.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Porquê deixei meu esconderijo serrano

Primeiramente, obrigada a todas que elogiaram meu cantinho lá na serra. Realmente aquela visão da varandinha envidraçada é uma delícia. Se você olhar pela lateral direita, vê o terreno do vizinho cheio de árvores e bem cuidado. Se você olhar à frente tem a visão de várias montanhas e muitas casinhas incrustadas nelas. Como é um lugar bem alto onde fica minha casa, vê-se um passeio de nuvens o tempo todo sobre nós. É bem frio lá em cima, mas compensa nos dias de calor, pois dentro da casa parece ter um ar-condicionado central o tempo todo ligado. E as almofadas que inclusive já estão velhinhas e o tapete foram feitos por mim. Aquilo é o ponto Arraiolo e teve um tempo que eu adorava aprender e fazer artesanatos. Fiz também vários quadros à oleo que deixei lá. Lembranças de um bom tempo.

Como lhes disse, é prá lá que vamos de duas em duas semanas a fim de recarregar as baterias e, sinceramente, isto acontece. Dorme-se sem um ruído sequer, somente o barulho da chuva ou vento quando há e até mesmo vozes humanas ouve-se pouco, pois os vizinhos não são barulhentos . Tem muitos pássaros cantantes e revoada de maritacas pela tardinha. Esquilinhos sobem e descem as árvores e gambás sofrem com a perseguição da minha cachorra, a Emmy.
Eu já conversei com ela sobre isso, mas ela não me atende. rss
Por trás da casa tem uma rocha gigantesca, super sólida e uma reserva florestal que cuidamos sempre para que ninguém se instale ali.

A Elena me perguntou no seu comentário porquê não moro neste lugar encantador?
Vou explicar:


Morei nesta casa por uns 20 anos e no ano passado, compramos um apartamento aqui em Niterói-Icaraí porque meu maridão não aguentou mais subir e descer a serra e pegar o trânsito do centro do Rio que é prá onde ele foi transferido há 1 ano. Em seu trabalho ele já havia desenvolvido tudo que tinha para aquela região em que estava e chegou a hora de aceitar novos desafios e, como ele ainda está na ativa, achou que seria oportuno o momento, haja visto que meu filho não está morando conosco agora ( estuda no Sul) e aí eu o apoiei e viemos para perto do mar, largando assim a montanha, mas não esquecendo-a, por isso vamos sempre prá lá.
Não penso em vender ainda este cantinho tão gostos
o por isso, para que tenhamos este privilégio que poucos têm morando nestas cidades grandes.

Mas nem tudo são flores, porque para eu chegar ao topo desta linda montanha, em meio ao que restou da Mata Atlântica no Rio de Janeiro, temos que atravessar a tão temida Linha Vermelha que todo mundo sabe da violência que ocorre por ali. Se a gente fosse artista da Globo, era só pegar um helicóptero e chegava lá rapidinho sem passar por ali, mas como somos "reles mortais", já viu, né! Graças a Deus, até hoje temos
sido abençoados e nunca nos aconteceu nenhuma situação difícil.


No momento a casa só tem duas moradoras;
a tartaruga Ralph (a gente pensava que era macho e demos um nome masculino)















E a
Emmy - uma senhora Akita de 11 anos

13 comentários:

Sonho Meu disse...

Amiga...babei e quero me aposentar aí. Quando for vender me avise. Que delicia. Só um lugar assim me faria voltar pro Brasil. hehehehehe
Obrigada pelo lindo post.
bjs,
me

Lucia Cintra Stevenson disse...

Pois e', Beth, ando sumida do cantinho de todo mundo. Tento sempre comentar nos blogs durante os intervalos do meu trabalho pelo meu blackberry, mas de vez em qdo da pau e nao consigo.

Agora mesmo estou aqui sentada na frente da casa do meu pai, trancada pra fora, pois esqueci a copia da chave la em casa e enquanto espero o maridinho chegar, visito voce. Temos um encontro com a corretora daqui a pc.

Sua casa e' linda e do jeito q descreveu, parece os lugares por aqui. E' bem tranquilo, cheio de verde e bichinhos e eu tb adoro, nao sei como minhas irmas preferem morar no centro de uma cidade agitada cheia de barulho.

Sua Akita e'linda e qtos anos tem essa tartaruga? Amo esses bichinhos tb, ela e' jabuti?

Bom, deixa eu ir la ler seus outros posts. Al ainda nao chegou e to vendo q a gente vai chegar la na corretora atrasados. Bjos

Renata disse...

Beth,
que coisa mais formosa... mas sabe que eu acho que indo assim a cada duas semanas, o lugar fica ainda mais especial...
voce acha? ou serah que isso eh soh na minha cabeca....
Parabens pelas almofadas!! Eu sabia fazer ponto arraiolo! :) nao sei se ainda ia conseguir pois jah se passaram tantos anos... Acho que nao sei mais fazer nada.. Eu fazia croche, ponto cruz... adorava...
Beijinhos!

Isabella disse...

Oi Beth,

já fui muito a Petrópolis, de férias. Minha bronquite me atacava sempre mas mesmo assim eu gostava muito.

Linda a sua casa!

bjs e orbigada pela visita lá no TQG>

Lucia Cintra Stevenson disse...

PS: Sua Akita nao morre de saudades de voces, nessas duas semanas que estao fora? bjinhos

Teresa disse...

Bom dia Beth
Que bela descrição do seu recanto maravilhoso. Adorei ver as 2 habitantes que sortudas (risos)viver assim tão sossegadinhas. Quanto aos arraoilos, sabia que eu também faço um pouco de tapete, bom tenho um que comecei agora está parado, está muito calor, mas está a ficar muito bonito, vou tirar fotos e pôr no mares. Gosto de fazer os arraiolos, as horas passam num instante. Amiga quero agradecer todas as visitas e comentários carinhosos que me tem feito, muito obrigada do fundo do coração, sempre nos motiva para continuar com o que começamos. Um beijinho e uma boa terça feira
Teresa
Volto a repetir o comentário, não sei se o primeiro saiu (risos)

Fátima disse...

Oi minha queridinha!!!
É realmente um privilégio morarmos num lugar que transmite tanta paz. Eu espero nunca mais ter que voltar a morar no Rio, masssssss a vida é uma caixinha de surpresas.
Sua casa é exatamente como descreveu, aliás é muito mais que isso, pois vc com seu bom gosto e amor, transformou-a num "doce lar".
Mil beijinhos!!!

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Lilás,
Mantém o cantinho sempre te esperando enquanto der. Não há nada melhor do que ter uma bat caverna pra recarregar as energias!!! Lindos os seus bichinhos~Bjs. Paty

João Videira Santos disse...

Longe da multidão, com os verdes por horizonte...nada como viver longe da multidão e dos engarrafamentos.

Lúcia Soares disse...

Um pedacinho do Paraiso...E a beleza e singeleza da varanda certamente refletem a dona. Remete à paz, tranquilidade. Muito linda sua propriedade. Bons finais-se-semana, sempre. É até "pecado" não se ser feliz em um lugar assim, não é?

Kenia Mello disse...

Um verdadeiro paraíso isso, Lilás. E era exatamente o que eu estava precisando em virtude de um certo vizinho, sabe? Hehehe

E sobre Arraiolo, adoro: tenho um tapete lindo, redondo, na minha sala, qualquer dia desses fotografo. Mas não é obra minha, foi feito por uma pessoa muito querida.

Beijos.

Lilás disse...

Oi, para todos os que aqui comentaram!

Minha gente, como puderam ver o local é mesmo muito gostoso e sempre vivi muito feliz lá. Não precisava quase nunca descer ao Rio, somente para visitar parentes ou algum evento festivo.
Mas a vida continua e a gente vai tendo que se adaptar às novas circunstâncias, porque quando se insiste em algo, podemos sofrer com as consequências, por isso resolvi que era uma boa hora para mudanças.

A Emmy e a Ralph são cuidadas com muito carinho por um senhor, pago regiamente para isso e tem sido ótimo, pois ele é uma pessoa excelente, gosta de animais e é super de confiança.
Quando chegamos por lá, realmente ela demonstra as saudades e fica sempre por perto. Levo sempre pãezinhos prá ela, porque adora simplesmente e deixo-a dormir na garagem o tempo todo perto da gente. Não teria condições de trazer um cão deste tamanho prá dentro de um apartamento, apesar de eu ver muita gente meio doida com cães desse porte por aqui.
E é isso aí! Vamos levando a vida.
beijos em todos

As aventuras de uma brasileira no Egito disse...

Na sua descricao, consegui ver tudinho ai....heheheeh

Esse cantinho eh abencoado e Deus sempre vai proteger vcs para chegarem la....

Sabia que eu amo uma tartaruga??????

Ainda quero ter uma se Deus quiser....heheheh

Beijos e fiquem com Deus