.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Temos que prestar atenção e respeito à Mãe Gaia


(por  C.A.Margonper)
"Sabes quem sou eu?
Sou alguém com quem convives constantemente. Vivo à tua volta todos os dias, todas as horas, em todos os momentos da tua vida. Toda a vez que tomas ar, é a mim que estás a respirar.
Por isso, hoje pergunto-te: gostas de mim?
Eu dei-te paisagens, animais, aves, flores e cores. Dei-te o céu e o mar, a Lua e as estrelas. Dei-te Vida e aquilo que me dás em troca é Fogo, Destruição, Dor e Morte.
Por isso, pergunto-te hoje: gostas de mim?"



Os danos das chuvas da região serrana do Rio, deixou além da trágica morte de quase 500 pessoas até agora, muitos desabrigados e outros de coração partido diante de todo este ocorrido. Meu coração está de luto por todas essas pessoas e pelas lindas cidades atingidas pela força da natureza demonstrada.
A capital do Rio e toda a região metropolitana já sentem com o desabastecimento de produtos que pelas montanhas são cultivados e trazidos para cá, inclusive flores, já que Friburgo tem uma enorme plantação que abastece o mercado carioca.
  
"A devastação é muito grande. Há algumas áreas em que o solo foi varrido, com lavoura, irrigação, armazéns, máquinas, imóveis. Há rochas imensas no meio de estradas vicinais que impedem o acesso ou o escoamento de qualquer produção', contou o secretário Christino Áureo, que percorreu ontem o corredor agrícola entre Friburgo e Teresópolis".

Agradeço imensamente o cuidado, carinho e solidariedade de pessoas que me escreveram ou ligaram por estes dias, preocupados por saberem que tenho uma casa em Petrópolis, mas já lhes respondi e digo por aqui também que Petrópolis desta vez foi poupada, apesar de ter chovido muito por lá, mas a magnitude do ocorrido no distrito de Itaipava que pertence à Petrópolis e nas outras duas cidades serranas, Friburgo e Teresópolis, é que foi chocante e muito triste.
Estamos de luto por todos nossos irmãos do Estado do Rio que sofreram com mais esta tragédia de verão que se repete há muitos anos,  e que Deus console os corações e mentes de seus familiares.












32 comentários:

VELOSO disse...

Uma enorme tragédia que Deus os console e de força para recomeçar!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Oi Beth. esse seu post foi muito especial, pois precisamos lembrar de amar a casa que nos dá residência, nosso planeta.
Ele tá cansado de apanhar.
Quem dera se o mundo olhasse o planeta como quem enxerga uma mãe, que chamasse o planeta de Mãe Gaia. Acho que ninguém tem coragem de fazer mal a própria mãe, o nosso planeta é Mãe Gaia, temos que cuidar dele (que ele cuida de nós desde sempre).

tb fiquei muito sentido, a gente fica chateado com tudo o que aconteceu.
até uma amiga minha, japa, que foi ao Brasil passear e conheceu a região tava chorando, triste... ela pegou mto carinho pelo Rio...

que bom que está tudo bem com vc, os seus, Glorinha... que bom... e que sua casa tão linda lá em Petrópolis tb está segura, que bom...

quem sabe há mudança de atitudes, essas tragédias não se repitam. tenho fé nisso, pelo menos a Dilma foi ver de perto, duvido que a sensibilidade dela, de mãe e mulher, não vai falar alguma coisa.

bjs

Nilce disse...

Eu também fiquei preocupada porque sabia que você tem casa lá.
Mas como não tenho teu e-mail, não pude me comunicar contigo.
Tentei entrar em contato com a Glorinha mas minha net hj me bloqueava o hotmail. Só conseguia para outros.
Beth, gostei muito do texto.
A falta de respeito com a Natureza tem sido a causa das maiores tragédias naturais no Brasil.
Que Deus proteja todas as famílias que perderam entes queridos e seus bens.

Bjs no coração!

Nilce

Cacá - José Cláudio disse...

A gente fica sem palavras, Beth. O negócio agora é ver aonde e como pode ajudar. Meu abraço. Paz e bem.

Luciana disse...

Nossa, Beth, terrível isso que tem acontecido. Como não usei a internet esses dias, só muito rapidamente, tomei um susto quando o jornal daqui ontem deu a chamada falando do Brasil, e as cenas assustadoras. Quando maltratam a mãe gaia ela primeiro pede socorro, depois vem as tragédias.
Muito triste mesmo.

Beijo

Heloísa disse...

Beth,
Muito bom ler esse seu post.
Embora meio distante da internet, vim até seu blog para saber notícias.
Beijos.

Cantinho She disse...

Oi Beth, muito bom o seu post! Que bom que nada aconteceu com a sua casa e que estão todos bem, realmente é tudo muito triste, principalmente o joguinho de empurra-empurra que os políticos fazem todos os anos... :(
Beijo, beijo!
She

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
É lamentável ver tanta destruição...Perdas de pessoas...Amargura...Sofrimento.
Meu Deus!!!
Pois é, isso tudo é consequência de tanto descaso com o nosso tão querido planeta.
Bjs mil

Georgia disse...

Oi Beth, bom saber que vc está bem. Tenho seguido pelos jornais aqui e pela internet.

Essa sua pergunta que nao cala o coracao.

Infelizmente nao é só a falta de responsabilidade das autoridades que nao investem no país. Mas infelizmente toda uma populacao que tb nao se cuida. Se enchem de filhos e nao têm onde morar nem como viver. Sao obrigados a se alojarem pelas serras e morros mais próximos. Desmatando a natureza. Eu acho que o Brasil precisa urgente de controle à natalidade. Há uma superpopulacao e com ela os problemas ficam gigantes.

Um grande abraco

Sonia H disse...

Beth,

Bom saber que você está bem. Mas também estou muito triste e chocada com a morte de tantas pessoas. Os números não param de crescer...
Beijos,

Marilac disse...

Oii Beth,
Que bom saber que vc está bem!
A natureza tem se rebelado e vemos essas tragédias acontecerem com uma frequencia assustadora.

Vamso lutar para que ações preventivas e o cuidado com o meio ambiente sejam prioridade daqui em diante.

bjs
Marilac

Lu Souza Brito disse...

Oi Beth,

Sim, a mãe natureza chora. Quanta destruição e tragédias.
Desesperador as imagens devastadoras. Sofrimento por todo lado.Eu também logo pensei em vocês. A Mila deu noticias no blog dela.
Fico feliz que nao tenha tido prejuízos na sua casa em Petrópolis.
Um abraço. Minha solidariedade a todos que passam por tamanho sofrimento.

welze disse...

respeito, está faltando respeito para com essa nossa mãe. um abraço

Lulú disse...

Olá Beth, é tudo muito triste.fiquei desolada quando ví na televisão.
que Deus dê a consolação a estas pessoas que estão sofrendo tanto.
E só nos resta ajudar de alguma maneira.
Fiquei muito preocupada sem saber se havia algum amigo dos blogs que sigo, envolvidos nesta tragédia. Parece que estão todos a salvo, graças a Deus.
Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Glorinha L de Lion disse...

EStou tão triste hj que nem tenho vontade de escrever. Nossos problemas são minúsculos perto da dimensão do que aconteceu. Beijos tristes,

orvalho do ceu disse...

É, Beth, que tristeza nos assolou em pleno início do ano!!!
A dor é inconsolável, certamente!!!
Bjs com o meu desejo de que reine a paz na Região Serrana que tanto amamos.

manuel marques disse...

O meu abraço solidário para todo o povo Brasileiro.

Abraço.

Lu Olhosde Mar disse...

mto triste isso tudo.
:(

Gina disse...

Beth,
É tudo muito triste, mas estou fazendo a minha parte, divulgando os locais de coleta, para que sejam minimizados os problemas das vítimas, reféns da perda de vidas e de sua referência, seu endereço.
Bjs.

Kelly disse...

Oi Beth realmente estava preocupada pensando em vocÊ. Graças a Deus está tudo bem, sinto muito mesmo por toda essa tragédia e me coloco em luto também por toda essa tragédia que vem acontecendo, beijos

lolipop disse...

Oi amiga!
Nem é preciso dizer que fico muito feliz por saber que tudo está bem com vc, com sua familia, com sua casinha.
Aqui, só desde ontem esse drama foi mais noticiado, inicialmente a ideia que eu tinha era a de que só zonas de favela teriam sido afectadas, hoje percebi que não.
Dizem que o problema se deve a um boom humano em áreas de risco...não consigo entender como não há uma maior política de drenagem,recuperação da mata, limpeza das vias e combate á impermeabilização do solo.
Se todos os anos esses riscos existem em maior ou menor grau, como é que não há medidas?
No coração,Beth, a minha maior tristeza e solidariedade...coloquei um link dum texto que diz como se pode ajudar, lá no Banzai.
Quem sabe vc gostará de linkar aqui também...
CARINHOS GRANDES
OBRIGADA POR SUA AMIZADE!

gabriela disse...

Oi amiga ainda bem que está tudo bem com você e sua familia.
Lamento o que se está a passar com o seu povo, imagens impressionantes de horror, vidas destruidas que se vê na tv, por aqui também tem chuvido muito mas nada igual ao que aconteceu aí,desejo do fundo do coração que tudo volte á normalidade e que esse povo volte a sorrir, beijo grande desta amiga portuga

Maria Célia disse...

Oi Beth
Também me lembrei de você. Graças a Deus que tudo está bem com você e em Petrópolis.
Todos nós estamos unidos em pensamento e oração, a todas as pessoas que estão sofrendo os horrores daquela tragédia.
Bjo

Malu Machado disse...

Olá Beth, também estou de luto. Gostou muito desta região. Estou muito triste com tudo isso.

Bjs,

orvalho do ceu disse...

Oi, Beth querida
Agradeço a atenção gentil pela minha cirurgia,será no fim do mês (adiada pelo material que o médico pediu ao Plano)...
Quanto ao post tão bem ilustrado e relativo ao nome do seu Blog... pura tristeza e luto em nossa alma!!!
Bjs com o meu desejo de que tudo logo se normalize e reine a paz em todos os corações sofridos.

ManDrag disse...

Recuso-me a entender essa afirmação de "tragédia de verão que se repete há muitos anos".
Mas seremos todos estúpidos? Para onde andam os governantes a olhar? Não há recursos materiais, financeiros, sociais, para tomar as medidas preventivas necessárias (sendo a primeira delas uma profunda e científica planificação territorial)? Até quando iremos assistir a este chorar hoje e fazer carnaval amanhã?

Desculpa o desabafo e indignação. Assisto com os olhos marejados de lágrimas a todas as reportagens em dos noticiários e não me consigo conformar com a irresponsabilidade de todos, perante o seu próprio destino.

Abraço solidário

Manuela Freitas disse...

Olá querida Beth,
Por cá temos visto com imagem e relatos em directo o caos que se instalou e as perdas de tantas vidas, é de facto uma tragédia para muita gente!
Tenho lido que a construção não obedece a regras e esse é um mal que tem que ser repensado.
Há cá um arquitecto paisagistico muito conhecedor e ele diz e realmente é assim, não se deve ocupar o terreno que a natureza precisa para fluir, porque nada a impede de rebentar com tudo!
Ainda bem que foi poupada, já tinha lido que tinha uma casa na serra, mas não sabia exactamente aonde!
Beijinhos,
Manu

Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Todos nós estamos chocados, e enlutados, com essa tragédia acontecida no Rio. É muito triste, muito mesmo. Agora é hora de solidariedade, de atos de amor para com as pessoas vitimadas pelas enchentes, que estão desabrigadas, que perderam seus perteces, e também seus familiares.
Que nos unamos em orações e doações, para amenizar um pouco esse sofrimento.

Grande abraço
Socorro Melo

Lúcia Soares disse...

Beth,
quando ficaremos livres de tanta irresponsabilidade, tanto de quem constrói em área de risco, quanto das autoridades competentes que nada fazem para contornar o problema?
Fiquei mais tranquila quanto a você, pois sei que mora em área sem risco, mas pensei que pudessem estar ilhados, por causa das barreiras que se formaram nas pistas. Que bom que estão bem!
Fico sem palavras, minha indignação não tem nome, estou "em frangalhos", triste demais por ver tudo isso acontecendo ano após ano, seja em que lugar for do Brasil.
Bj

Bombom disse...

É com muita tristeza que te deixo o meu comentário de hoje. Na verdade, só temos o que merecemos, pela nossa incúria,negligência,
irresponsabilidade...É urgente que as autoridades tomem medidas!
Agora será a hora de ..."cuidar dos vivos" como disse o Marquês de Pombal depois do Terramoto de 1755.
Se todos nos unirmos, talvez seja possível para essas pessoas que ficaram despojadas de seus haveres, terem de novo Esperança em dias melhores. Bjs, tristes. Bombom

Nina disse...

Pois é Beth, gracas a Deus td bem com vcs. Soube disso numa estacao de metrô onde estávamos, fiquei horrorizada e mt triste. Como sempre, meu Deus, como todo santo verao... Porque essas coisas sempre se repetem Beth??? Quem tem culpa nisso tudo, gente amada, quem tem culpa??
500 pessoas, meu Deus, é mt coisa, é mt tristeza... todo ano as mesmas notícias do Brasil :-( já virou banalidade gente morrer assim... coisa triste, Jesus!

Dani dutch disse...

Beth querida eu até parei de assistir o jornal aqui, quando meu pai troca de canal eu saio da sala, fico imaginando o sofrimento dos que ficaram lá vendo suas casas devastadas, seus familiares e amigos que se foram, nossa muito triste mesmo.
Ontem abri o e-mail e o pessoal da Holanda me pergutando informações sobre a tragédia. bjuss