.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Stressou, desamarre o sapato e ande descalço.


"De mãos vazias eu entrei no mundo, descalço vou deixá-lo. Minha vinda, minha ida — dois acontecimentos simples que se entrelaçam” ~ Kozan Ichikyo

A vida urbana aos poucos tira de nós o lado simples e gostoso da liberdade, leveza, simplicidade e alegria - o lado bom e natural da vida.
Uma delas é não botarmos os pés no chão, literalmente falando, não andarmos descalço, não sentirmos esta forma minimalista de ser ou estar.
  
Pense nisso, você que trabalha o dia inteiro e tem que estar calçado.  Vejo aqui em casa como meu marido se comporta logo assim que abro a porta em sua chegada.  A primeira coisa que faz é tirar os sapatos, mesmo que confortáveis, mas que estiveram nele desde as primeiras hora do dia.  E temos uma mania de tirar os sapatos e enfiar os pés nas havaianas logo na entrada, não caminhamos nunca de sapatos dentro de casa, mas também quase nunca descalços, só mesmo se for um super verão escaldante como o passado.
Melhor mesmo, seria se andássemos descalços, mas até nisso já condicionamos nosso comportamento em restrições auto impostas,  raramente andamos descalços, saboreando a natureza, as texturas da madeira do piso, da cerâmica ou mesmo da macia grama do jardim de quem tem uma casa.


Tem gente que diz que quando está descalço sente-se como se estivesse nú ou que todos estão focados nos seus pés. Eu não penso assim e ainda digo para meu marido que experimente tirar os sapatos quando estiver numa daquelas várias reuniões que vive metido no decorrer do dia. Qual o problema?  Todo mundo tem pé não é mesmo e dar uma folguinha para eles durante o dia, tirá-los dos sapatos fechados, amarrados, pode ser uma espécie de filosofia que estou inventando agora para o não conformismo. Liberdade para os pés, é isso mesmo!


Porque estou falando sobre este assunto agora?  Primeiro porque no meu café da manhã lia uma revista que recebi ontem de uma lojinha aqui do bairro que só vende sandálias maravilhosas, anatômicas, leves, macias e vendidas em cerca de 90 países com mais de 5 mil pontos de venda nos cinco continentes. Existe aqui no Brasil há 55 anos e seus produtos evoluiram tanto na anatomia quanto no conforto e beleza. Fiquei boquiaberta com os modelitos modernos que vi na revista e no site aqui.  Visitem se quiserem ou precisarem comprar algo que não detone seus lindos pezinhos cansados de guerra.  Não vou dizer a marca, pois não ganho nenhum 'jabá' para isso. Mas, a cada dia ouço a mulherada reclamar dos estragos que sapatos bonitinhos e da moda, machucam e detonam seus pezinhos. Porque não procuramos sapatos mais confortáveis, anatômicos e não só modinha? Eu sei! Mulher tem dessas coisas e eu mesma sou assim, vou logo pela cara de bonitinho do sapato, mas temos que ver se a tecnologia empregada neles vai ajudar nosso corpo.


E outra coisa que me chamou atenção sobre este assunto de pés descalços, foi esta foto abaixo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama (à dir.), e sua mulher, Michelle, que em visita  ao Memorial de Mahatma Gandhi, em Nova Déli, Índia, perderam uma grande oportunidade de andarem descalços sobre a grama, relaxando melhor seus pezitos viajantes. Pelo jeito, continuam presos nesta invisível rede de protocolos, conformismos e hábitos nada saudáveis para o ser humano. Bobos, não?!


(Imagem-Folha.com)













34 comentários:

welze disse...

quando menina, nunca sabia onde estavam meus sapatos. nunca estavam em meus pés. vivia descalça. adorava. até hoje, meu bonitão tira seus sapatos assim que entra em casa. e se estiver calor, é descalço que fica. muito gostoso.

pensandoemfamilia disse...

Sabe Beth, eu não gosto muito de ficar descalça, mas há momentos que algo em mim é tão forte que preciso literalmente colocar o "pé na terra".
Não gosto de andar de sapatos em casa, tenho um chinelinho de tecido bem confortável.
Vou olhar a sua dica, pois cada vez mais quero conforto para meus pés.
bjs

Tati Pastorello disse...

hahaha Betita, sou do contra nesta história. Eu SÓ ando descalça em casa. Tenho um chinelo que perco o tempo todo. Se coloco, sento em qualquer lugar, quando levanto, ando sem eles... Depois, se acho que preciso, saio igual louca pela casa sem saber onde os deixei... O Bê segue no mesmo caminho. Chinelo, só para descer para o play, mas mal chega lá já os descalça e corre com pés livre pelos brinquedos. Acho natural e gostoso!
E no trabalho (quando tenho que ir até lá) muitas vezes fico descalça também, em nossa sala. Já chegou gente de surpresa e fiquei meio atrapalhada, mas levei na brincadeira! hehehe
òtimo texto. Azar dos Obama!
Beijos.

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Saudades!!!
Eu quase não ando descalça. Nem mesmo dentro de casa. Chego e vou logo procurando as minhas Havaianas... Sei lá, acho o chão frio...Descalça só caminhando na beira da praia...Acho que é costume.
Concordo contigo em relação as pessoas que ficar horas e horas calçados...
Agora, nós mulheres, vemos muito o designer, não é mesmo?
Tudo de bom
Bjs mil

Beth/Lilás disse...

Tati, queridona!
Pior é que eu também não ando descalça em geral, estou sempre de sandálias, mesmo em casa. Mas, fala sério, com uma grama dessas eu não andaria de meinhas enrolando ao andar.
Botava direto meus pezinhos no chão.
bjs
--------------------------------------------------------------------------

Carla Farinazzi disse...

Beth,

Só eu sei o quanto eu sofro com meus pés. Uso salto "daquele" tamanho, na metade do dia não aguento mais, que dirá no fim dele!
E tem dias em que sou obrigada a ficar MUITO tempo em pé.
Mas... em compensação, quando estou à mesa de trabalho, fico descalça, rs. Ninguém está vendo mesmo... Ai, que delícia!

Adorei o post.

Beijo

Carla

Barbie Girl disse...

Ah Beth, eu amo andar descalços, meu tio fala que isso é coisa de índio, é mole?
Mas eu não ligo, adoro e meus pés pedem para eu ficar descalços, é uma delícia.

Bom, quero agradecer seu carinho e sua força, és sempre muito doce e gentil! Obrigada mesmo, por estar por perto!

beijos :)

Maria Célia disse...

Oi Beth
Não ando descalça nem por decreto. Chego em casa vou direto ao quarto tirar sapatos, sandália e calçar meu chinelinho de borracha, que eu adoro.
Eventualmente, no alto verão, calor insuportável, ando descalça nos pisos frios, pra aliviar o calor, mais é raro fazer isto.
Quanto aos Obamas estão presos aos protocolos, não podem fazer o que têm vontade.
Bjo e boa tarde

Beth/Lilás disse...

Mas, Maria Célia, os Obama não fizeram acho que nem é por conta de protocolos, afinal não são de famílias reais, acho que se o fizerem um dia, será maravilhoso par dar o exemplo. Por isso gostava tanto da Lady Di.
beijos
--------------------------------------------------------------------------

Lúcia Soares disse...

Beth, não ando descalça, a não ser no alto calor.
Minha casa é ao nível da rua e há poeira demais, alguma coisa até sem explicação, pois é a conta de limpar, passar pano úmido e daí a minutos o pé já fica sujo!
Mas a primeira coisa que faço, ao chegar, é trocar o que estiver usando pela minha havaianinha.

Quanto ao site indicado, uma beleza. Realmente a Picadilly faz sapatos e sandálias bem confortáveis e de bom preço.

Também acho que Obama e Michelle bem podiam ter ficado descalços. Se o anfitrião estava, o protocolo permite que o convidado o faça também.
Beijo!

Beth/Lilás disse...

É isso mesmo, Lúcia!
Bem observado!
bjs cariocas

--------------------------------------------------------------------------

Manuela Freitas disse...

OLá querida Beth,
Muito interessante o teu post, de facto às vezes a tentação de dar liberdade aos pés é muita e sente-se um grande alívio.
Nunca me habituei a andar descalça, mas muitas vezes no escuro, debaixo das mesas, em situação que não me vejam, dou assim uma relaxada aos pés.
Obviamente que em casa ando com os pés mais soltos. Havaianas por acaso não gosto, incomoda-me!..
Beijos,
Manú

Beth/Lilás disse...

Manú, sei bem como são as havaianas para pés que não são brasileiros, pois já ouvi muita gente a reclamar que não sabem usar aquilo nos pés.
Tem que nascer aqui para amar tanto assim esta sandalinha.
beijocas

==========================================================================

Cacá disse...

Como trabalho em casa, passo a maior parte do dia descalço. Também me acostumei, infância no interior, muita liberdade, chão de terra, futebol descalço...Quando tenho compromissos o dia inteiro fora, fico doido para chegar em casa e me livrar logo do calçado. Abração, Beth! Paz e bem.

lolipop disse...

Beth!
Adorei seu post de hoje duma ponta á outra. Primeiro a abertura com um poema de um Japonês, que eu não conhecia, mas já fui googlar...(risos). fiquei a saber que ele escreveu isso na manhã do dia em que morreu, depois arrumou o seu pincel de escrita, e partiu sentado bem direito. Os Japoneses conhecem bem as benesses de sentir o pé no soalho, ou no tatami, em casa, nos restaurantes tradicionais, nos templos. Eu acho que vc tem toda a razão...á força de não nos descalçarmos perdemos nosso contacto com a terra e cada vez mais nosso espaço de liberdade.
Eu adoraria andar descalça agora aqui em casa, mas está frio, chove...no Inverno ando em casa com meias japonesas de um dedo só...rsrs, ou então com uma meia felpudinha e ...anti-derrapante. Vc conhece?
Espreitei o site do calçado e também não conhecia...gostei de alguns modelos.
Quanto aos Obama...acho que lhes tinha ficado bem tirar as meias...chega a ser ridiculo.
BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Beth/Lilás disse...

Lolipop, querida!
Pois aqui já começamos a sentir o calorzinho de prenúncio de chegada do verão e estou descalça. haha
Conheço a meia derrapante e tinha uma lá em Petrópolis.
O site dos calçados é mesmo muito bonito e genuinamente brasileiro.
Nossa indústria de sapatos e bolsas é simplesmente o máximo e até no exterior já fui elogiada com meus produtos nacionais.
Beijosssssssss

----------------------------------------------------------------------

Chica disse...

Mas bah! Vou jogar fora agora mesmo os sapatos.pena que tudo que tenho aqui é piso, cimnto...Estou estressadérrima hoje, nem eu me aguento.Vontade de enfiar a cabela num penico,rsrsr...beijos,chica

orvalho do ceu disse...

Oi, minha querida Beth
Esse post refrescou minha cabeça... ao invés dos pés...
Bem, aprendi num Curso que, se não gostamos de ficar descalços, é porque não estamos confortáveis conosco... creio que é assim... adoro uma oportunidade dessa!!!
Bjm e tenha muita serenidade.

Isadora disse...

Beth quando criança gostava muito de andar descalça, mas com o tempo perdi isso. Será que são coisas da vida adulta?
Já a minha pequena é um parto para colocar o chinelo, pois só quer andar descalça. Acho que vou parar de inportuná-la para colocar o chinelo!
Um beijo

Mila Viegas disse...

Gosto muito de andar descalça... ADORO!!! Falando nisso seu post veio bem a calhar por causa daquele lindo sapato maldito que fui praí... rsrs. Mas, na ida eu fui descalça no ônibus (sem colocar os pesitos no chão, é claro, afinal né? rs). Na volta, estava toda arrumada, mas de havaianas nos pés e fiquei a viagem inteira assim. Ai como é bom... rsrs.

Eu sinceramente não ligo para esse tipo de coisa, sabe? Eu faço o que me dá vontade e me deixa confortável. Sou uma pessoa simples e sem frescuras. Por isso se tiver que ficar descalça, eu to na boa..rs.

beijocas

Ivana disse...

Bethinha, tenho uma baita sensibilidade nos pés! Quer me fazer relaxar é só fazer uma massagem nos meus pés! :)
Há alguns anos eu adorava salto. Usava salto para tudo, o dia inteiro. Até que um dia me apareceu uma tal de verruga plantar, doída como ela só. Tratei em podóloga, por quase um ano. A justificativa: salto! Durante o tratamento, só usava rasteirinha e desde então me desacostumei. Meus pés não aceitam mais os tais salto alto! A última vez que os usei foi no casamento do meu irmão e isso já tem quase um ano e foi um sacrifício ficar 2h com aquele sapato (depois tirei e fiquei descalça!).
Mas concordo contigo. Hoje sou a favor da liberdade e do conforto dos pés, acima de qualquer coisa! Ah, e da beleza também, porque pé bonito é pé limpo, bem cuidado!
Beijos!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

a Margarida disse uma coisa que é real. Bom, aqui já é costume descalçar na hora que se entra em casa...
mas em muitos locais há pontos pra vc andar descalço mesmo. nos templos, no tatami das casas (aquele chão de palha entrelaçada, só que não é duro que nem se usa pra judô, é macio) e pontos com pedrinhas pra vc fazer massagem nos pés enquanto caminha.

eu vivo descalço sempre que posso. gosto. e adoro renovar a energia andando descalço em gramados.

muito sábio esse post, a gente é artificial demais. E custava o casal mais importante do mundo dar uma pisadinha no chão descalços, da mesma maneira que fazem os anfitriões? tem até segurança de chinelão! afff

bom dia Beth!

Luma Rosa disse...

Depois que vim morar em Cabo Frio e tive meu bebê ando algumas horas do dia descalça por recomendação médica. Todos enquanto estão em casa andam descalços e se está frio usamos pantufas ou meias. Andar descalço é muito bom para a nossa postura e equilíbrio da nossa energia estática.
Dizem até que a nossa saúde mental depende da saúde dos pés; neles existem pontos de estímulo para vários dos nossos orgãos e andar descalça estimula todos esses pontos.
Veja que em algumas culturas os sapatos são retirados antes de entrar na casa - os orientais dizem que é para não carregar para dentro de casa energia negativa - na Europa dizem que não é para levar "sujeira" da rua para dentro de casa - O que se pensarmos bem é a mesma coisa, germes da rua ficam impregnados nas solas.
Beth, se você chegar na minha casa - moro em apartamento - não se assuste se chegar na porta e por acaso encontrar na soleira, os calçados.
Fiz um banner para os participantes do "BookCrossing Blogueiro", linkado para o post inaugural da Isa. Fique à vontade para usá-lo ou não.
Beijus,

Nina disse...

Beth querida!!! vc sempre com temas bacanas...
pra mim andar descalco é bem natural, é assim que crescemos em manaus, mas desde que moro aqui, em casa só com meia, por causa do frio, mas os filhos estao sempre descalcos, uuii arrepio só de ver, laura diz que é libertador chegar e tirar os sapatos, mas sabe o que acho legal? nas ruas, no verao é claro, sempre tem alguem descalco, com os sapatos na mao, andando pela cidade, acho isso tao engracado... nas ruas da cidade que moro pertinho, Freiburg, tem no meio delas uns pequenos cursos d´água, em valas, água limpinha, e as pessoas e criancas estao sempre andando com os pes descalcos nessa água... um barato de ver.

Luma Rosa disse...

Beth, acho que tinha colocado o endereço errado da imagem :( Pode copiar de novo? Sorry...

Luciana Klopper disse...

Andar descalço é libertador né!? Eu amoooo

Thaís leão disse...

Betina, tem sensação melhor do que num dia de calor e sapatos apertados e esquentando os pés, vc chegar em casa e andar com pés no chão geladinho?
É o nosso contato com a terra.
Lembrei dessa sensação agora...
beijos

Tati disse...

Bom dia! Adoro seus textos.
Sempre vejo minha irmã de pés descalços e ficava chateando ela pra colocar um calçado... agora mudei de opinião, vou adotar essa prática. Ótima tua reflexão! Beijos

Taia Assunção disse...

Belo texto Beth, costumava ficar descalço dentro de casa...mas ultimamente tenho usado pantufa. Não sei, vamos envelhecendo e pegando manias. Noutro dia me peguei olhando torto para a menina mais velha que estava descalça. Pensei comigo: nossa, tô ficando igual a minha mãe...rsrsrs. É como a frase da música do Belchior que usaste no título do post sobre o dia dos finados: Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo,
Tudo o que fizemos
Nós ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Como os nossos pais...

Beijocas!

Cucchiaio pieno disse...

Querida Beth
Tenho muita dificuldade em ficar descalça, nem lembro-me a ultima vez! E sei o quanto é importante entrar em contato com as energias telúricas. Em casa estou sempre com uma chinelinha bem confortável.
Até entendo Obama e a esposa, pois tenho a mesma dificuldade - hehehe - mas irei mudar!
Um grande abraço
Léia

Glorinha L de Lion disse...

Oi W@eb mana! eu nunca ando descalça! vai ver é isso que tá faltando! Vou tirar o chinelo e andar lá fora, agora! bjs,

Luciana Håland disse...

Coincidentemente, antes de abrir seu blog a cena que eu vi foi de Helena (Regina Duarte) na novela Por Amor, caminhando descalca na praia, e eu fiquei morrendo de inveja, daí abri seu blog e era o assunto do post, só aticou minha vontade de colocar o pé na areia, mas no momento andar descalca por aqui é impossível, tá frio demais, agora está -3C lá fora.

Beijo

Heloísa disse...

beth,
Adoro andar descalça na praia, principalmente na beira do mar.
Em casa, pouco ando descalça. Não adiantou o exemplo da minha mãe, que adorava andar sem sapatos dentro de casa.
Mas também há um risco, nisso: bater nas quinas dos móveis, abrindo o dedinho. Às vezes dá até fratura. Minha mãe que o diga.
beijos.

Astrid Annabelle disse...

Beth querida!
Amei seu post...como disse a Lolipop...do começo ao fim!
Esse negócio de andar descalço é coisa séria. Ajuda e muito quem está sobrecarregado de energia elétrica...e isso causa muitos dos males do dia a dia...dor de cabeça...enjôo...tonteira...sensação de levar choques...ou levar mesmo em geladeira, janelas de alumínio...mau humor, etc.
Ando muito descalça na areia na beira do mar...descarrega e renova as nossas energias!
Em casa uso o chinelinho mais amado do Brasil!rss Apesar que o certo seria usar algo sem solado de borracha ou plástico.
Adorei estar aqui hoje.
Beijo grande e até amanhã.
Astrid Annabelle