.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 16 de agosto de 2009

Prefiro o Dr. Mouse, mesmo ranzinza.

(clique no site acima para ver a notícia)



Quem não leu, pelo menos alguma vez na vida, história em quadrinhos?
Era bom demais na minha infância e adolescência! Tinha o famoso Luluzinha e Bolinha, Turma do Mickey, Pato Donald, Pluto, Pateta, todos os personagens famosos da Disney que a gente conhecia através desses gibis maravilhosos, sem contar as aventuras do Zorro, Batman e Super Homem.
Ainda hoje eles fazem sucesso e as editoras tem acompanhado a evolução social, dando a seus personagens vidas semelhantes às que vivemos atualmente.
É o caso do Mickey, este simpático camundongo que nas edições de Agosto e Setembro, aqui no Brasil, será o Dr. Mouse,o médico mais ranzinza do mundo.

Bem, ele poderá ser até o mais ranzinza, mas se for dos bons, se não for charlatão e viver fazendo consultas a cada hora em um lugar diferente para não ficar manjado, até eu vou querer me consultar com ele. Foi assim que entrei pelo cano há um mês e só fiquei sabendo semana passada quando fui me consultar com minha médica ginecologista ortomolecular que me disse com todas as letras que eu fora enganada e que todo mundo na cidade sabe que aquele médico é um charlatão, menos eu. Também não posso adivinhar, já que moro há apenas 2 anos nesta cidade e aos poucos é que vamos conhecendo nomes e sobrenomes. O dito cujo foi me indicado no laboratório onde faço meus remédios manipulados, o qual descobri também ser de sociedade deste suposto 'médico'.

Por isso estava 'reclamenta', chateada com tudo que vejo rolar fácil e a vistas grossas neste país.
Mas, como tudo tem uma saída, vim pra Petrópolis, onde sempre me consultei com médicos confiáveis e da própria cidade que, como é pequena, facilmente são reconhecidos quem é quem.
Nas grandes cidades maus elementos se misturam e fazem este tipo de ação, manchando o nome desta classe tão admirada por todos. E outra coisa difícil nestes lugares é conseguir marcar uma consulta de emergência, nunca se consegue, sempre é para daqui há um mês e no meu caso tinha que ser imediatamente, pois estou com minhas taxas hormonais da tireóide praticamente zeradas.

Com a ajuda da minha amiga Fafá que cedeu-me sua vaga de consulta na sexta-feira, com uma médica endócrino que já conheço há tempos, pude consultar-me, fazer novos exames e sentir-me mais segura em relação ao problema que estou enfrentando. Por isso digo sempre que tenho prazer em retornar à Petrópolis, não só pela tranquilidade que a cidade traduz, como pelo atendimento em várias instâncias que ainda podemos usufruir por aqui.

E vamos lá conhecer este Dr. Mouse que deve ser no mínimo muito confiável, pelo menos para as crianças.

Mas, homenageio estes profissionais guerreiros e que teem a profissão exercida no fio da navalha como poderão ver aqui nesta reportagem da Revista Veja Rio deste mês.



9 comentários:

Lúcia Soares disse...

Oi, Beth. Dr. Mouse certamente é uma paródia ao Dr. House, tão magnificamente interpretado pelo lindão Hugh Laurie, né? Vou ler, sem dúvida!
Quanto à tireóide, se cuida mesmo. Tenho hipotireoidismo há mais de 20anos, descobri que minha tireoide tinha parado de funcionar pouco depois dos meus 30 anos. O uso do hormônio é plenamente seguro e supre direitinho a falta do que ela deixou de produzir, ou produz pouco. Mas se não cuidamos, temos uma série de mal-estares, inclusive inchaço, mau humor, dor nas pernas, depressão...É preciso se cuidar mesmo. E viu que meus conselho sobre o chá (post anterior) tem respaldo nesse post? É preciso nos apoiarmos em médicos confiáveis, e não nos levar por reportagens, que muitas vezes não têm embasamento científico nenhum.
Claro que todo mundo sabe que as respostas para a maioria dos males está mesmo na natureza, mas temos que tomar cuidado, de todo jeito.
Cuide-se. Bj

Lúcia Soares disse...

(Beth, desculpa! Comentei antes de ler o site e lá estava justamente que era uma sátira ao Dr. House. Até falei "paródia" e nem sei a diferença, vou me informar... Ai, ai, eu e minha mania de tentar esclarecer o óbvio...) Bj

Ana Paula Soldi disse...

Eu adoro revista em quadrinho, a gente chamava de gibi, nao sei se por ai também,que saudade dessa época.

beijocas

Blog do Óbvio disse...

Beth, valeu a palavra de confiança nos médico, ainda que de Petrópolis. Por culpa da própria classe, faz um tempinho que estão com a confiabilidade em baixa. Espero que os resultados dos exames sejam ótimos. Carinhoso beijo. Manoel.

Beth/Lilás disse...

Oi, Lúcia!
Pois é, amiga, me trato há anos da tiireóide com o hormônio adequado, mas agora, com a velhice (rss), as coisas pioraram e deram uma degringolada, mas já estou na reta para colocar os níveis direitinho.
Valeu, obrigada pelas dicas.
beijinhos
--------------------------------------------

Oi, Ana!
Sim, por aqui ainda tem dessas revistinhas e muitas crianças ainda as adoram.
beijocas
---------------------------------------------------

Oi, Manoel!
É verdade, tenho ouvido muita gente reclamar desses profissionais hoje em dia.
Mas, você viu a reportagem que direcionei lá embaixo?
Tem muitos que trabalham demais, fazem um trabalho sério e digno e sofrem horrores.
Obrigada pela força.
abração
-----------------------------------------------------

Georgia disse...

Beth, eu fui fa de Gibis, adorava e lia tudo.

Daniel já está nessa fase tb e lê muito.

Bjus

ML disse...

Nunca vi Dr. House, aliás tenho medo de médico até na TV :>)
Mas o Dr. Mouse vou fazer questão de conhecer - que fofo!
Boa opção vc ter se consultado em Petrô - lá, se não andar na linha todo o mundo fica sabendo.
bjnhs

Dani dutch disse...

OI Beth, tudo bem?
Na cidade onde eu morava em Americana,no Hospital Municipal da cidade já ouvi histórias em que chegava paciente e o médico não tinha o medicamento para ser usado.
E muitas vezes os médios diziam, assim não tem condições nem de entrar aqui dentro e ver as pessoas e não poder fazer nada.
E realmente em todas as profissões sempre tem os "espertinhos" que denigrem a própria imagem.
Os comentários estão meio atrasados, porque nessa minha ida ao Brasil, o tempinho livre que eu tinha tenho que estudar em dobro na segunda começa as aulas e preciso estar com as lições na ponta da lingua, senão meu professor não me muda de nível de holandês.
Bjussss

Laura disse...

hhaahaah
adoro os dois, o House e o Mouse!!!
Beijosss