.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Como aqueles que amam ...


-Thumblr-

Costuro o infinito sobre o peito
E no entanto sou água fugidia e amarga
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedra, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

-Hilda Hilst-



E como "aqueles que amam" também luto contra os percalços e dissabores que a vida oferece, mas aprendi com o tempo, que o destino de todos nós é feito de momentos felizes e não de épocas felizes.
E como no poema da Hilda acima, por ser terrena, "me adivinho montanha algumas vezes", mas descobri que me adivinho também, num efêmero minuto, um simples graveto ao vento.
Estarei visitando vocês todos em breve, dando uma pausa por aqui para refazer-me e volto assim que puder ao nosso convívio gostoso.








31 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Beth
As vezes uma parada se fás necessária, para recarregarmos a bateria. Estaremos aqui te esperando.
Bjux

JAN disse...

Tome seu tempo e refaça-se (não fique "gravetinho" por aí);-)
Quando vc voltar, estarei pronta pra te receber.

Abração
Jan

Anne Lieri disse...

Beth,que encanto de poesia e vc se aprofundou em seu texto e nos levou a refletir tb!Bom descanso pra vc!bjs,

Calu disse...

Somos o que amamos e, conforme a poetisa frontões e vales também.Cabe nos alimentarmos do instante que se apresenta e dele fazermos alavanca pra novos passos.

Bom descanso amiga.
Bjos e ótimo fim de semana.
Calu

Regina Rozenbaum disse...

Se cuida, tome o tempo que for necessário e euzinha estarei te aguardando de braços e coração arreganhado!
Beijuuss Bethita

Maria Célia disse...

Ei Beth
De vez em quando necessitamos desta pausa em nossas atividades rotineiras, para arejarmos um pouco as ideias.
Tudo de bom, aguardamos você.
Beijo.

Pitanga Doce disse...

Guarda teu tempo para ti, Beth. Se é hora de pausa...pausar.

beijos pitangueiros

Lúcia Soares disse...

Beth, nada como nossos momentos conosco.
Embora nem todos os momentos possam ser de felicidade, precisamos estar de braços abertos para recebê-la, já que nunca sabemos quando chega.
Mas ela está aí, à espreita.
Beijo e bom fim de semana.

ML disse...

Amei as "imagens em ação", Beth!

Também me acho, às vezes, "montanha", mas sou mesmo é um graveto. Fortinho ; > )))

Divirta-se, relaxe, curta MUITO, e até a volta, Querida!

bjnhssssssssssssssssssss

Maria Luiza disse...

Beth, amo seu jeito de escrever! Você continuou o poema da Hilda com toda classe! Se ela fosse ler, ela te aplaudiria! Diante do infinito somos gravetinhos, sim. Ao nosso redor somos peças valiosas na construção de um mundo melhor! Li tudo sobre seu tombo no Face. Espero que se recomponha logo! Forte abraço!

✿ chica disse...

Beth, que lindo poema e tuas palavras idem,. Volta logo! Fica bem,.Aqui, curtindo o Gordo preparando o dia de amanhã que é o niver de 70 do Kikolino...beijos,chica

Heloísa disse...

Beth,
Que você logo se recupere e volte a se sentir uma montanha altaneira.
Beijos.

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Beth!

Desejo que durante esse momento de pausa, você esteja bem, cercada de paz e que Deus te proteja.

Beijos

Selma

Executiva de Panela disse...

Que layout bem elaborado de seu blog, Imagens na barra lateral são muito inspiradoras. Belo!

Priscila Ferreira disse...

Bom passeio dinda, aproveitem muito!!! beijos

Dani dutch disse...

Web-mãe querida, que bom estar aqui, seu cantinho nos encanta com sua energia boa, ficaremos no aguardo de sua volta. bjuss


Teresinha disse...

Dentre esses momentos efêmeros da felicidade, posso dizer que este está sendo pleno em sua deliciosa companhia. Graveto ou montanha, não importa. O que realmente importa é buscar ter no peito aqueles que amamos e que nos fazem bem. O resto vamos levando e buscando ser feliz.
BEijos mil

Clara Lúcia disse...

Às vezes me sinto esse graveto que fica perdido na ventania... alguém vem alguém e me pega.

Lindo poema...

Ótima semana
Beijos

Cris Caetano disse...

Concordo totalmente... e bom descanso.

Beijos

Márcia Cobar disse...

Oi Betinha querida!
Adivinhe-se linda e graciosa como és!
Que o tempo em off seja proveitoso e muito salutar pra ti!
Super beijo querida, já com saudade
Márcia

pensandoemfamilia disse...

OI Beth

Somos um pouco de cada coisam garveto ou montanha, dependendo das circunstãncias. Que tenhamos sabedoria de entender nossa humanidade e nos amarmos sempre.

Sileni Machado disse...

Que lindo poema, Beth! Fez-me refletir por um instante a minha vida!
Obrigada pela visita ao Vivendo!
Bom descanso!
Bjsss
www.viveraprendendo.com

✿ chica disse...

Obrigadão,Beth! Beijos,tudo de bom,chica

Toninho disse...

Um texto com uma carga perfeita deste mergulho e refazer cada momento.
Que seja uma parada proveitosa amiga e que neste possa reencontrar cada passo dado e os a seguir.
Tenha um lindo feriadão no clima bom da serra e que quando voltar nos agracie com toda sua sensibilidade.
Um abração, vamos sentir saudades.
Bjo.

Nina disse...

Que foi amor?

Sabe que eu procurava lembrar há tempos desse nome? Hilda Hilst... eu lembro de ter lido algo dela há mts anos, e gostei bastante, mas nunca mais tive contato com sua literatura, mas agora fiquei ate em duvida se é ela mesma, vou ja pesquisar... sempre encontro bons nomes aqui contigo, menina, obrigada!

Beth fica bem tá? Olha, vamos nos ver esse ano viu?

Bjs meu bem!

Misturação - Ana Karla disse...

Beth, tudo de bom pra você.
Uma pausa é renovação pra muitos passos.
Xerossssssssss

Anne Lieri disse...

Beth,muito bem escolhida poesia que eu não conhecia e adorei o seu texto tb.Somos todos um pouco montanha, um pouco graveto ao vento...lindo isso!bjs,

Jessiiiih =) disse...

Oiii, tudo bem? Com esse feriado prolongado resolvi visita seu blog, venha me visitar tbm, te espero
bjoo

Inaie disse...

Permita-se, minha querida!
Seja quem o seu script do momento ditar.
mas tenha muitos momentos felizes.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Beth
Também estou me refazendo em Deus e em mim mesmo... É salutar!!!
Bjm de paz e bem e volte mais feliz do que já é...

Vivian Fernandes de Goes disse...

Olá,Beth!

Lindo este poema da Hilda!! E sábio!
Bom descanso pra ti!
Até a volta!
Beijos!