.....................................................................................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Um passeio no Copacabana Palace



Em 13 de agosto de 1923 foi inaugurado no Rio, na Praia de Copacabana, de frente para a Avenida Atlântica, o Hotel Copacabana Palace, para hospedar um grande número de visitantes que viriam ao país para o Centenário da Independência do Brasil. Pertenceu por muito tempo à família Guinle que o construiu e fizeram dali também sua moradia por algum tempo, principalmente no sexto andar que é onde ficam as suites mais luxuosas e onde as celebridades que aqui veem costumam se hospedar. Hoje, o Hotel de 88 anos, é administrado pelo Grupo Orient-Express e oferece todo o tipo de luxo para um público que se dispõe a pagar para ficar neste andar tão suntuoso, em baixas temporadas, o valor aproximado de 4525 reais (taxas de serviços e adicionais à parte).  

É um hotel que preserva até os dias atuais a decoração feita em 1923 pelo arquiteto francês Michel Jouannet.  Suas escadarias em mármore de carrara,  elevadores e corrimãos com metais dourados cuidadosamente polidos, cortinas e móveis clássicos, tapeçarias importadas, lustres de cristal e afrescos são alguns dos requintes do Copa.

E se você, como eu, nunca se hospedou lá, mas gostaria de saber como é tudo lá por dentro, mesmo sem poder sentir o cheirinho delicioso da essência de capim-limão que é a marca registrada de todos os seus ambientes e nem usufruir de toalhinhas com água morna para higienizar as mãos ou frutas que parecem de mentira e que ficam à disposição dos clientes dispostas em fruteiras prateadas para quem quiser saboreá-las, além de jarras d’água aromatizada com laranja, carambola ou morango (para matar a sede com glamour), sem contar os maravilhosos Spas, restaurantes e salões com cúpula folheada a ouro e tantos outros mimos que hóspedes sortudos dispõem.

Clique, então, na figura acima e poderá passear por vários ambientes deste grande Hotel, cartão postal da cidade e que guarda lembranças e curiosidades de hóspedes endinheirados e loucos que por lá passaram, como por exemplo:



Pedidos excêntricos. Vez ou outra a gerente geral do hotel, Andrea Natal, se vê às voltas com desejos inusitados de hóspedes como Keith Richards, guitarrista dos Rolling Stones. Depois de ficar hospedado em uma das luxuosas suítes com a mulher, o roqueiro quis dar o colchão do quarto de presente para a amada. “Os colchões são exclusivos do grupo Orient-Express. Não estão à venda em lugar algum, mas demos um jeito. Quando é possível realizar loucuras e satisfazer desejos, a gente faz”, garante Andrea. Mick Jagger foi outro que deu trabalho. O cantor exigiu muffins durante sua estadia, que tiveram de ser testados e aprovados antes de servidos ao ídolo. No final das contas, ele acabou comendo só um.

Celebridades que levaram o hotel abaixo. Em 1974, o cantor Alice Cooper, expoente do hard rock à época, quase destruiu o Copa. Durante toda uma madrugada, ele, a banda e sua equipe técnica, alheios aos apelos da gerência e protestos de outros hóspedes, travaram uma guerra que incluiu arremesso de pratos e comida, lançamento de objetos pela janela e bebedeira colossal. Quatro suítes foram depredadas, móveis foram danificados, vidros quebrados e a piscina do hotel precisou ser esvaziada por dois dias para limpeza. O prejuízo foi inteiramente ressarcido no dia seguinte, com o pagamento da maior conta de extras já registrada pelo caixa do hotel. Em 1977, foi a vez de Rod Stewart aprontar. O roqueiro e seus músicos foram expulsos após disputar uma barulhenta partida de futebol no amplo, mas insuficiente espaço, de uma das suítes presidenciais. 


(Fonte Veja Rio)



(E-mail recebido da amiga Heloísa)






16 comentários:

Camille disse...

Como é lindo, imponente e chic. Quando eu morava ai, adorava lanchar lá. Cha das cinco. Em ocasiões especiais com as amigas. Lembro uma vez quando ganhamos uma concorrencia. Outra, estavamos nos sentindo por baio por algum motivo, fomos la para levntar a moral. Outros tempos. Tao distantes, mas as lembranças me dao saudades.
E quem nao teria saudades de um hotel lindo e historico como esse?
Beijos!!!

Georgia disse...

Beth que luxo!!! Nao deixa nada a desejar aos hotéis de luxo em outras parte do mundo.

Adorei visitar o Palace Hotel!

Agora, esses artistas pensam que eles podem tudo, né?

Deve ser o que eles fumam...

Bjao

✿ chica disse...

Ele é lindo demais,Imponente e cheio de charme.Um lindo cartão postal do Rio! beijos,chica

Heloísa disse...

Beth,
Adorei fazer esse tour pelo maravilhoso Copacabana Palace.
Que requinte!
Beijo.

Elisa Zambenedetti disse...

Beth, vc está chic demais!
Se eu descrevesse aqui as espeluncas em que eu e o Emídio ficamos nas nossas viajens para fotografar alguns dos pássaros que vc pode ver no meu blog, vc iria morrer de rir!
O mundo é feito de contrastes mesmo.
Beijos.

Lúcia Soares disse...

Realmente, é só pra quem pode, e muito. O que será que tinha de diferente nesse colchão desejado? Claro que a moça disponibilizou pra ele, imagino que a peso de ouro, heim? rsrs
Um luxo só, quem não gostaria de passar uma semaninha que fosse aí? Ou apenas um dia e uma noite.
Adoro cheiro de capim-limão.
Beijo!

Paloma disse...

BETH, ele é um cartão postal, um orgulho para a Cidade Maravilhosa.O Copacabana Palace tem, de fato, muitas histórias a serem contadas. Muita gente famosa passou por lá. Ele é chiquérrimo,por dentro e por fora.

Abraços

Wilqui Dias disse...

HAAA SE EU PODESSE, E MEU DINHEIRO DESSE...
Queria só uma semana ai..rss
Eu tô vendo um programa da band eu acho que a Narcisa ta nesse programa, menian ela nao sai dai, kkkk nao entendi se ela mora, ou só é amiga da galera, sei que vira e meche ela ta por ai na piscina. rss lembrei dela quando vi a foto. bjs

Márcia Cobar disse...

Excelente resgate histórico, Betinha! Fui a uma festa de 15 anos no Copa, achei o lugar divino, glamuroso, mas com um "quê" de -=me reformaaaa=-!
Não senti o cheirinho de capim limão, mas achei a escolha da essência fantástica, bem brazuca!
Beijos querida!
Márcia

Teresinha Ferreira disse...

Olá Beth,
O Copacabana Palace é um patrimônio e tanto. Quantas acontecimentos e pessoas interessantes passaram por lá. Valeu nos proporcionar esse tour que só encanta os olhos e a alma.
Beijos mil

Bia Jubiart disse...

Beth, o meu lado rebelde gostou da bagunça dos rockeiros rsrsrsr

Aqui não é o hotel chiqueroso, mas faço minhas águas minerais aromatizadas, gosto de por anis, cardomomo, casca de maçã, canela etc.

Amei saber mais sobre...

Beijãooooooooo

pensandoemfamilia disse...

Muito lindo! Sabe que nunca fui nem tomar o chá das cinco conforme a amiga Camille citou.
Que tal marcarmos um encontro para este chá?
Adorei o passeio, obrigada, mas é um horror as pessoas que perdem a noção e destroem como os casos citados, não é mesmo.

bjs,

VIVIAN!!!!!! disse...

Olá Beth. Um luxo só não é mesmo, adoraria passar uma semaninha, pra relaxar o corpo e a mente, um mergulho na piscina também não ia mal não neste verão !!! bjs bom final de semana!!!

ML disse...

Rico maluco é excêntrico.
Pobre maluco é ..."marginal".

Mas tá certo, o 1º paga o preju, já o 2º ; > )

bjnhs

Socorro Melo disse...

Oi, Beth!

Gostei de conhecer a história do Copacabana Palace, é muito chic!
Pelo comportamento dos citados hóspedes, percebemos que nem sempre quem tem dinheiro, tem classe...

Beijos
Socorro Melo

Mariana disse...

Eu tenho pensado ir a próxima semana a tomar o chá que uma amiga me recomendou.
Este é um dos melhores hotéis em copacabana e acho que o chá vai ser um pouco caro, mas a experiencia vai valer a pena