.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Reflexos e reflexões

(via sweethomestyle) 


O espelho é um objeto dissimulado, mostra sempre o contrário, nossa esquerda na nossa direita, esconde aquilo que não queremos ver e acentua o que só nós mesmos vemos.  Contudo é verdadeiramente cruel muitas vezes.  Principalmente naqueles dias em que levantamos e olhamos para ele diretamente, ainda meio amarrotados depois de uma noite fria e agarrados ao travesseiro.  A mensagem pode ser brutal, reveladora por demais, afinal descobrir que já temos 40, 50 ou mais, não é lá muito animador logo de manhã cedo.

Talvez mais tarde, quando vestimos aquele rosto preparado para enfrentar o novo dia, atrás do blush, batom e rímel para levantar o olhar e a auto-estima diante da realidade da meia-idade, do peso dos dias e das mágoas que nos fazem.

Procuro consolo no espelho de minha alma que me fantasia as rugas e alguns cabelos brancos que já teimam em aparecer. Nele vejo apenas a menina que penteava os cabelos ainda molhados e saia simplesmente para secá-los ao sol do dia.




22 comentários:

Bia Mendonça disse...

Çindas penteadera!

Carolin disse...

Olá mãe Gaia!
O problema, na verdade, não está no espelho, mas em quem olha. Se olhares sempre procurando seus defeitos, ele sempre lhe mostrará. Mas se lembrares, das suas virtudes e aceitar os anos de vida como experiência, será sempre agradável a retribuição da imagem.

Como é bom passar pelos 30, 40 e 50. Quantos não chegam a essa idade, e os que chegam, passam por ela reclamando?!

Um bom fim de semana!

Marilac disse...

Oii Beth,
Adorei o texto, acho tão lindos espelhos assim como esse da fotografia.
Confie no espelho da alma!!!
Aquela garota ainda existe e lhe sorri no espelho sempre que você permite.
Bjs
Marilac

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Foi bonita sua reflexão. E profunda.

E nós, homens, não temos o recurso do blush e do rímel...
E muitas vezes o espelho da alma é o mais complicado de encarar pra muita gente...

Bjs e um bom fim de semana.

Ivana disse...

Ai Beth, nem fala... Esse olhar pro espelho e enxergar a verdade(?) ou inevitavelmente o que não gostaríamos de ver: a passagem do tempo... E como passa rápido, né Beth?
Eu também, quando olho pro espelho ainda me sinto a mesma moça de 25 anos que saiu de Belém, destemida, para uma vida nova e cheia de possibilidades longe de casa. Que loucura isso de SENTIR uma idade que o EXTERIOR nos mostra, através do espelho, que já não nos pertence mais...
Beijos!

Isadora disse...

Beth passarei aqui amanhã para ler seu post com calma, mas queria te dizer que acabei de ver Caramelo e fiquei encantada. O filme é belíssimo. A forma como a vida dessas mulheres foi retratada.
Adorei!
Um beijo grande

Somnia Carvalho disse...

Lilla,

É o mesmo que eu vejo: quando nos dias amassados, de noite mal dormida, ou de dias em que a alegria está escondida em alguma mágoa ou ansiedade os anos parecem me pesar 3 x mais...

E eu nunca tinha sentido isso até pouco tempo... pra ser sincera nao consigo lidar ainda com isso bem... Envelhecer? pra que? penso! queria parar aqui, queria ter parado nos 30 que e a imagem que tenho de mim mesma...

O batom, os cremes, os oculos me ajudam a disfarçar o que o tempo e o espelho vao sempre marcar como sendo irreversivel...

e se isso nao e triste? claro que e!!! ao menos pra mim!!!

seu texto ta lindooooooo....

Mari disse...

O espelho da alma é o mais importante. Há beleza na juventude e também na maturidade. Mas há uma beleza interior constante, e essa não envelhece. Essa beleza interior se vê polida por hábitos de gentilza, amor, bondade, generosidade...

Beijos

Manuela Freitas disse...

OLá Beth,
Detesto espelhos sempre e, de manhã nem me fales!...Em casa tenho apenas os espelhos necessários!...De facto é como dizes, o espelho mostra-me uma imagem que não tem nada a ver com a minha imagem mental. Os espelhos são muito crueis!?...
Relativamente ao S. João, nós de facto tradicionalmente, temos muitas afinidades e mesmo presentemente eu dou-me muito bem com os brasileiros, com que vou privando por cá. Há uma diferença notória, vcs são mais alegres e nós mais tristonhos, para nós o contacto é muito salutar.
Beijinhos e bom fim de semana.
Manú

Lúcia Soares disse...

Beth, não me importo com a idade. Ela me pesa apenas no fato de que já não se tem mais a mesma força, a mesma vitalidade, energia.
A saúde me preocupa mais. Ser mais velho, com boa saúde, é a benção das bençãos.
Rugas, cabelos brancos, pele flácida, nada me amedronta.
Quero paz, alegria, amor, saúde, harmonia.
Espelhos não me metem medo!
(rsrrsr Mas no fundo, no fundo, quem não quer a maturidade junto com a juventude do corpo?)
Está melhor da gripe? Espero que sim.
Vitamina C e cama, nada de ir para rua, nesse frio de Petrópolis!
Beijos!

Ana Paula Soldi disse...

Oi Beth

É assim mesmo, mais o mais importante é o que levamos dentro.

beijos

Astrid Annabelle disse...

Olá Beth!
Não entro em crise com o espelho...rsss
Adoro ter a idade que tenho, de ter caminhado tanto e gozar de boa saúde e de ter a alegria como companheira constante.
Se por um acaso passar por um espelho e enxergar o que não gosto..tiro os óculos!!!!hehehe
Lindíssimo espelho...bela reflexão!
Beijo gostoso
Astrid Annabelle

Renata disse...

Minha amiga, nem me diga...

é melhor se olhar no espelho só depois de aplicar todos os paliativos de imagem...ai, curuz!!! rssss...Meu Deus, sem rímel, um pozinho básico, e um pouquinho de gloss...só se for de óculos escuros...atualmente tô é assim!!! kkkk

Um abraço,
Bom sábado!

Lucia Cintra disse...

Vc me fez lembrar de quando eu era adolescente e fazia isso: lavava os cabelos, penteava e so! Nao passava nada pra arruma-los e saia com eles molhados.

Hoje em dia eh taooo diferente! Eu me emperequeto toda. E apesar daqueles dias que o espelho acaba sendo seu inimigo, na maioria das vezes, gosto do que vejo ali na minha frente, rs. bjos

Eduardo disse...

Vou lhes dar uma informacao positiva: vejam os olhos; estes nunca envelhecem. Procurem conferir com fotografias antigas.
Os olhos sao a parte mais significativa do corpo e a que mais influencia as pessoas. Se mantemos a mente saudavel ela esta tao jovem quanto os olhos.
Um abraco
Shrek

Glorinha L de Lion disse...

Oi Amiga! Estou sentindo uma certa tristeza no ar? Ou será somente uma reflexão que na idade em que estamos vai e vem, vem e vai?
Não há mulher com um mínimo de que não se importe com a decadência, o envelhecimento, a constatação de que já não temos tanto tempo mais agora? Lindo texto em cima de uma reflexão que não passa pela vaidade mas pela verdade.
Beijos.

Yoyo Pizy disse...

De vez em quando eu entro em crise com o espelho. Não é todo dia que enfrentamos de bom humor o fato de termos chegado a meia-idadesem termos a carinha ( ou o copinho) que tínhamos aos vinte.
Creio eu eu, que essas são reflexões necessárias, amiga...Fazem parte
Bjos

Lu Souza Brito disse...

Beth,

Numa hora dessas eu passo bem longe do espelho,ahahah.
Mas o dia que cismo fico lá, procurando o que em muito breve verei sem precisar olhar tão atentamente.
Você tá tristinha ou é impressão minha???
Beijos;

James Pizarro disse...

Belo e sensível texto...parabéns !!!

Beijo

James Pizarro

Beth/Lilás disse...

Querida Lu!

Estou meio derrubada. hehe
A rinite este ano me tirou toda a força e tenho tossido bastante, mas esta reflexão é apenas uma realidade constatada, não é tristeza não.
beijinhos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Georgia disse...

Ai Beth, que eu só uso baton, maquiagem só se vou a uma festa. Enfreto mesmo o dia a dia de cara limpa, rs.

Amiga, espero que vc esteja bem, pois senti melncolia no teu texto.

Deve ser a renite, nao?

Bjao

Ana disse...

Me identifiquel total.
Acho que falavas do meu espelho e do meu rosto, nele refletido...