.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Vício = Flagelo

(Imagem daqui)


Lindo campo de flores delicadas, não!
São papoulas, as belas flores das quais se extrai ópio e que servem para o fabrico de heroína, num campo em Kandahar no Sul do Afeganistão.
Você sabia que 93% do ópio que o mundo consome financia a expansão do terrível Taliban? Leia mais sobre este assunto aqui.


Sempre achei Droga uma droga e não consigo entender porque e para quê o ser humano usa e se deixa levar por ela.
O vídeo é em alemão, com jeitão bem humorado, mas dá pra ver o ridículo e absurdo comportamento a que ficam expostas tais criaturas. Já viram alguém numa situação dessas por aí?

10 Drogas diferentes e o que causam no ser humano




13 comentários:

Dona Flor disse...

Estou passando pra agradecer sua visita aos meus blogs! Sou sim bem humorada, embora meu bom humor tenha me abandonado por conta de uma depressão, que foi curada com a ajuda do blog e de vitaminas/tratamento hormonal/fototerapia. Estou quase no meu estado natural, totalmente feliz da vida.
Vou passar por aqui sempre, já adicionei seu blog nos meus favoritos. Beijos!

Lúcia Soares disse...

Oi, Beth. Meus dias estão preenchidíssimos. Uma festa só! Rsrsrs
Sobre drogas, li um livro sensacional, que vou comentar quando tiver tempo. É um mundo todo diferente, o do drogado e o de quem vive com eles. Uma loucura. Deus nos livre e guarde!

Eduardo disse...

Beth, mais um tema polemico: vicio e drogas; o que fazer?
Nao vejo solucao facil para o trafico de drogas porque ele envolve tanto dinheiro que praticamente todas as pessoas podem ser corrompidas. Nem a Arabia Saudita que decapita portadores de qualquer quantidade de drogas, incluindo bebidas acoolicas, consegue dar jeito. Nos USA a lei seca do seculo passado so fez aumentar o crime organizado e nao reduziu o consumo de bebidas.
A solucao esta no usuario. Somente uma educacao preventiva e dedicada, com dialogo e sempre buscando a confianca do jovem pode evitar que eles acabem sendo levados para o vicio, e quando isso ocorre eh mais importante ainda o apoio dos pais e educadores para ajuda-lo a sair dele. O risco esta em todos os lados e muitos jovens acabam caindo nele. Dito isso agora vem a parte mais dificil; a razao de se cair num vicio tem muitas vezes suas raizes em desagregacao familiar e social, personalidade em formacao do jovem (quando entra no vicio para “ser aceito”) e problemas sociais, entre outras coisas. Justamente aqueles que podem ajudar a impedir muitas vezes ou nao tem estrutura ou sao ate a causa do problema. Pensem porque um jovem comeca a fumar, beber ate ficar tonto ou provar cocaina. Ele pensa que nao vai se viciar ate que se vicia sem saber e nao consegue mais sair nem falar sobre o problema com os seus pais. O trabalho eh grande e deve comecar em casa e continuar na escola, associacao de estudantes, etc.
Em tempo: sou a favor de tolerancia zero para traficantes com punicao a mais severa possivel, incluindo pena de morte. Por outro lado, o que fazer com os fabricantes de cigarros? E com as bebidas quando a grande maioria bebe com moderacao e por gosto sem se embebedar e se viciar enquanto que outros se transformam em alcoolatras?

Eduardo

Isabella disse...

Tb não entendo, Beth! Nem mesmo cigarro e álcool.

Acho muito triste a situação no Afeganistão. Li no jornal que tem pais q vendem as filhas pra sustentar o vício...

Se vc não viu The basketball diaries, veja. Não é um filme nove mas me impressionou muito. 13 tb.

bjs querida,

Rosamaria disse...

Oi,Beth, demorei, mas cheguei.

O Eduardo disse tudo o que penso, acho que tem a ver com a criação e as más companhias. Tenho uma amiga que luta com o problema e acho que não tem solução.
Bjim.

ML disse...

Me lembrei de "A Bela e a Fera".
Linda flor que na mão dos bárbaros humanos transforma-se em "arma".
Vergonhoso.

bjnhs

Georgia disse...

Oba essa foi pra mim, pude entender tudo ahahahhaah!

Quer traducao???

Infelizmente Beth esse é um vicio com raizes para muitas familias.

Que Deus nos ajude...

Um beijao e tô super agitada, início das aulas, uma loucura, escola nova e 8 novos professores do Daniel...

Beijos

Dani dutch disse...

Oi Beth, tudo bem?
Aqui na Holanda a maconha é liberada, e tenho o mesmo pensamento que você, por quê e para que o ser humano precisa de droga pra viver, e as coisas assim tão "fáceis" fico até pensando nos meus futuros filhos, por mais que haja dialogo..espero que fiquem longe disso.
O alcool também é uma coisa que repudio, cresci a minha vida toda vendo meu pai beber todos os dias, e são lembranças que já deletei da minha mente.
Bjusss

Heloísa disse...

Beth,
É muito triste o envolvimento com drogas. Destrói o viciado e a família.
Beijo.

Mila Viegas disse...

Gente, o ator foi muito bom nas interpretações. Particularmente nunca presenciei todas essas manifestações, tirando o alcool e maconha que já vi.
Terrível mesmo!
beijocas

Beth/Lilás disse...

Oi, minha gente!

Obrigada pela participação mais uma vez.

Todos somos unânimes em rejeitar as Drogas, até mesmo a mais comum e que destrói milhares de almas e famílias como é o caso da bebida.

As drogas plantadas como esta, infelizmente ou felizmente, teem também seu lado positivo na ajuda contra doenças terríveis e dolorosas como o câncer. A Austrália responde por cerca de 50% do cultivo legal de ópio do mundo usado para produzir morfina e outros analgésicos. e até para fins cosméticos.

Mas,a produção do ópio no Afeganistão está fora de controle e, além de destruir aquele povo que além de plantar, também se droga, mantém este grupo medonho que é o Taliban e manda para todo o mundo ocidental até mesmo para os países ditos como os de Primeiro Mundo. Aqui, no Brasil, o número ainda é pequeno, talvez seja uma droga cara e complicada para entrar, mas o que vemos por aqui é o uso de drogas fáceis dos traficantes comercializarem como a maconha e drogas sintéticas que tem feito estragos em nossa juventude.

Por isso, sou a favor, como o Eduardo, que haja uma punição severa para traficantes, se possível que os levem para uma prisão em algum lugar bem inóspito, no meio do nada, que fossem trancafiados e esquecidos lá com suas drogas até morrerem. Tolerância zero para traficantes é o que eu acho que devia ser.

abraço para todos
--------------------------------------------------------------

Silvia Masc disse...

Droga é mesmo uma droga, eu diria que enquanto não viermos ao mundo com uma "bula" aonde seriam descritos os efeitos colaterais sobre o uso de certas susbstâncias, é melhor não arriscar. Abomino os traficantes, e sinto um dó imenso dos usuários e de suas famílias, já que a família inteira, adoece.
Eu diria qua aos traficantes, nenhum perdão ou clemência às família a orientação, e amparo emocional. Aos filhos, PREVENÇÃO, com muita informação, de que droga existe, as consequências,um papo aberto e sem preconceito e sobretudo, carinho, carinho, carinho... observem que a MAIORIA das pessoas , mesmo que neguem, não vão buscar drogas, sem antes apresentar problemas emocionais severos... e os jovens bem amparados emocionalmente quando vão por curiosidade, o que é comum, vão apenas pela curiosidade, param por aí.
Ouvi do meu filho um dia, quando fiz críticas as más companhias de um amigo hoje ex-amigo dele - Mãe, ninguém apontou uma arma para minha cabeça quando me ofereçaram maconha, quem aceita, aceita porque quer, achei interessante isso, logo o alerta é claro, temos que prepará-los, para dizerem NÃO.
As famílias nessa hora, estão fragilizadas, e acham mais fácil culpar o amigo, mas... temos que refletir sobre isso. Por outro lado, na minha opinião, constatando o fato, é importante sim, tentar isolar dos "amigos" usuários, já que em drogas mais "leves", eles são muito solidários. Observe tambem Beth que hoje é muito comum, ser prescrito por médicos, drogas "lícitas" às crianças que apresentem o menor sintoma de desvio de comportamento, as vezes , simplesmente porque elas são hiperativas, ou apenas descritas por pais e professores como tal, já que não vejo nos consultórios, muita disposição em fazer um diagnóstico preciso. pesquise sobre isso, é um tema interessante e ao meu ver preocupante. Já que o Brasil está campeão em medicação desse tipo.

beijo

Lucia Cintra disse...

Vou ver o video qdo chegar em casa, mas olha, tb nunca entendi drogas. Podem me chamar de careta, mas nem nunca sequer experimentei um cigarro na vida ou fiquei bebada, mt menos fazer essa M de usar drogas. Nao entendo mesmo e nao tenho compaixao pela pessoa que faz ou eh viciada. Escolheram fazer isso nao foi?

Bjos