.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 31 de agosto de 2008

Você sabia que Petrópolis tem também.......

(Petrópolis e seus encantos)


Enquanto do outro lado do mundo os povos ainda tem o calorzinho do verão com seus últimos raios solares, por aqui, principalmente na montanha, o frio resolveu se despedir de uma maneira mais honrosa, já que não deu as caras este ano, deixando o sol trabalhar muito nesta estação. Se bem que ninguém reclamou, pois um inverno assim, com temperaturas em torno de 25 graus é tudo de bo
m e como brasileiro gosta.

Petrópolis estava linda, ensolarada e com noites estreladas até sexta-feira, a partir da noite o tempo mudou drásticamente e um sopro gelado e chuvinha fina resolveram aportar por lá neste final de semana. O jeito foi esquentar com vinho e comida quente, então uma pizza margherita com bastante manjericão e borda de captupiry cairam muito bem. Teve até reprise no sábado à noite. Mas, não foi eu quem fiz esta delícia, não. Esta é lá do Luiggi, um tradicional restaurante de massas da cidade e que é sempre a nossa parada ao chegarmos nas sextas-feiras à noite.
Recomendo!

Mas, ainda não contei prá vocês que a cidade de Petrópolis é também um grande pólo de moda. Muitas malharias e confecções bonitas estão ali instaladas e gente de todo o lugar do Brasil aparece por lá para comprar e abastecer suas lojas. Várias marcas de confecções locais, já estão nos melhores shoppings do Rio ou de outros estados. São mais de 910 pontos de vendas numa rua com nome de mulher - Rua Teresa - e este importante pólo industrial gera 20.000 empregos aproximadamente e um faturamento mensal acima de $ 30 milhões, com mais de 100 milhões de peças vendidas em todo país.

Estive por lá estes dias e um evento interessante em torno da moda dava brilho a esta rua com desfiles variados, mostrando as novas coleções para a primavera-verão que já estão nas vitrines.
Preparem-se para os shorts, macacões e vestidos coloridos, num mix de cores e listras, florzinhas pequeninas, bordados nas palas e uma variedade de acessórios que vão desde as tiaras para a cabeça até bolsas e sapatos. Tudo muito lindo e com preços de dar água na boca. Enquanto no Shopping do Rio um vestido assim não sai por menos de $150 reais, lá na rua Teresa você compra pela metade ou um pouco menos até. Vale a pena subir a serra, mesmo com a neblina que toma conta da cidade lá pelas 16 horas e o povo pensa que está em Londres, pois muitas vezes não dá prá enxergar o outro lado d
a rua. Depois das compras, dê uma paradinha no Mores e coma um delicioso pastel de natas, especialidade portuguesa que só tem lá, ou, se preferir, vá até à Casa D'Angelo e peça uma torrada Petrópolis no pão de mesmo nome que é uma delícia com geléia por cima e chocolate quente. E não esqueça de levar sempre um casaquinho ou ir de tênis para andar tantos quilômetros de rua.

10 comentários:

Teresa disse...

Bom dia Lilas
Como é linda a sua descrição sobre Petropolis, adorava ir visitar. Acho engraçado quando diz que faz um friozinho de 25 graus ai Lilas isso é calorrrrr frio é aqui na Suiça quando faz 15 a 20 graus abaixo de 0 quando ás vezes não é mais. Vocês aí no Brasil têm sempre calor, ~com temperaturas de fazer inveja (risos).Pois eu passei para desejar uma óptima semana e um beijinho. Um pouco cansada da festa aqui este fim de semana mas tudo correu ás mil maravilhas. Deixei fotos no blog. Beijinho e até amanha
Teresa

Laura disse...

Ta ai um dos poucos lugares que tenho vontade de conhecer no Rio....
E agora com vc destacando essa parte da culinaria e do vestuario.. mais ainda!
Beijos e espero que o fds tenha sido tudo de bom!

Kenia Mello disse...

Petrópolis é tudo de bom, Beth. Costumava ir bastante quando morei no Rio, uma delícia mesmo.
Finalmente, voltei ao mundo dos vivos. Hehehe
Beijos.

aminhapele disse...

O meu calor,aqui,anda nos 25...
Antes do fim do ano,espero conhecer Petropolis.
Até lá!

Sonia H. disse...

Beth,
Agora estou com ainda mais vontade de voltar a Petrópolis e fazer este roteiro que você sugeriu!
Obrigada pelas dicas!
Beijos e tenha uma ótima semana!

Fátima disse...

Oi minha queridinha!!!
Verdade, Petrópolis é muito bom mesmo, bem eu sou uma SERRÁQUEA assumida...rsssssssss.
Jantamos no restaurante BATATAMANIA no sábado. Muitoooooooooo bom tb, qdo vc subir novamente vamos ver se nos encontramos, né? Saudades de montão.
Beijinhos mil!

Sonho Meu disse...

Muitos anos que fui a Petropolis. Muito antes de meu filho nascer. Acho que em 1976. Fiquei hospedada num hotel que era perto de um convento de freiras e todos os dias acordava com os badalos dos sinos. Lindo !!!Vixe...preciso voltar lá e logo.
bjs,
me

Lilás disse...

Teresa,
Realmente nosso inverno é "pinto" perto do seu aí na Suíça.
super beijo prá ti

Laurinha,
Assim que você vier passear no Brasil com a sua bebedocinha, não deixe de visitar a rua Teresa que tem coisas muito lindas para bebês e mamãezinhas jovens e bonitas como você.
bjks

Kenia,
Então já morastes por aqui?
Como podes ver, não estou a inventar "modas", né mesmo!
bjks

Rui,
Ora, pois, isso lá pode se chamar calor? Este é o nosso inverno por aqui, acredites e ainda vamos à praia também. Ó vida dura!
Você vai adorar conhecer Petrópolis e tomar a cerveja Bohemia a mais antiga do Brasil. Bem geladinha, uma delícia!
abraço

Sonia,
Vai sim e não deixe de me avisar para, quem sabe, nos encontrarmos por lá!
beijão

Fafá,
Você é suspeita. haha
Pior é que é tudo verdade, né menina!
beijinhos

Elena,
Pois o hotel não sei se ainda existe, mas as freiras e o badalo do sino ainda estão lá.
super beijos

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Ainda vou ai te visitar....se Deus quiser......

beijos e fiquem com Deus

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Outro dia mesmo estava comentando com a minha irmã sobre fazermos um passeio à Petrópolis. Eu sempre ia quando era menor, fazia aquela paradinha estratégica na casa do alemão (kern) e depois, seguíamos todos para a rua Teresa. Era o máximo. Bom saber que o preço vale a pena.
Este fim-de-semana estou enrolada, mas de repente, no outro me programo pra ir visitar e me deliciar com aqueles biscoitinhos amanteigados! :) Bjs.