.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Ebony and Ivory, juntos, em harmonia.

-Ruud van Empel-

Por que o ébano e o marfim de um piano podem viver lado a lado harmonicamente e nós não?

Ébano e marfim vivem juntos em perfeita harmonia
Lado a lado no meu teclado, oh Deus, por que nós não?
Todos sabemos que as pessoas são iguais aonde quer que vamos
Há mal e bem em todo mundo,
Aprendamos a viver, aprendamos a dar
uns aos outros o que precisamos para sobrevivermos juntos.

Ébano e marfim vivem juntos em perfeita harmonia
Lado a lado no meu teclado, oh Deus, por que não
nós?


-Imagem Obvious-

E lembrar que no ano de 1957, no dia 4 de setembro, uma menina corajosa nos seus 15 anos de vida, caminhou e sentou-se nos bancos escolares de uma escola só pra brancos nos Estados Unidos.  Foram cinco dias de insultos, pedradas, cuspe, todo tipo de bullying, mas ela resistiu, e esta foto emblemática que diz tudo, é para que a cada dia nos lembremos de que a ignorância e o preconceito caminham juntos e levam somente à desigualdades e guerras.
Que a determinação de Dorothy Counts sirva como inspiração para um mundo melhor e mais humano!



Música de Paul McCartney-Ebony and Ivory
Fotografias de Ruud van Empel.





17 comentários:

Samsara SP disse...


Boa dia querida, gostaria de lhe convidar para o primeiro sorteio do meu blog em parceria com a amiga Dinha Ponto Cruz, conto com sua presença, fica com Deus, beijinhos!
http://pontocruzdasamsara.blogspot.com.br/

✿ chica disse...

Puxam que maravilhosa lembrança e reflexão/homenagem! Lindo! Essa música,maravilhosa ! beijos,chica

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Querida, obrigada pelo elogio...

Eu sou de SP mas mando muita coisa para RIO.


bjs

Tati

Ana disse...

Lindo post! Fotos encantadoras!

Márcia Cobar disse...

Betinha que bom te visitar e aprender sempre, eu nunca tinha prestado atenção à letra desta música, agora entendo bem seu contexto.
Ebony and Ivory, teclas do piano, diferenças, semelhanças, coexistir, como diz Danuza Leão, é sempre um desafio...
O blog tá numa fase clean, má cherie, mas as cores virão com as fotos lá de Pirinópolis! Você iria amar a cidadezinha, Betinha!
Bjo
Márcia

Anne Lieri disse...

Beth,que linda essa música e tão perfeita sua analogia!Uma menina corajosa essa Doris e mudou a história!Precisamos de mais Doris,infelizmente,pra fazer o homem enxergar além da cor da pele.bjs,

Calu B. disse...

Betinha,
na música e na imagem os clamores por uma sociedade justa se fazem bravamente.
Adorei teu post-resgate desta página, que embora antiga, ainda se faz presente, infelizmente.
Bjkas, amiga.
Calu

Maria Célia disse...

Oi Beth
Que post sensacional, a música é linda, o texto é bárbaro, a mensagem é super profunda.
Gostei demais.
Beijo.

Regina Rozenbaum disse...

Será que um dia aprenderemos a conviver harmoniosamente com todas as diferenças? Onde o respeito prevaleça e a convivência pacífica impere? Rezo para que possa vivenciar dias assim!
Beijuuss amaaada

Priscila Ferreira disse...

Post lindo :)
gostei muit! beijos

Micha Descontrolada disse...

OI Beth, mto bom conhecer uma pessoa q, assim como eu, ama lilás (roxo e afins!!!).

Essa música é perfeita, a letra tb. Não conhecia essa história da menina e amei. Corajosa!!!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

ML disse...

Bulling é uma palavra "fina" que descreve a ignorância do preconceito.
É agressivo, é ilegal, é crime.
Mesmo em "menor escala, não é "engraçadinho", não.

Amei o post - bjnhs - ótimo final de semana "lá", lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá...

Toninho disse...

Pois é Beth, a alguns dias foi data aniversario do discurso de Luther King e mais este exemplo em datas próximas,como se um ato inspirasse o outro.Ainda um dia veremos esta sintonia e junção sem causar espanto e sem manifestação horrendas como ainda temos visto, com piadinhas de péssimo gosto, que bem externam o preconceito e discriminação reinante no mundo,inclusive aqui.Sempre faz lembrar o pensamento Mandela, de que "Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da pele, isto é ensinado."
Valeu Beth sua sensibilidade e sonhos de um mundo melhor e mais justo.
Nosso sonho, nossa voz.
Um lindo fim de semana na cidade maravilhosa ou na paz da serra.
Meu carinhoso abraço mineiro de flor, da primavera que já se faz assanhada.
Bjo de paz e luz amiga.

Teresinha disse...

Amém!!!
Que determinação teve essa menina. Enfrentou tantos insultos e mostrou que todos temos um lugar ao sol. Quem dera que muitos tivessem essa força de vontade e determinação.
Fora as desigualdades.
Linda música.
Beijos mil...Saudades...


Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Que bom estar aqui... Senti falta, senti saudades...
Depois de algum tempo fora da blogosfera, estou voltando,aos poucos. Agradeço pelas vezes que me visitou e comentou, nos posts esporádicos que publiquei nesse tempo de afastamento. Mas, estou bem, estive bem durante todo esse tempo, é que agora estou engajada em algumas atividades que me tomam tempo, e também estava sem computador. Pelo menos o computador já tenho, as atividades continuam,kkk

Um grande abraço e muita paz!
Socorro Melo

Rafeiro Perfumado disse...

Claro que é possível, mas ainda há um longo caminho a percorrer, pelo que cada passo conta. Beijoca!

Elisa T. Campos disse...

Nossa Beth, maravilha

E pensar que você me induz a ouvir essa música outra vez. Lembranças da harmonia entre o ébano e o marfim
Ouvia centenas de vezes e também aprendi a cantar com muita emoção.
Me fez lembrar também da canção de "Ao Mestre com carinho" cujo filme não me cansei de assistir.

Adorável postagem

Beijos.