.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 27 de julho de 2010

É preciso não esquecer nada




É preciso não esquecer nada


É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.



É preciso não esquecer de ver a nova borboleta


nem o céu de sempre.

O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome, o som da nossa voz, o ritmo do nosso pulso.



O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos,


a idéia de recompensa e de glória.

O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos severos conosco,
pois o resto não nos pertence.





Cecília Meireles
(1901-1964)









19 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Beth!

As vezes até quero esquecer tudo, mas é mesmo preciso não esquecer nada.

Um xero grande!

Isabel disse...

Que poema lindo! Obrigada por partilhar :)

pensandoemfamilia disse...

Ótima reflexão, poder viver, caminhar pela vida atenta ao essencial e sem tanto controle, pois nada nos pertence.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que linda foto e poema.
Cecília Meireles, uma das minhas preferidas.

Fez bem ler e ver esse post, sabia?
Obrigado Beth!

Boa tarde pra vc.

(eu tb adoro lago! não posso ver um que já quero cair nele e ficar admirando a beleza do lugar rs)

Cucchiaio pieno disse...

Uau, que lindo! Se todos vivêssemos como se já não fôssemos, com certeza seriamos mais felizes e menos doentes.
Amei, obrigada por compartilhar
Um grande abraço
Léia

Nilce disse...

Oi, Beth

Que não esqueçamos de nada!
Do amor, da compaixão, da solidariedade, do carinho, de viver a vida.
Que esqueçamos as maldades.
Lindo texto e muito bem escolhido.

Bjs no coração!

Nilce

Meire disse...

Grande Cecilia! Ela sabia das coisas..
bjs

Meire

Isadora disse...

Oi Beth, nos olhamos com olhos tão severos tantas e tantas vezes. De tudo foi o que mais me marcou e me tocou a alma. Preciso ter um olhar mais benevolente comigo mesma para depois poder ter com os outros!
Um grende beijo

Manuela Freitas disse...

Olá Beth,
Estonteada pelas flores, li o poema da Cecília Meireles, É PRECISO NÃO ESQUECER NADA, ela disse!...
Resta-me fazer uma vénia à Cecília e agradecer-te a possibilidade de conhecer tão excelente poesia.
Beijinhos,
Manú

Mariana disse...

Achei tão lindo, só poderia ser de uma grande poetisa.
..nem o sorriso para os infelizes, nem a oração de cada instante...
Adorei, e se li um dia este poema, não recordo.

ML disse...

Seu post ficou lindo, Beth!

E a poesia é uma lição de vida.

bjnhs

Lúcia Soares disse...

É preciso mesmo desacelerar, esquecer o que é possível, olhar através das coisas e parar para respirar!
Beijos!

Astrid Annabelle disse...

Que mensagem bonita Beth querida!
Cecília Meireles é Cecília Meireles...e a beleza das flores é a beleza eterna.
O encontro da Cecília com as flores só poderia mesmo dar nisso...perfeição!
Parabéns...
O seu blog inteiro é maravilhoso!
Hoje andei bastante por aqui me deliciando.
Um beijo gostoso
Astrid Annabelle

lolipop disse...

Uma escolha maravilhosa. Gostei do coração.
Obrigada por seu carinho lá no meu cantinho!
BEIJOS DE PORTUGAL

www.comtextosdavida.com disse...

Cecília Meireles que não se esqueceu de nada, inclusive de ser maravilhosa e nos deixar poesias singelas e lições de vida.Valeu o post.
bjs Lais

Heloísa disse...

Beth,
Que flores lindas.
Estão muito bem com a fantástica Cecília Meirelles.
Beijos.

Macá disse...

Beth
Que lindo post!
Não é bom, à noite, quando colocamos a cabeça no travesseiro, esquecidas que estamos de tudo?
um beijo

Dani dutch disse...

Beth eu so esqueço as coisas ruins, e faço questão de lembrar das boas... bjuss

Outras memórias disse...

Gostei dos ares...
Beijos