.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Nós - seres multifacetados e lindos.



Há certas datas festivas que não existiriam mais se não fossem por nós, as mulheres. Gostamos de festejar e não deixamos apagar a chama do amor no mundo.
Sim, pois somos aquelas que fazem acontecer, e que mesmo com todos os problemas e trabalhos dentro e fora de casa, reinventamos a cada ano o Natal e a confraternização da família. Lembramos dos presentes de todos, dos porteiros, das empregadas, do carteiro, de rever receitas antigas e procurar novidades, das comidas da ceia e do almoço do dia seguinte, das bebidas, da casa arrumada e das providências para receber os amigos e familiares, de ir nas festas de final de ano dos filhos quando pequenos, de comprar presente para os professores, para o amigo oculto da empresa do marido, dos enfeites natalinos, da sempre presente árvore de natal e das últimas novidades em luzinhas no mercado. Certamente também fazemos girar a economia do país, já que gastamos mais do que eles, mas convenhamos, é sempre por uma boa causa. 
Somos totalmente envolvidas e mais expressivas do que os homens, por causa de fatores e toda a aprendizagem social no decorrer de nossas vidas.
Eu não vejo nenhum homem se ocupar dessas coisas, eles estão sempre em outra sintonia, em Marte provavelmente, e nós em Vênus, portanto, para todas as amigas, meus parabéns por todo o desdobramento e cuidados que oferecem às suas famílias nesta e em todas as ocasiões importantes do ano.


Com licença poética                      

Adélia Prado

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado pra mulher,
esta espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não sou tão feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
- dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
já a minha vontade da alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.







-Imagens-Pinterest-









20 comentários:

ML disse...

É verdade mesmo, Beth, pelo menos 99,99999% : > )

Mas eu me enquadro na excessão: Natal (Páscoa,e tc.), pra mim é festa na casa da Mãe: ela organiza, eu ajudo, mas gerenciar o evento... é com ela. ADORO!

bjnhsssssssssssssssssss

✿ chica disse...

Sabes de uma coisa,Beth ?eu acho que estou maluca! Esperamos a chegada do filho,que chegou e estamos aproveitando! E na minha cabeça parece que o Natal já chegou!!! Tri estranho! Nem precisaria mais da festa! Bjs chica e tuuuuuuudo de bom!

Lúcia Soares disse...

Que bom que vc é animada para manter as tradições, Beth.
Um Feliz Natal para você e sua família.
Beijo.

Silvana Haddad disse...

Beth:
Sem dúvida alguma ser mulher é uma fonte inesgotável de inspiração, carinho e cuidado com cada detalhe.
Mulher tem a emoção a flor da pele.
E vejo isso como uma virtude.
Somos capazes de preparar qualquer evento e torná-lo agradável para os convidados.
E isso é o que faz permanecer acesa a chama do amor.
Bjs.:
Sil

Márcia Cobar disse...

Betinha,
Muito bonita a reflexão que você traz hoje!
Não se trata de modéstia, mas nós mulheres somos seres de sensibilidade, fazemos o mundo mais tenro, mais suave com esse tanto de gentileza que espalhamos...
Parabéns a você que também faz parte desse time esforçado que traz graça ao mundo através de gestos, presentes e palavras.
Os homens não tem esta tocada, mas com certeza, acham tudo lindo e maravilhoso... Não conseguem fazer o mesmo (e nem querem), mas gostam da casa linda, das pessoas felizes com os presentes que sua mulher escolheu...
Enfins... Eu não trocaria o meu papel pelo deles kkk.
Lindeza, se não nos falarmos, um NATAL lindo e afetuoso pra você!
Um abraço virtual bem apertado!
Márcia

Samsara SP disse...

Boa tarde querida, que post maravilhoso, vc descreveu muito bem, nossa vida, em finais de anos!
Temos que lembrar de todos, multiplar o dinheiro para fazer milagres e comprar e comprar e comprar rsrs!
É muito gostoso ver a carinha de quem recebe os presentes, apesar que algumas vezes esquecem de comprar o nosso, mais quem não é feliz fazendo o bem, sem olhar a quem!
Obrigada por compartilhar esse momento maravilhoso conosco, que Deus derrame muitas bençãos na sua vida, tenha um lindo natal, beijinhos!

Calu B. disse...

Ah, que delicada dedicatória vc aqui nos oferta, Betinha. Me senti a própria homenageada(rssrssrs), toda, toda... e claro que concordo contigo em gênero, numero e grau:nós, somos MARAVILHOSAS!
Nós fazemos o mundo girar!

Te desejo um Natal carregado de alegrias brilhantes e de pingos sorridentes por todos os dias festivos.
Feliz Natal, amiga, pra vc e toda família.
Um abração forte.
Calu

Léia Silva disse...

Querida Beth
Quando entrei no teu blog fui logo vendo a primeira foto do post e pensei: essa moça deve ser italiana, pois aqui as mulheres não pintam as unhas inteiras para dar a ilusão que a unha é mais estreita, elas passam o esmalte apenas na parte central - hehehe!
Quanto ao post em si...
O que escreveu caiu bem para mim, pois é o primeiro ano que a minha sogra decidiu não fazer o almoço de Natal! Todos acharam estranho e senti-me mal com a situação, então para não ficarmos sem o almoço natalino em família, me ofereci de fazer aqui em casa!
Assim como você, eu também não vejo nenhum homem ocupar-se de todas as "arrumações" festivas.
Ainda bem que valemos por mil:)
Bjo grande
Léia

Priscila Ferreira disse...

é assim mesmo!!! kkk consegui ler e vendo o que eu mamãe já fizemos kkkk ou temos que fazer!
que as festas sejam ótimas ai, um ótimo natal e espero que 2014 seja maravilhoso, espero q a gtn se veja!!
beijos e saudades!

Maria Célia disse...

Olá Beth, tudo bem?
Que delícia de post, adorei suas palavras, viajei nelas, maravilha.
Sem falsa modéstia, somos assim mesmo, e você está certa, se não fosse pelas mulheres esta tradição já teria acabado; os homens não estão nem aí mesmo.
Beijo e boa noite.

Cristina Pavani disse...

Boa noite, Alfazema!
Você me fez refletir... os homens (com raras exceções) realmente não se empenham nos detalhes festivos.
É por isso que os equilibramos e complementamos, às vezes até nos bastidores.
E viva às mulheres!

Uma serena passagem de ano, a ti e aos seus.

Toninho disse...

Por tudo isto que tenho o maior carinho e respeito pelas mulheres que vão a luta, que nao se esmoreçam na jornada e que mesmo em condições adversas faz de nossas vidas um ato de amor.
Linda mensagem Beth e que o Natal venha com todas as alegrias,paz e carinho no seu lar.
Desde já agradecendo pela sintonia ao longo de 2013 e que assim renovo minha alegria e satisfação de prosseguir em 2014 gozando desta atenção e carinho.
Felicidades amiga com meu terno abraço mineiro de flores brancas para seus dias.
Beijo no coração.

Pitanga Doce disse...

Cheguei! E como sou, também, desdobrável, vou desdobrar este post e dizer que os homens (esses queridos)querem chegar no "baile" quando a orquestra já está em cima do palco. Sim senhor!As meninas passam a tarde na cozinha, não importando se vão destruir a escova que fizeram, no cabelo, naquela manhã. Se vão descascar o esmalte vermelho das unhas, porque Natal é dia de encarnado nas unhas. Elas resistem, como bravas que são e à noite entram na sala de jantar com seus vestidinhos novos a combinar com as sandálias e são todas sorrisos para filhos, noras, marido, sogra, papagaio e periquito. Em um passe de mágica elas conseguem tirar da pele, do cabelo e do humor, qualquer vestígio da tarde trabalhosa e enfumaçada que tiveram. Ah, essas meninas! Elas fazem andar o Mundo, senhoras e senhores. No Natal e no resto do ano.

Boas Festas, Betinha.

Anne Lieri disse...

Não é por me gebar,não, mas tb acho que são as mulheres que fazem acontecer o melhor do Natal. Linda msg,Beth! bjs,

Heloísa disse...

Quanta verdade, Beth.
Realmente, somos de planeta diferente do planeta dos homens.
Aproveito seu post de Natal, já para desejar-lhe uma linda festa. E que o novo ano traga muita saúde, muitas alegrias e muito amor.
Beijos.

ONG ALERTA disse...

Verdade fazemos acontecer todo tempo....
Um Natal com muita paz,
Beijo Lisette.

Camille disse...

Que post sincero Beth. É isso mesmo, as mulheres se ocupam daquilo que aprenderam por toda a vida. Minha avó Paula se preocupava menos com os enfeites, mais com as comidas e com o ambiente acolhedor e amigo. Mulher sabe abraçar o mundo, é verdade.
E essa poesia de Adélia Prado é um lindo complemento. Ela fala com toda asimplicidade e "descaramento" de seu jeito de ser. Adoro ela. Bjos para voce e sua familia e feliz 2014.

Teresinha disse...

Olá Beth,
Realmente, nós mulheres nos empenhamos e dedicamos momentos para transformar tudo em magia. Literalmente em magia!
Somos versáteis e verdadeiras lutadoras.
Parabéns para todas nós.
Feliz Natal para você e toda sua família.
Bons fluidos.
Beijos mil

Clara Lúcia disse...

Adélia Prado sempre arrasando...

Homem não guarda datas comemorativas, Beth... deve ser por isso que não se importam em festejar nada! rsrsrsrs

Querida, um Feliz Natal e um excelente Ano Novo pra vc e sua família!

Beijos

Silvana Haddad disse...

Olá Beth:
Hoje estou passando pra agradecer por todo carinho que compartilhamos nesse ano e espero poder continuar a desfrutar da sua AMIZADE nos próximos anos.
Desejo á você e sua família um Natal abençoado e que 2014 chegue carregado de boas energias.
Bjs.:
Sil
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/