.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Esquentando os tamborins

Engraçado, quando eu morava em Petrópolis, nunca ouvi sons de batucada, mesmo na época de carnaval! Tudo lá é pacato, tranquilo e vez ou outra ouve-se algum vizinho distante dando alguma festa ou ouvindo música em sua casa, mas nada que atrapalhe ou que tire o sono.
Acostumei-me ao silêncio e a este modo de vida. Você só ouve ou vê alguma coisa referente a este festejo se passar em frente ao tradicional clube de lá, o Petropolitano Club que faz matinês para a criançada e bailes carnavalescos nas noites do reinado de Momo.

Aqui, em Icaraí, você ouve batuques em treinamento para o carnaval desde o mês de outubro, todas as quartas ou quintas-feiras, começando às 20 horas e parando às 22 da noite em ponto. Ainda bem! Não chega a ser nada incomodativo, só quem tem ouvidos mais apurados como nós é que ouve estes batuques quando chega na varanda do apartamento. Neste final de semana, já é comum ver pelas ruas carros de som com alguém cantando um samba e puxando gente pela orla da praia. E quando você pensa que pode ir por tal caminho, encontra uma rua bloqueada pelos foliões e tem que dar uma volta danada pra chegar onde quer. Ontem mesmo, tinha centenas de rapazes e moças já 'esquentando os tamborins' e não deu para se passar na rua em frente ao Museu, tamanho engarrafamento! Mas, é carnaval, né!

Então, hoje, o batuque mostrou sua cara nas ruas aqui próximas de casa e eu corri para ver como era. Afinal, o carnaval e essas expressões populares são antigas, mas hoje em dia são muito diferentes da minha época de garota. Antigamente, todo mundo saía fantasiado e tinha cheiro de lança-perfume no ar, confetes e muita serpentina.

Fiz este pequeno vídeo da varanda de trás do apartamento que dava para vê-los passar numa total felicidade debaixo de um sol de meio dia e meia. Não sei como suportam o calor desta hora! Talvez pelas muitas latinhas de cerveja que a maioria carrega nas mãos e nas idéias! E lá vão eles batucando e cantando, lembrando a todos que a festa está só começando. Alguém aí reconhece este samba?





15 comentários:

aminhapele disse...

A "coisa" está bem animada...
Mas o barulho sobrepõe-se à música...
Por aqui a tradição carnavalesca não é muito forte.
Mas,até já temos "escolas de samba"...
Isto sim,é progresso!
Um abraço.

anny-linhaozzy disse...

Sabe, sou mineira. Aqui o carnaval é bem diferente. Não gosto de trio elétrico. Um som muito, muito alto. Que me incomoda.
Prefiro deste jeito aí que você mostrou. Mas não fico infeliz, por não poder ver nem curtir o acarnaval assim. Fico feliz só em ver que isto ainda existe.
Não sei cantar mais esta música. Mas lembrei sim, dela.
Bom carnaval!
Atémais!
Anny.

Ana Beatriz Serpa disse...

Explode Coração, na maior felicidade.
é lindo meu Salgueiro, contagiando ,sacudindo essa cidade.
Samba enredo do Salguerio, campeão de 1993

Beth/Lilás disse...

Oi, Rui!
Esta "coisa" aí é um arremedo de bloco de sujo como chamavam antigamente, mas não tem aquele charme ou fantasias de outrora.
Mas, como dizemos; dá pro gasto!
Hummmm, Portugal já tem escola de samba?
abs
..........................................................

Oi, Anny!
Seja bem vinda ao meu pedaço!
bjs
..................................................................

Ana Beatriz,
Acertou, menina!
É isso aí! O samba do Salgueiro que, aliás, era lindo!
abraço
.................................................................

Cristiane A. Fetter disse...

Beth, que saudades disso.
Eu nasci e cresci em um bairro que tinha desfile de escolas de samba (pelo menos elas achavam que eram, rs) e uma delas foi a base da Escola de Samba Grande Rio, isso mesmo sou de Duque de Caxias.
Minha mãe fazia um pareô (lembra?) e a gente ficava no portão de casa vendo os blocos, as escolas, o bloco das piranhas, ouvindo o baile no clube do bairro e nos dias de desfile das escolas grandes, a gente arrumava o centro do sala. Colocava um monte de colchas, travesseiros e durante o dia a gente fazia salgadinhos e tirava uma soneca para ter energia para ver o disfile todo.
Bons tempos.
bjks

Renata disse...

me de o endereco de petropolis pois vou me mudar pra lah...
adoro tudo calmo e pacato pra morar... qundo quero agitacao, vou pra cidade, pra onde tem barulho... mas pra dormir.... afffff, tem que ser silencio (do meu ventilador, claro) e escuuuuuro de ficar breu...
hahahaha
acha que eu to de graca, neh?? mas eh tudo verdade!
arrumei uns ear plugs (uma coisinha de por no ouvido pra tapar o barulho), nao sei como se chama em portugues... mas foram otimos lah em NY... soh esqueci de levar minha mascrinha de por sobre os olhos por causa da claridade, entao quando foi 4:44 da manha, acordei... entao enrolei meu cachecol na cabeca e dormi de novo...
kkkkkkkkkkk
beijos!

Renata Lopes Costa disse...

Ô coisa boa!! Festa linda do Brasil!!

Gostei de te ouvir cantando...heheheh, ou então alguém próximo à ti, isso?

Bjos!!

olhodopombo disse...

Oi Bete,
obrigada por sua visita.
adoro o seu estado, morei em Buzios quase 13 anos.sou fotojornalista, agora morando na Bahia, por razões mil.
Este ano vou começar a facul...dade de museologia aqui no reconcavo baiano na cidade de Cachoeira.
alem das fotos sou bordadeira desde a infancia(minha mãe era bordadeira, de bordados à mão)....

Lucia Cintra disse...

Nossa, que legal! Essa eh a Viradouro? Na epoca que morava ai nao tinha nada disso e a escola de Niteroi tinha acabado de nascer.

Sempre gostei das batucadas de samba, faz meu corpo querer dancar automaticamente, eh gostoso. A unica coisa que nao gosto do carnaval eh a muvuca e o comportamento de certas pessoas. Carnaval pra mim eh folia pra dancar e so (certas pessoas ficam meio loucas). Bjos

Beth/Lilás disse...

Lucinhaaaa,
Que Viradouro nada! Isso é um desses blocos de bairro que saem fazendo mais barulho do que outra coisa, mas como disse, dá pro gasto!

Luciana Håland disse...

Ai Carnaval, não curtia ir mas adorava acompanhar pela televisão os do Rio e de Salvador, vou ver se consigo ver esse ano nem que seja uns vídeos. Lá em Natal o carnaval não é muito expressivo.
Bom carnaval pra você e família, se sacuda muito aí por mim.
Beijos

Georgia disse...

Beth, esses batuques batem dentro do corpo da gente, nao?
E esquenta os pés prá sambar nao?

Beijao

Laura disse...

Eu so lembro q é carnaval pq os outros falam... tai uma coisa que nao me faz falta!!!
Beijos

mônica lidizzia disse...

Pois Petróopolis mudou: desci no sábado e a rua Mosela estava parada, com guarda ára controlar o trânsito por causa de um ... bloco.

A animação subiu a serra.

Eu, como não gosto nem um pouquinho de carnaval, aprecio, à distância, a alegria alheia.

bjnhs

BarbieGirl disse...

Nossa que animação...
Eu não sou muito fã de carnaval e quando eu era criança era bem melhor que hoje...
E em segundo lugar, não sabia q morava em Niterói... moramos perto!!
Que legal!

beijos