.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Vermelho da paixão - Blogagem Coletiva de Cores

Agora, o que mais desejo
Desejo em vermelho
Do beijar tua boca vermelhaça
E bela ... como um mar de rosas
Rosas vermelhas ...
De um vermelho sangue ardente
Molhado ... e quente
Não um molhado mar
Mas um molhado de gente ... da gente.
(Bruno Bezerra)


Vermelho, vermelhaço, vermelhão.  Cor do fogo e do sangue,  invoca sensualidade e paixão que pertence ao mundo feminino e dos afetos. Por ser uma cor estimulante, chama a atenção masculina que se sente atraída por lábios ou lingeries vermelhos, já que as intenções de quem os usam são claras em provocar sensualidade e charme. Verdadeiras armas de sedução.

UM POUCO DE HISTÓRIA - No começo do século passado, Rhocopis, um perfumista francês, inventou o baton serviteur, uma massa que consistia em talco, óleo de amêndoas, essências de bergamota e limão, de cor vermelha, vendido envolvido no papel de seda. O produto conquistou atrizes e prostitutas do mundo inteiro. Foi só durante a Primeira Guerra Mundial que as donas de casa perderam o preconceito e aderiram à moda do batom vermelho. E foi daí que surgiu o nome batom, que significa bastão, em francês. 
A boca vermelha virou uma arma de sedução. Especialmente em Hollywood, onde estrelas do cinema como Marlene Dietrich, Rita Hayworth e Mae West conseguiram tirar a fama de vulgar do vermelho que até então era usada por prostitutas e mulheres da noite que trabalhavam em bares e cabarés. Mais tarde, já nos anos 50 e 60, o vermelho virou, de fato, a cor da sedução. Marilyn Monroe, o ícone do sex-appeal, e sua boca carnuda e vermelha transformaram-se em sinônimos de sensualidade feminina.  (fonte aqui)
As cores eram privilégios dos mais abastados, quanto mais luminosa e pura mais tinha seu peso pago o equivalente em ouro.  
No ano de 1434, época em que o vermelho ainda era reservado somente para os nobres, o pintor flamengo Jan Van Eyck, pintou o matrimônio do casal Arnolfini.  No quarto do casal uma cama vermelha chama a atenção, os burgueses ricos não podiam vestir vermelho, mas uma superstição tradicional atribuía um poder protetor a cor vermelha e por isso era permitido o seu uso nessas circunstâncias.  (Fonte Blog SRZD)


Ah, o vermelho!  Esta é uma cor que dificilmente alguém não goste, mesmo que não a use em si mesmo, mas ela insere tanta vibração e alegria que acabamos por usá-la em acessórios ou objetos para decoração em nossas casas, os pintores deixam sempre suas marcas em vermelho nas telas e a própria Mãe Natureza utiliza-se desta cor energética, derramando-se em flores e frutos para o deleite humano, como o Flamboyant - árvore típica das ilhas do Oceano Índico e trazida para o Brasil na época de D.João VI e dá um show de vermelho na sua floração na primavera. A cor flamejante que deu nome à árvore, entretanto, não é a única. Há variedades com flores em tonalidades mais claras, como alaranjado-claro e salmão amarelado.




No excelente Blog Longevidade da Silvia Masc esta semana, ela nos mostra a tradição japonesa em valorizar seus idosos e uma coisa interessante é que ao completar 60 anos é permitido ao homem o uso de blazer vermelho, pois somente com seis décadas de vida há a liberdade de usar a cor dos deuses.

E o vermelho permeia também as celebrações de vida, alegria, boa sorte e paixão na exótica Índia.
São mãos pintadas de henna vermelha, pós cintilantes em vermelho, jogados sobre as pessoas nos casamentos e no carnaval.  Hindus com xales, véus, flores, turbantes, saias, jóias como o rubi, frutas como as cerejas, fazem parte do ritual religioso, numa festa de beleza e vermelhidão.



O sangue de quase todos os seres que vivem em nosso universo é Vermelho e representa vida. Vida que corre nas veias dos seres humanos e faz nosso corpo reagir, ter energia, andar, correr, brincar, amar.  E o mais lindo e Vermelho órgão de nosso corpo e que bombeia este sangue é o coração.  
Assim, todas as vezes em que representamos o amor, um coração Vermelho é o que usamos para tanto. É a forma universal de expressar o quanto amamos algo ou alguém.
E neste post cheio de intensidade, paixão e festividade que só o Vermelho insere, deixo para terminar, meu coração mais que Vermelho para todos meus amigos que me visitam diariamente.







Blogagem Coletiva promovida pela Glorinha em seu delicioso blog "Café com Bolo".

27 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Boa noite Beth!
A energia do vermelho transborda aqui neste post lindo!!!!
Absolutamente vibrante!!! Amei.
Aprendi algumas coisas e revi outras muito bonitas.
Parabéns. Encantou meus sentidos!!!
Beijo grande
Astrid Annabelle

Lúcia Soares disse...

Oi, Beth. 1 h da manhã e eu acordada! Insônia total.
Também já publiquei meu post.
Tão "pobrinho", junto do seu!
Foi muito lindo, completo, uma explosaõ da cor mais apaixontante que existe.
Parabéns!
Bj e boa semana.
(Hoje é aniversário do Rei Roberto e ele enterra a mãe. Triste, não?)

Somnia Carvalho disse...

Obrigada pelo seu coracaozao do tamanho do mundo em vermleho Lillasona!

Manuela Freitas disse...

Querida Beth,
Um post tendo como inspiração o vermelho, muito ecléctico, muito vibrante e cheio de informação.O teu post põe o coração a bater!...
Bjs,
Manú

Tida Vieira disse...

Que lindo! Um banho de energia assim numa manhã de segunda-feira é tudo!
Belo!

Barbie Girl disse...

Beth

Estou encantada com seu post, como você mesma disse não há que não goste do vermelho.

Amei o modo como expressou o vermelho em muitos modos.

beijos grandes!

marliborges disse...

Que blogagem energética e linda! O vermelho é sim, a cor dos deuses! Parabéns pelo post, vermelhaço!!!
Beijo grande.

Glorinha L de Lion disse...

Beth,maravilhoso seu post!
Consegui! Estou no lap do Bil..hehe...vamos ver se consigo escrever pra todo mundo...vou tentar...vc caprichou na pesquisa...informativo,cultural e visualmente lindo! Parbéns amiga, estou encantada! beijos vermelhos da amizade de irmã pra vc!

Lu Souza disse...

Está pura sedução seu post Beth! Bacana saber a origem do "batom" rsrs. Eu nao vivo sem, mas como te disse, minha cor é rosa. Vermelho chama muito atenção e talvez por ser uma pessoa tímida, nao curto muito. Exceção para sapatos e alguns tons de bolsas.
Você falou da cultura oriental e eu também sempre associo o vermelho a beleza das roupas e danças. daquelas luminárias exóticas, enfim.
Tá lindo demais seu post. E leve!!!
Beijooooos

Mila Viegas disse...

Quantas informações interessantes! Adorei seu post "avermelhado".

beijosss

Teresinha Ferreira disse...

Oi Beth,
Adorei seu post. Muito informativo e de bom gosto.
Adoro vermelho...Energia...
Fique bem.
Bjs mil

Tati Pastorello disse...

Oi, vim pela blogagem da Glorinha e adorei o blog. Voltarei mais vezes. Adorei as informações históricas, muito bom mesmo. Esta BC da Glorinha está aumentando nossa cultura! hehehe
Beijos,

manuel marques disse...

Sem dúvidas ,um post deveras interessante.
Parabéns.

Beijo.

Vivi disse...

Uau!!!!!!!!!!!!!!!!
Belo post!!!!!
Adorei!!!
bjs

Françoise disse...

Mulher,
O slide ficou show!!! O post perfeito!!!Que lindas fotos e céu hein! Vc passa serenidade quando escreve. Continuo aprendendo...
Bjos e boa semana
Fran

disse...

Olá Beth, cheguei aqui acompanhando a Teresinha(Dar asas à imaginação) e o blog da Lú, (Daqui e de lá). Parabéns pelo Blog, achei lindoooooo e necessário. Gostaria de voltar outras vezes com sua permissão. Bjosssss

Misturação - Ana Karla disse...

Vim ver tua blogagem vermelha.
Adorei as nuvens avermelhadas, ainda mais vista do lar.
Vibrou!!!
Xeros

efeitoseconceitos disse...

Um show de cultura nesse seu post vermelho, amiga.
Tem toda razão quando diz que dificilmente encontramos alguém que não gosta dessa cor, mesmo não tendo a ousadia(será muito forte ese termo?)suficiente para usá-la.
Bjos
Yoyo

Rozani disse...

Oi Beth!
Como ficou lindo seu post!
Quanta informação boa e bacana.
Adorei saber de tudo!
Bjs,Rozani

Mari disse...

Eu acho uma cor linda. Gosto do vermelho e uso com cuidado, pq é uma cor forte e vibrante.
Bjs

Chica disse...

A beleza do VERMELHO e sua força, te inspirou bem.Lindo!beijos,tudo de bom,chica

Fátima disse...

Beth não sabia nada sobre a literatura do baton, adorei.
O vermelho insinuado nas nuvens ficou lindo.
Parabéns.
Beijo.

Silvia Masc disse...

As meninas "coloridas" estão arrasando, estão lindos os posts coloridos.

beijinho

(Obrigada pela ref. ao Longevidade)

Luma Rosa disse...

Por incrível que pareça, alguns povos associam o vermelho à pureza e era assim antigamente quando as noivas se casavam de vermelho, até que veio a igreja católica e instituiu o branco como padrão pureza e inventou a figura vermelha do capeta. Um personagem para os tementes a Deus, não se esquivarem das orações. Beijus,

angela disse...

Beth, tudo lindo, mas amo esta imagem das nuvens avermelhadas. divino. bjs

Rosamaria disse...

Amei este post, Beth! Amo vermelho e usei muito. Agora tenho mais cuidado e só uso em acessórios ou estampados.
Bjim, cosquirídia.

ML disse...

O vermelho é mesmo muito lindo, este post deixou a sua página um arrazo! interessante é que eu estava na serra e lá não acesso a internet. Hoje vim conferir seu blog e olha a coincidência: sonhei com um óculos vermelho, tão lindo, um mimo que - no sonho - eu ia comprar pra minha mãe, mas era muito caro e eu fiquei chateada por não poder comprá-lo.
E olha que ela nem gosta de vermelho! Sonho é muito louco, né?

bjnhs