.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

domingo, 23 de junho de 2013

"O hábito suja os olhos e baixa a voltagem."


Esta é a minha bandeira.

Neste momento importante que estamos presenciando na nação, esperançosos, aguardamos o olhar de nossos governantes, pois algo mudou e muito seriamente, não há mais espaço para o "monstro da indiferença".


De tanto ver, a gente banaliza o olhar.
Vê . . . não vendo.
Experimente ver, pela primeira vez, o que você vê todo dia, sem ver.
Parece fácil, mas não é.
O que nos cerca, o que nos é familiar, já não desperta curiosidade.
O campo visual da nossa retina é como um vazio.
Você sai todos os dias pela mesma porta. . .
Se alguém lhe perguntar o que vê no caminho, você não sabe.
O hábito suja os olhos e baixa a voltagem.
Mas, há sempre o que ver: gente, coisas, bichos.
E vemos? Não, não vemos!
Uma criança vê o que o adulto não vê.
Tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo.
O poeta é capaz de ver pela primeira vez, o que, de tão visto, ninguém vê.
Há pai que raramente vê o próprio filho.
Marido que nunca viu a própria esposa.
Nossos olhos se gastam no dia a dia, opacos. . .
É por aí que se instala, o "monstro da indiferença."

-Groucho Marx-




Groucho Marx, pseudônimo de Julius Henry Marx foi um comediante e ator estadunidense, célebre como um dos mestres do humor. Fez treze filmes com seus irmãos, os Irmãos Marx, dos quais foi o terceiro por ordem de nascimento.




24 comentários:

✿ chica disse...

Beth, que lindo poema trouxeste que fala bem sobre o tema.Indiferença não é aceita! Linda tua bandeira e foto! beijos,sempre bom te ver e ler! chica

Nina disse...

Oi Beth,
Estou feliz em ver tantos blogs se manifestando também!!!
Beijos

Palavras Vagabundas disse...

Não há mais espaço para o monstro da indiferença!
bjs e boa semana
Jussara

Jô Turquezza disse...

Muito importante tudo isso!
Bem pertinente para o momento.
Boa semana.
Beijos.

Calu disse...

Que hajam muitos olhos e consciências atentas para a voz das ruas que ressoa alta e justa.
Bela referência, poética imagem, Betinha.
Bjo,
Calu

Anne Lieri disse...

Beth,que maravilha de poesia!De fato, o que vemos todo dia vira rotina e ás vezes precisamos olhar como criança pra enxergar direito.bjs e boa semana pra vc!

Beth/Lilás disse...

Tudo é ousado para quem a nada se atreve. (Fernando Pessoa)

=====================================


Teresinha disse...

Olá Beth,
Linda poesia!!! Mais lindo ainda é ver uma grande mudança nos comportamentos e nos olhares.
Mas confesso que ao ver ao vivo e a cores muitas coisas quebradas fiquei triste!!! Assim como não gosto de ver injustiça vindo lá de cima e tantas coisas erradas por esse Brasil afora, fico triste em ver trabalhadores tendo seus estabelecimentos depredados.
Mas... Que venham dias melhores e que a determinação não se diluam em tragédia. Não podemos perder o foco...
Beijos mil
Adorei a foto...

JAN disse...

Oi Beth!
Pertinente ao momento e bastante poético este post que pode ser adequado a diversas situações da vida.

Abração
Jan

Pitanga Doce disse...

E já que começamos a ver...que ninguém mais feche os olhos.

beijos em tarde pipoqueira

Liliane Blog Sonhar e Ser disse...

Beth...
que saudade eu estava daqui.
Já andei sapeando por aqui e agora vou deixar meu oi.
Você é admirável.
Uma brasileirinha incrível e este poema é simplesmente um convite lindo para olharmos a vida.
Enquanto lia o poema fui me exercitando.
Parei e olhei os meus filhos brincando, as rosquinhas que o marido fez em cima da mesa, nossa casinha, enfim... resolvi não ser indiferente.
Indiferente às riquezas que tenho por aqui.
O Brasil é este gigante rico e bonito e que precisa ser olhado com amor.
Tantas histórias bonitas, tanta gente bacana escondida por aí (como o moço do taxi)
E esta manifestação ajudou a colocar em evidência a força das pessoas em buscar mudanças.
Tomara que daqui pra frente, venham novos tempos.
grande abraço querida

Maria Célia disse...

Boa noite, Beth
Muito bonito o texto, gostei de te ver com esta bandeira linda.
Que o grito de milhares de pessoas, não se perca na indiferença dos nossos governantes.
Beijo.

Lúcia Soares disse...

Beth, sou menos otimista e parei de proclamar algo pelo Facebook. Se me manifestar, será pelo meu blog.
Manifestações legítimas, que deviam ocorrer como a que você viu e participou. Gente engajada, dedicada, focada no que precisa mesmo de mudanças. São muitos e muitos anos de calma sufocada, mas é preciso ir com determinação, sem paixões exacerbadas, pois nossa realidade é muito dura, não é hora de "avacalhar" tantas coisa real que quer assumir seu lugar dentro dos corações de tantos brasileiros.
Acredito que vamos conseguir, se me sentir segura, participo, sim, de algum ato.
Meu pessimismo é apenas quanto a seriedade de todas as participações, pois há realmente infiltrados e oportunistas nessa luta toda.
Parabéns para você, que está sempre disposta a se mostrar, a participar, a insuflar as pessoas à luta que realmente merece ser vivida.
Beijo e boa semana.

Maria Luiza disse...

Amei esse poema de Groucho Marx! Você participou ativamente desse momento tão expressivo do nosso país. Parabéns! Ficar de olhos no diferente e não no habitual! Daria uma linda blogagem! Beijos, Beth!

ONG ALERTA disse...

Realmente cada um ve o que pode.....
Beijo Lisette.

Michelle Siqueira disse...

Olá, Beth!

A indiferença é um sentimento que conota frieza, é quase sempre vista sob uma perspectiva negativa (grandes palavras as do comediante!) ainda que em alguns casos seja uma opção face a não ofensa. Contudo, a indiferença pode estar presente nas mais inofensiva das rotinas, quando as emoções passam a estar mais comedidas.

No caso do nosso país, será realmente sempre péssimo, pois há muitos pontos que carecem de urgência no tratamento.

Bjs e linda bandeira, que bom que você participou!

Michelle

Elisa T. Campos disse...

Oi Beth.

Sim. O Brasil estava com baixa voltagem e você a acionou com esta linda postagem. Agora podemos enxergar melhor. Os olhos se desembaçando com iris coloridas de verde-amarela. É claro que alguns tufos cinza de vento tentam impedir que a Bandeira tremule a contento. Mas, o verde-esperança está alí no topo brilhando ao sol dizendo com todo vigor:
-Avante Brasil, não esmoreça.

Uma linda semana para você.
bjs.

Priscila Ferreira disse...

Isso ai dinda, adorei!
vi no seu facebook que estava participando :)
Vamos lutar pelos nossos direitos o/
beijos

Regina Rozenbaum disse...

Aêêê Bethita...de bandeira e ação em punho! Não conhecia esse poema...perfeito para nossa transição.
Beijuuss verde-amarelo

Cristina disse...

Olá, Lilás! Estás bem?

Ai, a indiferença... devemos aproveitar o calor das manifestações para extorquir delas algo de concreto.
Esta parte cabe a nós, não aos calorosos jovens.
Senão a onde de euforia cairá na indiferença, e a transcendência não se concretizará.

Beijin.

ML disse...

ARRAZOU!!!!!!!

Parabéns, Beth!

bjnhsssssssssssssssssssss

PS: vc tem uma bandeira? Agora, dá até orgulho, né?

Márcia Cobar disse...

Betinha,
Lindo o poema, lindo o momento do nosso país e que bela sua participação na manifestação, carregando a bandeira do nosso país.
Eu estava no Peru quando as manifestações atingiram muitas capitais e cidades brasileiras. De longe, meu coração se alegrou na esperança de que a mudança virá.
E ela virá.
Beijos querida!
Márcia

Camille disse...

O monstro da inidiferença realmente é um feroz silencioso. Ainda bem que ele esta ficando sem forças. Sempre achei os irmãos Marx uns chatos. Mas me comovi com esse texto. Acho que preciso rever aqueles filmes.
Bjos amiga!!!

Toninho disse...

O poema é fantástico e nos faz olhar para dentro sobre a indiferença. Faz lembrar da sociedade com relação aos meninos de ruas e os adultos viciados ou não que perambulam pelas grandes cidades, que chamamos de seres invisíveis. Assim são os anseios da população para os quais a classe política com os governantes não voltam seus olhos,até que há um levante. Foi sempre na historia e assim será.
Bela postagem Beth.
Meu grande abraço a você.
Dias paz e esperanças para todos nós.
Bjo de luz nos seus dias.
Gostei da foto amiga.