.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Nossos lobos interiores


Um velho índio Cherokee, sentado ao pé do fogo, explicava ao neto sobre a batalha entre o Bem e o Mal que se trava dentro das criaturas. Dizia: ” Neto, existem dentro de nós dois lobos permanentemente lutando um com o outro. Um é o Mal. É a raiva, a inveja, as lamentações, a culpa, a arrogância, a auto-piedade, o ressentimento, as mentiras, o orgulho falso, o egoísmo.
O outro lobo é o Bem. É a alegria, a paz, o amor, a esperança, a serenidade, a generosidade, a verdade, a compaixão e a fé.”
O neto pensou por alguns minutos e então perguntou: “Qual dos lobos vence?” E o velho Cherokee respondeu: “Aquele que você alimentar”."










Achei este toque de humor espiritual muito interessante e propício para ilustrar sobre os Sentimentos Humanos que estamos discutindo na blogagem coletiva da Glorinha.










(Fonte aqui)













18 comentários:

Renata disse...

Minha amiga, é muito lobo brigando dentro da gente né? Que coisa...temos que nos segurar...muitas vezes o lobo mau quer vencer o lobo bom...mas a gente corre lá e não deixa não...Essa história é linda e bem ilustrativa mesmo,ótima lembrança!

Leci Irene disse...

Ora pois! Não dá para jogar a culpa em ninguém: nós é que somos responsáveis!

lolipop disse...

Minha amiga,
Amei o seu post!Sabedoria simples, directa ao coração. Quem dera que toda a gente soubesse qual dos lobos devia alimentar...
BEIJOS

lynce disse...

Quem veste a pele de lobo bom e nos trama são os amigos, porque os inimigos (os lobos maus), não se atrevem a aproximar-se de nós.
Gostei da tua analogia.
:)))

Bia disse...

Já ouvi isso muitas vezes Bethinha, por isso que nada de alimentar esse lobo ruim... quem faz o bem recebe o bem!

bjs

Bordados e Retalhos disse...

Beth, adoro essas histórias que nos trazem reflexão. Espero sempre alimentar o lobo do bem dentro de mim. Bjs

Amica Philosophiae disse...

Oi aamiga,
Tem um selinho pra vc no meu blog

Nika disse...

Adorei a história, temos mesmo esses lobos interiores e quem decide qual dos dois será vitorioso somos nós....Mto bom para refletirmos qual deles temos alimentado..
bjs

Teresa Cristina disse...

Olá!! Eu adoro essa metáfora. Ah, tem um presente para vc no meu blog. Um selinho. Passa por lá e pega!!Beijoss

Cantinho She disse...

Queridaaaaaaaa saudades daqui e de vc... tô tão atolada com alguns projetos e ando em falta, mas amei parar rapidinho o trabalho e poder vir por aqui, pois eu amo essa reflexão, é sempre um prazer reler... caramba estava olhando como perdi post interessante por aqui, mas depois eu volto que gosto de ler cada um... beijo, beijo! ;)
She

Nilce disse...

Oi, Beth

Hoje estou brigando com meu lobo do desânimo, do amor-próprio, da baixa autoestima.
Não dormi ainda e nem quero me lamentar.
Há dias em que nossos lobos maus nos consomem e não conseguimos matá-los de fome.
Tenho a impressão de que, os meus, se alimentam do ar que respiro.
Então, chego aqui e encontro algo que parece ter sido escrito para mim.

Este texto é mesmo muito bom para se pensar sobre sentimentos e de como devemos lidar com eles. Ou pelo menos, deveríamos...

Obrigada pelo seu carinho sempre.

Bjs no coração!

Nilce

Amica Philosophiae disse...

Simples e profundo!!! Excelente Beth, pra variar vou ficar ruminando isso até descobrir quem estou alimentando.
Um abraço
Cynthia

ManDrag disse...

Pois é, somos nós que alimentamos e acarinhamos o lobo cuja pele vestimos. Saber dosear a ração entre os dois lobos é uma virtude que poucos alcançam.

Um abraço (não de lobo mas de dragão)

Lucia Cintra disse...

Ai, Web-mae, me deu ate arrepio de ler isso. AMEI! Vou copiar e guardar esse texto pra mim. bjos

orvalho do ceu disse...

Oi, querida
Perfeita!
Vamos seguir alimentando o lobo bom, certamente, custe-nos o que custar-nos!
Abraços fraternos com votos de paz interior.

Yoyo Pizy disse...

Adoro esse texto! Vamos alimentar somente nossos lobos do bem.
Bjo no core, amiga

Dani dutch disse...

Web-mãe, quando li este texto, me tocou muito e parei pra pensar realmente nas nossas escolhas e o que nos tornamos por opta-las.
Bjuss

ML disse...

Bom demais!

bjnhs e ótimo final de semana.