.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Memórias da cidade


A vinda do rei de Portugal para o Brasil, estimulou a cidade ao crescimento o que antes era um simples entreposto.

Naqueles tempos, a cidade do Rio de Janeiro, tinha 50.000 habitantes, sendo 18.000 deles escravos e era a capital do Reino de Portugal, Brasil e Algarves.

E como seria a visão desta cidade misturada e com uma vida urbana começando?
Uma frota de caravelas na chegada da família imperial portuguesa ao porto do Rio. A população, surpresa, nunca tinha visto tantos barcos.

Para o filme O Inventor de Sonhos de Ricardo Nauemberg sobre escravidão, a saga de um menino brasileiro, orfão e mulato que procura o pai entre 1801 e 1821 foram recriados com precisão todo este cenário do Rio Antigo. Uma empresa de computação gráfica, Estudio AEVO, trabalhou em cima do vasto material fotográfico que temos na pintura do século XIX, algumas cenas são reproduções exatas de quadros da época, tanto nas cores como na ação descrita. Com isso podemos ver um filme com o olhar de Rugendas, Debret, Taunay e outros grandes pintores daquele tempo. Em certos momentos não conseguimos saber ao certo o que é fotografia ou pintura, um trabalho delicado e belo. A utilização de computação gráfica é bem vinda como algo para baratear os custos, já que cidades cenográficas são muito caras para se construir em filmes. Infelizmente, a crítica não foi das melhores, porém mais dirigida à trama que é narrada de um modo confuso, e não ao que trago aqui para apresentação que é a fotografia e suas cores e um olhar sobre a memória da minha cidade que já sofreu muitas transformações.

Confiram no pequeno filme abaixo este impressionante trabalho de computação gráfica em 3D.





(Fonte)




23 comentários:

✿ chica disse...

Beth, que lindo devia ser o Rio sem tanta gente, sem tanto trânsito e problemas de grandes cidades. Nós saímos daí em 1964 e era um RIO lindo! Aliás, sempre que lá voltamos o vemos assim, adoooooooooooro!!

E adorei ver as imagens, Nem todo vídeo abriu pois estou em P.Alegre, uma cidade metida à besta, que quer se meter a ser sede de COPA e com qq chuva ficamos sem luz, sem internet, ruas alagam, árvores caem pela falta de cuidados,etc..Assim, estou aqui com uma conexão daquelas 3G e é péssima!

Mas o que vi, gostei! beijos,tudo de bom,chica

Por falar em Copa do Mundo, está acontecendo por aqui há dias, um torneio Mundial de Masters em Atletismo. te convido pra se tiveres um tempinho, que leias essa MARAVILHOSA acolhida que os gaúchos sabem dar pra eles e, por certo darão no ano que vem:

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/noticia/2013/10/mundial-de-atletismo-aponta-falhas-de-porto-alegre-para-a-copa-de-2014-4310311.html

Morri de vergonha de ser gaúcha...
beijos,chica

Inez, como no tempo da vovó disse...

Beth querida, não tem como eu não divulgar seu texto no face
Espero que vc naum se aborreça, colocarei o link dessa matéria para que mais gente leia
bjus querida
Inez Barbosa

Obs: Caso não permita, é só me avisar que retiro
https://www.facebook.com/InezBarbosaTS/posts/735983119761916

JAN disse...

Oi Beth!
Fantástico 'passeio' pelo Rio antiquíssimo.
Imagens perfeitas mostram momentos históricos da sua cidade, que é "nossa".
;-)

Abração
Jan

Maria Célia disse...

Oi Bety
Muito interessante, um monte de bons atores, uma imagem fantástica, curto muito filmes, novelas documentários de uma época passada.
Bacana.
Beijo

Calu B. disse...

Betinha,
vc bem o sabe o quanto estas produções histórico/romanceadas me agradam e ainda mais tendo o Rio colonial como pano de fundo;um arrebatamento.
Vou procurar o filme porque mesmo que o roteiro tenha sido falho, a ambientação está primorosa e vale a pena fazer-se este passeio pela nossa história oficial.
Adorei tua dica, aliás, como de costume vc nos aponta sugestões imperdíveis e de extremo bom gosto.
Bjos, querida.
Calu

Karin Filgueira disse...

Olá, Beth!
Que produção magnífica! Que texto belíssimo!
Prazeroso demais ver o Rio assim...
Seja super bem vinda ao Meu Doce Lar, viu!
Obrigada e que maravilha estarmos juntas no BookCrossing Blogueiro, né?
Um brinde ao prazer de ler e compartilhar: tim-tim!!!
Seja sempre bem vinda!
Bjs!

Marli Soares Borges disse...

Muito bacana Beth, uma viagem deliciosa, um texto primoroso, gostoso de ler. Vou atrás do filme, pois a história oficial é sempre interessante conhecer. Tks pela dica.
Lindas as imagens!!!! Bjs e bom dia.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Querida Beth
Gostei ver as imagens antigas do "nosso" Rio
Vídeo muito interessante e
Adorei ler o seu texto
Tenha um lindo dia, querida
Beijinhos afetuosos de
Verena e Bichinhos

Priscila Ferreira disse...

Não conhecia o filme, em casa consigo ver! :)
beijos

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Querida Beth
Pode deixar, se souber de alguém que queira o cachorrinho te aviso, viu?
Eu adoraria ficar com ele mas depois da morte do meu poodle Pepi e do meu gatinho Xixo, decidí que não adotaria mais nenhum "bichinho"
Um beijão de
Verena e Bichinhos

Teresinha disse...

Que postagem belíssima!
O Rio é uma cidade com seus encantos. Quanta coisa interessante para ser retratada através da sua rica História.
Parabéns minha amiga por nos presentear.
Beijos mil

Regina Rozenbaum disse...

Não conhecia o filme. Adorei o que vi e o que li.
Beijuuss amaaada

Lúcia Soares disse...

Curiosa para ver o filme, depois das belíssimas imagens.
Adorei seu texto, também, Beth.
E ver Roberto Bonfim...
Beijo!

Silvana Haddad disse...

Beth:
A escravidão foi um período abominável na história da humanidade.
Mas fiquei pasma com as imagens e pretendo assistir a esse filme.
Valeu pela indicação.
Aproveito pra te pedir a gentileza de ler esse meu post:
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/2013/10/peticao-em-prol-e-defesa-dos-direitos.html
Bom final de semana.
Bjs.:
Sil

Ana disse...

Cidade Maravilhosa.
Desde sempre.

Anônimo disse...

May I simply say what a relief to discover somebody who actually
knows what they're discussing on the net. You actually understand how to
bring an issue to light and make it important.
More and more people really need to look at this and
understand this side of the story. It's surprising you're not more popular given that you surely have
the gift.

Here is my web site ... ps4 release (wallinside.com)

Van disse...

Oi Beth

Nossa como eu amo filmes que relatam fatos históricos, este sobre a nossa história então, me deu vontade de assisti-lo já!

Pela pequena prévia do vídeo deu para perceber a beleza fotográfica e a força da narrativa.

Obrigada por nos apresentar.

Beijos

Van disse...

Oi Beth

Nossa como eu amo filmes que relatam fatos históricos, este sobre a nossa história então, me deu vontade de assisti-lo já!

Pela pequena prévia do vídeo deu para perceber a beleza fotográfica e a força da narrativa.

Obrigada por nos apresentar.

Beijos

Luma Rosa disse...

Oi, Beth!
Eu assisti o filme e ninguém quis ir comigo. Ficou todo mundo esperando no bar... para eles, a história seria chata. De antemão as pessoas já criam expectativas. Você assistiu? Sinceramente eu não quis dar o braço a torcer para os meus amigos, mas o filme só é bom se você não prestar atenção na história. Já imaginou quem não sabe nada de história do Brasil assistir? O filme teve uma sessão exclusiva no colégio ph e as cenas de nudez foram retiradas - totalmente desnecessárias!
Beijus,

Nina Braz disse...

Oi Beth,
Vou querer assistir com meu filho, sempre ajuda na aulas de história.
Sobre sua pergunta no Tu Organizas Encontrei os vasinhos na http://www.westwing.com.br/boskke

Beijos

Cantinho da Selminha disse...

Uau , obrigada por divulgar, vou assistir, beijinhos flor!

Toninho disse...

Que beleza de dica e partilha Beth, refazer esta parte infeliz de nossa historia. Recentemente a poderosa do plin plin apresentou uma novela que retratava parte deste Rio e agora numa nova novela de tempo, podemos ver a velha cidade e sociedade deste pós escravidão. E pior que muito ainda há para se mudar e repensar.
Claro que quero e vou ver.
Obrigado .
Um abração.
Bjo.

pensandoemfamilia disse...

Oi Beth

Não vi este filme, grata pela partilha.
bjs