.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Orgulho



Orgulho é um vocábulo designado para algumas funções: quando Orgulho quer expressar a superestimação de seus próprios valores, vemos então uma pessoa soberba e arrogante, que  na maioria das vezes é insuportável ao trato e relacionamento com os outros, mas este Orgulho por si mesmo se não tiver contido a soberba e arrogância,  poderá tornar-se em sentimento positivo e de boa auto-estima;
Orgulho pode ser também aquilo que sentimos em relação a algum feito como ato de justiça para si próprio e aí dizemos que o sujeito está todo orgulhoso de si, ou na linguagem popular 'todo gabola';

E Orgulho é também aquilo que sentimos em relação a alguém que admiramos muito e que vemos em suas atitudes na vida,  qualidades natas ou desenvolvidos e altruístas.  
E é sobre este último sentido de Orgulho que escolhi para falar nesta blogagem coletiva de hoje.


Conheço uma pessoa que no decorrer de sua vida sempre demonstrou coragem e obstinação para vencer obstáculos, superou os desafios e por seu próprio mérito e esforço conseguiu ser alguém, tanto nos estudos, em sua formação acadêmica, quanto em sua formação moral e pessoal, dando exemplos de bondade, retidão de caráter, carinho e afetividade para com as pessoas à sua volta, quer sejam de sua família como também aqueles que necessitam de sua ajuda para algo na vida, nem que seja apenas para ouvi-los.

Em todo este tempo que convivo e conheço esta pessoa, raros foram os momentos que pude constatar ajuda que viesse de fora para ele, pelo contrário, ele é quem sempre ajudou muitas pessoas, usando de sua boa condição no trabalho, indicando amigos que necessitavam para alguma vaga, orientando e conseguindo  estágios para jovens recém formados, além de oferecer por três vezes um quarto em sua própria casa para receber estes estudantes.  Sempre esteve pronto para conversar e orientar não só o filho como os amigos do filho e por isso é querido por muitos deles. Sua capacidade de ouvir e analisar com justiça é uma de suas maiores virtudes..

Há poucos meses ele foi com o filho até o bairro em que morou quando adolescente, no subúrbio do Rio.
Queria mostrar a ele, relembrar aqueles tempos difíceis e dar ao filho o exemplo de que nem sempre a vida foi fácil e bonita.  Um lugar quente, uma casa mal situada sobre uma loja, que na época era uma peixaria, o famoso Morro do Alemão que estendeu seus tentáculos até esta rua e quase não se distingue mais o bairro da favela.  Muita pobreza é o que viram atualmente naquele bairro, mas na época de sua juventude não era assim tão diferente. Apenas a favela ficava mais distante, porém as condições para moradia e a casa pequena, sem um quarto que favorecesse sua privacidade como estudante, empurrava-o para a biblioteca da escola e o futebol para o clube.  O pai era um bom homem e trabalhador, mas o vício da bebida e das corridas de cavalo não passava segurança para o filho que sonhava rapidamente em se formar e ter sua própria vida.

Pegava o trem até São Cristóvão, depois um ônibus e estudava na Escola Técnica Federal.  Depois veio a faculdade de Engenharia e junto com ela o trabalho, mas pelos tempos serem outros e o ensino técnico de qualidade, assim que se formavam, os jovens eram indicados para excelentes empregos e foi assim que rapidamente ele buscou sua vida profissional e galgou por seus méritos os próximos empregos.  Nunca teve indicação de ninguém na vida, apenas a vontade de ser alguém indicava a ele mesmo o caminho a seguir.  Fez vários cursos extensivos em sua área e mesmo depois de casado teve interesse em aprender e ensinar.

Além de um homem responsável, amigo, trabalhador irrepreensível, pai participativo e filho zeloso, pessoa delicada e educada, não fala mal de ninguém e está sempre na dele, paga seus impostos, tem postura pró ativa no trabalho e em sociedade, nunca se corrompeu e portanto não é milionário nem político, respeita as leis, não compactua com a violência nem com a desordem, ama o próximo e tem olhar de compaixão para as pessoas necessitadas, já participou como espírito de doação no kardecismo, ajudou também a
construir casas em comunidades carentes em Petrópolis, ajuda financeiramente as nossas famílias e sai todos os dias para seu trabalho feliz e esperançoso no futuro que, tenho certeza, será justo e bom para alguém tão amável e que fez até hoje eu, meu filho e todos de nossa família, sentirmo-nos felizes por ter sua presença e convívio ao nosso lado sempre.  


Por ser uma pessoa simples e pouco afeita a chamar atenção sobre si mesmo, espero que não fique chateado ou tímido por eu ter colocado aqui em palavras toda minha admiração e Orgulho que tenho por ele.

Para meu amado marido dedico o post de hoje.


Você é meu melhor amigo,
amante e confidente
e
quando está feliz
aí sim
fico contente.








Este post faz parte da Blogagem Coletiva sobre Sentimentos que a amiga Glorinha Leão promove.





















35 comentários:

Dani dutch disse...

OI Web-mãe, tudo bem?
Que linda narração e história de vida, um orgulho e tanto para a família toda.
E ele vai ficar orgulhoso de ter sido homenageado.
Bjuss e otimo fim de semana

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eita que história linda essa aí! Eu imagino o tamanho do orgulho q vc tem do maridão. Ele é um grande vencedor.
Parabéns ao seu marido por ter feito uma bela história de vida. E parabéns a vc, pq é com uma grande mulher do lado que seu marido conseguiu tudo isso. E vcs geraram esse filho bacana.

Que postagem gostosa de ler. Deu pra sentir aqui o carinho, amor e admiração entre vcs. Orgulho bom, que faz um bem.

bjs e bom dia!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Bonita homenagem :)

Nilce disse...

UAU!!!

Beth, querida

Que orgulho!
Deve ter sido maravilhoso escrever este texto. Realmente ele é motivo de muito orgulho para vocês pelo que você descreve e o faz com tanto carinho e sinceridade.
É esse orgulho que também gosto de sentir.
Fui egoísta hoje. Falei de mim. Mas, tenho muitas pessoas também, das quais tenho muito orgulho.
Amei o seu texto. Lindo de viver!

Bjs no coração!

Nilce

Manuela Freitas disse...

OLá Beth querida,
Muito interessante o seu post, fazendo uma homenagem a uma pessoa exccepcional e muito merecedora do seu orgulho. Ainda há assim pessoas e conhece-las mesmo deste modo é muito gratificante.
Beijinhos,
Manú

Leci Irene disse...

Que exemplo mais lindo!!!! Como não ter orgulho de uma pessoa assim??
Beijos e abraços para vcs!

Tati Pastorello disse...

Quanto amor, emoção e orgulho, Beth! Que lindo!! Sabe que cheguei a pensar em fazer o mesmo? Falar do Vi! É que não estou numa semana inspirada e temi fazer um texto não condizente. Temos maridos de ouro! Uma história de superação, de valor pessoal! Linda e bem contada. Muito bom!
Parabéns a esta bela família!
Beijos.

Heloísa disse...

Beth,
Muito lindo o seu post, e você tem toda a razão de sentir orgulho por seu marido.
Acho maravilhosas histórias como essa, e que servem de exemplo para muitos.
Beijos.

Chica disse...

Que lindoisso,Beth! É motivo de orgulho mesmo,não?Parabéns!beijos,chica

Isadora disse...

Beth, que linda homenagem ao seu marido. Que lindo relato e mais, que pessoa boa. Hoje, é tão difícil vermos pessoas boas por natureza, aquelas que já chegam a essa vida assim, com esse dom.
E ainda é discreto em suas conquistas, e acertos.
Felizes por vocês terem ao lado uma pessoa assim.
Um beijo

Glorinha L de Lion disse...

Eu, como sua web mana e amiga, posso atestar a veracidade de tudo isso que contou e que me fez vir lágrimas aos olhos, seu marido é tudo isso mesmo. Gentil, discreto, extremamente educado, um cavalheiro. Inteligente, culto, sem ser esnobe.
Seu orgulho pela estória de vida dele, por suas vitórias, sua honestidade e caráter é mais do que merecido. Pessoas como ele com retidão e caráter são cada vez mais desvalorizadas no país do jeitinho, da corrupção e da canalhice. Um lindo post de admiração, respeito e orgulho. Eu também tenho muito orgulho de privar da amizade de pessoas como vcs. Te amo, minha amiga!Admiro demais teu marido!bjs.

Liza Souza disse...

Beth, que linda declaracao de amor e quanto orgulho do marido, hein! Ele vai ficar imensamente feliz e tenho certeza que ele também tem muito orgulho de ter uma mulher tao especial ao lado dele.
Beijos

disse...

Uma homenagem repleta de um orgulho sadio, que liga as pessoas com amor. Parabéns pela sensibilidade Beth. Bjoss

Beth/Lilás disse...

QUERIDOS AMIGOS,

Agradeço a todos que passaram por aqui nesta manhã e deixaram comentários tão amáveis.

Quero apenas me justificar por não poder visitá-los ainda durante este dia, tenho um compromisso a tarde toda fora daqui, mas prometo visitar a cada um que deixar seu comentário neste post de hoje.

O meu abraço apertado a cada um querido amigo que por aqui passa sempre.

Beth Q.

======================================================================

Astrid Annabelle disse...

Beth querida!
Que linda história de amor! Cheguei a me emocionar. Senti o seu carinho em cada palavra escrita.
Parabéns amiga! Tem mais é que se sentir orgulhosa mesmo!
Belíssimo!
Beijo gostoso
Astrid Annabelle

Bordados e Retalhos disse...

Lindo demais! Fiquei me deliciando com cada palavra e com cada parágrafo. No fundo já pressentia que o personagem era alguém muito próximo a você. É uma história mesmo para nos orgulhar, não só a a família, mas a nós também, porque ele é um brasileiro que superou tantas coisas e escolheu um lindo caminho. Um exemplo para os jovens de hoje. Bjs

Mila Viegas disse...

Caramba!!! Quando comecei a ler seu post pensei: "Quem é esta pessoa que só vive na imaginação da Bethinha?".. rsrs. Porque sinceramente, ser assim é algo raro hoje em dia e ter uma pessoa como esta ao seu lado deve mesmo ser motivo de orgulho.
Seu marido é um espírito iluminado.

beijos emocionados!

orvalho do ceu disse...

Olá, Beth querida
Como me encanta ver histórias como a sua de superação!
Hoje em dia tudo é tão cômodo e descartável que não se valoriza nada. Pena!
Vc falou do "bom orgulho" e salutar...
Gente como vc deve sentir-se mesmo honrada.
Eu morava na Baixada e fazia faculdade na Zona Sul, também tinha que pegar trem pra chegar mais rápido ao trabalho no Oeste da Cidade... Tivemos aventuras parecidas... tempo vivido para não nos deixar muito "gabolas",né?
Um grande abraço fraterno e cheio de paz.

Lúcia Soares disse...

(Comentei mais cedo, mas não entrou).
Beth, falei do quanto seu marido vai gostar de ler esse texto, não ficará nem um pouco chateado.
Pelas fotos que já vi dele (e já falei isso) ele me parece mesmo um grande homem.
Por isso soube escolher uma grande companheira como você.
Sabe que lá pelo meio do texto já "sabia" que falava dele?
Para ele, meu abraço com carinho.
E para você, um beijo grande e com muito orgulho de ser sua amiga!

Macá disse...

Beth
Estava com medo de ler o final sabia? Tanta coisa ruim acontece com gente tão boa que eu estava aprensiva.
Quando percebi ou imaginei de quem você estava falando, relaxei.
Que história de vida linda e um bom exemplo para o filho de vocês.
Ele também deve sentir um orgulho imenso pela mulher que tem.
um beijo

ML disse...

Ai, que declaração de amor mais linda, Beth!
Teu marido deve estar mega "orgulhoso" ; > )

bjnhs

Kelly disse...

Como é gostoso sentir orgulho da família!!!!! parabéns beijos

lolipop disse...

Que história mais bonita e bem contada, amiga. Que bonita e merecida homenagem ao seu amor!Tem toda a razão em ter orgulho nele.
Beijos

Gina disse...

Beth,
Adorei sua homenagem ao marido! É pra se sentir muito feliz e orgulhosa dele, que está num patamar moral acima de muitos.
Bom final de semana!

Cantinho da Cê disse...

Boa noite Beth,

Eu sou nova neste mundo da blogosfera e é minha primeira blogagem coletiva. Gostei muito do seu texto e da admiração e orgulho que tem pelo seu maridão. Esse ORGULHO é bonito de se ver...

Beijos,

Camille disse...

Que lindo que é poder contar com orgulho a historia de vida do proprio marido. Vida bacana a dele, uma construçao, grande exemplo para os filhos, para os netos, historia para muitas gerações. Tudo de bom. Adorei. Grata por partilhar com todos nós.
Beijos,
Cam

Wilma disse...

Beth, logo ao começar a ler achei que falava mesmo do seu marido, pela história e época, em que homens assim tinham seu valor reconhecido por uma boa carreira, salário e tal. Hoje as pessoas são menos persistentes, imediatistas, poucos querem fazer esta história, abreviam e até se perdem. Parabéns pra ele!! e pra vocês por terem essa história bonita pra contar e inspirar!!! Nos dias de hoje, é mesmo de dar Orgulho, não é?

Nika disse...

Beth quelinda história , que linda homenagem cheia de amor e orgulho.Parábens ..lindo post.
bjs

pensandoemfamilia disse...

Olá Beth
Cheguei a tempo de ler e poder admirar o seu merecido orgulho pelo maridão, cuja descrição nos dá o retrato de uma bela pessoa.
bjs

Desconstruindo a Mãe disse...

Que lindo ver o seu reconhecimento, admiraçã e amor por quem está ao seu lado!

Que lição de vida diária deve ser conviver com um esposo e pai assim!

Parabéns e obrigada por compartilhar!

Beijo,
Ingrid

Mari disse...

Que lindo!!! :) Que bela declaração, Beth. Vc ta certa de ter orgulho do seu amado.

Coisa boa(e diria tb essencial) é admirar aquele que escolhemos como companheiros de vida.

Beijos e felicidades

Yoyo Pizy disse...

Ai Betinha, que homenagem mais linda ao maridão! Fiquei emocionada, viu!
Bjo paulistanos e ensolarados

Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Quem não teria orgulho de alguém assim? fiquei muito emocionada com a história, e confesso que até chorei,kkk
Fico maravilhada com pessoas que têm essa garra, principalmente quando são pobres, mas honradas, batalhadoras,conscientes, e que conseguem atingir suas metas, se realizarem, serem felizes, formarem uma família feliz, e ainda continuarem simples, boas e cheias de compaixão e amor pelos outros.
Parabéns a ele, a você e a toda família. Que Deus os abençoe sempre mais.
Seu post está excelente.
Beijos
Socorro Melo

Ivana disse...

Ai Bethinha, que linda declaração de amor e de ORGULHO!!
No primeiro parágrafo eu já imaginava que estavas a falar de teu maridex!
Minha tia sempre dizia que os parecidos se atraem, ao contrário do que dizem. Portanto, um homem de tamanho valor não poderia estar casado com uma pessoa que não estivesse atrelada a valores tão valiosos quanto os seus e vice-versa!
Parabéns a vocês! Parabéns pelo post!

Rosamaria disse...

Que homenagem maravilhosa para teu marido, Beth! Com certeza tens que ter orgulho dele.
Bjim.