.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 30 de novembro de 2008

Editando Novembro



E novembro foi embora!

Teve até um ótimo começo, quando da vitória de Barack Obama e pela satisfação geral com uma vibração sentida em vários pontos do planeta.

Os americanos tentam reanimar o crédito para os consumidores e pequenas empres
as e anunciam um pacotão pró-consumo. Obama já reune, dentro do seu conceito, os melhores cérebros para fazer seu governo e enquanto isso a crise financeira já chegou à Europa com as demissões que assistimos nos noticiários, assim como já temos reflexos no Brasil. Muitas empresas já adotaram métodos mais ortodoxos nos gastos de viagens, algumas construtoras reduziram seus empreendimentos e a propaganda de final de ano tem se intensificado para que o povo gaste seu dinheirinho do décimo terceiro salário nas compras natalinas. E, para quem não sabe passar Natal e Ano Novo sem Bacalhau do Porto, saiba que pela minha pesquisa no Submarino, o quilo está por R 79,00. Acho mais viável o salmão e um bom vinho nacional, de preferência sulista.


Voltando ao mês que se vai, tivemos também a baixaria televisiva com a separação da Suzana e seu garoto de programa. Coisa já esperada numa relação dessas! Nas internacionais, a virada de hombridade que o marido de Madonna deu em cima da mídia fofoqueira, negando sua parte que lhe caberia no divórcio e que foi uma das melhores notícias do mundo fashion e de celebridades.


A vitória da Seleção Brasileira de 4X1 sobre Portugal não parece ter sacudido os corações brasileiros ainda, mas é bem melhor do que perder vergonhosamente como estava sendo nos últimos meses.

E a linda cidade
do Rio de Janeiro, abandonada pelo Poder Público, continua sua brincadeira perversa de caça aos gatos e ratos nas favelas, com reflexos e baixas sentidas em todo o povo carioca. Tem agora um tal de
Caveirão Voador que é um helicóptero fabricado nos Estados Unidos e usado na guerra do Vietnã e comprado por $ 8 milhões de reais. O futuro prefeito já escolheu alguns de seus secretários e um deles é nada mais nada menos do que a filha do antigo deputado Roberto Jefferson, aquele cassado, do escândalo do mensalão que entregou um monte de gente e a si mesmo, numa confissão indireta de seus roubos e ganhos. Como o país tem memória curta, a filha do mesmo continua na boquinha e no poder e será a secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida do governo Paes. Portanto, nada de novo no front!

Como diz Arnaldo Bloch em sua crônica de sábado agora: "... na malha da cidade todos estão mesmo perdidos, à deriva, atirados nos vãos de trens e de solidões, massacrados em vagões ou em ruelas, às favas nas favelas ou no chão, em nichos de reclusão, em baias diante de computadores, em prisões imundas, ou em salões luxuosos, dentro de si, esquecidos o senso de pertencer, castrados pelas pompas e pelas circunstâncias..."
Começo a constatar que a crise que atinge a todos, começa a fazer com que os intelectuais e formadores de opinião a se expressarem e não se omitirem mais, talvez por estarem sendo afetados também.

Foi preciso que a mídia estampasse em letras garrafais que o Presidente não tinha ainda se manifestado sobre a tragédia desabada em forma de inundação em Santa Catarina. Na quinta-feira mesmo, quando O Globo chamou atenção para o fato da figura do presidente ainda não ter ido aos locais afetados, já passados três dias das ocorrências, na mesma tarde ele já sobrevoava de helicóptero por Itajaí e arredores e de noite o Jornal Nacional falava das ajudas que o governo federal daria para aquele Estado.
Seus marqueteir
os de plantão acham que "não é bom para um político "colar" sua imagem a tragédias e que ele pode sempre ser alvo de cobrança indesejada das pessoas no local".
Ah, faça-me o favor! Esse pessoal de marketing tem vezes que só atrapalha!

E Santa Catarina a
inda geme debaixo de chuva, diante dos túmulos de seus entes amados, das casas perdidas, dos animais acuados e atolados na lama e do medo do que ainda pode estar por vir. A esperança verdadeira está na força de um povo que, com certeza, irá reconstruir suas vidas. E se você ainda não viu o que a força da natureza fez naquele estado,
clique aqui para ver fotos impressionantes e um blog com várias indicações para ajudar ao povo catarinense.

Novembro foi triste também do outro lado do mundo, na Tailândia com manifestações e feridos nas ruas de Bangcoc pedindo a renúncia de seu premier e, soube ainda há pouco, pelo blog da Rosana Hermann, que tem brasileiros retidos nos aeroportos de lá e sem amparo da embaixada, simplesmente ao "Deus dará!"

Enquanto isso, a miséria humana em forma de petro-dólares erigiu o maior hotel do mundo em luxo e ostentação em Dubai nos Emirados Árabes com uma festa estimada em 20 milhões de dólares e 2 mil celebridades. Seu investimento foi orçado em $ 1,5 bilhão de dólares.

Na Índia, Bombaim tão querida e massacrada com mais de 150 mortos num violento
ataque terrorista que deixa o mundo mais uma vez descrente diante da barbárie humana.

E termino com mais um trecho da crônica de A.Bloch onde ele diz: "... dia e noite, noite e dia, na excrescência que se fez cidade, a nossa, a vossa, a dos outros, aqui, nas orópias, nos states, nas chinas, nos alagados do Sul, nos hotéis de Bombaim, nas hordas que esperam Obama, e o campo lá, vazio, cada vez mais vazio, de amplos descampados à espera de gente, gente que não se fixa, gente que vai e volta e acaba ficando ali, aqui, onde tudo é multidão, ninguém é de ninguém, cada um é um, e o outro não existe."

Ah, mas hoje, 30 de novembro, o céu que vi daqui da minha varanda, depois de muitos dias nublados e chuva, fechava o dia e o mês com nuvens rosadas e uma linda lua que me fizeram encher o coração de boas expectativas !

Eu juro que esta noite farei uma oração das mais fortes por Dezembro que chega!



15 comentários:

aminhapele disse...

Belíssimo texto.
Por aqui,o Outono está muito rigoroso:muita neve,chuva,5 graus,etc.
Que Dezembro seja melhor.
Um abraço.

PAULA PEREIRA disse...

Olá amiga, parabéns por seu blog, pois é muito interessante.
Desejos de boa semana.

Paula

monica disse...

Bacana mesmo a decisão do Guy Ritchers - será que assim que se escreve o nome do moço?
Que esta aula de "elegance" seja copiada por muitas moçoilas cosadoiras por aí.
Já Cristiane Brasil coroa a prefeitura carioca como um balaio de (quem dera fossem gatos) encostões mesmo (na melhor aplicação da pseudo fraternidade: é dando que se recebe).
bjnhs, boa semana e que as 3 folhas do trevinho ajude.

Beth/Lilás disse...

Oi, Rui!
Se no outono já está assim, fico imaginando quando o inverno chegar aí prá vocês!!!
Muita força é o que desejo.
abs
.......................................................................

Paula,
Obrigada pela visita e já passei lá no seu cantinho também.
bjs
.......................................................................

Monica,
E a tal Jandira Feghali que também pegou uma boquinha, você viu?
Políticos nojentos esses!

O trevinho agora é que reparei que só tem 3 folhas, mas acho que é assim que dará mesmo muita sorte. Mudando para ver se conseguimos coisas melhores.
bjs

...........................................................................

Lucia Cintra Stevenson disse...

Que lindo texto, Beth, e otima restrospectiva - nao sabia de algumas coisas que vc escreveu aqui.

Estou meio sem inspiracao de escrever ultimamente... Vamos ver se passa. Bjinhos, Lu

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Eu viajei com seu texto.....muito bom mesmo......faz um assim todo mes, que tal?

"A retrospectiva da Beth".....kkkkk

Faltou uma coisinha:

O Massa campeao no Brasil.....hehehhehe

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Beth/Lilás disse...

Lucinha,

Duvido que vc não tenha inspiração, menina!
Você é cheia de novidades, como diz seu próprio Blog.
bjs
...............................................................................

Barbrinha,

Ah é, faltou a F1!
Sabe o que é? Não me ligo nem um pouquinho nas corridas, principalmente depois que o genio Airton Senna se foi.
bjs
......................................................................

Sonia H. disse...

Beth,

Lindo texto e a tua retrospectiva foi perfeita. Acho que de bom foi a vitória de Obama mesmo. Depois só vieram tragédias.
Você viu o novo secretário de esportes? O Chiquinho da Mangueira. A boquinha está virando bocão.
Lamentável.
Ai que saudades que eu tenho da aurora da minha vida, da minha infância querida que os anos não trazem mais...
Beijos e que dezembro nos tragam bons fluídos.

Cantinho da Hakathi disse...

Em nome de meu EStado, agradeço pelo apelo, pelo carinho e somos solidários com Campos também!
Tristezas, amarguras que não seriam necessárias !

O jeitinho brasileiro está mostrando que´consegue ate mesmo desenvolver uma logística justa e eficiente!!!

blogdoronaldo disse...

O detalhe é que geralmente dezembro não é um mês de boas notícias. Apesar do Natal, do clima festivo e familiar, sempre aparecem catástrofes, aumentam as mortes nas estradas e tem ainda a bandidagem que age com mais ousadia. Vamos torcer para que, este ano, seja diferente!

Lúcia Soares disse...

Ah, Beth, nem me fala! Nunca achei que mês tivesse peso na vida da gente (como muitos acham que Agosto tem), mas esse Novembro foi barra pra mim...
Mas já foi! Aleluia! Tamos aqui!

Lara disse...

Que respectiva novembro/2008. Você estar por dentro de todos os assuntos desse mês. Eu ví um céu igual a esse um dia desses.
beijo

Ana disse...

Que dezembro dê uma trégua, para gente respirar e entrar no novo ano com energias renovadas!

Belo post, Beth!!

Georgia disse...

Beth que retrospectiva fantástica a sua por aqui. Adorei o texto, embora muito me deixa triste a situacao no Sul do Brasil.

Grande beijo

Laura disse...

Minha mãe sempre diz que final de ano é epoca de muita coisa acontecer, infelizmnte muita coisa ruim....

Vamos pedir a Deus um dezembro mais tranquilo!

Beijosss