.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Ausência



Bem, meus queridos, ficarei fora do ar de hoje até domingo, pois vou dar um pulinho logo ali na Região dos Lagos. Quando voltar conto o que rolou por lá. Só adianto que vou fazer o mesmo que a moça de azul aí em cima.

Deixo este poeminha para lembrarem de mim:


Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão apegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim!


Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

Lucia Cintra Stevenson disse...

Minha mae era bailarina... essa foto me fez pensar nela. Voce danca tb? bjos

Renata disse...

Ahhhhhhhh
assim nao vale....
Eu volto e voce some????
kkkkk
Ateh a volta entao... Enjoy!!!!!!
Beijocas!!!

teresa disse...

Bom dia lilas
Boa viagem e dance muito
Beijinho
Teresa

Kenia Mello disse...

Bom passeio! Divirta-se e, na volta, conte o que fez por lá. ;)
Beijos.

Zé Ernesto - Gaia disse...

Cara Lilás

Quando voltar venha com o mesmo visual. Há uns tempos mudou muito.
Para melhor.
Um bem haja
GOOGLE
site:zuluechopaparomio.blogspot.com poetário
BLOG - Visitar e comentar basta clicar sobre a imagem de Jesus Orando

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Aproveite e traga novidadessssssss....

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha