.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Como é viver como as flores?




Amo flores!  Tenho-as na alma, marcadas também na memória genética que herdei de avós que cultivavam rosas na serra de Friburgo, e de pai e tios floristas, sempre envolvidos com a beleza que estas emanam e envolvem os bons momentos e celebrações das nossas vidas.

Ofereço este post em homenagem ao meu amado pai que sempre trazia flores para enfeitar nossa casa, deixando em nós as melhores lembranças de dias perfumados e a paixão pelas mesmas.




  
Vive como as Flores
                                  (Sabedoria budista)


Num antigo mosteiro budista, um jovem monge perguntou ao mestre:
- Mestre, como faço para não me aborrecer com as pessoas? Algumas falam demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes, sinto ódio vindo das que são mentirosas e sofro com as que me insultam.
- Vive como as flores. – aconselhou o mestre.


- Como é viver como as flores? – perguntou o discípulo.
- Repara nas flores. – continuou o mestre, apontando as flores que cresciam no jardim.




- Elas nascem na terra suja, no entanto, são puras e perfumadas.


- Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, sem permitir que o azedume da terra manche a frescura das suas pétalas.


- É justo angustiares-te com as tuas próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros te importunem. Os defeitos deles são deles e não teus.


- Rejeita todo o mal que vem de fora e aceita todo o bem que venha até ti.


- Quando o conseguires, estarás a viver como as flores.







(Imagens Corbis)




23 comentários:

Ivana disse...

Bethinha, apesar de amar as flores, nunca tive o hábito de cultivá-las.
Na minha infância, diferente de ti, nós tínhamos árvores no quintal, mas não plantas, entende?
Hoje, tento trazer essa realidade pra minha casinha e exercitar este cuidado, este amor. Espero que minhas plantinhas sobrevivam! ;)
Beijos!

lynce disse...

Oh minha carissima amiga do virtual, vou contar-te um segredo aqui que ninguém nos ouve. Eu adoro flores. Tenho um enorme jardim em casa em que ninguém mais toca senão eu. Pode-te parecer estranho, porque normalmente os homens não gostam de flores, a não ser das flores que têm duas pernas, mas eu gosto muito.
Depois, dizer-te que, para quem afirma ter "entas", estás muito bem conservada, parabéns...
Beijinhos do lado de cá do rio com o desejo de que passes um excelente fim de semana.
:)))

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que bonita homenagem ao seu pai, Beth. ele deve ter sido um grande ser humano. Lindo mesmo.

eu queria ter uma vida assim. Poder emergir como a flor de lótus, que sai limpa do pântano. é muito difícil. muitas vezes acredito que tenho a alma da rosa: pétalas e espinhos.
mas o rumo é esse, pq chegar ao fim da vida e ver que nada melhorou, que somos o mesmo barro de sempre? não dá
bjs

Chica disse...

Maravilha de mensagem essa e muito lindo o post todo.Adooooooooro flores!beijos,lindo dia,chica

Tati Pastorello disse...

Bom dia, Beth querida.
Bela filosofia de vida. Tenho tentado me concentrar nisso, afinal, a única pessoa que posso mudar sou eu, e isso já dá um bocado de trabalho! hehehe
Um beijo e ótimo final de semana.

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Beth!
Linda a homenagem e o ensinamento é mesmo perfeito.

Bom final de semana.

Xeros

Cantinho She disse...

Minha querida!

É muito bom e gostoso te visitar, mas preciso te confessar que especialmente hoje foi DIVINO, acho mesmo que foi providência Dele eu ler este seu post hoje, pois me caiu como uma luva neste momento de minha vida...

Nossa amiga que sabedoria espetacular!

Preciso disso como oração, sabia? Para fazer como um mantra mesmo para a minha vida!

"- É justo angustiares-te com as tuas próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros te importunem. Os defeitos deles são deles e não teus." >> SENSACIONAL E DIZ MUITA COISA AÍ...

Nossa, como foi bom vir aqui e ler esse belo e sábio texto e ainda olhar para essas lindas imagens... adoro flores tb!

Muito obrigada por dividir esta sabedoria budista...

Beijo, beijo Lindona! ;)
She

pensandoemfamilia disse...

Lindo Beth, viver como as flores, penso também que é podermos olhar mais para o lado bons das pessoas e cultivá-lo.
Bela e colorida homenagem.
ASprecio a sua forma sensível e carinhosa de escrever no seu blog.
bjs.

Manuela Freitas disse...

Olá querida Beth,
Viver com flores é de facto fascinante, mas comigo acontece que só gosto de flores em vaso ou num jardim. Vou explicar por quê. Quando o meu pai morreu, foi o primeiro, o choque que tive foi grande e como no velório havia muitas flores, o cheiro forte causou-me náuseas e isso perdurou em mim, relativamente aos ramos de flores, que coratadas ficam com outro cheiro!...Mas flores, flores adoro...Mas não me dêem flores, só em vaso.
Coincidência, referes Friburgo e eu tenho um irmão, com certeza já não tenho, que vivia na Guanabara e tinha uma casa em Friburgo, até tenho aqui em casa um postal da casa. Dois irmãos, que eu nunca conheci, quando o meu pai casou pela segunda vez foram viver para o Brasil, muito mais velhos do que eu, claro!
Vidas!?...
Muitos beijinhos e vota bem! Votar deves votar, os resultados é que...vou ver em directo,
Manú

Astrid Annabelle disse...

Isso eu adorei!
Beth querida...que maravilha!
Amo as flores. Adorei o texto e o ensinamento.
Simplesmente perfeito!
As imagens então nem se fala!
Lindas!
Um beijo gostoso por este seu post de hoje amiga...volto para casa muito melhor.
Astrid Annabelle

Macá disse...

Beth
Se no seu texto não tivesse as flores, já estaria ótimo.
Se no seu post não tivesse texto e só imagens, estaria belíssimo.
Com tudo junto: está maravilhoso.
Seria bom mesmo se conseguíssemos viver assim. Mas o jeito é tentar, não é?
um beijo

Luciana Håland disse...

Beth, belíssimo tudo, amei o viver como as flores e muito as fotos de flores que compõem o post.
Obrigada por florir meu dia.
Beijo

Glorinha L de Lion disse...

Betita, que lindo. Eu como amo as flores, de todos os tipos, em buquês, ou plantadas, muito me agradaria saber viver como elas, mas o que sou eu senão humana? Cheia de falhas, defeitos e imperfeições. Gostaria de poder trabalhar com flores, fazendo arranjos, sentindo seu perfume...de feia já basta a vida, queria ter a beleza das flores todos os dias da minha vida, junto a mim. Bela homenagem ao teu pai. Beijos.

RaH disse...

Que lindooo!
adorei...
Eu tb adoro flores.
E quanto ao texto budista, a gente sempre encontra tantos ensinamentos, tanta sabedoria neles, não é?
Gosto muito.
BeijO grande!
E um ramalhete de flores perfumadas..
=D

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Beth,

Que linda mensagem.

No meu blog eu sempre coloco flores no final...adoro!!!!

Beijos,

Lucia Cintra disse...

Se pararmos pra pensar, podemos tirar uma licao de TUDO ao nosso redor. Nesses ultimos anos tenho prestado muita atencao nessas coisas e voce acaba se dando conta que a maioria das respostas que procura, estao ali na sua frente o tempo todo. Eh so saber enxergar e analizar. bjos

Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Amei esse post. Também adoro as flores, e me encanto com a beleza, o perfume, e a fragilidade delas.
A lição do mestre, de se viver como as flores é muito sábia. E como gostaria de saber colocá-la em prática na minha vida.

Beijos e bfs

Socorro Melo

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
Que linda homenagem!
Sabe, eu adoro plantas, flores nos vasos e plantadas no chão, mas eu nunca gostei de ganhar flores. O maridex sempre reclamou disso, pois quis me ofertar, mas...
Eu adoro observar os pequenos detalhes, as cores e sentir o cheiro. Até parece que foram pintadas à mão.
Um bom texto para reflexão...
Tudo de bom
Bjs mil

lolipop disse...

Beth,
Eu amo flores, mas o meu lado Japonês, gosta mais de as ver no jardim do que nas jarras. Não gosto de grandes ramos em casa, mas de uma flor singela e se possível colhida com carinho. é sempre apenas uma flor que levo para enfeitar a campa de minha mãe quando a visito...
Amei o seu texto, amiga querida!
TERNURAS
BOM FIM DE SEMANA

Marilac disse...

Beth,
Belissimo post, que lindas flores, deve ser maravilhoso ter uma ligação familiar tão forte com as flores.
Uma bela homenagem ao seu pai.

Sábios ensinamentos no texto, não são fáceis , mas são essenciais para nossa vida.
Bjs
Marilac

Wilma disse...

Ah que lindo!! Amo plantas e flores e principalmente num jardim, na terra, elas nos dão muita inspiração, beleza. Quando passo por Friburgo fico embevecida com as flores que vejo pela paisagem, lindas!!!

Ana disse...

Que post mais bonito!!
Simplesmente amei!!

Nilce disse...

Que post delicioso, lindo e perfumado, Beth. Além de tão sábio ensinamento.
Que aprendamos a viver como as flores.

Bjs no coração!

Nilce