmaravilhosas disse...

Muito bom!

O que mais admirei no seu post foi o carinho e respeito pelos diferentes sotaques.

Lamentavelmente os sotaques também servem para segregar pessoas. O meu sotaque é fonte de muitos mal entendidos e atitudes xenófobas dentro do nosso Brasil.

Dizem que foi graças à língua falada em todo o território (coiné) que o Brasil manteve a unidade nacional. Mas há - acredite se puder - locais onde os nativos usem os sotaques de fora da cidade para ações xenófobas, preconceituosas e separatistas na raiz. Gostam de fazer outros brasileiros sentirem-se estrangeiros em seu próprio país.
Infelizmente isso existe e está muito vivo.
Mazé issu aê! Bora pra frente que tem mais gente boa do que boba no Brasil.

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida
Desculpe-me por nao ter vindo por aqui antes, mas estava de repouso!
Que post lindo! És um amor de pessoa. Aqui na Itália dizem que "todo mundo é mundo", é uma grande verdade!
Muito obrigada pelo carinho
Un grande abbraccio
Léia