.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 1 de julho de 2008

Melancolia



De vez em quando navego pela blogosfera à procura de
textos interessantes, pessoas interessantes ou até mesmo para conhecer mundos diferentes e pensamentos diversos.
Reparo que os blogs portugueses são cheios de sentimentos, as pessoas falam de suas vivências, de seus amores ou dissertam sobre algum assunto do próprio país.

Numa dessas viagens, encontrei alguém triste, se lamentando pela dor de ver um querido ente da família sofrendo depois de uma difícil operação. Fiquei com muita pena, tanto da pessoa enferma, quanto pela blogueira que escrevia. Mandei-lhe algumas palavrinhas de conforto, mas não sei se ela irá ler ou se dará alguma importância, o fato é que me importei com ela e sua dor.

Na mesma hora liguei para minha mãe, pois este é um dos sentimentos aterrorizantes que me passam às vezes pela cabeça - vir a perdê-la - será muito sofrível para mim, pois a amo tanto e desejo que ela viva ainda muito. As mães nunca deveriam morrer, né mesmo!

Então, não deixe de ligar hoje mesmo para alguém que você ama muito e dizer-lhe algumas palavrinhas, nem que seja uma simples frase "tô com saudades". A vida passa muito rapidamente e muitas vezes deixamos de fazer coisas tão simples como isto e nos arrependeremos mais tarde. Se é que você me entende!






9 comentários:

Sonho Meu disse...

Disse tudo.
A vida se vai rápido e o que fica sao os momentos lindos que passamos com as pessoas que amamos e nunca é demais sempre demonstrar o nosso amor pra elas.
bjs,
me

Georgia disse...

Bete que atitude linda a sua e que Deus abencoe seu lindo coracao. É verdade, às vezes corremos tanto que nao percebemos a dor das pessoas que vivem ao nosso lado.
O lado bom da internet é esse, fazemos amigos que vivem nos mais diferentes lugares, mas estamos perto com o carinho delas.

Grande beijo

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Lilás,
Estou viajando mas lembrei de vc hoje. Tirei uma foto pra te mandar. Assim que achar o cabo da câmera, te envio. Uma orquídea lilás linda! :)
Bjs procê!

Anônimo disse...

Oieee Lilás, tudo bem ,vi que passou em meu Blog, realmente comecei agora e não tenho muitos amigos, agradeço pela força, por favor sempre passe lá para fazer uma visitinha. Amei seu Blog,super interessante com textos lindissimos.Bjssss

aminhapele disse...

Claro que entendo.
A vida passa tão rápida que,na velhice,lembramo-nos de que muitas vezes não nos preocupámos em proclamar o nosso amor.
Mas éramos implacáveis,quando não nos dirigiam essas palavras...
É verdade que praticar e falar,em simultâneo,é complicado...
Como você gosta de coisas portuguesas,no blogue em que participo,aí no Rio,deixei uma receita deliciosa.
Ora espreite em
http://filosofiademarmita.blogspot.com
Um abraço.

Fátima disse...

Poxa minha queridinha se entendo vc. Tb tenho desses pavores e por conta disso, procuro estar atenta e não deixar, apesar da correria da vida, de dizer o qto as pessoas que amo são importantes pra mim.
Não tenho o menor pudor em demonstrar carinho, gratidão e amor.
E como não quero deixar passar NENHUMA oportunidade, aproveito pra dizer o quanto vc é importante pra mim, o quanto ter conhecido vc foi fundamental na minha vida. Laços de família nos são impostos, laços de amor e amizade nós escolhemos. Vc, Wilmar e Danzinho moram eternamente no meu coração e nem a morte, tenho medo que nos separe.
OBRIGADA por todos os momentos em que está comigo, sejam eles alegres, tristes, maravilhosos ou brabíssimos.
Com certeza mais do que absoluta, durmo e acordo sabendo que posso contar com vc SEMPRE!
Nem precisa dizer que a recíproca é verdadeira, né?
Mil beijinhos e um abraço do tamanho do universo.

Lilás disse...

Fafá, querida,
Obrigada por esta declaração de amizade por escrito, mas nem precisava pois sinto isto sempre que nos encontramos e falamos.
Você também está em meu coração para sempre.
beijocas



A todos que aqui comentaram fica meu abraço fraterno e o agradecimento pela participação.
beijocas a todos.

Sonia H. disse...

Bete,
Você tem toda razão. Eu também amo tanto a minha mãe... Nem quero imaginar perdê-la.
Meu pai já se foi há 11 anos e eu o amava tanto. Os dois, pai e mãe sempre foram tão importantes na minha vida.
Todos os domingos, com raríssima exceção, eu passo com a minha mãe.
E sempre nos falamos.
Um beijo com carinho,

Ronaldo Nezo disse...

Seus textos são sempre inspiradores, caríssima.