.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 1 de março de 2010

Mulheres em perigo


(Matéria do Site BBC-Brasil-26 de fevereiro de 2010)

Estudo diz que sexo na mídia estimula violência contra mulher

Adolescente teme agressão de seu parceiro (JIM VARNEY / SCIENCE PHOTO LIBRARY)
Violência contra a mulher refletiria sua imagem de objeto

Um estudo divulgado nesta sexta-feira afirma que a exposição de crianças e adolescentes a conteúdo sexual na mídia vem reforçando a ideia da mulher como objeto de desejo e alvo de violência doméstica.
O relatório Sexualização dos Jovens, da psicóloga Linda Papadopoulos, encomendado pelo Ministério do Interior britânico, diz que os jovens estão cada vez mais expostos a conteúdo relacionado à sexualidade por meio de revistas, televisão, internet e aparelhos de celular, sem que os pais consigam controlar isso.
Segundo ela, esse conteúdo está “legitimando a ideia de que as mulheres existem para serem usadas e de que os homens existem para usá-las”.
Nesse contexto, a pesquisadora entende que a posição da mulher como alvo de violência doméstica acaba virando comum e até aceitável.
Da sexualidade à violência
O estudo diz que as crianças estão sendo cada vez mais retratadas como adultos, enquanto adultos são infantilizados, o que confunde as noções de maturidade e imaturidade sexual.
Além disso, tanto mulheres quanto homens são levados pela mídia a buscar um ideal de aparência física "fora da realidade”, o que resulta em “insatisfação com o próprio corpo, um reconhecido fator de risco para a autoestima, para depressão e distúrbios alimentares”.
Os pais precisam dar um passo adiante e tomar o controle. Eles precisam impor limites saudáveis.
Sue Berelowitz, vice-comissária da criança na Inglaterra
“Um tema dominante em revistas parece ser a necessidade das garotas de se apresentarem como sexualmente desejáveis para atrair a atenção masculina”, diz o estudo.
Seguindo esse mesmo raciocínio de subserviência feminina, a violência contra as mulheres acaba sendo banalizada.
O relatório aponta que, desde 2004, a exibição na TV de cenas de violência contra a mulher cresceu 120%, enquanto as de agressão contra adolescentes aumentou 400% no período. Além disso, no cinema, 75% dos personagens e 83% dos narradores são homens.
Papel dos pais e da escola
Papadopoulos entende que essa lógica explica os resultados de uma pesquisa do Ministério do Interior britânico divulgada neste mês.
A análise revelou que 36% dos britânicos acreditam que, em caso de estupro, a mulher deve ser parcialmente responsabilizada se estiver bêbada, e 26% pensam assim no caso de a vítima estar usando roupas sensuais.
A psicóloga cita ainda o dado de que uma em cada três garotas britânicas entre 13 e 17 anos já teve de fazer sexo contra a sua vontade, enquanto 25% delas já sofreram algum tipo de violência física.
Para reverter esse quadro, o relatório defende que os pais acompanhem mais de perto como seus filhos usam a internet e seus celulares e que o Estado tome medidas para coibir a banalização da sexualidade.
A pesquisadora também recomenda que as escolas tragam essa discussão sobre a igualdade de gênero para as salas de aula.


Enquanto isso, o BBB rola na tela quente.






17 comentários:

Flávia Fayet disse...

Interessante esta matéria Beth! E qto ao BBB, as cenas estão cada vez mais calientes, né? Eles querem aparecer, ter seus minutos d fama e aqui tem mta gente afim d ver isso... Não sou mto afccionada, mas vejo seguido pela Globo. Sinto até uma certa vergonha alheia! Beijosss

Luciana Klopper disse...

Eu tenho vergonha de ver tv com minha filha!

Glorinha L de Lion disse...

Beth querida, se até na Inglaterra, país de primeiro mundo isso acontece, o que não dizer daqui deste lado debaixo do Equador????
Esse bbb eu não vejo de jeito nenhum, não sei nem quem são as pessoas...tem tanta coisa inteligente na Tv para se ver em vez disso...as baixarias e exposição pública das pessoas nesse tipo de programa, nada mais são do que a bisbilhotice humana prevalecendo sobre os outros sentidos. Atualmente quero é me enriquecer culturalmente...
Nos tempos de hoje, de sexo exposto na midia tão deslavadamente ajudam a mostrar a mulher como artigo, não de luxo, mas de consumo, sendo coisificada e usada com seu consentimento.Isso é assunto que dava pra escrever uma bíblia.
Beijos

Silvana Nunes .'. disse...

Muito interessante. Eu e nem ninguém aqui em casa perdemos o nosso tempo vendo essa bobagem que é o BBB, onde as coisas são todas manipuladas, de acordo com a vontade daquele ridículo daquele Boninho que se diverte na cobertura em Copa jogando ovos nas cabeças dos passantes.
Imagino que possa ter sim um fundo de verdade essa matéria.
Beijo grande.

Luciana Håland disse...

Amanhã passo de novo pra ler tudinho, agora tô correndo pra cama. Mas tinha visto essa matéria, quero ver o restante do post. Menina, e é porque você viu só as fotos do BBB, presumo eu, imagine se escuta os papos... Nível baixíssimo.

Adorei a música, vou ver quem foi a presenteada.

Beijo

Flávia Fayet disse...

Viu q lindinho meu "cariúcho"? KKK Presente de uma querida amiga carioca q veio nos ver inicio do ano ! Beijos

Flávia Fayet disse...

Ah, to adorando vir aqui e escutar Vilarejo! é mtoooo linda! Tens ótimo gosto musical Beth!

Heloísa disse...

Beth,
Quando a gente pensava que, depois de tanta luta, a mulher havia sido valorizada e reconhecida em toda sua dignidade humana, parece que os meios de comunicação trouxeram e fortaleceram a ideia da mulher-objeto.
É uma pena e uma preocupação enorme com nossas meninas.
Beijos.

Heloísa disse...

Beth,
Quando a gente pensava que, depois de tanta luta, a mulher havia sido valorizada e reconhecida em toda sua dignidade humana, parece que os meios de comunicação trouxeram e fortaleceram a ideia da mulher-objeto.
É uma pena e uma preocupação enorme com nossas meninas.
Beijos.

Luma Rosa disse...

A Banalização do sexo, as meninas desde cedo se enfeitando como adultas... tanta coisa vulgar no mundo! E por isso a falta de respeito com a mulher! Mas ó, vejo muito homem sem respeito também! Daí, já viu! O povo achando tudo normal...

ML disse...

Panis et circenses, embotam o cérebro e a alma.
Mas há quem "goste".
Que estes vexames continuem a ser veiculados - espero tão somente que a audiência seja cada vez menor.

bjnhs

Ana Paula Soldi disse...

Pois é Beth o mundo está virado,a televisao aqui em casa é super controlada porque aqui no Uruguay se vê muitos programas Argentinos e lá a tv também está assim,a gente chama de tv basura que seria tv lixo.
Uma pena... e imagino que isso será ainda pior.

um beijo

*~* Coisas da Bruxinha *~* disse...

Oi querida Beth , adorei que vc gostou do post sobre Santos Dumont. Vou fazer mais alguns sobre a cidade, tirei foto dos casarões que eu amo , são lindos e não canso de admirá-los quando vou lá. Em alguns lugares não consegui ir como o quitandinha, mas tenho fotos antigas e vou ver se consigo scanear . Meu marido vai me ajudar com detalhes da parte historica. Aguarde hehehhe. Adorei teu relato apaixonado da cidade.
Realmente a cidade é apaixonante.
Qaunto ao BBB, a coisa tá cada dia mais obscena e temo pelo futuro de nossos filhos e netos , que valores terão ??
Enfim, uma pouca vergonha mesmo.
Um beijo grande !

Silvia Masc disse...

Beth,
Endosso tudo que foi dito aqui, acrescento porém que a TV aberta por exemplo é uma empresa que vive de quem lhes dá audiência, para valorizar a venda de patrocínio, se a grade de programação é de baixo nível, eles sabem disso, porque gastam fortunas em pesquisas para saber o que o povo quer, e fazê-lo, como o povão quer. Se você observar, as TV´s educativas, vivem falidas, não só aqui, como no mundo inteiro.
Qunado recentemente Willian Bonner declarou que somos um povo Homer Simpson, alguns se escandalizaram, é fato que ele não foi uito gentil, já que diáriamente é assistido por 60 milhões de pessoas, mas se você observar o BBB tendo 90 milhões de votos em uma única noite, eu diria que, o povo é mesmo Homer Simpson, pois as vésperas dessas votações, é quando se mostras cenas mais picantes nesse programa, que as vezes é de uma vulgaridade extrema e show de mediocridade de quem está confinado por lá.
A globo conta com mães, como já presenciei no cabelereiro, dizendo que a filha de 10 anos estava com sono, pq. assiste BBB.
Na internet existem filtros que podem ser colocados em computadores que as crianças usam, e acredite até o Google é um perigo, eu por exemplo, procurando a definição e imagem de um tempero, caí em uma página de pornografia de fazer corar prostituta.

O que nos resta de consolo e a possibilidade de desligar, mudar de canal ou ler um bom livro.

Beijinho

Lucia Cintra disse...

Televisao brasileira sempre foi sobre sexo, acho tao desnecessario! Nao sei pra que essa exibicao toda e falo do carnaval tb, nudismo pra que? Acho ate meio ridiculo, mas... sera que essas pessoas se arrependem um dia? bjos

Paty disse...

Ai, querida Beth...
Sabe que sempre venho aqui antes de escrever meus posts? Sempre tem um assunto novo, algo que me inspire, mesmo que não tenha nada a ver com o que vou escrever. Me sinto em casa... Parece que estou sentada conversando com vc do meu lado... ;)
Mas sobre a pesquisa...
Eu acho (e já disse antes) que o mundo está rápido demais quando se trata de sexualização e afins. Não sou hipócrita, tenho 31 anos, sei que a coisas mudam e percebi várias mudanças significativas entre a minha adolescência e a atual. Assisto o BBB pela Globo Internacional, mas a impressão que tenho é que as pessoas são atores pensando em como aparecer mais para chamar a atenção de revistas como a Playboy e conseguir a chance de posar nu. É uma apelação tão grande e sem sentido... As pessoas são lindas, mas precisa ficar tirando roupa e fazendo oba-oba na frente das câmeras??? Bjs.

Lu Souza Brito disse...

Beth...

A apelação e a vulgarização está cada dia maior. Mas uma coisa é fato: as pessoas estão aceitando esta situação e não apenas adolescentes - adultos também.
Exemplo disso: O Orkut! Veja os tipos de fotos que a maioria das pessoas colocam no orkut. E nao me refiro a foto na praia, coisa assim, não, isso para mim é comum.
São as poses, insinuando sensualidade, caras e bocas, dedinho na boca. Ações que antes você so via em capas de revistas de entretenimento masculino, enfim..
Muito da violencia ás mulheres está relacionada ao fato de que as mesmas NAO ESTAO SE VALORIZANDO. Isso gera uma imagem de que "nao vale nada, nao merece respeito". Claro que acho errado, mas acho também que a postura de muitas mulheres e muitas mães que educam os filhos precisa mudar...urgentemente se nao quiser que a coisa fique pior.