.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Busco a resposta



(Imagem Terra)



Desde anteontem meus olhos e pensamentos estão a todo momento voltados para esta imensa dor e esta imagem fixou-se em meu cérebro.  Não tenho palavras para tudo o que venho assistindo e nenhuma vontade em me expressar através das palavras, coisa que sempre gostei.  Estou, neste momento, perplexa com tanta dor e sofrimento do povo do Haiti e até agora só uma pergunta me martela -  Porquê meu Deus!




15 comentários:

RaH disse...

Também me pergunto..
E agradeço a Deus pela vida que tenho..E até pelas dificuldades que enfrento, que não são nada comparadas ao que este povo enfrenta todos os dias além desta tragédia que estamos assistindo.

Passei por aqui e gostei do blog. Vou seguir.
Acabei de postar algumas palavras sobre a tragédia, dá uma passadinha lá..

BeijO

Camila Hareide disse...

Beth, se até você perde as esperanças, eu jogo a toalha de vez... Independentemente da fé e dos questionamentos que obviamente se colocam nessas horas, o lado Poliana me faz entender que talvez seja na recuperação da tragédia que o Haiti se refaça - assim como a Europa pós-Plano Marshall. Num mundo onde nós, os maiores predadores, estamos no topo da cadeia e não temos predadores, a natureza entra em cena pra remediar a pior situação que um povo pode enfrentar. É terrível que tantas mortes tenham ocorrido. Mas se o mundo se mobilizar de verdade na recuperação desse país, talvez ele consiga se reinventar. Prefiro pensar assim.

Só não entendo porque isso revolta mais a humanidade do que as tsunamis em Samoa ou as terríveis enchentes no Brasil no final do ano. E como as pessoas não ajudam seus próprios conterrâneos...

O ano começou mal, mas não podemos perder a fé na própria humanidade. Algo de bom, alguma hora, tem que acontecer...

beijo

aminhapele disse...

Não há palavras.

Renata disse...

Ola web-mae querida,
eu tb penso igual...
sempre que escuto alguma noticia vindo de lah, me arrepio e meus olhos se enchem de agua...
queria ir pra lah pra ajudar...
beijos!

Bia Mendonça disse...

Oh Beth, é uma pergunta sem resposta, acredito eu. Tanta coisa ruim acontece a pessoas boas todos os dias que se a gente ficar procurando entender só vai ficar louca.
Dessas imagens do Haiti, a que mais me chocou, foi uma que vi no jornal suiço aqui, um pai segurando um bebê com bastante sangue. =/
Só de olhar o jornal as lágrimas já escorriam pelo rosto.

bjo

Lúcia Soares disse...

Não há respostas para tantos "porquês" que andamos fazendo. Foi um "fenômeno da natureza". Acontece. O que não podemos é perder a sensiblidade.
D.Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo, irmão da Zilda Arns, que morreu lá, disse, simplesmente:"Acabo de ouvir emocionado a notícia de que minha caríssima irmã Zilda Arns Neumann sofreu com o bom povo do Haiti o efeito trágico do terremoto. Que nosso Deus, em Sua missericórdia acolha no céu aqueles que na terra lutaram pelas crianças e os desamparados.Não é hora de perder a esperança".
Também acho. Bj

Georgia disse...

Beth querida, dói sim. Se dói em nós que somos somente a platéia que os assiste, dói muito mais naqueles que sao os personagens viventes e sobreviventes dessa catástrofe. Nao meto Deus nessa história. Pois, se vivemos, morreremos com certeza. A natureza sempre foi assim desde que tudo isso existe. Nao sei que catastrofes acontecem em outros planetas. Mas certamente elas tb existem.
Eu prefiro o esforco de prevencao mesmo que lenta, do que uma dor dessa. Haiti é apenas a vitima mais recente.
Li num comentário que outras catastrofes virao, seja para as Indias, as Chinas, as Áfricas ou para as nossas Americas mais centrais. E voltaremos a ver manifestacoes de solidariedade.
Eu preferia ver esforcos preventivos mesmo que me pequena escala do que essa correria atrasada.

Um beijao


Um beijao

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Mamys, tbem estou sem palavras.

Que Deus cuide bem de todos por la.

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Heloísa disse...

Beth,
Eu também fiquei sufocada, e quase sem palavras.
Acho difícil encontrar respostas. Num primeiro momento sequer entendi as palavras de D.Paulo a respeito da morte de sua irmã, ocorrida com "ela fazendo aquilo que gostava" (algo mais ou menos assim).
O importante, como disse a Lúcia, é que não se perca a sensibilidade.
O importante é que a tragédia sensibilize aqueles que podem colaborar efetivamente para o nascimento de um novo Haiti. E que a ajuda não se limite unicamente ao tempo em que as notícias ainda estão na mídia.
Beijo.

Luciana Klopper disse...

também amiga, também!

Luciana Håland disse...

Também me pergunto e faco das palavras de Camila as minhas. Depois volto para ler mais. Estou evitando ver as imagens, ontem passou na tv daqui, mas saí da sala, é muito dolorido, não só o que acontece no Haiti, mas também no Brasil, e pior saber que ainda tem gente que tenta levar vantagem em cima disso.
Beijo

Dani dutch disse...

OI web-mãe eu também fiquei super chocada com as poucas cenas que vi, não assisti muito, senão as cenas ficam na minha mente... e também faço perguntas porque será, que essas coisas acontecem ... bjuss

Fernanda disse...

Chocante, e dificil, mto dificil achar uma explicacao pra tanto desafortuno.

Daniela Pedrinha disse...

Eu só consigo pensar que isso é uma resposta da natureza para tanta maldade que acontece nesse mundo...

Uma forma de nos fazer olhar para o outro, para o próximo, para aqueles que precisam de ajuda. Aqui no Brasil, lá no Haiti ou em qualquer outro lugar onde aconteça algo assim.

Wilma disse...

"Porquê meu Deus"...ainda não sou ateia, creio que há alguma inteligência superior a controlar esse universo, mas nessas horas chego a pensar que se Deus, esse que falam as religiões existisse, a vida humana mereceria mais dignidade, acabo por pensar que quem controla tudo é o money, e se assim for, continuará tudo como está e a piorar. Só vejo a mão de Deus quando nos tira a vida...é para todos, quando nos dá a vida fica a desejar para muitos... entendo não!!!