.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sábado, 12 de julho de 2008

Não esquecendo da poesia

Tive um barco e dei-lhe um nome
Dei-lhe um nome feito ao vento
Dei-lhe um nome feito ao mar
Tive um amor e deixou-me
Ficou no meu pensamento
Mas não mais o vi voltar


Manuel de Andrade

3 comentários:

aminhapele disse...

Poema lindo.
Gosto do espírito vagabundo.

Eternessências disse...

Hoje vesti lilás...
E, ao abrir o meu "blog",para leitura dos comentários, vi o seu!...Obrigada!
Então passei para visitá-la! Gostei de seu espaço! Passarei mais vezes!
Um abraço carinhoso! E um início de semana cheio de cores!
Rose.

Clecia disse...

Que lindo!Amei a imagem e o poema! Ambos estão perfeitos! Bjos e boa semana!